Se queres uma Xbox One S branca com 2 TB é bom que agarres uma pois não vão haver mais

A Microsoft anunciou que vai deixar de vender a Xbox One S com 2 TB. Os modelos de 500 GB e 1 TB irão substituir a mesma.

 

De acordo com uma entrevista dada por um representante da Microsoft à Eurogamer, a Microsoft não faz tenções de re-estabelecer os stocks da Xbox One S que foi lançada com 2 TB e na cor branca.

De acordo com a Microsoft, a versão branca da Xbox One S com 2 TB não voltará a ser produzida e será substituída por modelos de 500 GB e 1 TB. O modelo atual é uma edição limitada!

Por isso se queres uma… é bom que as aproveites enquanto há!

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (84)

  1. Esse console com disco de 2TB custa $399,00, o provável preço do PS4 Neo. Os modelos de 500GB e 1TB custarão $300,00 e $349,00 respectivamente.
    A vantagem é que o Xbox One permite a utilização de discos externos USB para execução de jogos. No meu modo de ver, nesses mercados é mais vantajoso comprar o console de 500GB e $300,00 e comprar separado um disco USB 3.0 de 2TB que custa menos de $100,00.

    https://www.amazon.com/Black-Passport-Ultra-Portable-External/dp/B00W8XXYSM/ref=zg_bs_595048_4/151-8293988-0584809

    Além da vantagem de ter 500GB a mais de espaço que o modelo S de 2TB, ganha a vantagem de executar os jogos melhor no disco externo já que o interno além do espaço não tem nada a mais.
    Todos os jogos que eu migrei para meu disco USB tiveram loadings melhorados e drástica redução de pop ins de textura.
    Eu não entendo por que a Sony não permite isso no PS4 também, uma grande bola fora.

    • Eu tenho a versão FAT branca com HD de 500gb + HD externo de 1tb. Notei que o Fifa 16 rodando no HD externo teve uma redução considerável nos loadings. Já na questão gráfica em outros jogos eu não notei diferença, mas imagino que exista mesmo. Acho que a Microsoft vai usar o HD 2tb só para edições especiais, coisa de empresa.

      Eu acho que esse Xbox S vai fazer bastante sucesso, principalmente em mercados como o brasileiro, onde preço e economia de espaço são características mais chamativas aos jogadores, além da line up geral interessante e serviços de assinatura consistentes.

      Quanto ao Scorpio, é coisa beeeeeem pra futuro mesmo, esse console vai chegar muito caro em alguns mercados. Desde que o Xbox one receba os jogos dentro das suas capacidades, por mim tudo bem. O Xbox one tem muita lenha pra queimar nos próximos 3 anos.

      • O Scorpio vai ser muito caro no Brasil. O Neo também. Chuto novamente R$4000,00 para o Neo que está para ser apresentado em 7 de setembro. Isso se ele chegar no Brasil ainda esse ano, os rumores não estão favoráveis sobre o nosso país.

    • Uma questão de protecção interna anti pirataria. A Xbox One foi pensada de raiz para isso, a PS4 não. Daí que pode haver alguma complicação do género.

      • Agora tem um rumor da PS Vita trinity… Estes gajos estão demasiadamente entrando na realidade virtual! ( MATRIX )

      • Também a o fato de no One não poder mudar o HD interno do aparelho, sendo assim necessário utilização de HD Externo, já no PS4 não tem suporte a HD Externo para execução de jogos, mas para saves, vídeos e áudio ele tem, em contra partida a facilidade de se trocar o HD do PS4 é altissima, quase tão facil quanto abrir uma cuba de margarina e isso sem perder garantia pois não é aberto o console, somente a uma tampa e vouá-lá. Então na minha visão onde um falha o outro acerta.

        • Tenho certeza que não é mais fácil do que plugar um HD na porta USB além de que você não precisa remover um disco para utilizar o outro podendo ter apenas um de cada vez. Então não tem acerto nenhum nisso. Até o Xbox 360 que tem um disco interno removível possui suporte para rodar jogos em HD externo. É relaxo da Sony mesmo.

          • Como eu disse, onde um falha o outro acerta.
            O PlayStation falha no externo e acerta no Interno, já o One e o contrário.
            E Fernando com certeza plugar um HD externo e mais fácil sim, mas também poderíamos colocar aqui uma questão de preço né, Hds internos aqui no Brasil são bem mais baratos que externos, mas concordo com vc na sua afirmação, vc que tem dificuldades com a minha opinião.

          • Eu creio que onde um falha o outro acerta e em vários outros pontos, como o HD externo fica exposto há mais chances de ser avariado, por exemplo levar uma queda, ser molhado acidentalmente, levar um esbarrão por outro item. Imagine a situação em uma casa onde há a presença de filhos pequenos de familiares ou até mesmo de familiares desleixados que deixam copos em qualquer lugar.

            Trocar o HD do PS3/PS4 não é mais fácil do que conectar um USB, mas com certeza ele estará mais seguro.

            Vai depender da opinião de cada um e não acho um erro trocar internamente os HD dos PS3/PS4, dependendo do usuário vc só faz isso 1 vez.

            Tenho PS3 desde 2012 no mesmo ano troquei o HD de 500 por um de 1TB que está lá até hj, mensalmente pego os jogos da Plus e ainda tenho mais de 20 jogos em mídia física, mesmo assim ainda tem mais de 300GB de espaço.

            Já no PS4 troquei 2 vezes, comprei em julho de 2014 e no mês seguinte troquei de 500GB por 1TB, no início de 2015 vi uma promoção de um HD de 2T, comprei e troquei mesmo que o de 1T ainda não estava cheio, continua até hj.

          • Sendo fácil ou sendo difícil, o HD interno do Xbox One também pode ser trocado o que significa que tecnicamente é uma vantagem pois pode trocar o disco interno por outro maior como também executar seus jogos a partir de um disco externo, com vantagem das melhorias devido a maior velocidade do USB 3.0.
            E mesmo no Brasil, a diferença entre um HD interno 2.5′ de 1TB e um USB portátil também de 1TB é em torno de 40 reais. Isso em uma loja baratíssima como a Kabum.

            http://www.kabum.com.br/produto/66405/hd-wd-externo-portatil-elements-usb-3-0-1tb-wdbuzg0010bbk

            http://www.kabum.com.br/produto/68152/disco-rigido-interno-toshiba-ph2100u-154-1tb-1gb-s-5400rpm-8mb-2-5

            Por 40 reais a mais, eu acho barato poder utilizar dois discos ao mesmo tempo no console sem contar que o disco USB terá um desempenho melhor.
            A questão dos acidentes é real, mas pode acontecer com qualquer coisa que você tiver na sua casa.

          • Eu acho as duas coisas boas, tanto plugar um externo quanto trocar um interno, o erro das duas é não oferecer as duas coisas. Creio que não seja nenhum desafio de engenharia ;p

        • Bom, eu pessoalmente prefiro a solução adotada pelo Xbox One em permitir hd externo.

          Tem uma outra questão: Comodidade. Numa eventual migração futura para o Scorpio, pela retrocompatibilidade padrão que este console irá adotar, é razoável supor que bastaria plugar o HD externo nele e pronto, já teria os jogos de Xbox One e x360 funcionando nele.

  2. Os consoles serão caros, e msm se o dólar estivesse por menos de 2 reais, ainda sim os consoles estariam caros aqui, por uma questão básica: As empresas já perceberam que no Brasil o que cobrar nós pagamos, e a cada dia fica bem lucrativo para muitas empresas terem lucros exorbitantes com esta forma covarde que estão fazendo.e depois dizem que a culpa são dos altos impostos, não que não sejam altos, mas longe de serem os únicos vilões, como Sony e Apple fazem aparentar por aqui e muitas outras…

  3. Boa tarde povo,

    Mário tantos rumores por estes dias, gostaria e caso vc tenha tempo de fazer um artigo para debatermos os ultimos rumores sobre uma suposta reavaliação da Sony no projeto Neo o qual este teria um acrescimo em suas capacidades computacionais para se aproximar do Scorpio e o recente rumor sobre o Playstation Trinity proximo portatil da Sony, Será?????

    Playstation Meeting está confirmado para o dia 07/Setembro, será que neste evento todas as informações sobre o Neo e quem sabe algo mais que esteja escondido a sete chaves possa vir a tona.

    Quantum Break no Steam??? Ué não era exclusivo da Windows Store e Xone, será que o PS4 recebe também a sua versão até o final deste ano, e isso também não caracteriza em mais um 180 no que a Microsoft disse sobre os jogos exclusivos de suas plataformas.

    • Depois do anuncio da Scorpio, uma reavaliação da Neo era a coisa que mais se esperaria, por isso não é surpreendente. Sobretudo porque a única coisa que a Sony tem a fazer é ir ao mercado e escolher tecnologia já disponível e aplicá-la. Não seria surpreendente. Mas o que falam é sobretudo um aumento da memória RAM por pedido dos developers, o que menos surpreendente é.

      Já a Vita Trinity (e não é que havia mesmo uma Trinity, hein?), sim, é surpreendente… mas olhando para o historial da Sony com as portáteis, nada de novo. Desde a PSP original que o que a Sony tem feito nesse ramo é mais reagir que agir. Segue a Nintendo embora tenha uma estratégia e postura diferente (basta olhar o move e o remote play, e a Vita ter vindo logo após a 3DS, quando não era altura).

      Por isso não me admirava nada que fizesse o mesmo agora, com a NX no horizonte. E a verdade é que não lhe custaria muito aplicar o conceito da Nintendo. A mesma tecnologia que está presente na PS4 e na Neo (de acordo com os rumores), já foram aplicadas em APUs usados em tablets, o Mullins (que tinha uma potencia de 128 Gflops, mais do dobro da Vita).

