TVs 3D estão mortas. LG e Sony anunciam planos para fim de produção.

Os amantes do 3D podem dizer adeus ao suporte. As TVs 3D, pelo menos tal como as conhecemos, estão condenadas a desaparecer.

Não posso dizer que não é com pesar que dou este notícia. Mas o 3D está condenado a desaparecer!

Confesso que sou um amante do 3D. Tenho uma boa colecção de filmes 3D e prefiro ver estes em vez da versão standard! O 3D traz toda uma imersão e um realismo adicional aos filmes, e que pessoalmente gosto de sentir.

Mas a reacção no mercado não foi nesse sentido. E agora as Tvs 3D estão prestes a desaparecer.

Não podemos deixar de dizer que grande parte da culpa do desaparecimento do 3D acabou por ser dos próprios fabricantes e produtores de conteúdo, que tentaram com este mercado encher um pouco mais os bolsos.

Com excepção da LG que apostou numa tecnologia passiva e para a qual se poderia obter óculos funcionais a pouco mais de 2 euros, todas as restantes marcas optaram pelos óculos activos, com custos superiores aos 100 euros.



As vantagens deste sistema activo existiam, mas eram verdadeiramente justificativas do custo? Claro que não! E esta tendência do mercado para os óculos activos, condenou o mesmo.

Mais ainda, os fabricantes de conteúdos tomaram o 3D como uma forma de lucro adicional. Quando um filme custa 25 euros, a versão 3D custava 35. Não porque fosse verdadeiramente mais cara de produzir, mas porque era vendida em conjunto com uma versão standard, obrigando a que se pagasse por um dois em um. E este custo adicional, afastou mais uma vez as pessoas da compra do 3D.



Diga-se que dentro dos males, essa situação acaba agora por ser vantajosa, pois com o fim do 3D, ao menos fica a versão standard, mas convenhamos que essa ideia não esteve na origem da criação do pacote e na não venda da versão 3D em avulso (apesar de algumas excepções).

Actualmente apenas a Sony e a LG produzem TVs 3D, e ambos anunciaram os planos para as descontinuarem devido às fracas vendas. A aposta passa agora para os 4K, o HDR, o QLED e o OLED.

Naturalmente a decisão esteve baseada no volume de vendas que ficou perto dos 10% do total. E com tendência a baixar, como mostram os dados que veem a ser obtidos desde 2012! (40% em 2012, 25% em 2015, 11% em 2016).

Naturalmente a tecnologia em si tambem apresenta problemas que afastam muitos da compra. Para se usufruir do 3D é necessária alguma distância da TV, e a experiência perde-se para quem não está directamente em, frente à TV. E tudo conjugado, esta situação acabava por se previsível!

Mas é pena! Especialmente porque poucas pessoas utilizaram a capacidade de dual play destas TVs, que permitiam que, por exemplo, em jogos de consola, duas pessoas com óculos com polarizações diferentes (um com duas lentes positivas e outro com duas lentes negativas), jogassem em simultâneo, em ecrã total, cada uma vendo uma imagem diferente da outra, ambas a 60 Hz. E isto é algo que se tivesse sido mais explorado poderia ter ditado outros valores de venda para as TVs!



Posts Relacionados

Readers Comments (5)

  1. Minha TV é 3D, acho a tecnologia interessante, mas a utilizo pouquíssimas vezes. Se o suporte nos games fosse melhor, creio que utilizaria o recurso com mais frequência.

    Quando comprei a TV testei logo o 3D com GT5, não gostei, a mesma opinião com relação a outros jogos. Só teve 1 jogo que fui do começo ao fim com o 3D, e é um remaster do PS2, o Ico(versão HD para PS3). No mesmo disco do Ico há o Shadow, porém ainda não o testei com 3D.

    Já para filmes devo ter assistido uns 5 filmes só. O que eu mais gostei e que sempre é o mais indicado é o Avatar, teve um outro filme que, se não tivesse assistido meses antes em modo normal, teria uma sensação melhor do 3D e este foi um dos filmes Premonição.

    Infelizmente com a ganancia do mercado, e isso é aplicado a todos os setores, está fazendo a uma funcionalidade a desaparecer. Quem saiba se com mais estudos o 3D poderia ficar melhor.

    • Que marca é a TV?
      Porque não precisas de suporte 3D nenhum para tirares partido da TV!
      A minha LG tem uma caracteristica chamada Dual Play que tira partido da tecnologia 3D.
      Para a usares precisas de óculos Dual Play, basicamente
      óculos normais, mas que possuem as duas lentes com a mesma polarização. Em vez de um olho negativo e um positivo, ali tens dois negativos num par de óculos, e dois positivos no outro par.
      Depois, basta que o jogo suporte ecrã dividido, activas o 3D e indicas à TV se é side-by-side cima e baixo, ou side-by-side esquerda e direita.
      E o que acontece?
      Ambos os jogadores passam a jogar em Full Screen, cada qual vendo o seu ecrã. Podem estar a ver cenários completamente diferentes que não interferem um com o outro.

      • Suporte que eu digo é oferecer uma melhor percepção, por exemplo não gostei do 3D do GT5(mesmo fazendo ajustes tanto no jogo quanto na TV), mas gostei do 3D que o Ico ofereceu.

        Os meus óculos pelo que lembro são ativos(utilizam bateria), a tv é a Sony 50W805B, ela não oferece o Dual Play, pelo que sei, a não ser que teste utilizando estes óculos Dual Play.

        Mas testar o Dual Play com quem? Minha esposa não joga e o meu filho ainda nem nasceu e quando ele começar a jogar talvez a holografia seja a tecnologia da vez!

        PS: Em muitos fóruns dizem que o 3D dessa minha TV não é a das melhores.

  2. Pego o 3DS de exemplo,o 3DS eh o primeiro aparelho 3D sem óculos do mercado e sei q a tecnologia 3D sem óculos vai evoluir tremendamente a ponto de ninguém mais usar óculos especiais para conseguir ver o 3D,o 3D nada mais é que uma ilusão de ótica em que seu olho esquerdo está vendo uma imagem e seu olho direito está vendo outra imagem.Eu tenho o 3DS e sei que ele vai ser uma relíquia e tanto no futuro pois é o primeiro console com tecnologia 3D sem óculos que no futuro será comum

  3. Eu acho que não vai desaparecer, afinal o 3D não é novidade e daqui por mais 2 ou 3 décadas aparecerá novamente em forte para “sugar” às gerações de então.

    Digo isto um pouco porque também não sou adepto do 3D, alias “detesto” e sempre vi isto como uma moda passageira.

    Ecrãs ainda maiores, melhores resolução de imagem e melhor som e não preciso de mais nada. 😉

Os comentarios estao fechados.