Sony vai tentar a adesão ao PS Eye e outras novidades da consola.

Apesar de a PS Eye, a câmara da Ps4, ser uma mera opção, a Sony vai promover a sua  utilização para que jogadores e programadores a adoptem. Outras novidades incluem pagamentos na PSN por telefone.

ps eye

Apesar de a Sony considerar a PS Eye como um periférico opcional, a empresa pretende-o promover ao máximo, e nesse sentido vai tentar desde o início tentar os utilizadores para a sua aquisição.

Sabe-se assim que a PS4 terá de origem uma característica chamada “Playroom”. Trata-se de uma zona onde poderemos desfrutar de situações diversas relacionadas com realidade aumentada

No entanto esta zona requer a combinação do Dual Shock 4 com a Playstation Eye, pelo que sem a câmara não poderá usufruir desta características.



Basicamente o que se conclui daqui é que o PS Eye é um extra adicional sim, que só quem quer é que necessita de adquirir, mas que poderá vir a ser essencial para se tirar partido das totais funcionalidades da consola. E a Sony pretende explorar essa vertente desde já.

E se por um lado é bom que a Sony se aproxime da Xbox a nível da capacidade de interactividade que o Kinect oferece, por outro esta situação mostra que o preço da PS4 poderá ser algo enganador, e na realidade apenas 30 euros mais barato que a Xbox One (isto para quem adquirir a consola + câmara em separado pois haverá um bundle com a consola+jogo Knack+ Ps eye por 499 euros, o mesmo preço da Xbox One).

Apesar da situação a Sony considera esta situação apenas uma promoção das capacidades da consola, referindo que não é sua intenção impingir a câmara a ninguém. Mas da mesma maneira que há jogos que requerem o uso dos PS Move, rapidamente e em quantidade poderemos vir a ver jogos que requerem o PS Eye.

Outras novidades relacionadas com a PSN passam pelo futuro método de pagamento por telefone no qual o utilizador introduz o seu número, recebe um SMS de confirmação, confirma a compra com uma resposta, e o valor é debitado do saldo/colocado na conta do telefone.

Fonte: International Business Times



Posts Relacionados