Sony reporta 70+ milhões de utilizadores ativos na PSN. Espera vender 78 milhões de consolas até 31 de Março de 2018.

A Sony veio dar a conhecer alguns dados relativos à sua consola e à sua rede.

A Sony veio dar a conhecer uma série de dados relativos à sua consola e à sua rede. Vamos vê-los a analisar com os dados da concorrência.

Antes do mais vamos dar a conhecer que o ano fiscal da Sony termina a cada 31 de Março do ano seguinte, ou seja, num exemplo, o ano fiscal de 2016 diz respeito ao período entre 1 de Abril de 2015 e 31 de Março de 2016.

Desta forma, a imagem de cima vem dar a conhecer que a Sony estima que a 31 de Março de 2018 a empresa tenha no mercado um total de 78 milhões de consolas. Recorde-se que a 28 de Abril de 2017, a Sony deu a conhecer que tinha despachado já mais de 60 milhões de consolas.

Mas quanto a valores mais atuais, a Sony resolveu entrar no jogo da Microsoft, e dado que a Microsoft deixou de reportar consolas vendidas ou despachadas, refugiando-se nos utilizadores activos da sua rede Live, a Sony acrescentou igualmente esse dado e deu a conhecer que possuía a 31 de Março de 2017 um total de 70+ milhões de utilizadores activos na sua rede, sendo que os dados vão mais longe e a Sony indica que desses 70+ milhões, 26,4 milhões são subscritores do PSN+, a componente paga da PSN. Recorde-se, ou informa-se para quem desconhece, que na rede da Sony a adesão ao PSN+ é facultativo, sendo que existem bastantes jogos que fornecem componentes online usando a PSN, mas sem requererem qualquer pagamento.



Comparativamente aos dados da Microsoft fornecidos a 26 de Janeiro deste ano a Xbox Live tinha atingido um valor recorde de 55 milhões de utilizadores ativos, um valor que depois caiu ligeiramente para os 52 milhões.

Apesar de se prever que, mesmo com uma actividade inferior, o valor de utilizadores pagantes na Xbox Live possa ser superior ao da PSN uma vez que a Xbox restringe tremendamente o tipo de acessos que se pode ter com uma conta gratuita, tornando o Gold quase obrigatório, a realidade é que os valores da PSN incluem apenas utilizadores das consolas Sony, ao passo que no caso da Microsoft os valores da Xbox Live incluem igualmente PC e aparelhos móveis com sistema operativo Windows, utilizadores que muito dificilmente pagarão seja o que for pelo acesso ao Live, ficando-se pelos serviços gratuitos, o que complica e muito as contas comparativas.

 

Fonte: Documentação oficial de ambas as empresas



Posts Relacionados

Readers Comments (16)

  1. Há 3 pontos importantes a reter desta informação:

    – O primeiro é o facto de o numero de subscritores pagadores da PSN+, ser uma sombra face ao número de utilizadores – nem sequer chega a metade.

    – O segundo é de que, apesar disso, a PS continua a reportar receitas recorde, ao nível da época dourada das consolas nos anos 90. A Microsoft, apesar dos números estelares que revela de utilizadores da sua rede, continua a misturar contas de divisões e não informa a real situação financeira da divisão Xbox por si só.

    – O terceiro é o facto de a Sony considerar fulcral para o seu sucesso futuro o investimento no catálogo interno de jogos – o que aponta, ao contrário do que muitas vozes neste site expressam, que os exclusivos são uma parte determinante do sucesso da PS4. Afinal se não fossem porque iria a empresa a continuar a gastar dinheiro nisto?

    • A Newzoo faz análises de resultados disponíveis, pesquisas e estimativas de mercado.
      Para resultados de 2016, a Sony foi a segunda companhia com receita de 7837 milhões de dólares com games e a Microsoft foi a quarta com 6477 milhões de dólares.
      Entre a Sony e a Microsoft está a Activision, com pouco a mais que a MS, e em primeiro a Chinesa Tencent, que acredito que faça jogos mobile.

      Os resultados são uma inversão de posições já que em 2015 a Microsoft teve maior receita. Ainda estão perto, a vantagem de 2 pra 1 da Sony não reflete nos resultados financeiros.
      Financeiramente, a Microsoft está muito saudável no mercado de games.

      https://newzoo.com/insights/rankings/top-25-companies-game-revenues/

      Obs: A Nintendo não está perto nem da EA.

      • Se reparares com atenção verificas um * em frente à Sony e Microsoft.
        Dado que a Sony não separa a venda de consolas dos jogos, os valores são estimados e passíveis de erro.
        No caso da Microsoft a coisa é bem pior pois ninguem sabe exactamente que receitas estão aqui, mas inclui para além do erro da Sony com as receitas com consolas Xbox, receitas com a windows store e vendas de jogos em PC.
        Ou seja, não estamos a comparar laranjas com laranjas e batatas com batatas.

  2. A grande diferença é que a microsoft conta o número de usuários Xbox Live Gold enquanto a Sony também está contando usuários que não assinam a PSN+.
    Em ambos os casos, usuários de Xbox 360 e Playstation 3 estão inclusos.
    Pelo menos nas contas da Microsoft, os usuários ativos são aqueles que jogam online, logo os Golds. No PS3 não precisa de assinatura para jogar e da última vez que foi divulgado, o número de assinantes PSN+ estava em algo próximo de 21 milhões ou 1/3 dos possuidores do PS4 de acordo com os números de vendas que a Sony divulga.

