Rumor: PDF de apresentação da NEO foi revelado

Não há certezas de que o documento seja verídico, mas tudo aponta nesse sentido. Trata-se de um PDF de apresentação da nova PS4 NEO, e que, pelo descrito no mesmo, poderá estar atrasada ou a ser repensada perante a apresentação da Scorpio.

Como sabem estou de momento de férias, pelo que não irei escrever um artigo sobre este assunto. No entanto deixo aqui um link para um pdf que supostamente é um documento interno de apresentação da nova Playstation NEO.

O documento possui vários dados interessantes, sendo que o mais salta à atenção é a previsão de lançamento para Abril de 2016, o que, como sabemos, não aconteceu, dando a entender-se que a consola estará a ser repensada ou estará com algum tipo de problemas não previstos.

O documento confirma a não existência de software exclusivo para este modelo da PS4, re-afirmando que a consola co-existirá, apenas apresentando melhorias face ao que a PS4 faz. Essas melhorias incluem:

  • Mais fotogramas
  • Fotogramas mais estáveis
  • Melhoria da fidelidade gráfica
  • Características gráficas adicionais

A consola dará suporte a ecrãs 4K!

Não deixa de ser curioso de notar que a gama de situações suportadas vai além do mero aumento de resolução. Há a possibilidade, conforme já tínhamos previsto, de manter resoluções e aumentar fotogramas ou, novidade, apenas os estabilizar, melhorando o grafismo.

E apesar de todos estes pontos serem já polémicos para os utilizadores da PS4, este último em particular apanha-nos de surpresa! É um tipo de melhoria que nunca tinha sido anunciado, e que mais do que os restantes representa um rude golpe aos utilizadores da PS4!

O documento confirma ainda as especificações em rumor da consola:

  • CPU a 2.1 Ghz
  • GPU com 36 CUs a 911 Mhz
  • 218 GB/s de largura de banda

Os recursos serão distribuidos exactamente como na PS4, mas há uma diferença, os 512 MB acima dos 5 GB disponíveis para os jogos, e que totalizam os 5.5 GB de RAM disponíveis para os jogos na PS4, só podem ser usados nesta consola para a implementação de melhorias da NEO. Pa PS4 estes 512 MB adicionais são usados para paginação de forma melhorar acessos ao disco e performances, pelo que surge a questão sobre se este tipo de uso na NEO não poderá limitar a PS4 de alguma forma.


A possibilidade de gravações (capturas de jogos) a 1080p está, de acordo com o documento, em aberto para esta consola.

O documento aborda ainda uma realidade que já tínhamos discutido em um artigo exclusivo da PCManias, o facto de a NEO não possuir performance para colocar jogos com a qualidade apresentada pela PS4 a 4K, mesmo mantendo a geometria original intacta. E assim o proposto é a criação de uma metodologia de “checkerboard rendering” que permita a criação de resoluções próximas dos 3840×2160.

Esta é uma resolução não nativa e que o jogo Rainbow Six: Siege implementou na PS4 e Xbox One para atingir os 1080p 60 fps. Podem ler sobre ela aqui, percebendo que há toda uma reconstrução artificial da imagem por interpolação.

No final há uma indicação que 1440p numa TV 4K não permite um resultado que se diferencie dos 1080p nativos.

Eventualmente será esta falta de performance para os 4K nativos que estará a atrasar a divulgação da consola, mas, claro, isso é especulação nossa!

Entretanto podem consultar o PDF de apresentação em causa, aqui!

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (27)

  1. A parte que mais me preocupa é: “características gráficas adicionais”.

    Tendo sido referido a maior resolução e fps, será que se estão a referir apenas a pós processamento ou outra coisa completamente diferente?

