Ubisoft procura investidores para evitar compra hostil pela Vivendi

A Ubisoft encontra-se em risco de uma tomada hostil pela Vivendi Entertainement.

Em riscos de uma tomada hostial por parte da Vivendi, a Ubisoft está atualmente à procura de parceiros. Esta é a notícia dada pelo jornal Canadiano The Globe and Mail e que refere que o CEO da Ubisoft, Yves Guillemot e outros membros da empresa estão a realizar encontros com uma dúzia de potenciais investidores de forma a conseguirem manter os investidores atuais e a gestão corrente. Guillemot chegou mesmo a encontrar-se com o primeiro ministro do Quebec, Philippe Couillard para ver se conseguia investimentos do País.

A Vivendi começou com a compra de acções da Ubisoft no ano passado, e atualmente detêm 15% da empresa. A Vivendi fez recentemente uma solicitação não solicitada de 750 milhões pela Gameloft que é gerida pelo irmão de Guillemot, Michel Guillemot. Este acção é vista como uma forma de pressão da Vivendi para forçar os irmão Guillemot a negociar uma aquisição da Ubisoft.

No entanto a Ubisoft quer-se manter independente e nesse sentido procura investidores que lhes permitam melhor controlo do capital. Guillemot não acredita que a Vivendi feche os estúdios da Ubisoft no Canadá, mas acredita que os estúdios ficarão melhor protegidos se a Ubisoft se mantiver independente, uma situação que lhes garanta igualmente melhor agilidade operacional.

A compra da Ubisoft pela Vivendi pode parecer algo insignificante para o público em geral, mas não quando sabemos que esta empresa, apesar dos seus problemas e defeitos, cria tantos dos jogos que gostamos. E uma compra hostil poderia levar a que muito do seu talento saísse e a empresa se desmembrasse, perdendo-se assim os talentos por detrás de uma das grandes empresas produtoras de videojogos do mercado. E isso seria uma pena tremenda!
Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (4)

  1. Concordo contigo Mário, para por outro lado não posso deixar de fazer a pergunta, o que é a Ubisoft de hoje?
    A Ubisoft de hoje, é das empresas que mais mente aos seus consumidores, a que embarca em todo o tipo de esquemas para sacar dinheiro como os season pass e microtransações, a que manda jogos cá para fora em estado lastimável e coloca embargos ás reviews para depois do lançamento para omitir o produto defeituoso, a que ordenha a vaca mais que qualquer outra, e o actual simbolo dessa praga que é o downgrade, em suma, a especialista em vender gato por lebre, portanto Mário, não sei até que ponto seria assim tão mau ser comprada.

    • Apesar de reconhecer isso tudo, a Vivendi é bem diferente da Ubisoft. É mais diversificada! Musica, tv, videojogos, etc.
      Nesse sentido acho que a Ubisoft correria o risco de perder parte da sua identidade e nesse aspecto isso seria mau pois a Ubisoft é responsável por muitos dos bons franchisings que por aí andam.
      Quanto ao mentir a culpa não é só deles. É igualmente de quem pactua com eles comprando mesmo assim os seus produtos.
      Se eles fosse penalizados pelo que fazem e mentem… Não repetiam… Mas quando o crime compesa…

    • Concordo amigo,esta esmpresa hoje esta mais suja que qualquer outra.Se esta mau financeiramente e por causa de acoes que afetaram seus consumidores.

      • A Ubisoft não está mal financeiramente! NO entanto ao estar cotada no mercado qualquer um a pode comprar. O que a Ubisoft procura são parceiros que cubram as ofertas de terceiros em caso de tentativa de compra.

Os comentarios estao fechados.