Rumor: Microsoft poderá adquirir a Playground Games

O rumor surge de um documento oficial publicado num website governamental do Reino Unido.

Um documento publicado num website governamental do Reino Unido, mostram que a 29 de Maio deste ano Keith Ranger Dolliger foi nomeado novo director da Playground Games.

Ora o que tem a nomeação deste senhor a ver com a aquisição da Playground pela Microsoft? Na realidade nada, motivo pelo qual isto é um rumor, mas há no entanto factos históricos que não podemos esquecer, e que levam a essa ideia de uma forma bem coerente.

Vejamos os seguintes casos:

LinkedIn, Rare, Skype, Lionhead, Groove Networks, Havok, Xamarin e outras. O que tem estas empresas em comum?



Bem… uma das coisas e que todas elas foram adquiridas pela Microsoft!

E dai?

A outra coisa que elas tem em comum, é que no momento da sua aquisição, Keith Ranger Dolliger era director das mesmas!

Basicamente há aqui uma espécie de causa efeito que não pode ser negligenciada e que consubstancia este rumor.

Recorde-se que a Playground Games é uma empresa independente, mas que tem trabalhado exclusivamente com a Microsoft nos seus jogos Forza Horizon. Foi igualmente responsável pela introdução de tecnologia de rendering neste jogo que foi depois adaptada a Forza Motorsport, permitindo melhorar as performances do jogo.

Dada a proximidade destas duas empresas, especialmente quando há o rumor que a Playground poderá ter uma segunda equipa a a trabalhar num jogo Fable para a Microsoft, o rumor faz ainda mais sentido.

Entretanto sabe-se que a Microsoft estará numa de aquisições de estúdios, e para além da Playground fala-se da compra de uma equipa Canadiana que ainda é desconhecida (Rumores falam da MDHR ou da Capcom Vancouver) que terá um jogo quase pronto e que será exclusivo Xbox/PC, bem como uma outra equipa Norte Americana e que tinha já boas relações com a Microsoft (rumores falam da Undead Labs).



Há ainda supostamente a nova super equipa, destinada a jogos AAAA (sim, 4xA, seja lá o que isso for) que será a Xbox Santa Mónica.

Ressaltando-se a boa medida para o futuro da Xbox, no meio disto tudo há algumas coisas que não parecem no ser muito coerentes, e isso passa pelo facto da Playground Games ser uma uma empresa que já trabalha exclusivamente para a Microsoft. Basicamente isso quer dizer que, após a Microsoft dispensar largos milhões na aquisição da empresa, o que obterá a nível de novos jogos será exactamente o mesmo que se não tivesse investido nada na mesma.

Numa lógica algo diferente, as outras equipas, salvo se a aquisição Canadiana for a Capcom Vancouver, não estamos a falar de super equipas ou sequer equipas de primeiro plano, o que à partida, e salvo investimentos anteriores ou acordos pré existentes com a Microsoft, quer dizer que estas equipas a virem a produzir títulos AAA para a Xbox, isso só terá resultados daqui a alguns anos, apesar de certamente, a confirmar-se tudo isto, os atuais trabalhos destas equipas irem aparecer na E3 como exclusivos. Quem sabe não poderá no entanto existir alguma surpresa devido a pré acordos desconhecidos que levassem a que estas equipas já estivessem a trabalhar com a Microsoft.

Seja como for, este conjunto de situações e questões são a parte má destes rumores, mas que no entanto não tira qualquer valor às aquisições pois tal permitirá à Microsoft garantir de forma definitiva uma equipa de qualidade no seu seio, bem como aumentar as equipas first party, algo que só pode ser visto com bons olhos.

Agora recordemos que no inicio desta geração a lista de estúdios da Microsoft era superior à da Sony, e se actualmente o número é reduzido, tal deve-se ao facto que elas foram encerradas.



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
By-mission
Visitante
By-mission

Excelente noticia, tomara que não se fique nos rumores. Forza Horizon e o maior exclusivo da Xbox no momento..

José Galvão
Membro

Ser bom para a Microsoft é, pois é o melhor estúdio que a Microsoft ”tem” neste momento, agora se será bom para a Playground é que já são outros quinhentos.
Como é do conhecimento de todos, a Microsoft tem o hábito de esgotar as suas IP’s até à exaustão, e Horizon não foge a esta regra, like clockwork este ano teremos outro e daqui por dois anos outro, e assim sucessivamente, até que o talento do estúdio de canse e apenas reste o esqueleto, tipo um lendário estúdio chamado RARE.

Ewertom
Visitante
Ewertom

Desde que o jogo tenha as mesmas qualidades dos anteriores,não vejo o porque da saturação.

GT demorou,demorou e olha o que os jogadores receberam,um jogo inacabado e insufuciente que ao meu ver para mim,já foi faz tempo.
Não sou mais adepto a simulador,mas jogos como Forza Horizon,que sai da regra dificilmente é estagnado.Ex:O Need for Speed ta ai para nos provar isto,se você é adepto a jogos arcade estes 2 jogos são os melhores que tu pode encontrar nos consoles atuais.

José Galvão
Membro

Penso que não é a olhar para a galinha do vizinho que se resolve os problemas da nossa própria casa, não é por causa da Sony ter lançado uma espécie de GT Prologue alargado que o Forza, e os IP’s da Xbox em geral, não tenham um grave problema de saturação.

A Sony teve alguns solavancos, o que é normal, mas está bem e recomenda-se, já a Microsoft nem por isso, olha tens menos um para este ano, ainda menos, o Crackdown 3 foi adiado, é cada tiro cada melro,

Ewertom
Visitante
Ewertom

Interessante a sua resposta,pois quem começou a olhar”para a casa do vizinho” foi você :eu somente me referi a algo concreto que pessoalmente eu vi.

Se você prestar bastante atenção ao que me referi sobre o Forza Horizon que tu mencionaste,o seu game play estilo arcade é muito mais difícil de se saturar referente a outros estilos tipo simulador,onde temos GT,Asseto Corsa,Project Cars e o Forza e colocando aqui o F1 da Codemaster que é bem difícil ou seja antes tínhamos somente 2 e agora temos muito mais e aonde iremos pois se todos tem ao meu ver as mesmas características de jogabilidade e as mesmas pistas a exaustão,tirando maior proveito em somente gráficos do Gt.
Mas como sempre defendi(gráficos para mim não dizem nada).

Livio
Visitante
Livio

Embora ainda seja uma Second Party eu considero a tempos a Playground como uma First Party da MS, pois não conheço um jogo desenvolvido por ela para outras plataformas.

Diferente da Quantic Dream que é uma Second Party, quase FP da Sony, mas que já desenvolveu para outras plataformas, aliás um dos jogos mais aclamados, Heavy Rain, iria sair somente para Xbox 360…. aí já sabemos o resto.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Forza Horizon certamente é um jogo excelente. Estou longe de me fartar desta série.

Mas gostaria de fazer uma pergunta ao Mário e demais colegas, será que a Polyphony vai lançar um GT tradicional pros próximos tempos ou o negócio vai se focar nessa “experiência” GT Sports de agora adiante?

Livio
Visitante
Livio

[OFF] Se não está entre as que mais investem no marketing como que a MS quer vender o Xbox? Vou deixar de estudar para uma prova que acontecerá no dia 11/06 para assistir a conferência. Espero que não me decepcione, assim como foi nos últimos 3 anos.

https://www.eurogamer.pt/articles/2018-06-09-nintendo-ultrapassa-sony-em-investimento-publicitario