Switch foi hackada e o Kernel obtido.

Para quem desconhece o termo, o Kernel é o coração (componente central) do sistema operativo.

A Switch está hackada de uma forma basicamente irremediável uma vez que os hackers referem ter conseguido acesso ao kernel do sistema operativo.

A situação foi anunciada por um analista de vulnerabilidades no Twitter.

Este é um passo fundamental e que basicamente garante o desbloqueio total do sistema, permitindo assim que venha a correr todo o tipo de software na consola, seja ele caseiro ou pirateado.

A situação ainda não produziu qualquer resultado, e desconhece-se se a comunidade de piratas já teve acesso a este Kernel, mas seja como for, isso deverá ser apenas uma questão de tempo.

Apesar de a Nintendo ser muito activa no que toca à caça de piratas, a realidade é que as suas consolas sempre tiveram seguranças demasiadamente fracas, sendo que basicamente todas foram hackadas.

A Nintendo pode sempre lançar novas versões do firmware que bloqueiem estas falhas, mas nada impede o lançamento paralelo de firmwares adulterados por terceiros que mantenham as falhas, acrescentando as novidades.

Numa outra consola, o futuro da mesma poderia estar em causa. Mas apesar de que muitos produtores podem estar agora preocupados com a situação, a realidade é que isto não é nada de anormal no mundo Nintendo.

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (7)

  1. Também apareceram notícias essa semana a respeito de um destravamento do PS4 onde alegam que através de um modchip é possível clonar os jogos do mesmo.

    http://wololo.net/2017/07/13/ps4-4-72-video-shows-ps4-mtx-gamesharing-modchip-tutorial/

    • Aprovei apenas para que não julgues que censurei a mensagem.
      Mas aqui na PCManias pirataria é assunto proibido. Não apoiamos essas situações e nem falamos delas. Fica a referência, mas não alonguem este assunto.

      • Um fato curioso nesse destravamento é que ele utiliza uma característica que a Sony demorou e muito para liberar, o HD externo.

        Lembro que aqui na PCManias os que tinham/tem Xbox questionavam o real motivo da Sony não liberar isto e uma das resposta foi:

        “Pode ser que a Sony não libere por questões de segurança contra pirataria”

        Este destravamento tem uma similaridade com aquele destravamento brasileiro(que foi criado na Rússia), parece ser um clone de informações do 1° PS4 que instalou os jogos e este modchip deve fazer quase o mesmo que o meu adaptador do G27 faz no PS4, simular que o que vc está colocando faz parte realmente daquele equipamento.

        Fazem uns dias que assisti ao vídeo e não lembro se o mesmo usuário deve estar em cada PS4.

        Na minha opinião pirataria em games não faz mais sentido nos dias atuais, assim como o Ewerton usei a pirataria até o PS2, na verdade uso a pirataria até o PS2, pois ainda tenho os consoles(PS1,PS2,GC,Saturn, Dreamcast, SNES). Quando comprei meu 1° PS3 eu aderi a pirataria, mas não durou 1 mês e resolvi comprar os originais, mesmo que fossem 1 a cada 4 ou 5 meses.

        Antigamente era mais fácil a adesão a pirataria, pois não havia a checagem das fabricantes sobre o estado dos consoles, agora é um risco destravar um console e ter que perder um hardware caro, por exemplo na época do 360, a Sony pelo que lembro só bane o usuário, não o hardware, não sei se com o PS4 a política de banimento foi alterada.

        E como sempre os fanboys não sabem interpretar uma notícia e sempre partem para o tendencionismo. Famosos canais do YT falam que os sonystas comemoram, enquanto vejo o contrário em outros sítios, e chamam de console sem segurança, mas não lembram que em todas as gerações o console mais vendido é o que primeiro recebe um destravamento pois será aquele que dará lucro.

        Por fim dá para a Sony resolver este impasse, ela sabem quais pontos são ligados ao modchip e ficará fácil de resolver. Na época do PS1 em que não havia este controle online(informações retornadas à Sony sobre o aparelho) foi lançada uma correção em alguns jogos que detectava se o PS1 possuía modchip e não deixava o jogo rodar, porém os piratas ainda saíram na frente por lançar o modchip stealth.

  2. Muito triste isto ai.
    E só tem um remédio.A não adesão dos consumidores neste tipo de prática.
    Na época do PS2 80% dos meu jogos eram piratas,mas após aquisição do meu PS3 em 2007,dali em diante só jogos originais e tenho orgulho de dizer que todas as plataformas que tenho hoje(sim tenhos pouco jogos pois só compro mídia física)mas roubar o meu próximo,que trabalhou e que constrói um universo fantástico isso nunca mais.Mercado cinza aqui em casa não entra.

    • Só para que seja os claros, aqui na PCManias abordamos situações de hack, e nesse sentido o que o Igor revela é coerente de ser noticiado, tal como a situação da Switch.
      Mas uma coisa é o hack, outra é a pirataria. A metodologia que apareceu na PS4, e que aí no Brasil há uma loja que faz sem qualquer chip, tem um único intuito, o clonar jogos digitais. Nesse sentido, e dado que os jogos digitais são protegidos, estamos a falar de pura pirataria.
      Mais ainda, uma diferença face a esta notícia da Switch é a efetivação. No caso da PS4 esse chip é já real, e como tal não é uma situação de intenção.
      Outra diferença é com situações que permitam o chamado “homebrew”, softwares caseiros, muitas veses muito bom e bem feito.
      Apesar do homebrew envolver um hack cuja legalidade é questionável, o mesmo não tem qualquer ilegalidade em si, e muito desse software é interessante.
      Perceba-se que a linha entre o homebrew e a pirataria acaba por ser muito, muito fina, mas o certo é que a tinhamos de traçar em qualquer lado. E no caso deste sistema, por ser dedicado 100% à pirataria e sem qualquer uso secundário, optamos por não o anunciar aqui.
      Nesse sentido não podemos apoiar a divulgação dessa situação.
      Se as pessoas gostam de jogos, perceberão isso. Aumente ou diminua isso as vendas das consolas, ajude isso ou não quem tem menos posses, há uma falsificação das vendas de software que nos prejudica a todos.
      Basicamente a pirataria é ilegal. E é tão simples como isso. Quando a situação se efectiva ao ponto de permitir a ilegalidade e apenas a ilegalidade, não a discutimos aqui.

      • Entendi Mário! Obrigado pelos esclarecimentos e ponderações muito bem colocadas.
        Não deveria ter colocado o link, me desculpe.

        • Não Igor. Fizeste bem. Não há assuntos tabu. A questão não passa por esconder as coisas, mas sim evitar falar delas. Tu deste a conhecer uma realidade. Até aí nada de mais. Agora não queria era desenvolver a mesma uma vez que neste caso concreto a coisa só tem um lado e esse lado é ilegal.

Deixe um comentario

O seu e-mail nao sera publicado.


*