      Basta ver o Nano PC que a AMD mostrou em 2014 para percebermos o potencial do processador para dispositivo móveis e até uma consola portátil com um ecrã entre 6 a 7” (o que permitiria uma bateria a condizer.)

      Mas o que é importante a reter é: haveria compatibilidade total – o que corresse na portátil, correria na PS4, aplicando o mesmo conceito que se quer aplicar na Neo.

      O que surpreende aí é: depois de todo o desastre sem precendentes que a Vita foi, e da Sony ter abandonado por completo a consola deixando-a entregue a políticas ultrapassadas e a um catálogo constituido por indies, onde nem se deu ao trabalho de ao menos trazer para todas as regiões os títulos da PSP que já são retrocompatíveis, como pensa a Sony que essa suposta nova consola vai vencer ou convencer alguém?

      A mim não me convence de certeza. Eu gosto da Vita, acho que é uma consola cheia de potencial que tinha tudo para ser um sucesso não fosse o facto de ter sido destruida por políticas ganaciosas e falta de visão do mercado. O fracasso da consola foi responsabilidade única e simplesmente da própria Sony. Terá de suar muito para convencer seja quem for.

      Quantum Break no Steam não faz muita diferença. O que faria diferença é se o jogo corresse em Linux. Isso de certeza não acontecerá. Muito menos podes esperar que corra em Steam OS. A Store é para trazer aplicações para o Windows, mas o que realmente interessa é que as pessoas continuem a apoiar o sistema operativo. Se a Microsoft colocar jogos no Steam que só correm no W10… isso não será mau. E acaba por ser uma espécie de cavalo de troia, porque os utilizadores depois também olham para a loja.

    • Esquece, o PS4 Neo é um console de 4.2Tflops com uma CPU jaguar com um leve overclock. O máximo que podem mudar disso é adicionar um pouco mais de memória ou aumentar o clock de algum componente.
      Qual a diferença de vender no Steam um jogo exclusivo do Windows 10?
      Versão PS4?
      O IP é da Microsoft, não da Remedy e foi a prórpia que decidiu ter uma versão PC e até pegou a Remedy de surpresa.

      • Mas foi isso mesmo que li Fernando, que a Sony estava pontuando fazer um oveclock ainda maior na Cpu e aumentar a quantidade de memória, dia 7 saberemos de tudo por hora o legal é especular mesmo.
        Quanto a quantum:-D, acho interessante analisar a sua opinião quando este jogo era suposto exclusivo do One, quando passou a ser exclusivo de plataformas Microsoft e agora que ele vai sair pra loja concorrente da Ws, como sua opinião vai se adaptando a cada nova noticia, quanto a uma versão Ps4 só brinquei mesmo.

        Agora depois de todas estas mudanças ainda dá pra por a mão no fogo pela Microsoft quando o assunto é exclusivos?

        • Mas o que nos importa em qual loja ele é vendido se continua sendo um exclusivo do Windows?
          Tanto faz como tanto fez, cada um compre onde quiser, eu não dou a mínima pra loja do Windows ou da Steam. O mais importante ainda é obter e jogar o game.
          Já faz uns dois meses que a microsoft disse que lançaria jogos na Steam também. Comece a achar alguma coisa estranha se ela lançar um jogo para o Linux, ou Steam OS.

          • O Quantum Break vai para o Steam… Mas uma versão DX11 sem cross buy.
            Ao menos alarga o alcance ao windows 7 e 8!
            Há abertura… Mas ainda está discriminatória. Teremos de aguardar mais um tempo para ver se a abertura total aparece ou não.

        • Não sei se será possível. Pelo pouco que li, o Jaguar pode não aguentar com aumentos de frequencia muito acima disso, apartir dos 2.2 GHz, penso eu, começa a haver problemas.

          A hipóteses que se levanta é se o CPU em vez de jaguar será Zen… Aí sim, será possível.

          Sobre os exclusivos da Microsoft. Estás a ver pela perspetiva errada: o Steam ´
          e meramente uma loja. Tal como a Gamestop, a Amazon e a Game o são – e muitas outras por aí.E tens Quantum Break a ser vendidos nessas lojas não tens? O que interessa à Microsoft não é a loja, é o Windows. Ela está a usar o jogo, e a loja, para patrocinar o Windows. Não percas o foco.
          Desde que o jogo continue a exclusivo do W10, não há nada de contraditório, continua a ser a mesma estratégia.

          • E pelo que li, alterar o CPU de um chip com especificações já definidas atrasaria o projeto em pelo menos um ano pois muitos componentes do APU precisariam ser refeitos. Então essa possibilidade não é totalmente descartada mas significaria lançar o Neo próximo ao Scorpio em 2017 e se assim for, por que também não trocar a GPU?
            Possibilidades existem, mas o dinheiro torrado nessa brincadeira de alterar especificações de última hora seria imenso também.
            Há outro porém, as CPUs Zen ainda nem estão no mercado e certamente são caríssimas para colocar em um console. Será que a Sony pretende ter um PS4 Neo de 500 dólares ou mais?

          • Mas não é mais exclusivo do win10 pois agora o requisito mínimo virou win7.
            Acho que isso aconteceu por falta de vendas só pode.

          • Já que partimos o assunto para o PS4 Neo, vou dar as minhas opiniões sobre o Playstation Meeting(PSM) 2016.

            No PSM de 2013 lembro que a Sony só divulgou algumas especificações de como seria o PS4 e nessas especificações a memória foi alterada após a PSM 2013.

            Então na PSM 2016:
            1- A Sony somente divulga as especificações do PS4 Neo, com algumas alterações e faz o lançamento dele para 2017 e em concorrência ao One S anuncia um PS4 Slim.

            2- A Sony anuncia o PS4 Neo com as especificações que conhecemos, com alteração no design para torná-lo um possível Slim e assim como fez a MS na E3, já faz a divulgação de especificações para um possível concorrente do Xbox Scorpio, ficando na dúvida de que o novo hardware “ainda será” da atual geração ou se iniciará uma nova.

            Sobre o rumor Vita trinity eu não levo muito a sério a exemplo do que a própria Sony fez com o Vita. Se ela lançar um novo portátil será jogar dinheiro no lixo, pois não terá a minha confiança (e também de outros gamers) devido o tratamento dado ao Vita e também ao PSP.

          • Fernando… tu sabes que o cpu pode ter sempre sido Zen sem alterações nenhumas, não sabes? O que até agora temos só são rumores.

            Bem essa do W7 é que é uma grande contradição, que nos deixa a pensar onde está o DX12 nesse jogo? Será que o DX12 vai finalmente suportar versões anteriores ao W10? Aí sim, temos um passo atrás (que já começa a ser costume).

            Livio o teu ponto 2 é o meu worstcase scenario em toda esta história de consolas a meio da geração: e se a Sony lança a Neo, como se lançasse a versão slim da PS4? Isso seria o pior que nos poderia acontecer. Quem quisesse uma PS4 não teria escolha – só a Neo é estaria disponível.

          • Bruno no caso 2 a Neo já seria um slim, so que com especificações melhores que o PS4 original, o One S não é a mesma coisa? É um slim com especificações melhores para HDR e upscaling 4K, fora a performance que dizem ser melhor em alguns jogos.

            Tipo já seria uma desculpa da Sony para uma possível troca de PS4, assim como alguns estao fazendo com o One:”olha temos o PS4 que é menor e mais econômico que o antigo PS4 e ainda possui melhores especificações”. Mas isso sao só opinioes minhas.

          • Se a performance adicional for limitada por regras internas a mais resolução, a Neo poderia ser uma slim com suporte 4K melhorado e não apenas re-escalamento. Mas a questão é que esse limite ao uso teria de existir forçosamente.

          • Sobre essa estória do Quantum Break no W7 realmente nao sei, mas não adianta discutir, pois era One exclusive, virou W10 exclusive e se essa conversa do W7 for verídica(reitero que só soube disso por aqui e nao pesquisei sobre o assunro4) vai ficar somente Windows exclusive.

            Ou seja, se ainda tiver a palavra windows muita gente irá defender a “exclusividade”.

          • Temos desenvolvedores que conversam com a digital foundry afirmando que a CPU do dev kit era Jaguar. Se sempre foi Zen, se prepare para um console de preço salgado.

            Parece pelo que está na Internet que a Remedy lançará um patch para tornar Quantum Break compatível com Directx 11 e ele funcionará em Windows 7 e Windows 8. Provavelmente para aumentar as vendas e certamente com algum custo no desempenho do jogo.

          • Uma coisa é o devkit, outra é a consola final. Muitas vezes o hardware não está disponível e os devkits usam hardware diferente. Os primeiros devkits da One e Ps4 eram meros PCs.
            Aqui a Sony poderá meramente ter dado Ps4 melhoradas com uma gráfica nova para simular o hardware final.
            Não é que acredite plenamente nisso, mas não se pode descartar a possibilidade.

          • Livio, as melhores especificações do Xbox One S são 2 ou 3fps a mais nos jogos em alguns casos extremos 9fps que não se sustentam por 3 segundos. São 7% a mais de poder na GPU.
            Isso bem é diferente de 127% a mais de poder do PS4 Neo para o PS4.
            Claro que a Sony pode anunciar o Neo para agora e depois dizer que tem um novo console para combater o Scorpio, de agora em diante consoles saem quando as empresas quiserem, a arquitetura está manjada e depende apenas do que a AMD tiver para fornecer. A questão é, onde ficará a confiança do consumidor nessa?
            O PS4 era o console para 10 anos que evoluiria ano após ano por causa do GPGPU e 3 anos depois já precisa de um hardware 2,3x mais potente e esse hardware já tem um substituto na prancheta?
            Se a Sony faz isso, mata de uma unica vez o PS4 e o Neo.
            Enquanto isso, Xbox One S é só o Xbox One Slim com uma pitada de pimenta que mal coloca gosto na comida.

