Rumor: Problema com o sharpening excessivo da Xbox One vai ser resolvido

Quando Battlefield 4 foi apresentado para as novas consolas foi notório o efeito de pretos esmagados e cores saturadas que a Xbox One apresentava. Esse problema é uma realidade e deverá ser resolvido antes do lançamento de Titanfall.

Xbox_One_Crushed_blacks

Sinceramente tive de me rir com muitos dos comentários, acusando-me de ser fanboy e inclusive ofensivos (estes últimos, naturalmente que não chegaram a ser aprovados), quando publicamos aqui na PCManias um artigo que explicava o motivo pelo qual a versão Xbox One deturpava as cores em Battlefield 4 mostrando um aparente maior detalhe, mas à custa de pretos esmagados e cores saturadas.

Tratava-se de um efeito muito usado em fotografia digital e usado pela disfarçar menores resoluções de imagem: Alterações no brilho e contraste com aumento da acuidade da imagem, e uma situação que é agora unanimemente aceite como estando a ser efectivamente aplicada à consola.

Apesar de esse feito poder ser muito interessante na fotografia digital, quando aplicado a imagens em movimento cria um problema. A saturação dos pretos que se tornam esmagados torna impossível discernir o detalhe em zonas escuras. E pior do que isso, com imagens em movimento o efeito de aliasing é reforçado tremendamente.



Daí que se a situação poderia ter sido uma ideia interessante no início para disfarçar as diferenças de resolução das consolas, o facto é que os jogos acabam por sofrer com isso. E sabendo-se agora a realidade das diferenças entre PS4 e Xbox One não há motivo para continuar a penalizarem-se os jogos com esse factor.

 Ora um recente tweet trocado entre Ahsan Rasheed e Pete Dodd, dois conhecidos “insiders”, fez este último revelar que o problema está a ser endereçado e que será resolvido antes do lançamento de Titanfall?

 

Trata-se apenas de um rumor, mas efectivamente o efeito de esmagamento dos pretos na Xbox One em resoluções abaixo dos 1080p é efectivamente horrivel. Felizmente a TV pode ser regulada para eliminar a situação, mas ao que tudo aponta, caso isto seja verdade, quem fez essas regulações terá de o voltar a fazer no futuro quando o efeito for eliminado.



Posts Relacionados