Steve Jobs terá deixado um video gravado com a apresentação de algo que se destina a aniquilar a Google.

Um recente rumor dá a entender que a Apple se prepara para em 2015 atacar a Google directamente no cerne do seu negócio. E o mesmo rumor dá a entender que Steve Jobs terá deixado um video pré gravado com a apresentação desse produto.

androidiphone

Um Vice Presidente da Intel, o agora reformado Avram Miller, colocou no seu Blog uma afirmação onde refere que a Apple se prepara em 2015 para aniquilar a Google. Segundo Miller trata-se do serviço Found, e que se destina a aniquilar o motor de busca da Google.

Miller afirma que Steve Jobs estava obcecado com este projecto, tendo mesmo forçado o seu sucessor, Tim Cook a prometer que o projecto não pararia após a sua morte. Mas a parte mais sensacionalista da revelação é que Steve Jobs teria gravado parte daquilo que será a apresentação do Found, prevendo que ele seria lançado em 2015.

Miller é certamente alguem que poderia estar na posição de saber aquilo que afirma saber, mas mesmo assim não deixam de ser declarações bombásticas e segundo as quais, Steve Jobs estaria a preparar-se para atacar a Google, mesmo depois de morto.



Mas os argumentos de Miller são convincentes. Steve Jobs em tempos referiu que nem que tivesse que gastar todo o dinheiro da Apple que se vingaria de a Google ter atacado o iOS com o Android, e este serviço parece surgir como uma resposta directa a essa situação, atacando a Google no seu território. Quanto mais não seja porque o CEO na altura da Google, era Eric Schmidt que estava igualmente no quadro de gestores da Apple, o que Jobs considerou uma traição. Daí que Miller afirme que pouco mais do que quatro pessoas tinham conhecimento do Found, e que nenhuma delas estava no quadro de directores da Apple

Pouco se sabe sobre o que será o Found, mas tudo aponta em uma combinação de inteligência artificial com pesquisa, e há mesmo quem acredite que se trata de algo que incorporado com o Siri será o seu sucessor. E o seu objectivo é só um: Acabar com o motor de pesquisa da Google.

O que se sabe ao certo é que Miller acredita que a revelação deste serviço irá abalar profundamente a Google, acreditando que nessa altura as acções da Google irão cair até 30%.

Verdade ou mentira? Não sabemos, mas Miller possui uma boa reputação e certamente não a iria destruir apenas para arranjar tráfego para o seu Blog. Estamos a falar de uma pessoa que foi vice-presidente da Intel e que não necessita de protagonismo ou de tráfego (muito menos tráfego efémero pois a revelação da mentira tirar-lhe-ia toda a credibilidade).

Vamos por isso aguardar até 2015, ficando para já a notícia sobre a situação aqui na PCManias.



Posts Relacionados