          • 127%? Apenas com mais 30% de cpu! Questiono se poderemos falar nesses números com segurança.

          • Uai Fernando, acho que você está invertendo as informações, pelo que saiu na mídia o console de 10 anos(no mínimo) era o Xbox One e que terá um substituto em 2017 com apenas 4 anos de vida.

            Fontes:
            (1) http://meiobit.com/271003/microsoft-diz-que-ciclo-xbox-one-durara-pelo-menos-10-anos/
            (2) http://www.brasilgamer.com.br/articles/2014-03-17-rare-acredita-que-xbox-one-vai-durar-pelo-menos-12-anos

            Sobre o ciclo de vida do PS4 achei isso:
            “Sem mencionar números, mas o melhor que posso oferecer é baseado no cenário que vemos agora, e temos muita esperança de que o PlayStation 4 vai ter um ciclo de vida maior que o do PlayStation 3. Ainda é uma incógnita saber se ele vai se aproximar ou superar o que foi visto com o PlayStation 2”, explicou Andrew House,” notícia de 2014.
            PS: Prestar atenção na expressão “…temos muita esperança…” pois não é igual a “…durará por pelo menos uma década.”

            fonte: http://games.tecmundo.com.br/noticias/sony-acredita-ciclo-vida-ps4-maior-que-o-do-ps3_800330.htm

          • O TDP acima dos 2.2 GHz aumenta exponencialmente nos jaguar. Seria um problema térmico preocupante.

          • Penso que não são coisas tão diferentes essas declarações. Mark Cerny disse que após o segundo ano veriamos coisas fantásticas com o domínio da computação no GPU e a coisa que fantástica que vimos depois de 2 anos está sendo o Neo…

            A Microsoft pode até cumprir com a palavra e manter o Xbox One por 10 anos recebendo a versão mais simples de todos os jogos, assim como a Sony pode manter o PS4 por 10 anos convivendo com o Neo pelos próximos 7… Isso invalidaria a teoria de que ela tem um PS5 pronto para 2019, que eu espero que não tenha pois não seria uma vedadeira nova geração.
            É bom lembrar que a Microsoft cumpriu com a palavra quando disse que o Xbox 360 duraria 10 anos. O último jogo AAA que ele recebeu vindo através de exclusividade foi Rise of the Tomb Raider em 2015. Esse game vai sair para PS4 agora que acaba a exclusividade temporária, mas poderia sair também pro PS3 e nem fizeram questão. A última vez que o PS3 recebeu um titulo AAA por parte da Sony foi em 2013, o que torna a vida util do console de 7 anos (2006-2013).
            O PS3 já morreu, a Sony só não desligou os aparelhos ainda. Se a vida do PS4 após 2019 for igual a do PS3, ai seria melhor mata-lo mesmo, assim como seria melhor com o One caso venha a ser assim.
            Eu nunca tive fé em um tempo de vida maior do que 5 anos pra esses consoles mesmo.

          • Viste Uncharted 4 que usa e muito o GPGPU. Viste Doom, que usa GPGPU, como bem sabemos.
            Por isso, o que o Mark Cerny disse, cumpriu-se, e muito mais se irá cumprir se os demos mostrados nesta E3 correponderem à qualidade final do jogo na PS4 normal (coisa já assegurada).

            Rise of the Tomb Raider, um exclusivo AAA que a Microsoft disponbilizou para a 360… pena que não só não tenha sido a Microsoft a fazê-lo como também nem seja exclusivo, mas mais uma vez, um jogo third party cuja exclusividade temporária foi paga pela Microsoft, como bem sabes pelo facto de este Outono chegar à PS4. A razão pela qual a Square Enix não quis disponibilizar versão para a PS3? Isso é com eles, mas tendo em conta a boa aceitação da PS4 e a mudança que tem havido, penso que a resposta é óbvia. Se conseguires provar que foi devido ao acordo que a 360 recebeu RoTR e não porque muitas companhias continuaram a suportar essas consolas nesse ano então, por favor.

            Falando realmente em exclusivos, produzidos e liberados pela Microsoft o que há é FH2, de 2014, que foi o último jogo AAA lançado pela Microsoft para a 360.

            Ambas estão a centrar os seus recursos na nova geração (se a Microsoft tivesse lançado Halo 5 na 360 seria outra história – não foi o caso) e isso já aconteceu antes não é nada de novo.

            Neste momento, tanto a PS3 como a 360 estão na mesma, a diferença é que a 360 fez 10 anos no inicio deste ano e a PS3 fará 10 anos no final deste ano.

            De resto tens que ser mais coerente. Sim, sempre disseste que uma nesta geração só duraria 5 anos mas já dizes que uma nova geração só se justifica lá para 2019/2020.

            O que significa que reconheces que não há motivo nenhum para o arrancar de uma nova geração mais cedo que essa data. No entanto defendendo que em 2018 ela tem que ser substituida??

          • É óbvio que o Rise of The Tomb Raider só saiu no 360 por causa do acordo de exclusividade. Quem mais lançou jogos novos no 360 em 2015?
            Activision e mais quem?
            Por qual motivo a eles teriam apoiado uma versão 360 quando o console já não vendia como antes e não tem mais a mesma presença no mercado?

            Não entenda errado o que eu digo. Eu estou dizendo que com Scorpio e Neo no mercado, máquinas de 4 a 6 tflops, uma nova geração não se justifica em 2019 como os esperançosos fans do Playstation esperam por que não vão suportar sua plataforma preferida ter o hardware inferior e serem obrigados a aceitar o que tanto criticaram no Xbox One, o resolutiongate.
            Se fosse apenas PS4 e Xbox One, em 2018 já se justificaria uma nova geração. Da forma como as coisas caminham, um PS5 em 2019 vai ser só uma leve melhoria acima do Scorpio e abre espaço para a Microsoft justificar um “Scorpio 2” em 2020 que será só uma pequena melhoria sobre o PS5 e assim vai pra sempre.
            Se todos deixarem o orgulho de lado, verão que, caso a Sony não faça a besteira de lançar um console novo com jaguar, os jogos serão idênticos apenas com diferença de resolução. Aí alguém diz, não mas a Sony pode lançar jogos em 1080p e ultrapassar a capacidade do Scorpio.
            Aí eu concordo, mas será bastante contraditório por que eu digo desde sempre que esses consoles poderiam ter mantido 720p para dar uma verdadeiro salto gráfico e as pessoas dizem que 720p é ruim, 1080p é bom.
            4K é melhor que 1080p, Agora essa máxima não vai valer mais por que eu devo acreditar que as pessoas ficarão 10 anos com TVs 1080p quando 4Ks estão cada dia mais baratas?

          • Manter 720p?
            Mas porque raio?
            É preciso ver os motivos porque houve aumentos de resolução, e eles devem-se ao aumento das dimensões do ecrã.
            Os 720 p são um caso à parte. Os 720p apareceram porque com a TV digital nos LCDs, mesmo com ecrãs com a dimensão dos já existentes CRTs percebias que a qualidade da imagem era má.
            Onde os CRT disfarçavam a baixa resolução, uma TV LCD com 20 polegadas com uma resolução de 640*480 tinha uma imagem terrivel.
            Daí que surgem os 720p. Um aumento de resolução destinado a dar qualidade às TVs LCD até às 32 polegadas.
            Já o motivo porque os 1080p aparecem é diferente. Os ecrãns aumentaram até às 60 polegadas muito rapidamente, e os 720p acima de 32 polegadas mostravam-se com pouca definição. E surge o 1080p.
            Os 4K surgem pelo mesmo motivo, para TVs até 100 polegadas.
            Dependendo da distância de visualização, caso esta seja a recomendada, não notas a diferença entre emissões video 720p e 1080p em tvs até 32 polegadas, e entre 1080p e 4K em TVs até 55 polegadas.
            Notas alguma coisa é em imagem informática onde o motion blur não existe naturalmente e como tal surge o aliasing em certas cenas. Mas com um TSAA como o de Uncharted, venha quem vier, que a 2,5m da TV não consegue dizer em que resolução está.
            Nos sistemas informáticos, sem um bom AA notas mais as diferentes resoluções.
            Mas seja como for, as TVs 1080p não requerem a troca para TVs 4K. Possuem qualidade mais do que suficiente.
            E precisar de 4x mais potencia para fazer exactamente o mesmo mas a 4K, e algo que a 2,5m e com um TSAA nem consegues distinguir… Não justifica.
            E face à One e à PS4 é o mesmo. 900p e 1080p só se notam sem um bom AA. Mas aplica um e onde está a diferença?
            Joguei Halo 5 com a sua resolução dinâmica, e graças ao seu excelente AA nunca notei passagens de resolução.
            4K é um desperdicio de performance apenas para preencher pixels que, quando muito, só se percebem em grandes ecrãs ou relativamente perto da TV.
            Resumindo. A passagem dos 720p para os 1080p foi algo necessário devido à dimensão das TVs. Mas a não ser que alguem vá para 60 polegadas ou mais, a diferença entre 1080p e 4K, desde que em modo video ou com a existência de um bom AA, não merece verdadeiramente o investimento e deve acontecer apenas quando a atual TV precisar de forma natural de reforma.
            Quanto ao preço das 4K elas custam agora o mesmo que as 1080p antes. Não são caras, mas é dinheiro que pode ser melhor usado de outras formas… Digo eu!

          • Em 2015 tiveste, para além do RoTR, em jogos AAA:

            – Metal Gear Solid 5;
            – Resident Evil Revelations 2;
            – MotorCycle Club;
            – WRC5;
            – Ride;

            Isto deixando de fora Call of Duty, Battlefield, Lego e as restantes entregas anuais, entre outros.

