Rumor: Amazon pode produzir processadores ARM para a sua Cloud

A Amazon é quem mais serviços Cloud vende (5x mais que todos os seus competidores juntos), e agora quer criar o seu hardware para os servidores.

cloud

A Amazon é quem possui os maiores clientes e serviços Cloud. Mas se o seu hardware é, tal como a maioria dele, genérico, a Amazon planeia criar processadores ARM específicos para os seus servidores e serviços. Esta situação poderá dar à empresa a performance que precisa, mas a um preço mais reduzido.

Para tal a Amazon contratou alguns engenheiros de uma empresa agora extinta denominada Calxeda e que se dedicava à produção de chips. Basicamente a Amazon parece querer seguir o caminho da Nvidia e Qualcomm, criando os seus próprios chips específicos e dedicados, o que implicará obter uma licença da ARM para a criação de CPUs baseados na sua tecnologia.

Certamente será difícil que um processador ARM, mesmo que específico, bata o poder dos processadores Intel, mas estes poderão ser bastante mais eficientes a nível energético e fáceis de usar em sistemas de trabalho distribuído, ao ponto de, com as poupanças, se poder meter mais processadores que compensariam ou passariam a diferença de capacidade de processamento.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Caso a Amazon avance com o projecto, deverá usar os ARMv8 com suporte 64 bits, alterados com núcleos proprietários e concebidos para usar a configuração de Hardware e serviços da Amazon.

Note-se que esta situação não é confirmada pela Amazon, mas apenas um rumor baseado na contratação dos referidos engenheiros, e que faria bastante sentido.

Publicidade

Posts Relacionados