Servidores de jogos começam a fechar, mostrando que o sempre online seria fatal a uma consola.

O futuro que a Microsoft pretendia para a Xbox One pode ser agora contemplado perante a onda de fechos de servidores de jogos.

internet-bandwidth

Software ou hardware que dependa de algo online é certamente software ou hardware com um final previsível. Rapidamente as suas capacidades serão reduzidas, ou mesmo anuladas, com o fecho dos servidores necessários ao seu funcionamento. E caso a Xbox One viesse a ser dependente da Cloud ou necessitasse dela de forma intrínseca, o seu futuro teria certamente um fim bem visível à vista.

Os recursos online são caros, e normalmente são reciclados para novas utilidades. Assim que os custos de manutenção de uma estrutura online se tornam elevados face à receita gerada, os servidores fecham. E dessa forma, tudo o que seja dependente do online chega a um fim.

Se tal não é um real problema quando o online é apenas uma componente de um jogo e não algo completamente necessário para o seu funcionamento, quando a componente básica do jogo é o online, o fecho dos servidores implica a morte total e absoluta do software. E por muitos milhares de utilizadores que ainda o desejem jogar, não sendo estes suficientes para justificar as despesas dos servidores, eles são abandonados junto com o jogo.



Eis a lista de jogos que verão recentemente os seus servidores fechados nos primeiros meses 2014 e que são apenas a primeira vaga de fechos que veremos para o ano:

Fifa Street 2012
Fifa Manager 2012
Fifa 2012
Scrabble
MAG
SOCOM Confrontation
SOCOM 4
Resistance (todos os títulos da série)
Gran Turismo 5.



Posts Relacionados