Samsung apanhada pela segunda vez a aldrabar benchmarks

Pela segunda vez a Samsung foi apanhada a aldrabar os benchmarks. Da primeira vez foi com os Galaxy S, e agora com os Galaxy Note.

galaxy

Os telemóveis são um negócio de milhões e a Samsung sabe disso. Mas as suas jogadas não são as mais correctas pois recorre ao logro no sentido de dar a entender performances que na realidade não são as que os seus smartphones oferecem.

Curiosamente a imprensa até tomou a notícia de que a Samsung teria aldrabado os benchmarks do seu Galaxy S4 para o promover face ao iPhone 5 como algo que não voltaria a acontecer, mas agora que se comprova que a situação ocorreu novamente com o Galaxy Note 3, o cepticismo sobre as intenções da Samsung desapareceu.

Desta vez quem descobriu a aldrabice foi um outro website igualmente reputado, o Ars Technica que pôde comprovar overclocks a acontecerem ao smartphone assim que a aplicação de benchmark era iniciada. Desta forma a Ars Technica procurou uma forma de desactivar o reconhecimento do Benchmark, e conseguiu-o arranjar sem que o mesmo fosse detectado como um programa de testes. Escusado será dizer que os valores obtidos estavam longe dos valores impressionantes obtidos com o overclock (que ofereciam ganhos entre os 20 a 50%).



A Samsung comentou oficialmente a situação referindo que o “boost” ocorre quando se usam aplicações intensivas no uso do CPU como o web browsing ou a reprodução de video. Mas o Ars Technica investigou e comprovou que tal não é verdade e que este “boost” só ocorre em aplicações específicas, tornando assim os valores dos benchmarks uma comparação inválida.

Naturalmente que tal levanta a questão: Será a Samsung a única que tenta enganar os Benchmarks?

É certo que o produto é o que é, mas muitos utilizadores usam estes benchmarks como referência na escolha de um smartphone, e quando vemos os processadores da Apple a esmagar a concorrência, é perceptível que o desespero leva a tais atitudes, particularmente quando mesmo com ganhos aldrabados de 50% o CPU não chega lá.

Os smartphones da Samsung são extremamente populares e quem os possui está satisfeito com os mesmos. Justificará assim que a empresa ganhe uma má imagem por causa de um benchmark?



Posts Relacionados