Xbox One poderá estar muito próximo de ser hackada

Apesar de a Xbox One estar disponível à apenas poucos dias, ao que parece a segurança da consola é desastrosa, e váriso passos de gigante foram feitos no sentido de a consola poder vir a ser desbloqueada. E poderá já estar por pouco!

Xbox2-m

Ainda não passou uma semana desde que a Xbox One foi lançada oficialmente, mas mesmo assim, os Hackers já deram grandes passos no sentido de desbloquearem a XBox One.

Curiosamente, pouco depois do lançamento, um hacker de nome ‘C4eva anunciou que tinha obtido com sucesso o conteúdo do Blu-ray de Call of Duty: Ghosts, mostrando assim que a protecção do Blu-Ray estava quebrada.

Desta forma, com os jogos acessíveis, faltava apenas a alteração ao software interno das consolas para permitir executar esses jogos.



Mas apesar de, para já, não existir nada no campo da PS4, eis que vem a público uma notícia que revela que os hackers conseguiram aceder à memória NAND da Xbox One e despejar o seu conteúdo.

Quer isto dizer que com o conteúdo das memórias NAND que contêm todo o software da consola (4.9 GB), a probabilidade de ser descoberta uma falha que permita executar software pirata é agora tremenda (ainda por cima o sistema operativo é o Windows).

O curioso é que para se obter este conteúdo os hackers não fizeram mais do que aquilo que costumavam fazer na Xbox 360, e utilizando exactamente as mesmas ferramentas que serviram para essa consola.

Correndo o risco de má tradução uma vez que o que vou escrever de seguida é algo que desconheço, o grupo afirmou que o dump foi conseguido usando o Corona V2 com um leitor de cartões SD, com o cristal desactivado.

O certo é que um hack à consola nesta fase seria um rude golpe para a mesma, podendo levar os programadores a cortarem o seu suporte uma vez que dado o actual número de consolas no mercado ainda é muito reduzido e pouco compensador,  a existência de pirataria tornaria o mercado indesejável e pouco interessante. E diga-se que os avanços verificados em menos de uma semana mostram uma segurança que apenas pode ser considerada como pura e simplesmente patética.

Mas quem sabe esta não será exactamente a desculpa que a Microsoft precisava para voltar a implementar o seu DRM das verificações Online? Afinal lançar uma consola que 4 dias depois parece estar em vias de ser hackada com as ferramentas da Xbox 360 parece ser algo mau demais para ser mera coincidência. E uma desculpa de protecção dos clientes devido aos mauzões dos hackers parece mais coerente e fácil de aceitar do que a mera imposição da situação.

Fonte: Gearnuke

 



Posts Relacionados