  2. Você confundiu Mario, o documento está apontando o lançamento para Outubro de 2016. O que seria lançado em Abril é o protótipo para os desenvolvedores.
    Está descrito também que todos os jogos do PS4 original funcionam no Neo de forma idêntica e que para utilizar das melhorias, o desenvolvedor precisaria lançar um patch. Se não me engano, todos os jogos a partir de setembro já possuem o modo Neo.
    Além disso, o console será claramente incapaz de 4K nativos no nivel dos jogos atuais e a Sony está bem ciente disso propondo diversas resoluções alternativas para que os 4K sejam obtidos por upscaling.
    Eles também não estão impondo nenhum limite aos devs, deixando-os livres para melhorarem frame rate e fidelisade gráfica, inclusive os estimulam a manter 1080p ao dizer que não faz diferença em TVs 4K em comparação com o 1440p.
    Provavelmente esse foi o documento oficial que a Digital Foundry obteve pois tudo bate perfeitamente com o que eles disseram.

    Detalhe: nenhuma menção sobre utilizar a potência extra somente para o VR como muitos sugeriram.

    • Nem haveria pois não? Se o objetivo é falar sobre o modo neo, e de acordo com essa teoria (que eu defendo), não existiria modo neo para jogos VR, apenas para jogos normais, então não faria sentido nesta apresentação explicar como utilizar a potencia extra da NEO, somente no VR.

  3. Interessante. Esse podia ter sido o projeto do PS4 original… ;p
    911 MHz na GPU deverá ter um projeto de refrigeração totalmente reformulado imagino.

  4. Se lembrar do documento que está nesse link?

    https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwj_qsG-qoDOAhUGDpAKHd4CCjMQFggcMAA&url=http%3A%2F%2Fwww.gameinformer.com%2Fcfs-filesystemfile.ashx%2F__key%2FCommunityServer-Components-SiteFiles%2Fimages-news-xbox720%2Fxbox720doc.pdf&usg=AFQjCNFbM9sR886mfZi1srCiYZy6LVHQ2A&bvm=bv.127521224,d.Y2I

    Esse PDF da Microsoft foi vazado em 2012 e provavelmente foi apresentado em 2011, então ele tem uns 4 anos no mínimo.
    O encontrei nos meus arquivos essa semana por acaso e resolvi olhá-lo para ver como as coisas se desenrolaram e fui surpreendido.
    É muito comum ver nesse site o posicionamento das pessoas dizendo que a Microsoft está remando de acordo com a maré e sem direção, mas nesse velho documento está previsto:

    Always On;
    A utilização da Cloud para renderizar games após o ano de 2015;
    A transformação do Xbox em uma plataforma para ser acessada por diversos dispositivos, seja o console, laptop, PC, tablet;
    O Xbox Play Anywhere, inicie o jogo no console, continue de onde parou no PC e vice e versa;
    A retrocompatibilidade com o Xbox 360;
    Atualização de hardware no meio de geração e suporte a mais de um SKU dentro da mesma geração;
    Óculos de realidade virtual/Aumentada;

    De tudo que existe nesse documento, só o Always On foi deixado de lado devido à reclamação pré lançamento.
    Nada do que está acontecendo começou da noite pro dia ou por que a Sony está liderança e a Sony não inventou o PS4 Neo por que a Microsoft está no PC.
    Os documentos vazados só mostram como todo mundo é trouxa de acreditar que existem vilões e heróis na indústria e se calhar essas empresas até trocam informações entre si para competirem na mesma direção, deixando os tontos da internet fazerem suas guerras.

    • Até te digo mais, desde 2001 que a Microsoft quer transformar a Xbox numa plataforma ligada ao PC.

      O problema é que para ir para aí decidiu fazer um pequeno desvio como a pessoa que vai de Portugal ao Brasil dando um saltinho pela Austrália…

      Toda a gente aqui tem plena consciencia que esse é o grande end-game da Microsoft, e que a consola por si nunca lhe interessou, mas sim os benefícios que podiam advir disso para o Windows.

      O problema é que para fazer isso passou por muita coisa: lançou o games with live, criou exclusivos únicos da consola, nunca trouxe as otimizações específicas do API da consola para o PC, nunca tentou unir as lojas de um e outro… coisas que empresas como a Steam e a AMD fizeram em muito menos tempo e sendo mais bem sucedidas, e que só agora é que a Microsoft começa a puxar.

      Por isso é que dizemos que é uma empresa sem direcção: porque sabemos o que realmente quer, mas anda para a frente e para trás a tentar esconder o que é mais que óbvio.