            O motivo pelo qual eles apoiaram essa versão? Dou-te 3: em primeiro estávamos no 2º ano desta geração, em segundo o jogo já estava a ser feito à bastante tempo, e tal como outros jogos antes dele (Watch Dogs, Destiny, Wolfenstein the New Order), teve versão na 360, em terceiro a 360 conta com mais de 80 milhões de potenciais clientes. Porque não?

            Achas que não? O que impede a Sony de o fazer se a PS4 e a Neo fracassarem? Vai haver alguém que lhe diga para não lançar uma PS mais poderosa? As vendas da ONE não foram más, e a Microsoft decidiu terminar a geração em 4 anos. A Sony em menos de 3, lança uma versão mais poderosa, e tudo estava a correr-lhe de feição…

            O problema é continuar a haver pessoas que apesar de dizerem que specs não são importante, vêm reclamar que a geração começou desfazada e que terá que ser mais curta.

            Isso, quem decide é o cliente. E da última vez a coisa não correu bem para as máquinas mais poderosas. A ver vamos.

            Para não haver mais confusão estás a dizer que esta geração não ofereceu salto gráfico? Ou que não irá haver salto grafico da PS4 para a Neo?

          • Salto gráfico, muito menor do que foi na geração passada. Teria sido maior se tivesse mantido 720p, assim como vocês reconhecem que o Neo e o Scorpio serão melhores se manterem 1080p.
            A questão é, que o Neo e seus 4 Tflops é o que o PS4 deveria ter sido desde o começo se a filosofia do PS3 e Xbox 360 tivesse se mantido. Com essa potencia, não precisa de uma nova geração em 2019 ainda. Provavelmente lá por 2023 mesmo, quando haverá GPUs bem acima de 11 Tflops na arquiteura de 10nm. De agora em diante, precisa-se de bem mais potencia para vermos um salto gráfico significativo e novas máquinas farão só mais resolução em cima da mesma complexidade visual.

          • 4 Tflops em 2013… Consolas a 1000 euros… ok…

          • Explicando de outra forma.

            Temos por experiencias no PC que 6Tflops não é potencia para ter jogos que esperamos ser nova geração em 4K, 4 Tflops menos ainda.
            Por essa mesma analogia voltando ao Xbox One e PS4, 1.8 Tflops não era potencia adequada para 1080p em jogos de nova geração, 1.31Tflops menos ainda.
            Esse é o sentimento. Sabemos que o Neo se dá melhor se manter 1080p, e o Scorpio pode ir um pouquinho além disso, talvez 1440p ou até menos, mas não 4K.
            Xbox One deveria ter se mantido em 720p, o PS4 um pouco acima disso. Jogos teriam maior complexidade visual e com técnicas adequada de AA não sentiríamos falta de resolução.

          • Não concordo. O salto de resolução para cima de 720p foi necessário. O standard 1080p com TVs com resoluções entre as 40 e as 55 polegadas a dominarem o mercado já tinha acontecido ainda antes destas consolas chegarem (nos dois anos anteriores que houve, mas as TVs full hd já desde quase o inicio da geração estão por cá). Maiores resoluções foram necessárias disso não resta dúvida. E basta comparar remasters para se ver a melhoria que a resolução trouxe.

            Além disso, foi acompanhado de um salto gráfico, salto que reparamos se deu a conhecer de forma mais eficiente e mais rápida esta geração que em qualquer das anteriores. Logo no inicio tiveste Killzone SF, Killer Instinct, Infamous Second Son, Knack, e Ryse. Tudo jogos que ofereceram um upgrade gráfico face ao que tinha sido entregue em jogos comerciais anteriormente e em todas as plataformas (sim incluindo Crysis 3 no PC). O salto é inegável.

            Eu continuo sem entender essa de que o salto desta geração para a anterior não foi tão significativo… As atuais consolas chegam a ser 10x mais potentes que a geração anterior, logo pelo hardware certamente não é. E já vimos jogos a fazerem coisas que as consolas da anterior geração nem sonhariam (Batman Arkham Knight, U4, Ratchet e Clank, etc…) a 1080p nativos. Sim, sem dúvida que 720p devidamente trabalhados podem dar mais efeitos gráficos, mas o indubitavelmente os 1080p fizeram diferença e efeitos gráficos já os tiveste.

            Eu gostava de saber que gráficos querias que os jogos tivessem.

          • Xbox 360 na vanguarda da tecnologia em 2005 não custou 1000 euros, o PS3 também não e era quase isso pra produzir. Fui acostumado com isso, era isso que eu esperava.
            Minha visão dessa geração era o que o PS4 Neo e Scoroio podem fazer, nivel Uncharted 4, Quantum Break, Gears of War 4, Ryse, The order em 60fps perfeitos e com mais detalhes visuais e ambiente totalmente dinâmico.
            Minha visão de nova geração não é Gears 4 ou Uncharted 4 em 4K 60fps. Minha visão da próxima geração é gameplay do nível da CGI de introdução de Halo 5e isso não se consegue fazendo um PS5 de 10tflops em 2019.

          • Em 2013 com 4 Tflops só a GTx Titan. Custava 1200 euros!

          • Ok… e que motor ofereceria isso que tu querias ver nos gráficos? Porque se o que foi entregue até agora não te chegou, das duas uma, ou andaste a ter jogos na 360 que me são desconhecidos, ou esperas gráficos ao nível do que a Pixar faz de melhor atualmente!

            Estas consolas conseguiram tornar realidade jogos ao nível de coisas que só tinhamos visto em Tech demos desde 2008, coisas que as consolas da geração anterior não conseguiriam entregar nunca. Eu continuo sem entender como é que alguém que olha para Batman Arkham Knight, tendo jogado os 3 jogos anteriores e diz que o salto não foi grande. Quem vê a enormidade do salto que houve de AC Black Flag para AC Unity e diz que o salto não foi enorme!

            Com o lançamento de FF XV, vais ter um jogo que me parece estará à altura da demo Agnis Philosophy apresentada à 4 anos. Com o remake do FF VII terás jogos a aproveitar e apresentarem gráficos do U4, das tech demos de à 3 anos!

            Quanto aos 1080p 60 fps, esquece. É possível e já tivemos jogos a demonstrar que é possível, mas o que se torna obvio nesta geração é que a única forma de garantir isso na consola é ter componentes adicionais (CPU, GPU) aos quais os developers não tenham acesso. O que se está a passar agora com a Neo, percebes? Colocar lá componentes apenas para garantirem resolução e fps, e pensar de um modo de não o poderem utilizar. Tu bem vês o que se passa: entre gráficos e fps, os developers preferem gráficos e não seria um i7 com um Radeon Fury X2 que iria assegurar isso se eles metessem na cabeça aumentar ainda mais a multidão no jogo, o tamanho das texturas, a iluminação, e colocar outros efeitos pesadíssimos.

            Mário, não sei se seria impossível. Neste aspeto concordo com o Fernando, por 499€ penso seria possível uma consola de 4 TF. Repara a RX 480 tem 2304 SP correto? Isso é o dobro dos 1152 SP do modelo atual da PS4. Tendo em conta os custos de produção estimados em 2013, a APU da PS4 custou 100€. O que impediria a Sony de colocar outro APU igual? OU então um GPU discreto com uns Move engines a transferir dados da APU para esse GPU um pouco como o que foi implementado na ONE? E para compensar, que tal um FX 6350 (discreto ou numa segunda APU)? Com dois núcleos (módulos) dedicados ao SO e um terceiro núcleo (módulo) a suportar o Jaguar? Talvez com 4 GB de memória RAM DDR3 dedicada só para o SO? Eu penso que em termos de custo de produção seria viável (haveria um pequeno aumento a nível de disparidades, mas nada de muito grave como na PS3). O problema claro seria a gestão da temperatura e o consumo energético ( ultrapassaria a PS3 fat!)

            Mas tendo em conta que os early adopters seriam sobretudo PC Gamers, como o foram nesta geração (que estão habituados a sorvedoures de energia), não me parece de todo impossível.

          • O que impediria a Sony de colocar outra APU igual?
            Tudo!
            A escolha de um APU em vez de um clássico CPU + GPU discreto foi exactamente a possibilidade de usares hUMA e partilhares a RAM sem a necessidade de repetires conteúdos para o CPU e o GPU, que desta forma podem ambos aceder aos mesmos dados. Esta situação, para além de melhorias de performance, optimiza o uso da RAM, optimiza a largura de banda ao cortar o número de leituras e escritas necessárias para cada operação, e reduz latências internas. Permite ainda a partilha de caches acelerando a comunicação entre os componentes de forma tremenda.
            Colocar um segundo APU anularia tudo isso pois se ele internamente poderia funcionar igual, colocar os dois a comunicar obrigaria a anular todas essas vantagens, sendo que ambos os APUs olhariam para o hardware um do outro como hardware discreto (gpu externo), e que teria de comunicar usando um bus PCI clássico.
            Resumidamente a situação seria técnicamente bem complexa e criaria um sitema onde a facilidade de programação existente iria por água abaixo.
            A única solução seria mesmo um GPU melhor, algo que em 2013, para 4 Tflops, trazia não só custos elevados, como consumos energéticos incomportáveis para uma consola.

          • Sim estou a ver.

            Mas o Segundo APU seria para as outras funções: OS e suporte adicional em gráficos: mais pipeline de suporte ao APU principal. Precisaria de RAM dedicada? Não seria possível estabelecer uma via de comunicação direta que não necessitasse da RAM?

            O PCIe 3.0 já têm uma largura de banda de mais de 15 Gb/s – é quase o mesmo que os canais Onion/Onion+ e é uma tecnologia de 2010. Em vez de termos Ram dedicada a essa segunda APU não seria possível colocá-la em comunicação com a principal via PCIe ou até mesmo XMDA? Apenas para fornecer mais pipeline? Isto aliado a uma maior frequencia no CPU do segundo APU e talvez APU, não poderia colmatar essas falhas, sem ser necessário ter uma RAM dedicada?

