Square Enix confirma exclusividade apenas temporária no novo Tomb Raider

Após o conhecimento de que a Microsoft iria publicar o novo Tomb Raider que sairá em 2015, rumores surgiram de que o acordo poderia estar alterado e a exclusividade fosse agora permanente. A Square Enix veio assegurar que não!

rise of the tomb raider

Quando Tomb Raider foi anunciado como um exclusivo Xbox One a internet explodiu. Sendo o jogo um IP com 20 anos e com fans nas mais diversas plataformas, tendo recentemente recebido um “Reboot” com uma história que claramente possui continuação e que quem comprou o primeiro jogo claramente está agora à espera, a situação é compreensível. Sem qualquer crítica à Microsoft, a decepção com a Square Enix foi grande por ignorar que fez da série, ao longo de 20 anos o sucesso que é hoje.

Naturalmente os negócios de exclusividade são uma realidade natural neste mercado dos videojogos. E há que as aceitar! No entanto isso não quer dizer que as pessoas o tenham de fazer caladas, e se há um desagrado, como foi o caso, as pessoas estão no seu direito de mostrar o seu descontentamento.

A questão é que perante o mesmo, Phil Spencer, responsável pela Xbox, e um homem que ganhou o respeito de toda a comunidade Gamer (a meu ver a figura do ano a nível tecnológico), veio, numa postura mais do que correcta, dar a conhecer numa entrevista à Eurogamer que a Microsoft não comprou o IP e que a exclusividade possui uma duração.



E essa realidade estava assumida, até que recentemente, o responsável pelo Marketing da Xbox, Aaron Greenberg veio dar a conhecer que a Microsoft seria quem iria publicar o jogo, e a situação levou imediatamente à especulação sobre uma alteração do acordo que teria tornado o jogo em exclusivo definitivo. E após a apresentação de Uncharted 4, o rumor ganhou alguma consistência.

No entanto a Square Enix, em contacto com o website Gameinformer veio clarificar que o exclusivo possui uma duração, mas que não podiam discutir detalhes sobre o tempo que o mesmo abrange.



Posts Relacionados