      Diz-me tem algum sentido no panorama do Xbox PLay Anywhere ou da plataforma Xbox fundida com o Windows, não ter todos os exclusivos da consola no PC? Não! Tem algum sentido, depois de o Mantle ter feito maravilhas no desempenho dos jogos vir o DX12, e termos casos como o de Quantum Break no PC? Ter a WUP, que quando surgiu, apesar de ser bastante claro o que os jogadores PC valorizam, falhou em entregar isso? Não!

      O pior, contudo, é que não vês porque é que a Microsoft é criticada: o fim das consolas, a tentativa de empurrar o gaming para o PC (que é o que tenta fazer), o Live e políticas abusivas como acesso a serviços que deviam ser gratuitos, etc.

      Se o online pago seria o futuro, quer a Microsoft o tivesse feito ou não… não sei. Só sei que por causa de muitos trouxas que o assinaram e ainda vêm dizer que é uma maravilha agora tenho que pagar por ele na minha consola. Apesar de pagar o jogo. Enquanto no PC, o têm de graça, incluindo o mesmo serviço da consola. (outra coisa que faz pleno sentido…)

      • A questão, é que não existe serviço de qualidade gratuito e mesmo pago, a PSN é fraca e os jogos exclusivos da Sony costumam não ter nem servidores dedicados.
        Você paga a PSn, por que a Sony viu que é uma forma de fazer dinheiro e que não tem como oferecer serviço de qualidade gratuito, por que ele custa para a empresa manter.
        No ramo dos consoles, a empresa ganha dinheiro de duas formas, vendendo jogos e vendendo serviços. A Live é um serviço, a PSN é um serviço. A venda do console em si, gera um lucro muito, mas muito pequeno tanto é que o PS3 consumiu em 3 anos todo o lucro que a Sony teve com vendas de PS2 em toda uma geração por que era vendido com um pouco de prejuízo.
        Você não vê isso por que tem uma mentalidade de pedinte de esmola. A PSN é ridícula para um serviço pago, não dá para comparar com a live e eu já disse. Coloque numa comparação o online de Uncharted 4 e o de Halo 5, parece comparar uma empresa amadora com outra profissional, porém, vocês aceitam numa boa e a culpa ainda é da concorrente. A Sony os tem na mão. A Microsoft se oferecer um serviço porco perde todos os assinantes por que ela não goza do mesmo prestígio que a Sony entre os consumidores.
        A Microsoft tenta diferentes estratégias por que a maior parte das pessoas do mercado de games tem má vontade para tudo que a empresa faz, mas com a Sony é o contrário. Existe sempre um fator externo que é o motivo da besteira que ela vai fazer, nunca é a empresa.
        Claro que isso não é para todo mundo, mas eu poderia dizer tranquilamente que é para 99% dos portugueses que comentam nesse site.

        • Correcção 1: não existe serviço de qualidade gratuito para os jogadores de consola, porque os jogadores de PC terão direito à qualidade que andaste a pagar há coisa de 8 anos completamente grátis.

          Correcção 2: a Sony face ao sucesso da Microsoft no modelo, viu que era uma forma de se fazer dinheiro e por isso apostou.

          Correcção 3: a PS3 chegou a ser vendida com quase 300$ de prejuízo. Não foi um poucochinho.

          Correcção 4: não distorças as coisas – estamos a falar sobre o facto de ser pago ou não ser, não sobre a qualidade agora que é pago e do facto de pagarmos e acharmos bem – a minha opinião é a de que não acho bem! Aliás, acho ridiculo as pessoas valorizarem de tal forma o multijogador, quando muitas vezes é o single player a melhor parte a que mais brilha, mas enfim.

          Correcção 5: a Xbox ONE foi o que foi e ainda assim chegou a vender bem. Além disso fartou-se de extorquir os clientes com o live e ainda há aqui defensores. Por isso, quando ela ofereceu um serviço porco houve muita gente que a apoiou.

