Ryse: Todas as cinemáticas, e DriveClub a finalmente ser reconhecido como um grande jogo.

Eis um par de notícias que acho relevantes de serem dadas a conhecer. O que ambas possuem em comum é o facto de se prenderem com jogos que são portentos gráficos da actual geração de consolas.

A primeira prende-se com Ryse: Son of Rome. É sem dúvida um jogo com um grafismo de sonho, e um exclusivo Xbox.

Ora a Crytek libertou um filme com mais de 2 horas e que inclui todas as cutscenes do jogo. Ora tendo-o jogado posso dizer que pelas cutscenes podem ter uma boa ideia da fabuloso história de Márius, e é algo que recomendo que vejam. E sinceramente acreditem que até conseguirão ver as sequências como se fosse um filme, e com grande qualidade.

Nota: Apenas quem não jogou o jogo e não planeia joga-lo deverá ver o vídeo. O mesmo poderá arruinar definitivamente o interesse pelo jogo.

Publicidade

Retomando o nosso artigo


A segundo notícia possui um cariz completamente diferente. Mas trata-se de uma análise a Driveclub realizada após todos os patches a que o jogo foi submetido. O jogo está actualmente na versão 1.09 e não só se revela visualmente o jogo de carros visualmente mais impressionante e realista alguma vez criado, como se mostra bastante competente naquilo que faz, revelando-se um excelente jogo (Posso dizer que o adquiri e estou a adorar, apesar de ainda ter tido pouco tempo para ele devido a querer acabar o Far Cry 4).

Deixo-vos com o link para a análise. E claro, só o faço porque concordo plenamente com a mesma.

Carreguem na seta do lado direito na imagem de baixo para verem todas as fotos do jogo.



Publicidade

Posts Relacionados