Sony é agora basicamente uma empresa dedicada à Playstation

A Sony está a dar lucros, mas a empresa ainda atravessa tempos difíceis.

A Sony continua em dificuldades, com as receitas, apesar de terem existido lucros, a ficarem abaixo do esperado.  

A empresa, antigamente o maior gigante da electrónica mundial, tem vindo a ser mal sucedida em todas as áreas, e tem-se vindo a desfazer das diversas secções que antes a constituíam, e agora acaba de se separar de mais uma das suas secções, a de baterias.

A secção de baterias estava inserida na divisão de componentes, que inclui os conhecidos e lucrativos sensores Sony das máquinas dotográficas, reconhecida mundialmente como lider no segmento. Mas no entanto a parte de baterias que a Sony iniciou em 1975 estava a torna-se custosa face à concorrência de empresas como a LG, Samsung ou Panasonic, obrigando a investimentos de 270 milhões de dólares anuais.

Dos 546 milhões de lucro apresentados pela Sony, 78% advém da divisão Playstation, o que torna a empresa completamente dependente da mesma. É uma empresa que vive do sucesso da sua consola e que, como tal, não se pode dar ao luxo de cometer erros.



Numa nota pessoal, percebendo-se esta situação de dependência da Sony, torna-se cada vez mais difícil compreender como é que a empresa aposta em lançar uma consola como a NEO que, de forma clara, e já comprovada pelas inúmeras reacções nos fóruns, irá ser mal recebida e irá antagonizar a base de utilizadores da consola, podendo comprometer o futuro da Sony.

Mas cada um sabe da sua vida… e se calhar a Sony não está assim tão atenta ao mercado e ao que os seus fans pretendem como isso!



Posts Relacionados