Tens uma impressora de agulhas? Então já podes vender a tua placa de som!

Se tiveste a oportunidade de lidar com as antigas impressoras de agulhas, então deves-te recordar que as mesmas eram bastante barulhentas a imprimir. Mas agora uma mente engenhosa aproveitou-se desse barulho e colocou-as a… tocar musica!

impressora_agulhas

As impressoras de agulhas foram durante muitos anos as impressoras mais usadas, e apesar de lentas e ruidosas eram bastante mais económicas na impressão do que as impressoras de jactos de tinta ou laser.

Ora uma das queixas dessas impressoras era o seu ruido. O metralhar constante das agulhas contra a folha de papel era ruidosa e o resultado bastante irritante.

Mas eis que uma mente engenhosa resolveu pegar numa impressora de agulhas e transforma-la num gerador de som compatível com MIDI. E o resultado é uma impressora capaz de tocar 21 notas em 16 canais de som simultâneos.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Eis os resultados na conhecida musica Eye of the Tiger tornada popular pelo filme Rocky.


Eis uma outra música:


A impressora em questão está, naturalmente, modificada. Um microcontrolador Atmega8 está ligado ao circuito da impressora, aceitando os sinais MIDI e uma board Xilinx Spartan-3E controla os motores todos da cabeça. A frequencia de resposta da impressora passa de 1 Hz para 2 Hz, o que permite usar os pinos 1000 vezes mais por segundo e a força da batida dos pinos é variável permitindo assim a ilusão de diversas pistas de som.

Interessante, sem dúvida.

Publicidade