Super Mário Odissey relembra-nos dos motivos pelos quais gostamos de videojogos.


Resolução… performance…  Super Mário Odissey ensina-nos de novo algo que já tínhamos esquecido. Que perante um bom jogo, nada disso interessa!

Desde 2013 que basicamente o tipo de diálogo que tem vindo a ser tido perante as novas consolas começou a desvirtuar as mesmas. Desvirtuou-as de tal forma que as empresas aproveitaram o balanço das discussões de performance para nos impingirem consolas de meio de geração.

Mas olhando para trás, sempre vimos que as consolas mais potentes não eram as que ganhavam as gerações. E isso tinha um motivo… um motivo que já quase todos esquecemos. Um motivo do mais puro que há! Que quem vende verdadeiramente é quem tem os melhores jogos! E que para se ter os melhores jogos não é preciso forçosamente ter-se a melhor performance ou a melhor resolução.

Super Mário Odissey é uma joia. Um jogo que nos faz recuar no tempo para uma altura onde os jogos eram pura e simplesmente uma coisa: Pura diversão!



O jogo não conta com uma resolução elevada, não conta com um grafismo equipado com os últimos efeitos. Mas conta com uma qualidade de jogo que é ímpar! Super Mário Odissey recua-nos no tempo para uma altura onde as especificações não eram sequer um ponto a se ter em conta, e onde os jogos valiam por aquilo que realmente interessa, a sua jogabilidade.

Zelda: Breath of the Wild é um jogo que surpreende pela sua qualidade, e esse também não é um prodígio gráfico ou tecnológico, mas super Mário Odissey surpreende ainda mais. O jogo retoma os princípios de Super Mário Galaxy, mas estende-os a um nível superior, e a qualidade da jogabilidade, a diversão do jogo, e a forma como ele nos cativa, está presente desde o primeiro minuto. Jogar este jogo é retomar o gosto que se tinha à 15 ou 20 anos atrás, é re-experimentar aquilo que tornou os jogos uma paixão em toda uma geração de pessoas, a qualidade de jogo, a diversão e a jogabilidade extrema!

Super Mário Odissey não deixa de o fazer introduzindo elementos que somente os avanços tecnológicos permitem, e nesse sentido ele tira bem partido daquilo que a Swith tem para oferecer. Mas no entanto não é um jogo que se apoia nessas caracteristicas, sendo que elas apenas servem para dar um pouco mais de beleza ao mundo criado. Super Mário Odissey é pureza de jogo, e seria um grande jogo mesmo que a resolução fosse mais baixa ou os gráficos fossem um pouco piores. Essas caracteristicas estão lá, mas passam para além daquilo que o jogo nos dá… são meros extras. E infelizmente isso não é algo que muitos jogos possam dizer. Peguem em Uncharted 4 ou Forza 7 e coloquem-nos com gráficos piores e resoluções baixas, e tentem agradar ao mesmo volume de pessoas! Não conseguem pois o grafismo é parte desses jogos! Mas quando jogamos Super Mário Odissey percebemos que estamos perante um jogo que escapa a isso. Mesmo já não sendo uma proeza tecnológica devido aos limites da Switch, se este consola fosse menos potente ou corresse com menos resolução, a qualidade do jogo superava tudo isso.



Aqui não há foto-realismo, não há cloud, não há multi player, não há online, não há compras online, não há lootboxes, não há Tflops, não há 4K, não há 1080p. Basicamente não há nada daquilo que nos tentam vender como sendo o futuro dos videojogos. Há apenas um jogo single player a correr numa consola com performance de tablet de há duas gerações atrás… e pura diversão.

Não é minha intenção com este artigo fazer uma análise ao jogo. E nem o vou fazer! Mas apenas escrever aquilo que foi dito em cima. Que este jogo é um jogo que nos relembra o porque motivo somos hoje apaixonados pelos jogos, e que nos mostra igualmente que conversas sobre multiplayer, performance, resolução e outros, valem zero perante bons jogos.

Daí que não é de admirar as notas perfeitas que este jogo vem vindo a obter!

Obrigada Nintendo. A Switch só por este jogo já valeu a pena, mas com este e Zelda… valeu a dobrar. 🙂

Termino com uma imagem do jogo como ele deve ser jogado. Na minha sala multimédia numa tela de 118 polegadas. 😉



Posts Relacionados

Readers Comments (18)

  1. Belo jogo e belas palavras!

    O problema é que na próxima matéria já voltam as comparações de qual jogo está com maior resolução, qual tem menos queda de fps, qual console está vendendo mais ou menos e por aí vai.

    O caso desse jogo é um oásis no deserto.

