Rumor: Crytek com problemas financeiros poderá declarar falência

Ao que parece as fracas vendas de Ryse como exclusivo, e uma fraca adopção do seu motor CryEngine poderão levar a Crytek à falência.

crytek

A notícia surge de uma publicação Alemã, a revista “Gamestar” e que refere que a Crytek está com graves problemas, podendo mesmo vir a decretar falência.

Segundo os dados fornecidos, o CRYENGINE não está a receber uma grande adopção, apesar de ser um dos melhores e mais optimizados motores do mercado, o que terá de forçar a Crytek a rever os seus preços. Curiosamente isso é notório com um grande fluxo de jogos equipados com o Unreal Engine 3 e 4, bem como o Frostbyte 2 e 3 a dominarem actualmente o mercado.

Mas a revista vai mais longe e afirma que o desenvolvimento de Ryse foi catastrófico para a empresa. O compromisso para ter o jogo pronto para o lançamento obrigou a despesas elevadas com a contratação de mão de obra adicional. Para piorar a coisa o jogo não vendeu bem, e ficou longe do expectável para um exclusivo delançamento de uma consola.



No entanto a empresa poderá vir a receber uma injecção de capital com um contracto iminente, mas o certo é que a indústria certamente gostaria de ver a Crytek na falência para poder recrutar facilmente os seus talentos internos.

O rumor adianta ainda que a Wargaming é listada como potencial compradora da Crytek, o que a acontecer poderia vir a ter implicações no estilo de jogos lançados futuramente pelo estúdio. Afinal a Wargaming produz jogos multi-jogador gratuitos que explora com a venda de itens in-game. E isso seria uma alteração radical ao estilo da Crytek.

De acordo com a revista, Avni Yerli da Crytek explicou-lhes que um dos motivos que levou a empresa a sofrer os actuais problemas financeiros foram alguns “rumores dramatizados” criados por ex-empregados insatisfeitos e que tiveram um grande impacto negativo na imagem pública da Crytek. Mas mais ainda, com as contratações para Ryse, a empresa ficou com mais de 800 funcionários que acarretam grandes despesas salariais, o seu jogo Warface apenas teve verdadeiro sucesso na Russia e a plataforma G-face da empresa foi um flop.

A Crytek veio recentemente negar a situação, no entanto tem aparecido declarações de funcionários que dizem não receber à pelo menos 2 meses e várias empresas estão a receber currículos de funcionários da Crytek, o que parece dar algum fundamento ao rumor.

ULTIMA HORA: O website Kotaku refere que a empresa cancelou vários projectos, entre os quais a sequela de Ryse. Acrescenta ainda que mais de 100 funcionários já abandonaram a empresa.



Posts Relacionados