Vice Presidente de Design da Google ataca Windows 10, comparando-o ao XP

MatiasDuarte

O vice Presidente de Design da Google não foi nada amável nas suas palavras face ao Windows 10 da Microsoft.

Matias Duarte, é Chileno e Vice Presidente de Design da Google e etev no Twitter uma série de comentários pouco amistosos face ao novo sistema operativo da Microsoft.

O seu primeiro Twitter que deu origem a um debate, referia:

Traduzindo, Matias referia que preparou um Surface 4 com o Windows 10, mas que não sabia porque estava excitado por o ir testar uma vez que estava perante basicamente o XP com um novo aspeto. Naturalmente logo surgiram comentários menos amistosos e um debate entre os participantes   Mas o Snr Matias foi mais longe com um novo comentário que inflamou mais o debate:  

Nele Matias dá a entender que este é o mesmo Windows de à 10 anos atrás, o que levou a ataques dos mais diversos, incluindo ao Android.

Naturalmente a maior parte das pessoas não percebeu e nem conseguiu localizar quem o Snr Matias Duarte é! Ele é o Vice Presidente de Design, e naturalmente as criticas feitas ao Windows 10 limitaram-se a ser relativas à sua área, o Design. E nesse aspecto o Windows 10 evoluiu efectivamente muito pouco face ao Windows XP.

Aliás tal é perceptível num outro comentário em que refere:


Aqui Matias refere que atingiu um nervo em alguem. E que sempre gostou do que a Microsoft estava a fazer com o Windows 8 ao mudar o paradigma. A referência é clara ao Metro e à forma como a Microsoft quis inovar removendo o botão de start. Apesar de o retrocesso ser bem visto para a maior parte dos utilizadores que não se adaptaram aos novos interfaces, efetivamente a mudança a nível de design e visual era maior do que a existente no Windows 10. De forma a deixa isso claro, Matias deixou uma última mensagem:

Traduzindo de forma simplista: Não tenho nada contra o visual do Windows 10. Estou apenas desapontado pela forma como funciona. É igual ao XP. Sei que isso á uma característica para muitos, mas não para mim!

Torna-se claro, pelo menos para nós, que nunca houve um ataque à qualidade do produto em si, e nem sequer ao aspecto que o Windows 10 possui, mas apenas um descontentamento pelo facto de o Windows 10 não apresentar verdadeiras inovações no seu funcionamento, e ser na sua génese em tudo semelhante ao que o XP apresentou. E isso é apenas constatar uma realidade (e a nosso ver nem sequer um defeito).

Publicidade

Posts Relacionados