Toda a verdade sobre o Denuvo

A Denuvo, tal como a maior parte dos fabricantes de DRM afirmam que este não tem impacto nas performances. Mas a remoção do Denuvo em alguns jogos permite agora perceber-se que tal afirmação é falsa, e que o DRM, para além de ineficaz e não impedir pirataria nenhuma, só serve para abrandar as performances dos sistemas.

O Denuvo é talvez, atualmente, o sistema de DRM mais popular usado entre os criadores de software. Mas apesar de ter tido um periodo de sucesso, onde o mesmo era inviolável, atualmente ele é violado em apenas algumas horas, e tem-se revelado um flop a nível de capacidade de protecção anti-pirataria.

Tal situação tem levado alguns criadores de software a retirarem o Denuvo dos seus jogos, lançando assim novas versões livres do mesmo. E tal tem vindo a permitir constatar os reais impactos deste software nas performances dos sistemas. É que como sabem, uma das frases mais ouvidas é que os mesmos não possuem qualquer impacto nos sistemas, não afectando assim o desempenho. E tal comprova-se agora, não só não é verdade, como o impacto pode ser mesmo significativo.

O teste que se segue mostra claramente como as diferenças podem ser substânciais. Se em alguns casos a diferença é reduzida, em outros temos ganhos nas cargas que rondam os 80% e diminuições nos tempos de frame rate que permitem ganhos de performance significativos.

A questão que se coloca aqui, perante tudo isto, é para que o DRM? Quando se sabe que ele acaba crackado, porque motivo há que penalizar o cliente que paga os ordenados de quem programa? A existência do DRM percebe-se, mas ou ele funciona eficazmente e todos percebem o motivo porque ele está lá, ou não funciona e não há razão para que quem paga e obtém o jogo licitamente seja o lorpa que acaba penalizado.





Posts Relacionados