    • É… um Oasis juntamente com Zelda Breath of the Wild.
      Tão oasis que em 31 de Março de 2018 a Nintendo espera já ter metade do atual mercado da Xbox…
      Tu não percebeste ainda que o único que fala em resoluções és tu… De resto fala-se de consolas de meio de geração e como elas são más para o mercado e especialmente para os donos da Xbox One.

    • Tens toda a razão!

      A switch a ter estes jogos fantásticos e a MS a vir para cima de nós com um hardware super-potente e sem jogos para mostrar. Pior! A tentar convencer toda a gente que a única forma de se terem jogos destes na Xbox é através de serviços de subscrição!

      Estes idiotas que só pensam em potencia, resolução e fps realmente!…

      • Sem jogos Bruno, sinceramente você não vive no mesmo mundo que eu.
        Está lançando sem exclusivos assim como PS4 pro foi lançado.

        Mas como eu sempre digo algumas pessoas remam conforme o vento da Sony, ou será que perguntaram cade os exclusivos que foi lançado com PS4 Pro.

        • O PS4 pro tem e teve exclusivos no seu lançamento. Os exclusivos Playstation da PS4 lançados nos meses anteriores e na altura do lançamento. De resto não há e não haverão exclusivos para as consolas de meio de geração.

        • Desculpa, mas quando a PS4 Pro foi lançada não faltaram exclusivos com que a publicitar, e continuam a não faltar: Horizon, Days Gone, Spiderman, Gt Sport etc.

          Assististe às últimas conferências da Microsoft? Se assististe, sabes perfeitamente bem que ao contrário da Pro, não houve nada do mesmo calibre com que esta consola fosse publicitada.

          Ainda hoje está a Sony a fazer muito mais por vender potencia que a Microsoft. É neste mundo em que vivo. Não sei se realmente é o teu.

  2. Mário, falou bem! É de fato uma obra prima que nos lembra a essência dos games… Diversão!

    • É a Nintendo no seu melhor,estou a jogar o novo Zelda e não tenho palavras para descrever o sentimento de agradecimento a equipe por me dar a oportunidade de jogar este jogo.
      Não precisa ser goty,baste ser um jogo cativante,divertido,criativo e etc.Não tenho a Switch,mas assim que puder o pegarei para desfrutar deste grande jogo,valeu por compartilhar seu sentimento pelo game.Isso é jogo e você é um gamer…..De verdade.
      E parabens Nintendo,você não faz jogos você cria os jogos.

  3. Nintendo Switch foi o console que quebrou com os argumentos da mídia Sonysta dos analistas de plantão e principalmente com os sábios que lê o futuro.
    Quando console foi anunciado era artigos para todo lado do tipo como, console mais fraco do que um PS3, Nintendo já cria um console morto, porque comprar um portátil se existe um Tablet pela metade do preço com dobro de potencia.
    E os usuários escrevendo em baixo console vai flopar, no lançamento qualquer coisa esgota na Amazon etc…

    Agora todo a mídia se cala todos os usuários que chamaram o console de flopado se calam, e o tal Tablet que era mais potente pela metade do preço não vale mais a pena?
    Eu deveria marcar os web site que eu leio as coisas, porque falam falam depois se calam.

    Eu só não compro Nintendo Switch porque a empresa não da mínima para o Brasil é até pior que a Sony, um jogo por 300 reais sem chance, mas a qualidade de seus jogos é inegável, eu sempre falo a Nintendo disparado é a única capaz de vender consoles por seus Exclusivos.

    Muito bom ver a Nintendo dando a volta por cima e principalmente derrubando a mídia, principalmente a do Brasil, IGN Brasil é uma vergonha…

    Mário só tenho que agradecer seus artigos, mostrando sempre o lado da verdade.

    Mário eu gostaria de ver artigos sobre periféricos, na sua opinião a Razer é marketing puro ou realmente é de qualidade seus produtos?

    Gosto muito de ler artigos sobre periféricos, celular, televisão, não somente vídeo Game.

    GTX 1070 baixou o preço o que você acha que pode mudar no mercado https://adrenaline.uol.com.br/2017/10/27/52672/nvidia-revela-preco-da-gtx-1070-ti-no-brasil-pre-venda-ja-esta-disponivel/

    Enfim seus artigos são legais gosto muito de ler, mas atualmente está somente sobre vídeo games, claro que você escreve o que quer o que tem vontade, e não o que o leitor quer, mas mesmo eu não comentando em artigos sem ser sobre vídeo game, são os que eu mais gosto.