            Como é que ocorre por exemplo na Fury X2, também há RAM distinta?

          • O que poderia existir era um DSP. Basicamente um co-processador vectorial adicional de elevada potência e dedicado (e que em rumores que eu nunca citei pois não lhes dei credibilidade pois o MisterXmedia insistia neles para a One, até se referiu que existiria. Na realidade existe um na PS4, usado para o audio, mas o rumor dava a entender existirem mais e auxiliares gráficos).
            Todas as PS até hoje apostaram forte nesses co-processadores, mas a PS4 limita-se aos que existem de defeito no GPU. Esses DSPs poderiam dar ajuda nas componentes gráficas, mesmo que externos ao APU, especialmente se tivessem uma pequena memória dedicada. E poderiam ser usados para estabilizar performances, resoluções, fps, ou mesmo processar efeitos pós processamento (fazer o AA ou tratamento de texturas sem uso de recursos do GPU).

            A Fury X2 são basicamente duas placas em crossfire, mas com gestão do processamento feita pelo hardware, o que quer dizer que não precisa do suporte crossfire no software para funcionar. Cada placa tem a sua Ram, o que quer dizer que um modelo de 8 GB só tem na prática 4 GB uma vez que os outros 4 GB serão uma cópia dos primeiros para a segunda placa gráfica.

    • Mas a Neo não iria correr jogos igual do PS4 original, e ainda afirmaram isso, agora querem deixar igual Scorpio.
      Dificilmente alguém vai reclamar da mãe Sony, para quem acha melhor tirar um HD por outro, do que plugar um HD externo e manter os dois HDs, e ainda, justificar, que é melhor pois assim nenhuma criança vai derrubar água, melhor eu ficar sem escrever mesmo, acho muito mais sensato.
      Mas enfim, então a mãe Sony, agora vai melhorar seu console que iria rodar jogos igual PS4 original.
      Vou me limitar a ler apenas os artigos do Mário, porque as pessoas não mudam o disco, sempre a mesma coisa, meu Deus, como isso é chato.
      Os jogos do Xbox agora sai para PC, não é mais exclusivo…….
      Os jogos do Xbox One sai para PC não é mais exclusivo…
      3 Meses depois Os jogos do Xbox One sai para PC não é mais exclusivo
      1 ano, Os jogos do Xbox One sai para PC não é mais exclusivo..

      • Engraçado para quem afirmava de que a troca do HD interno do PS3/PS4 levaria a perda da garantia.

        Cada caso é um caso, se na minha tem o perigo de acontecer isso prefiro interno, se na sua nao tem o perigo, bom para vc. Assim como eu muitos outros podem passar pela mesma situação.

        E você ou nao leu ou tem problemas de interpretação de texto, desde quando falaram sobre a diferença ao roda jogos no Neo? Pelo o que se ta descutindo aqui é o que a Sony provavelment irá anunciar dia 07.

      • Cara, sério te dou um conselho, leia textos com mais frequência, pratique a interpretação de textos e evite a leitura automática. Se você não sabe o que é leitura automática é quando a pessoa caça palavras-chave em um texto, no comentário que escrevi parece que vc só viu “PS4 Neo” +”concorrente” + “Xbox Scorpio”, ou “HD” + “interno”+ “Externo” + “Xbox” + “PS” e não leu o resto.

        No início do meu comentário falo sobre “minhas opiniões sobre o que provavelmente irá acontecer na PSM2016 em relação ao que aconteceu na PSM2013” e citei 2 opções que a Sony poderia tomar nessa conferência.

        Se você não lembra o que aconteceu na PSM 2013 a Sony somente apresentou especificações de um console que não existia fisicamente até aquele momento, atitude criticada pela Microsoft na época, mas como o mundo dá voltas o que foi que a Microsoft fez no final de sua apresentação na E3 2016?

        Mesmo antes do anúncio do Scorpio no final da E3 2016 qual era a opinião de uma parte dos gamers sobre o lançamento do PS4 Neo? Era de que a Sony não lançasse o aparelho em 2016 e se concentrasse na nova geração, prevista para 2018. Depois do anúncio do Scorpio mais pessoas começaram a ter o mesmo pensamento. Creio que o Fernando, que sempre bate na tecla que seria (e será) um prejuízo para a Sony mudar o projeto Neo também acharia mais sensato que a Sony não lançasse o neo e focasse numa nova geração, cujas especificações seriam próximas ao do Scorpio.

        Eu ainda não apoio o Neo e não mudo de opinião, atitude contrária sua que já mostrou interesse pelo Scorpio (lembra da pergunta ao Mário sobre o Scorpio em relação a TV’s não 4K?) o que defendo desde o anúncio dessas patifarias da Sony e MS era que o Neo não fosse lançado e que os estudos fossem concentrados em uma nova geração no mínimo em 2018, mas pelo visto o Neo será realmente lançado esse ano.

        Ah um lembrete, antes de sair afirmando coisas, a exemplo da perda de garantia ao trocar o HD interno do PS3/PS4, faça uma pesquisa. Leia meu comentário sobre a possível ida do Quantum Break ao Windows 7, lá afirmo que não sabia e não tinha pesquisado a respeito, mas o que fiz em seguida? Fui no santo Google e pesquisei “Quantum break windows 7” retornando resultados de sites brasileiros e de outros países, visitei alguns links e afirmaram que um comunicado oficial da MS dizia que o jogo em questão seria disponível em outros sistemas operacionais e na loja Steam. Mesmo assim não fiz questão de voltar ao PCManias e dizer que a notícia era verdadeira.

        Mas no final só peço que leia mais, obtenha mais informações e reflita a sua interpretação sobre o que leu.

    • Eu não chamaria a isso sequer rumores, mas mero falar. Não há nada palpável que confirme essas alterações à Neo.
      Sobre a trinity é um rumor que vem de trás, e está baseado num documento que revê uma peça de wifi cujo número de série está associado à Vita. Mas mais uma vez nesta fase não há muito que se possa dizer.

  4. “De acordo com a Microsoft, a versão branca da Xbox One S com 2 TB não voltará a ser produzida… O modelo atual é uma edição limitada!”

    Bem, as políticas de edições limitadas da MS são diferentes das outras empresas. Lembro que ao ver este vídeo em 24/06/2015 (https://www.youtube.com/watch?v=1S5dNqp-saU) fiquei um pouco chateado por não ter a oportunidade, naquela época, de pegar esta edição, mas até hoje a edição limitada está a venda, comprei o meu perto do aniversário de 1 ano do vídeo listado.

    A edição limitada é praticamente uma edição normal, ainda disponível em várias lojas, por exemplo: Walmart Brasil, Submarino, GameStop, Amazon.

    Halo 5 é outra edição limitada ainda disponível e o One branco Gears of War Limited Edition pode até não está disponível para vendas, mas é o mesmo console (em cor e espaço em HD) do Quantum Break Special Edition.

    Visto o exemplo do Forza “Limited” Edition não duvido que o One S branco com 2T ainda continuará disponível no mercado.

    • Até parece que vou ler atentamente um texto de uma pessoa que fala sobre os riscos de ter um HD externo onde uma criança pode derramar água, de um fanboy da Sony que se diz gamer, só que me faltava ter que ler atentamente um monte de tosqueiras escritas, guarda seu conselho e publica um livro de auto ajuda, como manter um HD externo protegido.

      A Sony disse que o PS4 original iria rodar os jogos igualzinho ao do Neo, apenas foi isso que a mãe Sony disse, se vai por mais potencia no Neo, será que eles mentiram em dizer aquilo, a mãe Sony nunca mente.

      Se tivesse dinheiro comprava na pré venda o Scorpio, eu não queria que lançasse uma nova geração tão cedo, isso é uma coisa, vontade de ter um console como Scorpio é outra, depois eu que não sei interpretar, eu não quero ter o Xbox scorpio porque vou lutar contra o sistema, kkkkkk.
      Eu não vou comprar porque não tenho dinheiro se tivesse comprava a versão de lançamento.

      Ontem Mario publicou um artigo, sobre como Xbox agora é um PC, eu discordo completamente.
      Pode ser um PC as peças o Hardware.
      Pra mim PC, é um aparelho que quando liga vai aparecer Windows, navegador, teclado, rato, um aparelho que pega vírus, trava toda hora se for de baixo desempenho, precisa formatar as vezes, isso pra mim é um PC, Xbox é muito diferente, agora se falar que é uma caixa e dentro 100% peças de PC ok, concordo.

      Então entre um PC e o Scorpio vou fácil no Scorpio, porém meu Xbox One ainda tem muita lenha para queimar.

      • A Xbox é um PC dedicado a jogos… Daí as diferenças que estão lá. Mas só muda isso. De resto está um PC completo.

      • Karneiro e sua jornada de falhas.
        Colega coloca aqui o link onde a sony diz isso que vc falou sobre o PS4 e Neo?
        Outra, pra sua informação e indignação o que o Livio falou se traduz em verdade, eu mesmo perdi recentemente um HD Externo 2TB que tinha centenas de jogos baixados na net pra PS3, sim eu desbloquei meu PS3 e sim perdi meu HD por que alguém passou perto do cabo e derrubou o mesmo quando em funcionamento, resultado foi pro brejo e não HD interno ainda é menos prático de usar mais tem um custo menor como eu disse acima, acontece que como o One aceita o Externo pra jogos os “amantes da marca” decidiram torna esta função na 8ª maravilha do mundo e é realmente muito bom, mas não inválida as outras possibilidades.
        Pra concluir, vc sabia que a Microsoft vai liberar o uso de mouse e teclado no One a partir da próxima atualização? poisé só vai faltar o simbolo da janela viu.
        Depois destas perguntas e respostas lhe desejo uma boa quinta-feira.

