Revelações recentes sobre o facebook revelam que não só não existe qualquer privacidade, como o facebook sabe tudo sobre ti.

O Facebook cruza dados anónimos, conseguindo, mesmo sem a identificação das pessoas, acabar por saber o que pertence a quem, sabendo tudo sobre as pessoas, mesmo dados não divulgados no perfil. Mas pior do que isso, o Facebook vende esses dados a terceiros.

Dados recentes tem vindo a revelar a forma como o youtube processa os dados. Mesmo sendo tudo tratado anonimamente, o cruzamento de dados acaba por permitir a identificação das pessoas. Dessa forma o facebook acaba por saber tudo sobre os seus utilizadores, e mesmo dados que não são incluídos no perfil são obtidos pela análise de conversações e trocas de dados, permitindo obter-se muita informação adicional sobre as pessoas.

Para estas análises o facebook mantêm o registo de todas as conversações dos utilizador. Mesmo aquelas que foram apagadas pelo utilizador e que, dessa forma, não deveriam estar em qualquer registo! Mas mais do que isso, segundo esta notícia, o facebook tem tudo o que utilizador escreveu, incluindo aquilo que não chegou a postar!

Sim, o facebook analisa o que o utilizador escreve, mesmo que tudo seja apagado sem enviar!

Esta situação de obtenção de dados passa depois pela cedência das mesmas a outras empresas, empresas essas que depois tambem fornecem dados ao facebook. Por exemplo, Tinder, Grindr, Bible+, Curvy, ForDiabetes, Kwitt, Migraine Buddy, Moodpath, Muslim Pro, OkCupid, e Pregnancy+ fornecem dados sensíveis e privados ao facebook. Seja porque o facebook lhes paga, ou porque lhes cede igualmente dados, a realidade é que a troca de dados existe, e acaba associada à pessoa.



Isto são dados procupantes que muitos podem tentar ignorar. Mas que daqui a uns anos, quando forem mais velhos, poderão ter grande impacto na sua vida, podendo as pessoas acabar burladas e sem nada apenas porque dados privados que nunca deveriam estar nas mãos de ninguém, caíram nas mãos de pessoas sem escrúpulos, seja pela via do pagamento, seja por hacking.



Mas a análise nem acaba aqui. Ainda segundo a mesma notícia, o facebook analisa o ecrã para ver onde o utilizador toca, percebendo hábitos e quais as zonas do ecrã onde o utilizador tem mais tendência em tocar.

Empresa que se sabe que obtiveram dados sensíveis do facebook foi a Amazon, sabendo-se agora que a empresa tinha direito a uma backdoor privilegiada no facebook para acesso directo a dados dos utilizadores.

Sabe-se tambem que o Spotify, Netflix e mesmo o banco do Canadá tinham acesso a mensagens privadas dos utilizadores. E mais do que isso, perante certas circunstâncias, as mensagens estavam linkadas e podiam ser apagadas junto destes dois programas que tal refletir-se-ia no facebook.

Com muitas questões no ar, e que até podem ter justificações plausíveis, o certo é que a polémica sobre o uso dos dados do facebook está a levantar muitas vozes, e o poder político está muito preocupado com a situação. A possibilidade de o o Facebook ser forçado a encerrar ou ter de sofrer sérias alterações ao seu funcionamento, é neste momento real, e sinceramente, perante o que tem vindo a público, creio que tal terá mesmo de acontecer. Nenhuma empresa Deve ter tanto acesso a informação particular! Os dados são privados, são dos utilizadores e o facebook não só não é diferente dos outros como se tem revelado pouco digno para ter esse tipo de informação, poder e controlo.

O facebook anda sob investigação, e apesar de ser claro que muitos políticos não percebem como funciona a internet, tambem é verdade que a colecta, e mais ainda, a cedência, destes dados do facebook não são verdadeiramemte necessários para que o facebook funcionar, mas sim, quando muito, extensões ao seu funcionamento.

Nesse sentido, a investigação justifica-se, e em caso de culpa, como com qualquer prevaricador, o facebook tem de ser condenado!