    • Existe fonte que confirme que os usuarios ativos que a microsoft divulga seja tudo gold? Porque se for tudo isso mesmo seria um grande feito pra uma empresa que nao vendeu nem 30 milhoes de Xone.

      • Os dados da Microsoft dizem respeito a utilizadores activos. Isso quer dizer que são utilizadores que se logaram no Live, nada mais.
        E isso inclui contas silver e gold.
        Uma conta silver só não joga online, mas pode usar YouTube, Netflix, Hulu, WWE Network e outros.

      • Nem 30, milhões é difícil saber, já que o VG Chartz é mais desatualizado que pesquisa do IBGE. Mas ela vendeu mais de 85 milhões de Xbox 360, o que não torna absurdo esse número.
        As pessoas sabem que precisam assinar a Xbox Live para jogar online a mais ou menos 12 anos, é extremamente natural que haja mais usuários do que na PSN+, afinal, na geração passada os games multiplataforma vendiam mais no console da Microsoft, principalmente os que possuem multiplayer.

        • Eu tambem acredito que hajam mais pagantes no Live que na PSN. Tem toda a lógica! Mas não sei é exactamente quantos, mas havendo 29 milhões de Consolas One apontaria para esse número como um mínimo teórico (mesmo que nem todas tenham gold, já estou a compensar com 360 activas), apesar de provavelmente serem mais, ou mesmo muito mais.
          Os 55 milhões não serão, mas não me admiraria se andassemos nos 80% desse valor. Afinal mesmo com possíveis erros nos lucros precistos, e mesmo contabilizando vendas de PC nas receitas gaming da Microsoft, a aproximação às receitas da Sony só poderão vir daí.

          • eu nao tenho tanta certeza mario os numers da psn me deram um susto menos da metade dos ps4 sao pagantes sendo mais de 50 milhes de ps4 vendidos, a ms ta ainda pior de ativos ela tem menos que a sony e apesar de ela cobrar a mais tempo acho dificil o 360 ter um apelo para pagar como ps4/one tem ja que jogos antigos vao perdendo usuarios online, e juntando com fato do ps4 nao ter tantos usuarios pagantes assim, nao duvido que os numeros da microsoft sejam inferiores, acho que a probabilidades sao maiores de que sim.

          • Ao contrário do que pensamos Gustavo, nem todos compram as consolas para jogar como nós fazemos. Há quem a compre para o jogo casual tirando depois partido das suas capacidades de streaming e leitor bluray, há quem a compre para jogar indies, quem a compre para um jogo específico, enfim… há milhares de usos diferentes.
            A PSN apenas obriga a pagamento em alguns títulos, sendo que muitos deles, e numa boa percentagem, permitem o online gratuitamente, e para além do mais os serviços online nenhum requer pagamento.
            Na Live não era assim. Até o uso do browser requeria o Gold. Não ias online sem ele!
            Agora o online continua pago, mas os serviços já acedem sem pagamento. Mas muita gente se calhar não sabe isso. Isso só mudou em 2014, já depois da consola estar à venda.
            Conjugando um online forçosamente pago e essa realidade, eu não me admiraria nada de, com menos consolas, haver mais pagantes. Nada mesmo!

          • acho que isso poderia ate ser valido para a ultima geração, mas nessa quase todas as tvs são Smart e nao necessitam de consoles para acessar serviços de streaming, e mesmo as que nao sao existem muitos outro hardwares que ja fazem o serviço e custa menos que a subscrição anual de uma live ou psn plus, acho que uso de consoles atualmente para tais finalidades e bem mais limitado que era na geração passada onde ps3 era reconhecidamente o maior reprodutor de canais de streaming na época.

          • Mais válido talvez… mas na última geração os serviços de streaming ainda não estavam a este nível. Cá por portugal eles pegaram muito recentemente.
            Depois por exemplo do eu tenho uma TV LG com pouco mais de 4 anos e que tem um suporte Netflix limitado pois só suporta 1 perfil. Nessa TV uso uma consola!
            Em casa do meu Pai tenho 1080p não smart e uso uma Android Box…
            Há milhares de casas sem TVs smart e as mais antigas tem limitações de uso. As consolas não.
            Seja como for para este tipo de serviço as consolas só requerem o custo de compra e depois tem a versatilidade de fazerem muito mais, como jogar jogos e ver filmes BluRay.

    • Pelo o que eu sei usuários ativos pela MS são users gold e silver não?

    • A Microsoft conta usuários Live… os documentos são claros nisso. Não são Gold, são usuários Live.

  3. Alguem com o Star Trek Bridge Crew para o PSVR?

    • Meu Deus… que experiência…
      Acabei de jogar o jogo com mais 3 tipos Ingleses. 2 deles tinham o PSVR, o outro estava com um VIVE no PC (sim, cross Play).
      Joguei 2 missões, uma como engenheiro na Enterprise original, e o outro como Capitão na Aegis…
      Que desbunda… tudo por voz… que espétaculo… Foi uma experiência que só por si já valeu todo o custo do VR.
      Se alguem julgava que o VR não tinha futuro… jogue isto, e depois falamos!

Os comentarios estao fechados.