      • Sou tão fanboy Sony( não ligo para o termo) que você poderia visitar a página “O meu antro do vício” lá no Forum PCManias e ver o quanto sou fanboy e não sou gamer.

        Para você não gastar tempo vou deixar o link aqui (http://pcmanias.umforum.net/t50-o-meu-antro-do-vicio) lá você vai encontrar a lista de consoles que tenho, que até está desatualizada e infelizmente sem fotos pois apaguei alguns arquivos do Google fotos, mas prometo que no final de semana tiro outra foto e coloco lá.

        • Eu tenho um PC com placa NVIDIA e sou o primeiro a criticar a NVIDIA quando falamos de APIs de baixo nível. Nunca montei um PC para meu uso pessoal com AMD, apesar de conhecer bem a AMD.
          Não quero te acusar de nada, só estou dizendo que ter um produto do concorrente que você fala mal ou não gosta não invalida suas preferencias. O Dono do canal Xbox Mil Grau tem um PS4 e compra todos os exclusivos na data de lançamento. O Mr Gamer tem um Xbox 360 e um One e nunca falou bem desses consoles.
          Se você tem birra ou implicância com alguma marca, ter o produto não vai mudar sua opinião e você continuará sendo um cara chato por apontar defeitos apenas de um lado.

          • Birra ou implicância pela MS não tenho, aliás no último mês estou jogando mais no One e 360 do que no PS4/PS3.

            O que pode ser birra ou implicância minha na verdade são críticas quando uma dessas empresas desfavorece o consumidor e você sabe que nessa geração foi a MS que mais fez isso. Já fiz críticas sim para a Sony, principalmente nesses últimos meses e você com certeza leu essas minhas críticas, até a Nintendo quando anunciou o New 3DS eu fiz críticas.

            Se na minha coleção há aparelhos de outras marcas indica que não estou preso somente a uma marca e sou contra a outras, esse tipo de “gamer” existe em todo canto, até aqui no PCManias. Se por aqui sou taxado de fanboy e ser contra a MS o motivo é simples. De 2013 até hoje veja quantos 180° a MS deu em relação a Sony e Nintendo.

            E a última dela é justamente com Quantum Break para versões anteriores do W10. “Ahh é uma boa decisão para conquistar os usuários W8 e W7”, na verdade é sim, mas para aquele cara que tinha uma boa máquina rodando W7/W8 e decidiu mudar de PC só porque o jogo rodava somente em W10 e Dx12? Para quem não sofre na pele a cada 180 dado pode ser normal, mas qual a opinião de quem sofre?

          • Pareceu até uma alto análise.

          • Essa ideia de que a MS desfavoreceu os clientes nessa geração é coisa de quem está com a cabeça nas políticas de 2013 que nunca viram a luz do dia.
            A Sony desfavoreceu também, ao cobrar por retrocompatibilidade com PS2, ao passar a PSN de gratuita pra paga, ao permitir que a PSN fosse insegura por tantos anos, ao permitir que a PSN entre em manutenção todo dia, ao encher o console de Indies e poucos AAA exclusivos, ao ter os mesmos jogos na PSN mais caros que na Live, ao cobrar o valor de um jogo AAA num indie (No Man`s Sky), ao dizer que quem não tem internet pode ter um PS4 e a primeira coisa que o console necessita é cenectar na internet pra baixar a atualização do primeiro dia, ao te obrigar a substituir o HD do console para aumentar o espaço e não te dar opção de escolha, ao impor baterias no controle que caso avariem não tem conserto, ao não oferecer servidores dedicados em seus jogos e taxar seus gamers de casuais que aceitam qualquer merda e ao inventar o PS4 Neo depois de ter a liderança com folga no mercado e ainda demorar 4 meses para admitir a sua existência e tendo pensado em lança-lo de surpresa sem ser transparente com seus fans, novamente caracterizando que eles pensam que são todos trouxas que aceitam qualquer merda que eles imporem.
            Essas coisas, que não enfrentam os mesmos protestos do que a simples decisão da Microsoft de acatar o feedback dos consumidores e desistir de uma ideia, que me deixam indignado com a comunidade “gamer” de hoje.

          • Lol… As políticas de 2013 viram a luz do dia… Mas foram removidas quando as pessoas votaram com a carteira. As pré reservas da consola eram baixas e o drm saiu. Depois as vendas eram baixas, o kinect caiu. Etc, etc. Não houve aqui santos, mas sim necessidade.
            A Microsoft não fez nada por vontade própria, mas porque foi obrigada. Se assim não fosse, estava tudo lá!

            Quanto ao que referes da Sony… Não vejo como criticar sem ter dois pesos e suas medidas. As políticas adoptadas foram iguais às do concorrente que argumentava ter um serviço superior devido a um Live pago. A PSN era insegura por ser gratuita, e melhorou com o pago. Sim, preferia que fosse gratuita, mas a questão é que a diferença de qualidade entre a PSN e o live existia e foi muito mitigada com os pagamentos. Criticar a Sony por pagar a sua rede, especialmente quando se criticava por ele não ter a mesma qualidade da outra que era paga, e não fazer o mesmo à Microsoft que tem os mesmos pagamentos e polítivas na mesma geração… É parcialidade (e preso por ter cão, preso por não ter).

            Quanto aos indies só os censuro por serem as ofertas da PSN+. Onde antes havia AAA agora só há lixo. Mas como sabes, quando há coisas da Sony a criticar… Critico. E isso já teve direito a artigos. A questão da retrocompatibilidade tambem é uma vergonha e tambem já o disse.

            De resto, os indies vendem consolas. Há quem goste.

            Quanto a No Mans Sky… Nenhum jogo surpresa tinha este hype à anos, e pelo que leio é bem merecido.
            Ser AAA é apenas definido pelos valores de produção. O jogo pode não ter tido uma produção cara, mas tem qualidade de topo, e isso é o que importa.

            Já quanto ao Neo acho curioso como ele é mau… Mas a Scorpio é algo bom.

          • A questão é que uma coisa é ter ambos ou todos os produtos e achar que um é melhor que o outro. E isso é algo natural pois não há produtos iguais.
            Outra é não ter e mesmo assim falar.
            O primeiro caso é uma opinião, a que todos temos direito, o segundo é parcialidade e pode confundir-se com ser fanboy.
            De resto a postura de ambas as empresas nesta geração é incomparável. A PS4 desde sempre que seguiu as mesmas políticas, só sendo manchada agora com esta questão da Neo.
            A Microsoft veio com a TV que removeu, o kinect que removeu, a cloud que nunca usou, as políticas que alterou todos os dias. Enfim, mesmo sendo-se parcial é impossível dar o mesmo tempo de antena a criticas aos dois lados.

          • Vou fazer uma análise de acordo coma a sua resposta e vou fazer o máximo para não comparar com atitudes semelhantes da MS. Decidi fazer isso porque em alguns fatos foi dado como uma opção contrária ao gamer sendo que na verdade na geração anterior tal característica não existia.

            1- Controles
            1.1 – Impor bateria no controle. É claro que a geração passada criou um padrão para os controles, de serem sem fio, algo que não existia na 6ª geração de consoles, então na 7ª geração de consoles ambas as empresas definiram seus padrões. Sony com baterias internas, MS com pilhas (e depois com baterias). Sendo assim as suas palavras de que a Sony “impôs” o uso de baterias está equivocada, visto que foi a definição de um padrão que nem existia, você estaria correto se antes os controles funcionassem a pilhas e depois a Sony impôs o uso das baterias.

            1.2- Caso as baterias avariem o controle não tem conserto. Errado, parece a informação de que a troca do HD provoca a perda de garantia do PS3/4. Caso a bateria perca a propriedade de armazenar carga isso não indica que você pode jogar o controle no lixo, a bateria pode sim ser trocada, Mercado Livre, Ebay, Ali express possuem vários anúncios de venda de bateria.

            1.3 – O único 180° que a Sony deu em relação dos controles e que vc não lembrou foi a não adoção do rumble nos primeiros controles do PS3 e que ela voltou atrás devido as reclamações dos usuários e também pela baixa procura.

            2-PSN
            2.1 – Deixou de ser gratuita para ser paga. Verdade, mas não negue que após ser paga a qualidade do serviço melhorou, está mais segura, dificilmente eu a pego fora de serviço e as manutenções, pelo menos no Brasil, ocorrem tarde da madrugada.

            2.2 – Ter os mesmo jogos mais caro. São lojas diferentes e cada uma pratica o preço de acordo com o seu modelo de negócio, nunca vi uma publicidade dizendo que terá preços menores que a concorrência, porém pelo serviço mesmo com a alta do dólar a Plus no Brasil ainda continua a R$100, a Live era R$120 e no início do ano aumentou em 50%, ficando em R$180 a assinatura anual, diferença bem gritante nos preços dos serviços.

            2.3 – Encher o console de indies e poucos AAA exxclusivos. Verdade, mas a Live também está no páreo, oferecer Plants Vs Zombies igual ao disponível em smartphones não é uma coisa a achar legal, e não foi só isso também teve Peegle, Goat Simulator….

            3 – Update Day One
            3.1 – Foi só o PS4 que teve? Até o One S teve.
            3.2 – Quem foi que disse que se não tem internet que compre o 360?

            4 – HD
            4.1 – Você também tem opção de escolha(trocar o HD interno)?

            5 – Taxar seus gamers de casuais
            5.1 – A MS fez a mesma coisa, só não falou explicitamente em uma entrevista que o Scorpio era para gamers hardcore.

            6 – Novos consoles no meio da geração.
            6.1 – Muitos não lembram que o início dessa patifaria foi da MS ao soltar uma entrevista de consoles com upgrades, comparando até com a evolução dos smartphones.

