Ubisoft refere que The Division maximiza todos os sistemas onde corre!

Infelizmente há uma grande diferença entre maximizar e utilizar o mesmo da forma mais eficiente possível.

Comparativamente ao que foi mostrado na E3, Tom Clancy’s The Division nas consolas possui um downgrade enorme! No entanto, isso é algo que não acontece com a versão PC.

Esta situação relativa a downgrades não é novidade nenhuma por parte da Ubisoft que já o fez por várias vezes no passado. No entanto, dada a demo existente no PC com a sua enorme miríade de opções gráficas, o jogo no PC parece poder adaptar-se a todos os sistemas, obtendo assim os resultados desejados nas máquinas mais potentes.

Mas dado que este jogo começou por ser um exclusivo consolas há que questionar como é que, comparativamente, ficam as mesmas…

Magnus Jensend, Director Criativo da Ubisoft falou sobre o assunto, garantindo que o jogo explora ao máximo as capacidades de todos os sistemas:

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Com o Snowdrop Engine, somos capazes de maximizar todas as plataformas.

O PC é uma plataforma super diversificada, com uma enormidade de configurações e tantas coisas que podem ser suportadas. Podes etr dois ou três monitores no PC. Temos de suportar maiores configurações de resolução, melhores e mais efeitos, fotogramas desbloqueados, múltiplos GPUs, e mais, porque são coisas que existem na plataforma.

Para nós é uma questão de orgulho ser capaz de suportar todos o que investem o seu dinheiro e compram o jogo e permitir-lhes retirar o máximo do seu hardware. Estamos a utilizar todos os pequenos ciclos de todas as plataformas ao máximo. É o sentido de orgulho em não desperdiçar o hardware das pessoas.

Naturalmente, perante estas frases, nunca poderemos esperar que este jogo atinja nas consolas os resultados do PC!

E depois há aqui algo que questionamos. É que a equipa refere que maximiza todos os hardwares, mas há uma diferença grande entre maximizar e aproveitar o mesmo da forma mais eficiente possível.

Podemos dar dois exemplos:

Publicidade
Aproveite o código de descontos PCManias
Casetips

Retomando o nosso artigo

O primeiro Uncharted para a PS3 utilizava a PS3 ao máximo, e no entanto, face aos restantes jogos da série, é claramente muito inferior em todos os aspectos.

Na realidade a PS3 não arranjou entretanto mais performance. O que melhorou foi o código usado que foi sendo optimizado e adaptado ao hardware da consola de forma a ser mais eficiente. E quando Uncharted 2 saiu a equipa já veio referir que com as novas optimizações Uncharted 1 poderia ter sido feito usando apenas 45% do que usava.

Um outro exemplo mais recente é Quantum Break na Xbox One.

Entre outras coisas, a equipa tem vindo a testar várias soluções de luz para ver qual se dá melhor com a consola. E acabou por se fixar numa solução que lhes dava os resultados pretendidos mas com um uso menor de ciclos da consola (A Santa Monica fez o mesmo com The Order 1886 na PS4 que experimentou várias soluções de luz para ver qual se adaptava melhor às performances da consola).

Inclusive o Ambient Oclusion de Quantum Break é calculado a 720p, e posteriormente re-escalado para 1080p. Estamos a falar de meras sombras criadas por uns objectos sobre os outros, um efeito que cria um efeito super realista e indispensável nos jogos actuais de nova geração, mas que calculado desta forma, por ser um mero efeito de pormenor, mas bastante intensivo no uso de performance, não prejudica visualmente o jogo ou interfere com a resolução final do mesmo (que aparentemente será 1080p), usando menores recursos do sistema.

Basicamente o que estes dois exemplos mostram é a diferença entre maximização e optimização específica para um sistema.

A maximização implica utilizar ao máximo, as optimização implica utilizar da melhor maneira possível. São coisas diferentes e que deveriam ambas estar presentes em simultâneo nas consolas para melhores resultados.

E isso é algo que se questiona se realmente acontecerá neste jogo em todas as plataformas uma vez que sendo programado com o PC em mente o que parece é que as consolas se limitam a levar uma versão com menores características.

Publicidade

Posts Relacionados