Jun 092011
 

Sentindo-se impotente para combater os hackers que diariamente atacam (e com sucesso, diga-se) os seus serviços online, a Sony revelou esta semana que pediu ajuda ao FBI para investigar o ataque que recentemente se deu à Sony Pictures Entertainment.

Recordamos que este ataque foi por nós aqui noticiado, sendo da autoria do grupo LuzlSec onde foram roubados os dados pessoais de mais de 1 milhão de clientes, bem como milhares de códigos promocionais que dariam direito ao download de músicas de filmes de forma gratuita.

Com todas estas situações a Sony estima uma perda de 120 milhões de euros. Questionamos por isso quantos anos seriam precisos de pirataria na PS3, uma consola que está já em final de vida, particularmente face ao iminente lançamento de uma consola superior por parte da Nintendo, para se atingir este valor de perdas.

A verdade no entanto é que actualmente nada justifica esta fúria cega contra a Sony. Sem se querer tomar partidos na situação da pirataria, a verdade é que as consolas são vendidas bloqueadas e não se pode censurar a empresa por querer manter o produto dessa forma. Esperemos que em futuras consolas se possa permitir o acesso ao hardware ao mesmo tempo que se a mantêm fechada e protegida contra pirataria (por exemplo limitando a memória acessível). Mas claro se os hackers se metem ao barulho é quase impossível poder-se ceder pois eles aproveitarão tudo para conseguirem um desbloqueio total.

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.