Xbox Live hackada? Questões sobre a privacidade ao rubro com a Xbox One.

O facto de a Xbox One estar sempre activa, possuir uma câmara capaz de detectar os utilizadores, e estar sempre ligada à internet está a causar um grande reboliço nas questões sobre a privacidade. E a agravar ainda mais a situação há o rumor que a Xbox Live foi hackada.

kinect

Para abordar este assunto comecemos pelo rumor: A Xbox Live foi hackada!

Apesar de não haver confirmação oficial da Microsoft, um hacker de nome Reckz0r afirma ter hackado a Xbox Live e ter obtido os dados de 47 milhões de utilizadores. E prova-o liberando alguns milhares de usernames e passwords de utilizadores.

Naturalmente a situação sem ser confirmada é actualmente apenas um rumor. Mas o certo é que tal não surgirá de animo leve uma vez que caso tal tenha acontecido a situação poderá causar graves danos às vendas da Xbox One.



Os problemas com a Xbox One são vários.

A capacidade de reconhecer as pessoas, o facto de nunca se desligar, e o facto de estar constantemente a escutar tudo o que é dito, aguardando pelo comando de início.

Muitos dirão que é paranóia pensar-se isso! Mas a realidade é que essas pessoas precisam de se questionar sobre a real questão. Há mesmo a necessidade de esta situação ser obrigatória? Não poderia a mesma existir como opção, podendo o Kinect ser desactivado em caso de não se desejar usar o mesmo? Ou será que a Microsoft vai alegar que podemos sempre desligar a consola da tomada ou tapar a câmara com um paninho?

Eventualmente até a podemos meter dentro de uma gaveta. Mas essa não é a questão. A questão é: Porque motivo teremos de estar sujeitos a uma possível invasão das nossas privacidades?. Mas mais ainda: PORQUE RAIO É OBRIGATÓRIO TER O KINECT ACTIVO?

O mais curioso nesta atitude da Microsoft é que sempre censurou nos outros quebras de privacidade. Ainda bem recentemente acusou a Google de analisar o conteúdo do e-mail dos seus clientes de forma a criar publicidade direccionada. E até criou um e-mail que ridicularizava toda a situação. Isto para puxar as pessoas para o seu próprio serviço de e-mail.


Mas aparentemente para a Microsoft uma análise heurística a um e-mail é uma violação de privacidade, mas colocar uma câmara forçosamente activa e a escutar permanentemente tudo o que se diz e sendo capaz de detectar pessoas e acções, e sempre ligada à internet nas salas/quartos das pessoas, já é, para eles, algo perfeitamente normal.

 



Posts Relacionados