Três simples tarefas. iPhone OS 2 falha onde Symbian S60 9.1 e Windows Mobile 6.0 passam

Os telefones 3G são verdadeiros centros de entretenimento portáteis, mas acima de tudo valem pela sua capacidade de visualização de páginas Internet e acesso ao e-mail.

Alguns telefones, como por exemplo o iPhone são conhecidos exactamente por serem ferramentas para a Internet, sendo que a Vodafone, até lhes criou um tarifário especial por os considerar isso mesmo, “mais virado para a Internet”, como eles referem na linha de apoio.

Mas será que são efectivamente assim?

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Durante o passado fim-de-semana surgiu um debate sobre as reais capacidades do iPhone, face aos restantes telefones existentes no mercado. Seria o iphone realmente capaz de substituir um Internet Tablet ou um computador de mesa no acesso à Internet? E os outros telefones, como se safariam? Baseado no que foi falado e feito nessa conversa levei o teste a outros níveis e a outros telefones!

Para esse efeito foram questionadas as capacidades para 3 tarefas na Internet, a 3 telefones com sistemas operativos diferentes. O iPhone com o seu iPhone OS 2.0, o N95 com o seu Symbian 9.1, e posteriormente, um Asus P750 com o seu Windows mobile 6.0.

As tarefas eram extremamente simples:

1º – Aceder às contas de e-mail e visualizar os documentos em anexo.

2º – Aceder à página http://www.ucicinemas.pt/ e visualizar os filmes em exibição na cidade do Porto.

3º – Aceder à página http://www.cp.pt/ e simular a compra de um bilhete de ida e volta de Campanhã até à Estação do Oriente.

Questão 1

A duvida colocada com esta primeira questão era saber se todos os telefones lidariam bem com servidores pop 3 usando as diversas configurações existentes nos vários ISP’s (Netcabo, Sapo, etc) e fornecedores de serviços de email (Gmail, Hotmail, etc). Da mesma forma saber até que ponto os emails ai existentes poderia ser visualizados no tocante aos mais diversos anexos existentes.

Os resultados a esta questão eram já conhecidos! Todos os três telefones foram configurados com sucesso e acederam às diversas contas sem problemas. Da mesma forma nos três casos os ficheiros Office, PDF, etc, podem ser abertos e visionados sem problemas.

Questão 2

Na segunda dúvida questionava-se a capacidade dos telefones de lidar com drop-down menus inseridos em páginas de Internet, uma vez que tudo ou quase tudo o resto existente nessa página é mero HTML. No entanto tal não foi problema para nenhum dos telefones, tendo os filmes em cartaz sido visualizados sem qualquer problema.


Até ao momento, a nível de acesso havia notoriamente um empate. Apesar de notoriamente diferentes todos os telefones conseguiram realizar as operações solicitadas, mostrando assim a sua versatilidade.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Questão 3

A página da CP era um desafio interessante. Bastante completa, utiliza algumas das tecnologias recentes actualmente empregues em muitas páginas de Internet, como é o caso de, javascrip, imagens animadas e Flash. Estava aqui um desafio interessante para os telefones, especialmente o iPhone que apesar de ser definido como uma ferramenta de e para a Internet com os mais diversos elogios ao seu browser Safari (que partilha o mesmo código com o browser presente nos Symbian S60 v3, como é o caso do N95), não suporta Flash. Estaria o iPhone ou não à altura?

Efectivamente o iPhone falhou o teste apresentado. Ao entrar na página inúmeros espaços vazios apresentavam os locais onde o Flash se deveriam encontrar. Se em muitas páginas estes espaços não passam de publicidade que até pode ser considerada indesejável, tal não é o caso aqui, com promoções e informações úteis disponibilizadas nestes locais.

Tanto o N95 (Symbian) como o Asus (Windows Mobile 6) não tiveram tais problemas apresentando a página na sua totalidade e funcionalidade sem problemas com o Flash.

No entanto tal não era impeditivo de que o iPhone ainda superasse o teste. As opções disponíveis para a compra dos bilhetes continuavam no seu local, apesar de poder estar a perder alguma das promoções existentes.

Efectivamente todos os telefones iniciaram com sucesso o processo de compra dos bilhetes, escolhendo a estação de partida, de chegada, a data de ida e de volta, a classe desejada, etc. Referencia contudo para o facto que a escolha das estações foi algo problemática no iPhone pois as opções do drop-down menu não apareceram (algo relacionado com o facto de poder estar implementado de outra forma relativamente ao site da UCI), obrigando a lutar contra o auto-preenchimento do campo pelo telefone de forma a se conseguir introduzir os dados no mesmo.

No entanto chegados à zona em que teríamos de escolher um dos comboios disponíveis para a ida e o outro para a volta, o iPhone volta a ter problemas. Apesar de ser possível escolher o comboio de vinda, a mesmíssima funcionalidade não funcionava para o comboio de ida., não sendo assim possível comprar-se um bilhete online. Algo na sua implementação do javascript falha nesta página.

N95 (Symbiam 9.1) e Asus P750 (Windows Mobile 6) superaram a tarefa na sua totalidade sem qualquer problema, mostrando-se boas ferramentas de acesso à internet!

Verifica-se assim que apesar de todo o mediatismo relacionado com o uso da Internet e do iPhone, este comprova-se limitado naquilo em que é suposto ser bom. Apesar de o problema que causou esta situação poder ser algo que só se verifique nesta página, ele pode igualmente vir a ser problemático em outras páginas. Independentemente de tal, a realidade é só uma, nos testes aleatoriamente decididos na altura o iPhone falhou onde os outros passaram.

Publicidade

Posts Relacionados