          Fernando, vamos lá a ver uma coisa. Tu pagas os jogos que adquires? Se pagas e jogas e se no pacote vem multijogador então tens direito a usufruir do que compras e pagas. É assim no PC e era assim na PS3. O conceito que a Microsoft introduziu foi ligeiramente diferente – para além do jogo que pagaste, tens que pagar pela possibilidade de o jogar na plataforma que compraste. Além disso, também tinhas que pagar pelo direito de aceder à internet na plataforma que pagaste, bem como aceder a outros serviços que pagavas além disso. Foi a única empresa que colocou o acesso
          à internet e a serviços dependentes da web por trás de um pagamento e teve sucesso. Isso é de se lhe tirar o chapéu.

          Mas claro quem olha para esta beleza e se revolta tem mentalidade de pedinte (eu diria mais de consumidor a quem o dinheiro não nasce da terra) enquanto os completamente lúcidos, são os que gastam balúrdios neste esquema de extorsão e ainda agradecem. E depois queixam-se de pagarem por experiências individuais, pelo jogo cuja cópia compram na loja.

          O problema do modelo é que está todo errado. Quando a febre do multijogador chegou ninguém se lembrou de fazer o que o World of Warcraft já faz e liberar modos multihogador que são vendidos à parte, pela loja virtual, e que são expandidos (armas, skins, etc) com as cópias físicas. Era assim que se devia financiar as coisas, com as empresas a suportarem o custo de suporte. E era assim que o multijogador devia ter sido comercializado em vez de criar plataformas novas sempre que um jogo é lançado. Faz algum sentido Halo ter 3 comunidades diferentes, quando podiam ter trabalhado sobre o que existia? O mesmo para Uncharted? Assim o multijogador não concorria com as vendas físicas, mas fomentava-as…

          Se as pessoas pagassem a mensalidade e acedessem a esse catálogo completamente grátis, então sim, eu concordaria e seria muito melhor. Mas não foi isso que ocorreu. Pelo contrário. Pagas o jogo e pagas pelo aceder à plataforma. Diz-me uma coisa, no PC, quem suporta esses custos? Certamente não será a AMD ou a nVidia pois não? Muito menos a Intel.
          Ou quem monta o PC em que joga.

          São as empresas que fazem esses jogos que suportam esses gastos.

          Nas consolas não… és tu quem suporta os gastos, para além de pagares pelo jogo.

          • Claro, seu ponto de vista.

            Enquanto isso, é assim a Sony aqui no Brasil:

            http://www.reclameaqui.com.br/zO4BtZesAGaDeV6R/playstation-brasil-oficial/famoso-erro-ws373979/

            É um amigo meu de infância com esse problema. Existem outras pessoas passando por isso. O problema ainda não tomou proporções gigantes mas está prestes a estourar.

            Não tem comparação o online de PC com o da Xbox Live. Talvez seja comparado ao que se tem na PSN, a festa da desconexão e instabilidade.
            Servidores de online de PCs decentes, só de jogos que vendem numeros extraordinários como Call of Duty e Battlefield que contam com suporte de empresaa monstruosas como Activison e EA ou Blizzard.
            Para o resto, jogos comuns, servidores compartilhados e hospedados em data centers de baixo custo.
            Sobre o papo do single player, desculpe mas isso é conversa de sonysta e estou farto dela. O online é sempre um detalhe dispensável, assim como o 4K ja entrou nas conversas de sonysta como algo dispensável após o anuncio do Scorpio e a confirmação de que é melhor que o Neo.
            Resumindo, é aquela velha mania de desqualificar o que não se pode superar.

          • O problema em causa tem como uma das soluções a troca de IP, o que indicia que o mesmo não passa necessáriamente pela Sony, mas pode estar ligado ao ISP, ou ao router usado
            Se o problema fosse na consola, a troca de IP nada adiantava.
            Se fosse da Sony era negado o acesso independentemente do IP.
            O problema é então na rede. Dado que o IP em causa não é o local não se trata de problema na rede local, mas no ISP ou router.
            Provavelmente certas gamas de IPs estão a ser redireccionados para os servidores de forma que causa problemas, ou o router não detecta correctamente a PS4 e não abre as portas correctas.
            Se esse for o problema, o teu amigo que crie um hotspot no telemóvel e ligue a PS4 lá. Deve conseguir conectar!
            Uma vez conectado pode mudar para o cabo e a conexão deve conseguir manter-se.
            Mas nesse caso convêm colocar o IP da PS4 numa zona desmilitarizada do router ou o problema pode repetir-se.
            Quanto aos 4K eles são dispensáveis… Especialmente em consolas.
            Desperdiçar potência em resoluções em vez de se melhorar o núcleo do jogo, os fps e o grafismo global é a pior forma de se usar performance gráfica. A PS4 é o exemplo, onde apesar de 42% mais potente nunca viste mais grafismo ou efeitos, mas apenas mais 42% de resolução ou mais fps.
            Tenho um artigo para dia 1 sobre isso mesmo!

