Xbox One possui 16 GB, 204 GB/s de largura de banda, HSA/hUMA, DX 11.1+ e 15 co-processadores.

Finalmente a Intel revelou algumas especificações oficiais sobre a Xbox One.

A Microsoft revelou novos dados sobre a sua consola. Eis as novidades.

A consola possui 8 GB de memória DDR3Mas possui 8 GB adicionais de memória! Trata-se de uma memória flash, provavelmente usada para manter o conteúdo da memória em Standby.

E no entanto muito prematuro falar sobre este assunto uma vez que a Microsoft apesar das revelações nada referiu sobre o seu funcionamento, mas eventualmente, e aqui faço uma total suposição, esta RAM poderá servir para guardar o conteúdo da RAM em caso de falha de energia, mantendo sempre a consola pronta a retomar o que estava a fazer.

De resto, e numa análise muito sumária, não vejo grande utilidade nesta RAM. O uso como disco/cache interna está fora de hipótese devido ao limite de escritas que esta memória possui e o facto de a sua largura de banda não ser famosa. Tal como as pen drives que usam este tipo de memórias, elas são boas para leitura, mas possuem um limite de gravações. E um CPU pode gravar milhões de vezes por segundo dados para a RAM, o que certamente a invalida para esse uso.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Da mesma forma e pelo mesmo motivo o uso como RAM genérica está fora de hipótese. A latência destas memórias chega a ser patética quando comparada com uma RAM normal. E o facto de ser acedida pelo South Bridge elevará ainda mais as suas latências.

X1

Resta assim a ideia que refiro em cima.

Curiosamente nos primeirissimos rumores sobre as consolas, e que estavam cheios de incorrecções, estas memórias eram referidas (8 GB na Xbox One, 16 GB na PS4), mas depois nunca mais ninguém falou sobre elas e pensava-se terem sido eliminadas. Mas sabe-se agora que a Microsoft manteve a sua! Quanto à PS4 nada se sabe.

Da mesma forma, a Microsoft anunciou 204 GB/s de largura de banda (que alguns websites tem vindo a anunciar como 264 GB/s, mas tal deve-se ao facto de o número ser pouco legível no slide apresentado e o zero parecer um seis). Este é um número que surge com o aumento de 6,66% que foi efectuada à velocidade de relógio do GPU. Assim, os 192 GB/s da ESRAM anteriormente oficialmente anunciados passam a 204GB/s de largura de banda máxima teórica. No entanto a Microsoft garante apenas 109 GB/s. Note-se que esta largura de banda apenas está disponível nos 32 MB de ESRAM, sendo que o acesso à Ram geral é feito a 68 GB/s.

Só como nota, mesmo com as larguras de banda combinadas, não existe nenhuma forma de se chegar ao número 264.

O Slide que foi apresentado confirma ainda a utilização de uma memória partilhada coerente e de algo semelhante ao HSA, uma versão incompleta do standard Full HSA ou hUMA, mas que deverá ser em tudo idêntica ao que se acredita ser usado pela PS4 (note-se que na PS4 o hUMA é apenas um rumor, mas na Xbox One o HSA parece ser já uma certeza).

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Existem ainda 15 coprocessadores referidos no slide que retiram trabalho ao CPU e GPU.

Sobre estes processadores pensamos estarem incluídos os seguintes:

1 –  Processador audio
2 – Codificador Vídeo
3 – Descodificador Video (são separados devido ao sinal TV e Kinect)
4 – Codificador LZ
5 – Codificador LZ/MJPEG
6 a 10 – Cinco Move Engines

Quais os restantes 5 co-processadores? Desconhece-se! Mas talvez os Move engines sejam constituídos por dois processadores cada (compressão/descompressão).

X2

 Soube-se igualmente que a placa gráfica da Xbox One, tal como a PS4, possui melhorias no hardware face ao DX 11.1 (a microsoft designa-a como DX 11.1+). Quer isso dizer que apesar de o DirectX 11.2 poder ser implementado em qualquer placa gráfica, muito certamente a Xbox One possuirá optimizações no hardware de forma a tirar melhor partido dele.

x3

A grande novidade da apresentação, e esse sim um dado totalmente desconhecido para nós, passou pelos dados relacionados com a capacidade de processamento do chip sonoro da Xbox One.

Que o mesmo era potente e capaz, já sabíamos. Que era do melhor que se fabrica actualmente, também. Mas que o mesmo era capaz de 15,4 Gflops de performance é que foi uma surpresa. Este chip não é um mero processador sonoro, é um monstro! E neste campo, a PS4 pode tirar o cavalinho da chuva pois nunca poderá acompanhar a Xbox One.

audio

Publicidade

Posts Relacionados