Remoção do filtro de acuidade não resolveu o problema da Xbox One.

A Microsoft não parece desistir da sua ideia de alterar a imagem da sua consola de forma a disfarçar os jogos sub-1080p. E apesar de ter removido o filtro que aumentava a acuidade da imagem (sharpness), mantêm os pretos esmagados e acrescentou um efeito de “Blur”

 

Como forma de disfarçar a menor resolução dos jogos sub-1080p a Microsoft programou o seu chip de re-escalamento interno para alterar a imagem.

Assim o que acontecia era que a intensidade dos pretos era aumentada ao ponto de os diversos tons se diluírem uns nos outros, esmagando assim as cores. Havia ainda um aumento da acuidade da imagem (sharpness) que criava problemas acrescidos com o Aliasing, bem como desfigurava as cores e as texturas. Estes efeitos foram inicialmente discutidos por nós na apresentação de Battlefied 4 para a Xbox One.

Apesar de muitos defensores fanáticos da consola se terem na altura recusado a perceber a realidade das coisas, defendendo o efeito, a verdade é que o mesmo estragava a imagem de forma notória.



Vejamos dois exemplos:

Como se pode ver há um excesso de negros na imagem e toda a acuidade está excessiva criando um aspecto algo bruto na intensidade das cores e um ressaltar dos pixels.

E apesar de os dois efeitos poderem ser basicamente anulados com regulações da TV, foi perante inúmeras queixas de utilizadores que a Microsoft resolveu remover o efeito, o que aconteceu com este último firmware da consola.

Infelizmente a Microsoft continua a não deixar a consola apresentar uma imagem pura, e apesar de ter removido o filtro de acuidade (sharpness), manteve os níveis de preto como estavam obrigando a manter os brilhos da TV mais altos para que os diversos tons sejam perceptíveis.

Mas a parte pior foi que a remoção da acuidade, apesar dos seus defeitos, transmitia a sensação de estarmos perante uma resolução superior como as três imagens de baixo dão a entender. Possuem as três a mesma resolução mas a acuidade foi puxada no Photoshop dando a entender maior detalhe e resolução na imagem de baixo:

Assim a Microsoft resolveu compensar a sua remoção de outra forma. E aplicou um efeito de borrão (Blur) na imagem que dá igualmente a entender uma resolução superior.

O resultado é uma espécie de anti-aliasing gratuito  mas que tem consequências bastante penalizadoras.

Comecemos por mostrar os benefícios do método:



Alteracao-xbox

Como o Zoom em causa mostra o efeito de Aliasing é bastante reduzido com o “Blur” aplicado. Infelizmente, apesar de parecer, este não é um verdadeiro Anti-Aliasing, mas sim um borrão de imagem, e como tal há consequências em situações que um Anti-Aliasing normalmente não afecta.

Vamos ver exemplos:

A imagem de baixo mostra um Zoom a uma zona do ecrã com o filtro anterior e o actual. E como podem ver o novo efeito basicamente remove grande parte da legibilidade da imagem, onde os caracteres chineses se tornam difíceis de perceber:

Este outro exemplo é igualmente claro, com o texto a ficar basicamente ilegível e uma componente de névoa a aparecer.

O novo efeito é penalizador ao ponto de chegar mesmo a eliminar detalhes nas texturas, como podem ver pelo exemplo que se segue:

Há seriamente que questionar o motivo pelo qual a Microsoft insiste em adulterar a imagem. Tal não altera a realidade das coisas, e 720p está longe de ser uma resolução penalizadora na qualidade da imagem.

O maior problema deste novo filtro é que não há regulação possível que se possa fazer na TV para o compensar. O borrão pura e simplesmente elimina o pormenor das texturas que, pura e simplesmente, deixa de estar lá.

O novo firmware efectivamente eliminou o problema do “Sharpness” excessivo. Mas ao manter os pretos esmagados e acrescentando este efeito de borrão, saber se foi para melhor é que é bastante questionável!

Imagens: DualShockers, Neogaf



Posts Relacionados