            7 – Políticas de 2013 que nunca viram a luz do dia. Afinal onde vocẽ estava em 2013? A MS foi boazinha e retirou as políticas. Foi uma ” …simples decisão da MS de acatar o feedback dos consumidores e desistir de uma ideia…”? Agora comecei a rir, 🙂 🙂 🙂 parece piada do Zorra Total ou da Praça é Nossa, mas infelizmente não foi nada disso. As políticas só não visualizaram a luz do dia porque simplesmente o One não tinha muitos pedidos de pré-venda, enquanto os pedidos da concorrentes iam de vento em poupa. Foi simplesmente $$$$$$$.

            Engraçado que vi uma relação entre essa frase: ” …simples decisão da MS de acatar o feedback dos consumidores e desistir de uma ideia…” e essa direcionada para os sonystas: “novamente caracterizando que eles pensam que são todos trouxas que aceitam qualquer merda que eles imporem.”

            Ao final trouxas não são somente os sonystas, são todos os gamers que apoiam o que elas ditam, também são aqueles que gritavam reclamando da atitude da Sony ao vazar informações do Neo e aplaudiram a MS no final da conferência da E3 2016 e vice-versa

          • Os iPhones não podem trocar a bateria (pelo utilizador, pois tal como nos controles a bateria pode ser trocada num ponto de assistencia). Os novos Samsung tambem!
            Desde que a marca tenha confiança na qualidade das baterias isso não é um verdadeiro problema.
            Aliás na One vi-me obrigado a comprar dois packs recarregáveis (na realidade tres pois um partiu os encaixes) para não estar sempre a comprar pilhas. Uma despesa extra pois as pilhas fornecidas podiam ao menos ser recarregaveis.
            Mas isto são meros pormenores. Não é isto que torna as consolas diferenciaveis e que faz um consumidor decidir qual das consolas comprar.

          • Esqueci:
            1.4 – Comodidade e facilidade. É mais cômodo ser avisado com antecedência da pouca carga na bateria, plugar o USB para carregar a bateria e continuar com a jogatina sem interrupções do que ir no armário ou gaveta pegar as pilhas/bateria sobressalentes e desligar o controle para realizar a troca, religar o controle e depois disso ainda colocar as pilhas no lixo ou procurar o carregador!! 😛 😛 Os fortes entenderão 😛 😛 😛

          • Isso não… Com um pack oficial tambem podes ligar o USB e recarregar com o fio na One.

          • Sim Mário! Só não citei o pack oficial porque alguns utilizadores das baterias nos controles Xbox não suportam que os mesmos sejam ligados por cabos, isso até foi alvo de discussões aqui no PCM porque os DualShock’s tinham ponto negativo por serem carregados via cabo e o gamer ficaria “preso” a ele caso queria continuar a jogatina.

            Eu tenho um pack para o controle do Xbox 360, comprei em uma feira da Receita Federal do Brasil e jurava que o produto era original, mas sempre tinha dificuldade em carregar uma das baterias, resolvi abrir o carregador e me surpreendi pois o produto era pirata.

            *Nesse tipo de feira eles descartam os produtos piratas e os que ficam para venda possuem preço abaixo do valor de mercado porque não há garantia, foi lá que comprei um headset Gold com preço abaixo da metade do valor de mercado e um PSVita, ambos funcionam sem problemas.

          • Lívio, sobre a questão de que a “Microsoft é culpada por consoles no meio da geração”, eu acho isso errado.

            Provavelmente o Neo será lançado em outubro. Phil Spencer falou sobre “upgrades” em console em fevereiro, e em outubro a Sony já terá um console pronto pra ir às lojas?? Não tem como um console ser planejado,testado, produzido e vendido em tão pouco tempo(8 meses)…

            O Neo foi planejado, pelo menos, desde ano passado,bem antes da entrevista do Phil, já pensado para alimentar o PSVR… Phil Spencer provavelmente tem informações privilegiadas, e ele sabia o que a Sony pretendia fazer. Por isso em fevereiro ele deu aquela entrevista enigmática, que depois todo mundo veio saber do que se tratava, com as informações vazadas do Neo e Scorpio.

          • Verdade… a Neo estava em produção à algum tempo com toda a certeza!

          • Marckos, embora a AMD tenha contrato de NDA com ambas as empresas eu aposto que aconteça vazamento de informações, só ver que One e PS4 são quase a mesma máquina em quesito de hardware.

            Claro que o Neo já estava em desenvolvimento antes da entrevista do Phill, mas também a pouco tempo saiu um documento de que o um novo hardware do Xbox estava a ser projetado logo após o lançamento do One. Também teve aquela notícia da Netflix em conversa com ambas as empresas para lançarem modelos 4K.

            Então como o hardware do One S já estava fechado e uma possível resposta ao saber do desenvolvimento do Neo, o Phil soltou essa de upgrade.

            É uma empresa agindo sobre a decisão da outra. É como muitos falam aqui: “Como a Sony faz uma burrada dessa de lançar um modelo com hardware melhor enquanto lidera a geração, podendo fragmentar e diminuir as vendas?” O que pode ter feito a Sony a tomar uma decisão dessa? Provavelmente ela recebeu alguma informação sobre a concorrente, porém a informação foi errada recebendo informações do Scorpio antecipadamente e pensando que fosse o para o One S.

            Mas beleza, concordo com vocês.

  5. Mario, Lívio, Neto, dizem ter todas as plataformas serem imparcial, mas incrível quando alguém critica a plataforma amada de ambos, correm responder para defender a plataforma amada, e claro fazer comparação e por defeitos em outras plataformas, gamers imparciais ha ha ha.

    • Curioso como o nome do Fernando não está aí. O que quer dizer que só consegues ver numa perspectiva.
      Aquilo que chamas de suposta parcialidade face à “plataforma amada”, eu chamo de realidade.
      Queres negar o DRM? Queres negar que o Kinect foi aniquilado, mas que foi vendido como parte da experiencia e algo que não podia ser retirado, subindo o preço em 100 euros?
      E queres negar que a Microsoft nunca fez nada para alterar isto de boa vontade, mas apenas porque o mercado lhe boicotou a consola?
      Queres negar que a Cloud foi vendida como colocando a One como future proof dando-lhe até 13x mais performance, mas que mesmo assim estamos a um ano de uma consola mais potente, a Scorpio e nunca viste nada na Cloud que se assemelhe sequer ao anunciado, e se vieres a ver será num único jogo e exclusivamente no modo multijogador?
      Queres negar que as políticas da Microsoft deram vários 180 ao longo dos tempos e que a empresa parecia andar ao sabor do vento?
      Não percebo como é que, independentemente de se ser amante de uma consola, como é o teu caso, alguem fica cego perante a realidade. Aliás eu sempre critiquei tudo que a Microsoft removeu (o que me deu razão) e sempre alertei que a Cloud era uma falácia face ao estado atual da tecnologia.
      E então do que se fala? De baterias que não se trocam (algo que a surgir como queixa deveria vir da boca de quem tem esses comandos e não de quem tem os outros) e de uma PSN que passou a ser paga, quando a live da Microsoft tambem o é (e oficialmente mais cara).
      Mas mais ridiculo é esta parte do pagamento quando antes, quando era gratuita, a acusavam que por ser gratuita não prestava. Vá-se lá entender, pois pelos vistos critica-se de qualquer das formas.
      Da minha parte não estou cego, tanto que nas partes em que há razão para críticas, como na qualidade do ofertado na PSN+, nos pagamentos em jogos das consolas anteriores a quem já possui esses jogos, e em muitas outras situações criticáveis da Sony, tambem escrevi artigos a dizer o que pensava. Não tenho preferencias, mas vejo as coisas. Mas basicamente poderia dizer que a Sony nesta geração cometeu os erros tradicionais que se cometem em todas as gerações (até porque as necessidades económicas a isso onrigavam), mas já a Microsoft comportou-se de forma inédita, sendo notícia de forma regular.
      A última novidade é a critica à Sony por ir lançar a Neo antes de dar à geração um periodo de 5 anos. Uma crítica que partilho, mas que estendo à Microsoft pela Scorpio, e que só não sai mais cedo porque a tecnologia pretendida não é possível já, mas que curiosamente foi oficialmente apresentada antes da Neo.
      Lamento que não gostes de ouvir, mas vais ouvir. Porque não sou parcial e nem ando com paninhos quentes. E as verdades digo-as!
      De resto gostava de solicitar mais uma vez que te controlasses nas acusações de parcialidade à minha pessoa pois isso é por em causa um esforço diário e não compensado monetáriamente que tenho aqui todos os dias e que só mantenho pelo feedback que vocês me dão e os pedidos para continuar. E como tal, não aceito essas críticas especialmente quando a realidade das coisas, apesar de muitos a esquecerem diáriamente porque lhes convêm, é a que é, e há razões e mais do que razões para estar a escrever o que estou a escrever em resposta a estes comentários.

