Sugestão para a Microsoft: Porque não uma Xbox One com menos hardware e mais barata?

Analisando aquilo que é a Xbox One, eis uma sugestão da PCManias que poderá ajudar nas vendas da consola.

xboxone-kinectic

Como é sabido a Microsoft cortou 100 dólares ao preço da sua Xbox One com a remoção do Kinect, ficando a mesma a 399 dólares, o mesmo preço da PS4.

Ora sinceramente esta situação parece-nos insuficiente para que a Microsoft possa vir a ganhar o mercado da Sony. É certo que a consola está ao mesmo preço, mas também é certo que mesmo assim a consola continua a perder a nível de performances para a consola da concorrência, e a actual livraria de jogos não é ainda extensa o suficiente para se adivinhar o futuro e se saber qual consola poderá ter melhores jogos.

Daí que, analisando as actualizações que a Microsoft propõem, nos ocorreu uma ideia que poderia tornar a Xbox One extremamente interessante. E ao ponto de o seu preço lhe permitir dar uma reviravolta no mercado.



Porque não retirar o disco rígido e o leitor de BD à versão da consola sem Kinect, e vendê-la a 299 euros?

Uma consola deste tipo não seria minimamente limitativa. Eliminaria o formato analógico, sendo exclusivamente digital, o que poderia não agradar a muitos. No entanto, o grande problema normalmente associado a este tipo de opção, o limite de espaço para armazenamento do que é obtido, aqui não se colocaria.

É que acreditamos que com uma pequena alteração ao código de suporte de discos externos a Microsoft poderia criar discos externos que permitissem à consola funcionar plenamente sem qualquer armazenamento interno. E com discos amovíveis que podem ter capacidades e número variável, o problema de armazenamento desaparecia. Quando o disco estivesse cheio ou se apagava algo, ou se comprava um segundo disco.

Caso alguém da Microsoft leia isto, fica a sugestão! 299 dólares/euros seria certamente incentivo suficiente para a compra da consola, e com os cortes no hardware eventualmente seria possível sem grande esforço.



Posts Relacionados