          • Concordo contigo Fernando,uma vez estava a jogar on em MW2 e um esperto com mod menu entrou na sala e fez estrago.Fiquei decepcionado e pedi para parar e ele me respondeu de certa forma grosseira e com palavrões(xingou minha mãe que tinha a 2 meses atrás falecido em um trágico acidente de automóveis)relatei isso a ele e ele me respondeu com ironia(AINDA BEM QUE MORREU)aquilo pra mim foi horrivel,fiquei olhando aquela mensagem e na minha mente somente vinha o momento do telefonema de minha irmã me dando aquela noticia horrivél.Enviei um Email para a SONY a mensagem dele na PSN e sabe o que aconteceu…NADA.As vezes entro para jogar e me deparo com a ID do jogador e simplesmente saio da partida.Até o momento na LIVE não tenho muitos amigos mas em nenhum momento ouço xingamentos,ofenças ou seja o pessoal só se diverte e isso para mim é o que interessa.Para mim depois de conhecer a Live a PSN do Ps3 é horrivél em termos de qualidade e jogadores sem educação(alguns).Mas o que importa é nós cuidar-mos de nossas vidas e se puder ajudar, ajuda seu próximo de coração,pois isso não faz mal a ninguem.

          • Por amor de Deus… Estás a generalizar!
            Mal educados existem em qualquer sítio!
            Uma vez estava a jogar Horizon 2 com a malta do Beyond 3D e estava lá um brasileiro… A cantar… E a chamar nomes a toda a gente.
            O resto da malta não percebia o que ele dizia, mas quando lhes traduzi e intervi a mandar o gajo calar-se… Ficaram podres…

          • Ewertom, lamento pelo ocorrido.
            Na live também existem pessoas assim, não é exclusividade de alguma rede em específico.
            O bom da Live, é que geralmente você está jogando com americanos e eles tem um nível de educação muito superior.
            Brasileiro é cheio de fazer esses tipos de coisa que você mencionou, principalmente os que compram o console contrabandeado na lojinha chinesa.

          • A Sony está restringindo o acesso de algumas determinadas faixas de IPs de alguns ISPs. Por padrão, modens não tem bloqueios de portas para conexões iniciadas por equipamentos abaixo deles e no caso desses tipos de conexões a rede de consoles sendo TCP, não precisam que portas sejam abertas no sentido WAN to LAN.
            É algo que operadoras resolvem diretamente com a Sony mas não fazem muita questão de fazer e a Sony não faz muita questão de resolver, mas tem solução sim.
            Porém, imagina a felicidade de quem não tinha esse tipo de problema no Xbox 360 e comprou o PS4 por que ouviu dizer que era melhor.

      • Acho eu Bruno que tu exagerou um pouco,pois pago minha live também e apesar de ter ido de PS3 na old gen o serviço prestado pela live compensa o dinheiro investido 24 jogos anuais que tu adquiri.Se fosse para comprar sairia bem mais caro que uma assinatuta de 12 meses ou seja quando você aponta argumentos não esquecer de colocar os pontos positivos também.A industria uma hora ou outra iria tomar este rumo.Só faltou a empresa que metesse a cara e fosse ao alvo.Não defendo a MIC mas falo que como gamer esta situação gerada pela 2 grandes empresas de nada me agrada.Este PDF mesmo já mostra que a SONY ficou calada com uma bomba para jogar nas mãos de quem adquiriu um PS4.

