Utilitários indispensáveis: Inforapid search and replace

Com o aumento da capacidade dos nossos discos a pesquisa por ficheiros torna-se cada vez mais uma necessidade.

E nesses casos o que se usa normalmente? O windows!

No XP a pesquisa é obtida pressionando-se o F3, e no Vista ou 7 pura e simplesmente introduzindo o termo a pesquisar na barra adequada existente no topo direito da janela de navegação.



Mas a verdade é que se no XP a pesquisa, apesar de lenta, ainda corria decentemente, nos sistemas operativos mais recentes é o caos

Se não queremos ver o nosso disco a trabalhar como um louco quando o computador devia estar parado e em stand-by, com certeza que a função de indexação automática já foi desligada à muito tempo. Mas a verdade é que com ou sem ela, as procuras apesar de possuírem diferenças de tempo não são nenhum assombro.

E o problema agrava-se ainda mais quando pretendemos procurar por texto no interior de ficheiros. Os tempos de procura alargam-se tremendamente, e este simples acto, muitas vezes necessário, pode chegar a ser desesperante.

Eis que entra em acção o INFORAPID SEARCH AND REPLACE. Um utilitário já desenvolvido em 1998, e que viu a sua ultima actualização executada em 2003. Como consequência possui uma interface gráfica extremamente simplista, mas continua a ser extremamente bom a fazer o que se propõem fazer: Localizar ficheiros e, inclusive, procurar texto no interior dos mesmos.

Eis um exemplo. Num computador Dual Core E6420, com 2 Gigas de Ram e um Disco Seagate Barracuda Sata de 500 Gigas e 8 Megas de cache, procurando um determinado ficheiro, numa partição de 100 Gigas com a indexação automática activa e com apenas 17 gigas livres, o Windows 7 demorou pouco mais de 1 segundo a retornar o resultado (valor estimado pois o OS não indica o tempo usado).

O Inforapid S&R demorou nesta primeira pesquisa, 25,87 segundos. Um péssimo tempo!

A questão é que, se uma segunda pesquisa por outro ficheiro demorou igual tempo no windows 7, no Inforapid S&R o valor desceu para 1,13 s.

Quer isto dizer que o Inforapid indexou automaticamente todo o disco na primeira procura, conseguindo agora valores semelhantes aos do Windows. E tudo isto sem ter de activar a indexação, que como sabemos se torna extremamente chata e penosa ao colocar o disco a trabalhar constantemente nas alturas menos propícias.



Mas expandindo a procura para vários ficheiros e não apenas um, mesmo com a indexação activa, uma procura no Seven por *.exe (todos os ficheiros .exe do disco) demorou 10 segundos até me retornar todos os resultados (valor aproximado e medido com um cronómetro). No entanto, tendo em conta já ter existido uma primeira pesquisa, e consequente indexação, tal não demorou mais de 1,53 segundos no Inforapid S&R. Um ganho superior a 5x. Impressionante!

Se no entanto fizermos a pesquisa no Windows usando uma partição semelhante, mas com a indexação desligada, o tempo de pesquisa sobe para 50 segundos.

Não haja por isso duvidas que este software faz milagres ao permitir desligar a indexação, poupando cpu, energia, disco e acima de tudo a nossa paciência, e obtendo valores iguais ou até melhores do que a procura do Windows com a indexação activa.

Mas compliquemos a coisa, e testemos agora procurar um texto no interior de um ficheiro de texto.

Para além o Seven obrigar a re-configurar a procura caso tenhamos a indexação desligada, o tempo de pesquisa num disco não indexado foi de 2 minutos e 15 segundos até ser verificada a totalidade da partição. Não quer dizer que não se tenha encontrado os três ficheiros com o texto procurado antes disso, mas a verdade é que o disco só parou de ser analisado à procura de mais ficheiros com este conteúdo após se terem passado os 2 minutos e 15 segundos.

O Inforapid aqui comete um erro caso façamos a pesquisa em *.*. É que ao contrário do windows, que só procura por texto nos ficheiros de texto, caso coloquemos *.* o S&R irá procurar efectivamente em todos os ficheiros, o que implica procurar dentro dos vários gigas dos .ISO e dos .AVI, coisa que o Windows não faz.

Para isso, e igualando a pesquisa para ambos os lados, configuremos o S&R para uma pesquisa do tipo *.doc|*.txt|*.htm|*.html|*.rtf (felizmente o programa é totalmente configurável e de forma muito simplista, permitindo assim incluir apenas os tipos de ficheiro que normalmente contêm strings de texto). Vejamos os resultados.

O Inforapid S&R executa a pesquisa em apenas 2,25 segundos. Nada mau. É apenas 60 vezes mais rápido que a pesquisa do windows!

Para os que ficaram curiosos com este programa, ele pode ser obtido aqui.



Posts Relacionados