Switch saiu da zona de risco e tem agora todas as condições para ser um sucesso

Os riscos da Nintendo Switch eram bem reais dado o sucedido com a Wii U, mas no entanto os fans ao aderirem à Switch garantiram já o suporte Third Party que a consola precisava para garantir o seu sucesso.

Apesar de aqui na PCManias terem lido em vários artigos alertas sobre os riscos associados à compra de uma Switch, a realidade é que sendo fans Nintendo fomos dos que compraram uma arriscando o que o futuro poderia trazer.

E tal como nós, outros fans da Nintendo fizeram o mesmo, garantindo assim que as vendas subiram para valores que garantiram já à Nintendo o suporte das tão necessárias Third Party.

Tal pode permitir à Nintendo fazer um Nintendo Direct onde mostrou finalmente aquilo que faltava à Switch. A quantidade de jogos!

Eis a lista com os 23 jogos apresentados:



  • Xenoblade Chronicles 2, including a special edition and a special Pro-styled controller based on the game.
  • Fire Emblem Warriors
  • Snipperclips Plus: Cut it Out, Together! (an additional 30 levels and other content)
  • Morphies Law
  • Rocket League
  • Arena of Valor – Nintendo Switch MOBA
  • The Elder Scrolls V: Skyrim
  • DOOM
  • Wolfenstein II: The New Colossus
  • Flip Wars
  • Arcade Archives Mario Bros.
  • NBA 2K18
  • WWE 2K18
  • FIFA 18
  • Pokkén Tournament DX
  • Project Octopath Traveler (Working Title)
  • Dragon Quest Builders
  • Kirby Star Allies
  • Lost Sphere
  • Sonic Forces
  • Resident Evil
  • LA Noire
  • Super Mario Odyssey

Aqui temos não só jogos para consolas portáteis, mas igualmente versões de jogos das consolas de mesa.

Recorde-se que a Switch possui 393,2 Gflops com 32 bits de precisão, mas o dobro com precisão de 16 bits. Isso quer dizer que pegando em qualquer jogo que corra na Xbox One e nos seus 1,31 Tflops a 1080p 60 fps, será possível colocar o mesmo a correr com 30 fps com apenas 655 Gflops.

Basicamente isto mostra que caso os shaders possuam menor qualidade, a Switch pode correr os mesmos jogos a 30 fps. Mas caso não se pretenda cortar nos shaders, algo que poderia ter grandes impactos visuais, bastaria descer a resolução para 720p (1080p são 125% mais pixeis), para garantir o jogo a 30 fps com a mesma qualidade gráfica.



Fica assim a memória disponível como única limitação, o que obrigará a cortes na qualidade das texturas e/ou outros.

Eis um exemplo, com NBA 2K8 que correrá a 30 fps na Switch.

De se notar porém que este jogo não é o melhor exemplo, dado que ele atinge os 60 fps com facilidade nas consolas de mesa atuais, sendo que por esse motivo poderá ser alvo de menos cortes. Mas seja como for, por aqui ficamos com uma ideia do que pode ser feito, com o devido trabalho de adaptação.

Naturalmente que com jogos que corram nas consolas de mesa a 30 fps, a situação é bem mais problemática.

Seja como for, isto são excelentes notícias para a Switch e para os fans Nintendo.

Falta agora ver a aceitação destes jogos no mercado. Caso os mesmos não vendam porque quem comprou esta consola pretende apenas jogos Nintendo a coisa pode voltar à estaca zero.



Posts Relacionados

Readers Comments (10)

  1. https://www.youtube.com/watch?v=yL50BKFQYRE

    fica ai uma comparação entre a ps4 e a switch do jogo DOOM que ira sair em breve para a switch

  2. Inclusive comprei meu Switch semana passada,deve chegar essa semana,estou bem animado apesar de q de portátil não tem muito pois a tela eh maior q o tablet do wiiu hehe,mas não é um ponto negativo,estou louco pelo Mário odissey q promete superar o até então invencível Mário Galaxy

  3. Nota do GameSpot pro FIFA 18 Switch:
    5 – medíocre
    O multiplataforma era meu maior interesse nesse console, pelo visto não vai rolar.

    https://www.gamespot.com/reviews/fifa-18-nintendo-switch-review/1900-6416782/

    • Não é bem assim, Carlos! Se ele vai ter jogos com uma qualidade menor, sim,.mas não foi o caso do FIFA. FIFA mais uma vez é a EA e o descaso com os consoles da Nintendo, aínda mais quando vemos a Bethesda a estar a colocar Doom no switch, a 2k com NBA, ou seja, claramente essa versão da EA foi uma versão de merda caça níqueis.

      • O que me irritou ali não foi a questão da qualidade gráfica, eu estou ciente que é um portátil, mas eles podaram os modos de jogo, aí não dá pra perdoar. Quanto a culpa ser da EA ok, mas não dá pra comprar jogo capado nos conteúdos, e os jogos da Nintendo são caríssimos aqui no BR.
        Postei isso aí por ser decepcionante, não quero criar caso com ninguém sobre a qualidade ou não do Switch, só demonstrar a frustração mesmo.

        • Carlos, não sou mil grau, fique tranquilo!rsrs Sei que a Nintendo não é perfeita, longe disso, mas a EA se supera.rsrs Quanto aos jogos, ou melhor, preço deles, realmente está o olho da cara, brother! Eu compro os Games do switch na eshop canadense, mas msm assim saem caros! Abração…

          • Ah, que bom que vc é racional hehehe
            Mas aquele “sonho” de jogar um FIFA numa viagem etc foi pra vala.
            Notebook gamer está fora de questão, o negócio é algo prático de verdade como o Switch…

        • Sim… a consola tem modos de jogo cortados. E que podiam estar lá. É decepcionante.

Os comentarios estao fechados.