        • Ewerton… o live não oferecia jogos. Isso foi copiado da Sony. Quando o live foi criado ele só incluia o online.
          Atualmente ambos os serviços compensam, mas na genese o Plus foi criado para a oferta de jogos, o live para teres acesso a um online melhorado.
          Quanto ao PDF o seu conteúdo não vale nada… valeria/valerá se/quando pudessemos garantir que é verdadeiro. Mas nesta fase ainda não o podemos fazer!
          A única coisa que tenho a certeza, até porque a Sony já o confirmou é que a Neo existe. Mas não é pelo documento!

          • Não conheço a Live desde o começo,pois o Xbox One foi o meu primeiro console fora da Sony e relatei o que vejo hoje.Não sei como esta a PSN hoje pois na Live jogos On que tenho aqui eu entro e em 6 segundos já entro em uma sala e vamo pro jogo(no Halo 5 to morrendo muito).No PS3 dependendo do jogo espero mais de um minuto e cai quando o Host sai da partida.Referente ao documento apenas relatei aquilo que informa,e se for realmente verdade a Sony somente esperou o momento certo para agir.Mas não concordo com estes novos consoles.

          • To aprendendo os macetes do Warzone. Me dou relativamente bem na arena, mas o Warzone precisa conhecer os mapas, que são até maiores do que o que constumo ver no Battlefield e o pessoal é cheio de macetes.
            Eu já tenho uns 8 anos de live. A única vantagem do Gold no começo era a possibilidade de jogar online, algo que já era era gratuitio na PSN porém, se você entrar no Gears of War de 2006 no 360, ainda vai encontrar online disponível e existem várias pessoas jogando Halo 3 de 2007 ainda. Na PSN, se você entrar no online do Gran Turismo 5 de 2010, o servidor foi encerrado.
            O desempenho do online da PSN plus de hoje, é comparado ao desempenho da live de 2006, e eu acho isso vergonhoso por que em 2006 a live era mais barata que o preço atual da PSN.

        • Se o meteorito não tivesse caído há 65 milhões de anos… os dinossauros ainda exisitiriam?

          É um grande “se”.

          Será que a indústria ia tomar esse rumo? OU será que tomou porque se demonstrou que funcionava e bem? Não esquecer que no PC a coisa é completamente grátis,e funciona bem. O mesmo no android. Porque é que nas consolas é pago? Há muitas razões para isto, uma delas o facto de que até agora uma nova geração pouco ou nada aproveitou o que as anteriores conseguiram, dividindo desnecessáriamente as comunidades. Algo que com o x86 deve chegar a um fim.

          Sobretudo agora porque com o live no PC grátis a Microsoft está numa posição delicada: como justificar a quem o pagou nas consolas durante anos esse facto? Vai continuar a cobrá-lo ou não? Pois. Há quem chegue ao fim e aceite. E há quem pense e não compreenda. São perspectivas diferentes embora isto não seja necessáriamente uma questão do copo meio cheio, mas de saber exatamente se a Terra é redonda.

          Sobre a NEO quando for lançada falamos.

  5. Como os temas debatidos aqui destoam um pouco do título do artigo, aqui vai minha contribuição off-topic que começa a mostrar o caminho escolhido pela microsoft, queda nas vendas do Xbox nestre primeiro trimestre em comparação ao ano anterior de 33%, em compensação um aumento de usuários ativos de também 33% (será os jogadores de PC?) no mesmo periodo.
    http://www.eurogamer.pt/articles/2016-07-20-xbox-regista-descida-de-33-percent-nas-receitas-da-venda-de-consolas
    Aparentemente o que esta a acontecer é o que temos debatido a algum tempo, as pessoas tem deixado de ver algum beneficio em ter o console Xbox já que as principais franquias da Microsoft agora também saem pro PC, soma-se a isso o fato da Live no PC ser grátis, alem disso a também o eminente lançamento do Scorpio para o ano que vem.
    Enquanto tudo isso acontece mais uma vez o PS4 é a plataforma mais vendida nos Estados Unidos e em muitos outros mercados aumentando ainda mais o Gap que existia entre as plataformas, para daqui a 1 ano e meio como estará a diferença de mercado entre os principais concorrentes Microsoft vs Sony?

