Star Wars Battlefront bateu recordes de vendas no Reino Unido

StarW4

No Reino Unido, o segundo maior mercado do mundo, Star Wars Battlefront é o jogo Star Wars que mais vendeu no seu lançamento. E superou os anteriores recordistas de 2015!

Nota: Os dados aqui referidos dizem apenas respeito ao Reino Unido (o segundo maior mercado do mundo).

A Videogamer deu a conhecer que, no Reino Unido, e no que diz respeito às às vendas a retalho, não incluindo vendas digitais, os valores de vendas de Star Wats: Battlefront suplantaram em 117% as melhores vendas obtidas até hoje, na semana de lançamento, num jogo Star Wars. O anterior recorde era relativo a Star Wars: The Force Unleashed.

A Videogamer avança que, neste mercado, este foi o quarto maior lançamento do ano, atrás apenas de FIFA 16, Call of Duty: Black Ops 3, and Fallout 4, batendo os recordes de vendas na semana de lançamento, relativos a 2015, e que antes pertenciam a Batman Arkham Knight e The Witcher 3.

Sabe-se ainda que, pelo menos no Reino Unido, o acordo de publicidade da EA com a Sony e relativo a Star Wars Battlefront, foi um sucesso, com o jogo a ter vendido 50% mais cópias na PS4 do que na nas vendas combinadas da Xbox One e PC.

Estes dados são confirmados pelo GFK Chart Track, que analisa as vendas no Reino Unido, e que mostram que o jogo saltou diretamente para a primeira posição.

De acordo com a Dice, 59% das vendas do jogo nesse mercado foram na PS4, com 39% a ocorrerem na Xbox One e apenas 2% no PC. Relembra-se que estes são dados exclusivamente relativos às vendas a retalho.

——-

O principal motivo porque demos esta notícia não foi divulgar o sucesso do jogo que aparentemente nem terá sido tão bom em todos os mercados, mas para mais uma vez criticarmos a forma como as análises aos videojogos atualmente se fazem. Já fizemos aqui vários artigos onde abordamos esse assunto, referindo que as avaliações aos jogos pelo que não possuem em vez de serem feitas pelo que possuem é um contra-senso, com os jogos que sofreram deste problema a obterem todos eles valores elevados de vendas.

Talvez seja tempo de se compreender que um jogo é diversão e não desbloqueio de armas, e que o jogo continua a divertir o mesmo quando já não há novas armas, itens ou missões para desbloquear.


Diversão não é acabar o jogo em 12 horas em vez de 6. Isso é valor pelo dinheiro, mas não algo relacionado com a qualidade da diversão ou a qualidade global do jogo.

Comparar as armas às armas de Battlefront dizendo que não há verdadeira sensação de realismo é outro argumento pouco coerente. Quem daqui já disparou uma arma laser para falar do realismo que levante o braço!

Já quanto aos mapas… o jogo traz 12. Battlefield 4 trazia 10 e nunca houve reclamações de falta de diversidade! E ainda há o DLC gratuito Battle of Jakku que ao que tudo aponta trará 2 mapas adicionais e um novo modo de jogo! E curiosamente a EA chama a estes mapas o primeiro DLC gratuito para o jogo, dando assim a entender que haverá mais!

Naturalmente isto não quer dizer que não se reclame do único ponto que realmente é verdadeiramente criticável, o DLC já conhecido para este jogo, o seu preço elevador e o seu conteúdo exagerado face ao jogo base que levam a pensar se o jogo original não poderia ter um pouco mais rico. Mas caso haja mais DLC gratuito, não há ainda como avaliar o conteúdo final do jogo face ao DLC.

O certo é que nesta geração já temos três casos onde jogos massacrados pela crítica foram sucessos de vendas: Destiny, Star Wars: Battlefront e The Order 1886 foram todos eles jogos que saltaram imediatamente para os primeiros lugares das tabelas de vendas de diversos paises, mas que foram massacrados pela crítica. Destiny é ainda hoje um sucesso, Star Wars está a ser, prevendo-se que o filme catapulte as suas vendas, e The Order 1886, sem ser um sucesso vendeu mais do que o suficiente para garantir uma continuação. Mas de acordo com as avaliações gerais dadas a estes jogos, todos eles de elevada qualidade pecando apenas no conteúdo, estes deveriam pura e simplesmente ser abolidos das listas de compras dos jogadores. E mesmo reconhecendo-se os seus defeitos e falhas, quem já jogou estes três jogos sabe bem o que perderia se estes passassem ao lado…

Destiny abriu a polêmica e falamos sobre isso aqui, sobre The Order 1886 falamos aqui, e sobre Star Wars: Battlefront, aqui.

Publicidade

Posts Relacionados