    Abraços

    • Gustavo… naturalmente escrevo sobre videojogos porque gosto. Como sabes não dou preferência a marcas e gosto de todas, mas critico o que há que criticar.
      Aqui neste website nunca leste que a consola A ou B não presta, mas leste sobre alertas aos consumidores sobre aquilo que é a realidade do mercado. Quando a Switch apareceu eu nunca critiquei o seu hardware, mas alertei que a consola estava numa posição muito ingrata devido ao legado da WiiU e que havia sérias possibilidades de ela ser um flop.
      Mas tambem sabes que isso não me impediu de comprar uma Switch. Eu alertava as pessoas para o risco, mas eu estive disposto a correr o risco! É a minha paixão pelos jogos!
      O mesmo com a Xbox One… alertei para as realidades face à PS4, mas comprei uma! Aqui o que escrevo é sempre a pensar no global, no mercado, no todo e em qualquer jogador, e não naquilo que eu pessoalmente defendo ou gosto. Isso sou eu, não é o mercado.
      A única coisa que não faço é adquirir consolas de meio de geração, porque isso é alimentar algo que não nos traz nada de bom, mas apenas a quem as fabrica e vende.
      Quando ao escrever apenas sobre isso há vários motivos, mas o principal é o trabalho. Atualmente não tenho tempo para reviews ou para pesquisar sobre muita coisa, e como tal, sabes que não gosto de falar por falar, e que quando refiro algo gosto de ter a certeza do que digo. Sem pesquisar muito, sem procurar esclarecer as contradições que se encontram online para saber o que é e como realmente é, eu não escrevo. Daí que sem grande tempo, tenho evitado… quem sabe um dia!
      Ainda recentemente tive acesso a duas peças de hardware, uma câmara IP e um smartphone Umi… noutras alturas teria feito reviews aos produtos. Mas desta vez… passou-me ao lado! Não tenho tempo para isso. Tenho muita pena, mas não é possível. O tempo que tenho livre tem de ser para a família, e nem imaginas o quanto tenho sacrificado dos videojogos ultimamente. Gran Turismo Sports, praticamente nem o joguei ainda!
      Manter a PCManias é exaustivo, especialmente com leitores que estão sempre aqui a tentar impingir determinadas visões das coisas.

      Deixo só a nota: Razer é efectivamente uma boa marca. Os seus produtos são muito bons!

      • “…Nintendo Switch foi a console que quebrou com todos os argumentos da mídia Sonysta…”

        Tem coisas que, de verdade eu nunca vou entender.

        • Pois eu também não… Agora a Sony também é responsável pelos problemas de lançamento do Switch e pelas escolhas de hardware da Nintendo, bem como pela recepção da consola pelo imprensa.

  4. Gostaria muito de comprar um Switch, mas a Nintendo não dá suporte nenhum ao Brasil, os jogos vem por valores absurdos, sem chance no momento, mas é um console muito legal

    • Eu compro na eshop canadense e pago mais barato que os games s
      Do ps4 e one aqui no Brasil. O Mário Odyssey saiu por uns 215 reais por conta do IOF, preço quase idêntico cobrado pelos exclusivos da Sony e MS que estão por 200 reais aqui na PSN Brasileira, porém mais baixo que os games multi do ps4 e one que costumam sair por 230, 250 reais na PSN Brasileira.
      Abraços…

    • Por isso eu não tenho nenhum console da Nintendo também queria muito, como não tenho da Sony, duas empresas que ridicularizam o Brasil.

  5. Bela sala multimédia, Mário! Deve ser uma experiência e tanto jogar aí!

  6. AVISO: Os comentários da PCManias necessitam de se reger por três pilares base: Educação, bom senso e respeito.
    Estas três carateristicas são essenciais para discussões que não devem ser mais do que trocas de ideias devidamente fundamentadas e não trocas de galhardetes, mensagens a acicatar e tentativas de imposição de ideologias.
    Nesse sentido vários utilizadores falharam redondamente no cumprimento destas regras, alguns de forma mais flagrante que outros.
    Assim acontece que vários comentários foram retidos para não se criar um clima diferente do pretendido para este website, a troca de ideias e discussão sadia.
    Alguns utilizadores revelam posturas que se acredita não se adequam às suas idades e este website não permite e não permitirá que se transforme o ambiente aqui existente, sendo que continuará a reter mensagens menos adequadas e que possam ser consideradas ofensivas pelos leitores visados, procedendo, caso tal se revele necessário ao afastamento definitivo de quem regularmente não cumpre com os quesitos aqui referidos.
    Se querem dizer algo que seja de forma ponderada, educada, usando de bom senso e que contribua para a discussão.
    Se foste algum dos vários utilizadores que viram os seus comentários retidos será altura de repensares a tua a forma de agir.

Os comentarios estao fechados.