    • É o que dá estar de férias… Mas estejam em casa… Desarrumem e depois vivem nela 😉
      A Microsoft veio dizer que a quebra se deve a fracas vendas da 360!
      Pessoalmente… Acho isso pouco coerente!
      A 360 já está descontinuada. Vende pouco e não tem jogos!
      E ainda tinha 33% da receita?
      Então a One tinha apenas o dobro?
      Pouco coerente e uma desculpa clara!

    • Será os usuários de PC se eles começaram a pagar a Xbox Live…
      O aumento de 33%, de usuários é de assinantes da Live Gold.
      O que é citado no relatório é que os lucros da venda de hardware desceram 33% e não os números de vendas e a Microsoft justifica isso com a descida no preço do Xbox One, a descontinuação do 360, e o anúncio do Xbox One S que fez pessoas reservarem unidades desse console e não comprar o One.
      Além disso, o lucro da Microsoft nessa divisão foi de 5 bilhões de dólares, nesse periodo, um aumento em relação ao ano passado.
      E de modo geraal, nesse ultimo mes, as vendas estão 42% abaixo do que foi no ano passado e isso falando de todos os consoles, além de que Uncharted 4 vendeu abaixo do esperado e já entrará em promoção na PSN. Hoje, U4 está vendendo semanalmente a mesma quantidade de cópias de Gears of War Ultimate edition nos Estados unidos.
      Precisa aprender a interpretar texto ou pelo menos consultar fontes mais confiáveis.

      • Calma fernando não precisa surta, só coloquei a notícia que vi em inúmeros sites dedicados a jogos, independentemente do que vc diz ai a situação dos consoles xbox está muita clara, não precisa nem de números pra chegar a esta conclusão, pra vc ter uma ideia o X360 dominou os USA durante toda sua tragetória, hj o One não vence em sua prórpia casa já tem 8 meses, quanto a estes números de vendas de Uncharted 4 eu não discuto mas gostaria que vc compartilha-se o link que mostra este nivelamente de vendas dos jogos citados, outra coisa é que Uncha 4 desde o seu lançamento em maio figura semana apos semana entre os primeiros no reino unido, estranho esta disparidade com os USA.
        Coloca aqui a fonte de sua informação.

      • Citando do relatório:

        Xbox Live monthly active users grew 33% year-over-year to 49 million

        O número de utilizadores ativos no live cresceu 33%. Não refere que é assinantes mas apenas utilizadores ativos do live.

        Gaming revenue decreased $152 million or 9%, primarily due to lower Xbox hardware revenue, offset in part by higher revenue from Xbox Live. Xbox hardware revenue decreased 33%, mainly due to a decline in consoles sold and lower prices of consoles sold. Xbox Live revenue increased 4%, driven by higher volume of transactions and revenue per transaction.

        Decline in consoles sold ou declínio nas consolas vendidas. Ao contrário do que dás a entender, a Microsoft é clara a dizer que vendeu menos consolas. Só não especifica quais, e a questão da 360 foi referida depois, e acrescento que a One continua a bater as vendas da 360 em igual periodo e aumentou as vendas nos últimos 3 meses)
        Gostava ainda de citar quanto aos lucros:

        We also get some data on the performance of the “More Personal Computing” segment, that includes gaming, and on the Xbox brand in particular.

        Os valores do segmento More Personal Computing que inclui a Xbox realmente teve um aumento de lucros face a igual periodo do ano passado. Mas…
        http://cdn4.dualshockers.com/wp-content/uploads/2016/07/Screenshot-7_19_2016-10_11_37-PM.jpg
        Como vês pela descrição a consola é apenas um dos componentes desse segmento que inclui muita coisa mais. Daí que falar em receitas do segmento e associar as mesmas às consolas… não faz sentido.
        Quanto às vendas de Uncharted acho curioso que o vejo no top 10 dos mais vendidos, mas o Gears nem vê-lo… (http://www.eurogamer.pt/articles/2016-07-22-playstation-4-e-overwatch-no-topo-dos-eua-em-junho)
        Talvez seja como dizes… uma questão de fontes…

Os comentarios estao fechados.