Windows 10 versão “não espia” está quase pronto. Mas será exclusivo para o governo Chinês!

O governo Chinês recusou-se a usar o Windows 10 a não ser que a Microsoft desactivasse todas as funções de recolhas de dados. E a Microsoft assim fez!

Vários relatos tem vindo a surgir que dão a conhecer que a Microsoft está a finalizar uma versão não espia  do Windows 10 para o governo Chinês.

Numa colaboração com a CTEC (China Electronics Technology Group), a equipa de Redmond apresentou aquilo que nos tinha dito ser impossível. Uma versão do Windows 10 que não espia os clientes.

O governo Chinês tinha banido o Windows 8 e derivados por questões de segurança, e lançou mesmo uma campanha anti monopólio contra a Microsoft. Isto queria dizer que a Microsoft estava basicamente fora do país e das suas grandes empresas. E sendo este um mercado bem lucrativo, a Microsoft certamente não perderia a hipótese de lucrar com ele e de o deixar passar para o Linux.

O governo Chinês tentou mesmo criar um novo OS, o Kylin, que não foi bem sucedido, mas que levou a Microsoft a mexer-se e a alterar o seu Windows 10 removendo-lhe toda a “telemetria”.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

O que é certo é que a Mmicrosoft tinha dito que a Telemetria estava de tal maneira metida no núcleo do sistema que era impossível remover a mesma sem dar cabo do sistema operativo. Mas isso provou-se ser falso.

Curiosamente isto faz lembrar uma história ainda recente com a Xbox One e o seu DRM sempre online. E quando foi pedido à Microsoft que o removesse, isso foi dado como quase impossível, sendo uma tarefa Dantesca uma vez que tal estaria, tal como agora foi dito, plenamente integrado no núcleo do sistema operativo da consola.

Mas curiosamente, menos de 2 meses depois, a Xbox One aparecia sem esse DRM.

Uma coisa já todos sabemos, paleio a Microsoft tem, e sempre o terá. Mas o que choca é ver que o mundo o aceita!

Um governo de um país se recusa a usar o Windows 10, ele aparece corrigido. Mas quando todo o resto do mundo se queixa, a Microsoft não liga (e as autoridades não fazem nada) e mais do que isso impinge actualizações sem autorização e limita-se a referir que é impossível alterar a “telemetria” do Windows 10, oferecendo umas opções para desligar a mesma que, como sabemos, não funciona, e o mundo aceita.

A China impôs, mas a União Europeia, por exemplo, nesta fase ainda se limita a ficar preocupada com a situação. É triste…

No caso da Xbox One, as pessoas ainda tinham algo a dizer pois precisavam de adquirir o produto. No windows 10, ele já estava em nossa casa sob a forma do windows 7 e 8, e a Microsoft bastou-lhe forçar as atualizações, mesmo a contragosto de muitos, para o acabar por o colocar no mercado aos milhões e o tornar aceite.

E assim vai o mundo!

 

Publicidade

Posts Relacionados