Scorpio não usará um CPU Jaguar.

Já tinhamos dado a entender que a possibilidade existia. Mas agora sabemos pela boca de Phil Spencer que efectivamente isso vai acontecer. Falta só saber-se agora se o GPU será Vega como igualmente supusemos.

Quem leu esta nossa notícia estará a par de que existia a possibilidade da próxima consola da Microsoft poderia estar equipada com um CPU que não o Jaguar.

E essa situação foi agora confirmada por Phil Spencer que deixou claro que a Scorpio não usará um CPU Jaguar.

No entanto Phil Spencer não revelou que CPU equipará a consola, mas uma análise às ofertas conhecidas da AMD parecem só revelar  duas possibilidades:

  • Um CPU piledriver e um GPU Polaris, o que implicaria que a Scorpio seria um PC de secretária com formato consola, usando um alto consumo energético e elevadas velocidades de relógio.
  • Um CPU Zen com um GPU Vega, mantendo as baixas velocidades de relógio e consumo energético que sempre caracterizaram as consolas.

Pura e simplesmente estas são as alternativas conhecidas que a AMD tem para oferecer para 2017! A nível de processadores de baixo consumo o Jaguar, ou as suas versões mais recentes, o Puma são as alternativas atuais da AMD. No entanto, a documentação da AMD não refere qualquer tipo de suporte HSA para os CPUs Puma, o que levou a que eles não fossem escolhidos para a PS4 Pro. Ou seja, atualmente, salvo o próximo Zen, a AMD não possui alternativas.



Assim ou a Microsoft opta por soluções de secretária, com uma Polaris com velocidades de relógio superiores às usada pela RX 480 (para garantir os 6 Tflops), ou usará uma solução ainda por lançar com um CPU Zen+GPU Vega, que consideramos como a opção mais provável.

Apesar de nesta fase tudo ser especulativo, até porque a AMD pode ser trunfos na manga, eventualmente saberemos mais a 26 de Outubro, altura em que a Microsoft poderá revelar mais dados sobre a Scorpio.



Posts Relacionados