    • Diferente de vc @karneiro que é amante de uma unica plataforma e da empresa a produz,eu tenho todos os consoles desta geração e não só coloco e muito menos tento desmerecer algo de bom das mesmas, o que acontece é que temos aqui participantes com visões unilaterais onde só veem acertos de um lado, e quando vem comentar do outro só vemos críticas, e o pior disso a maior parte dessas pessoas nem tem a plataforma que critica tanto, simplesmente se baseia naquilo que houve de “istas” para desmerece-lo, vc mesmo já fez muito isso além de outros claro. Criticas com bateria em controle??? como se fosse melhor ficar gastando dinheiro com pilhas né, preços dos jogos, aqui mora uma mentira que eu vejo muitos aqui colocarem e me pergunto como essas pessoas que só tem uma plataforma podem dizer que os jogos são vendidos com preços diferentes quando fora de promoções??? eu tenho PS4 e One e sempre fico ligado nas promoções de ambos e preços normais e não vejo isso, PSN fora todos os dia??? WTF que mentira descarada aqui em, se me lembro bem a ultima vez que a PSN ficou off foi no final do ano passado se ficou depois disso não percebi, dai vem e me diz que console x tem mais indies do que AAA??? esse só poder vivier no mundo da lua, a discrepancia em relação a exclusivos hj em dia é brutal, depois que a microsoft lançou o play anywhare praticamente de exclusivo no One ficou HALO MCC, Halo 5, Sunset, Forza 5, Crisom Dragon, Max e infelizmente a Live paga, dai vem falar de exclusivos, outra inverdade é essa de que o PS4 não funciona sem instalar o ultimo update, isso é mentira pois o meu quando peguei já coloquei o jogo e joguei, lógico não estava na ultima Firmware e nem o jogo estava atualizado mais isso é mentira, isso seria verdade se estivesse falando do One que foi o console que tive de instalar o update pra poder funcionar o console.
      Viu as afirmações do colega @fernando tem um contexto bem diferente na minha visão, alias vc vai perceber que eu não defendi a PSN paga, PSN+ e nem o projeto PS4 Neo pois nisso eu concordo, isso é visão imparcial das coisas.
      E pra concluir acredito que a melhor coisa e ser feita por pessoas que só tem uma plataforma é não tentar colocar informações das quais não tem certeza se são verdadeiras pois não possui outras plataformas para confirmar, fale daqui-lo que sabes e podes confirmar, eu falo isso não para puchar algum tipo de entriga mais sim pra mostrar que não defendo o PS4 e a Sony mais sim os fatos concretos do que sei, jamais defenderei o desconhecido por mim.
      Fiquem bem nesta sexta-feira, abcs a todos

      • Um dos motivos porque os comentários aqui escritos parecem defesa à Sony é que os comentários a que se está a dar resposta estão escritos como inverdades, ou com uma visão das coisas que esquece muitas realidades.
        Naturalmente que se há um ataque de inverdades a resposta tem de ser em defesa.

      • Não entendo qual a relação em ter todos os consoles com ser gamer, e não ser fanboy de uma marca!
        Os caras do Xbox mil grau tem vários jogos de Playstation 4, então eles não são fanboys?
        Engraçado que varias pessoas se dizem gamer por ter todas as plataformas, mas quando passam a gamertag, é vergonhoso, mal jogou os jogos da Microsoft, mal liga o console apenas tem para falar que é gamer lol!
        E o pior que acham ruim de mostrar a gamertag, mas é claro porque vai ser vergonhoso, o histórico que não joga nada!

        Como também é vergonhoso, quem sempre defende uma plataforma, como Neto Lívio, Mario, Fernando, e dizer que são imparciais, eu nunca vi Fernando defender a Sony, como nunca vi nenhum dos outros três ficarem quietos quando a Microsoft tem algo melhor, sempre a todo custo vai tentar diminuir a MS e elogiar a Sony, tem muito tempo que acompanho o PC Manias e tenho certeza mais que absoluta que todos esses que eu citei tem sua plataforma favorita, e vai defender a todo custo, não sei porque se fazer de coitadinho e dizer que não.

        Mario não sei porque você relaciona, que eu falo do seu caráter, nunca julguei seu caráter, sua pessoa, nunca fiz isso e nunca vou fazer, e eu adoro os artigos.
        Dizer que você corre defender a Sony não é julgar seu caráter é apenas uma estatística, ver que você prefere a Sony do que Microsoft é apenas um fato não sei o que tem a ver com seu caráter!
        Pelo amor de Deus, você diz que eu, o Fernando, somos fanboys, mas você o Lívio e o Netto são imparciais, desculpa mas qualquer pessoa que acompanhar pelo menos um mês vai ver que vocês três a todo custo vai defender a Sony com toda a força possível.
        Volto a repetir eu nunca julguei seu caráter, sua pessoa.
        Você o Netto e o Lívio é igual o Fernando, cada um defendendo a plataforma amada, mas tentar passar por imparciais, desculpa, mas isso qualquer pessoa sabe que não é verdade!
        E não julguei o caráter de nenhum de vocês, apenas o gosto particular, não tem relação nenhuma com caráter.

        • Cara, aqui todos os users tem suas preferencias, mas nenhum desrespeita o outro e chega a chamar a concorrência de lixo como esse pessoal da mil grau faz. Eu sei que 2 users da página possuem ps4, mas eles só tem para denegrir a imagem do ps4. vamos para o 3 ano do ps4 e eles dizem que até agora não foi lançado 1 jogo que preste no ps4. Ou melhor eles n dizem que não possui nada no ps4 que preste.
          Agora me diz como uma pessoa gasta dinheiro em 1 console pra dizer que nada serve?
          Isso é ridículo! Falou mal de bloodborne, mas joga dark souls, falou mal de Street Fighters V, disse que não ia comprar o jogo para os “minions” mil grau, mas jogaram.
          comparar o pessoal daqui com o pessoal dessa página pra mim chega a ser motivo de ofensa. Acho que ate o Fernando até ja falou que n concorda com muita coisa que o pessoal dessa pagina fala.

          Agora, eles trazem bons conteúdos quando o assunto é Xbox.

        • Estatistica?
          Mas que estatística é essa, e porque te julgas no direito de a fazer de forma tão parcial? Tens noção do contexto em que esta “defesa” como lhe chamas está a ser feita?
          Nesta geração a Microsoft fartou-se de meter os pés pelas mãos. Cometeu erros, tomou posições de interesse próprio, prejudicou fans, veio com um DRM que só removeu face à diferença de vendas com a concorrência, com promessas não cumpridas de um Kinect obrigatório de 100 euros que acabou removido, de um sistema multimédia com a Tv que acabou por abandonar, com a promessa de conteúdo Tv exclusivo que com excepção da série Halo não existiu, com uma promessa de uma Cloud que tornaria a consola até 13x mais potente, mas que nunca saiu sequer da gaveta e se vier a ser usada será em um único jogo e apenas na componente da física da parte multi, etc.

          E quando escrevem comentários aqui que começam com a seguinte frase “Essa ideia de que a MS desfavoreceu os clientes nessa geração é coisa de quem está com a cabeça nas políticas de 2013 que nunca viram a luz do dia.”, esquecendo tudo que escrevi em cima, esperas que me cale?

          Com tanta parcialidade e esquecimento selectivo?

          Eu intervenho em defesa da Sony sim, assim como interviria em defesa da Microsoft se a empresa sobre a qual estava a existir esquecimento selectivo fosse a Sony.
          Mas não é!

          Quanto ao ter vários sistemas definir ou não um fanboy… Não, não define. Não é por aí. Um fanboy tambem pode ter mais do que um sistema.

          O que define um fanboy em alguem que tem vários sistemas, nem sequer é o preferir um sistema sobre o outro, é o ter notóriamente e de forma esmagadora, mais tempo passado num sistema do que nos restantes.

          Podes perguntar ao pessoal aqui que me tem como amigo na Xbox e na Playstation. Tanto de um lado como do outro por vezes estão semanas sem me verem online. Porque como não tenho sistemas favoritos salto para onde estão os jogos, seja na Playstation, Xbox, PC ou dispositivo móvel. Isso não quer dizer que o meu tempo esteja dividido por igual. Primeiro porque não conto, e segundo porque nos multi consola jogo sempre a versão melhor, que nesta geração é normalmente da PS4.

          Agora aqueles que dizem ter mais que um sistema, mas ao mesmo tempo se orgulham dos gamerscores ou equivalente com pontuações gigantes que possuem… Esses são fanboys. Porque o tempo é igual para todos, e não podes ter um gamerscore tão elevado se jogas em todos os sitíos. Daí que se tens vários sistemas mas tens gamerscores ou equivalente bastante elevados em um deles ao ponto de ele comprovar negligencia dos outros sistemas, isso sim, indicia o favoritismo e fanboyismo!

        • Eu defendo as plataformas quando ha desinformação que é o que vc Karneiro costuma fazer, como sua preferência e a Microsoft e seus consoles e jogos e pelo fato de vc não ter o PS4 quando vc Vem aqui afirmar algo que foge da realidade eu me sinto mesmo na obrigação de vir aqui mostrar a real das coisas, eu tenho preferência sim pelos jogos da Sony mas nem por isso falo bem de tudo que está empresa me oferece, já reclamei aqui do fato do meu PS4 cuspir disco, the Order, psn+ e agora do Neo, já elogiei a Microsoft pela retro, Gwg, alguns exclusivos, enfim eu vou continuar assim pois acho que devemos ser justos e não levar as pessoas com falsas informações.
          Sobre ter os consoles, a diferença entre eu Mario e livio e o xboxmingau é que nós aqui fazemos afirmações em cima de fatos e não tentamos ludibriar os outros com mentiras descaradas que é o que este face faz todos dias, por exemplo outro dia eles estavam dizendo que uncharted era um jogo automático sendo que no vídeo que eles usam da pra perceber que o controle que eles utilizaram nem ligado estava kkk, pobre de que m acredita neles.

  6. Para os que dizem que não critico a Sony pois vai uma notícia: Rumores indicam que o PC receberá o Playstation Now, ou seja, jogos do PS3 e PS2 estarão, via aluguel, no PC.

    Embora não seja igual ao que a MS pratica, jogos de geração anterior e um serviço de aluguel na minha opinião o PS3 enfraquece em relação aos exclusivos.

    Pode ser um passo para que futuramente jogos de PS4 também possam estar disponíveis.

  7. Ainda faltam 18 dias para 31/08 e ainda não temos a confirmação de lançamento e preço do Xbox One S no Brasil. Porém tem loja no Br que está vendendo a versão de 2T por R$2.850,00 com entrega a partir de 29/09.

    • Bem caro mesmo,mas o console é bem bonitão e desenvolvido(encorpado com novas linhas)Acho eu,que vendera bem este modelo slim pelo seu apelo mais jovem e chamativo.Não esquecendo claro de ser um ótimo console

Os comentarios estao fechados.