Xbox One X vai suportar VRR e ALLM na próxima atualização de firmarware.

VRR ou Varibale Refresh Rate, e ALLM ou Auto Low Latency Mode são duas caracteristicas que apareceram no HDMI 2.1, mas que poderão ser suportadas no HDMI 2.0, e que a Xbox One X, como prometido no seu lançamento, irá suportar.

O HDMI 2.1 traz uma série de novidades, algumas que requerem hardware e outras que são meramente software. É sobre estas últimas que nos vamos debruçar uma vez que o HDMI 2.1 não existe ainda no mercado, e todos os produtos existentes são HDMI 2.0!

Ora como já referimos nos artigos de análise ao HDMI 2.1, há algumas novidades do HDMI 2.1 que são meramente software que, como tal, poderão ser incluídas em versões anteriores do HDMI, como é o caso do VRR e do ALLM que irão aparecer em todos os dispositivos HDMI 2.0, e o fabricante se digne a suportar as mesmas. No caso dos HDMI 2.o que venham a suportar estas característica, eles poderão mesmo ser certificados 2.1, apesar de a largura de banda que permite modos 4:4:4 a 4K com HDR a 60 fps, não existirá (Falamos de uma resolução 4K com uma resolução de cor igualmente 4K, a 60 fps e com HDR. Actualmente o HDMi 2.o, pelos limites da sua largura de banda apenas permite uma resolução de cor de 1080p, o que impede uma representação 1:1 da cor real de todos os pixels).

Ora a Xbox One X tinha já prometido o suporte a estas capacidades, e apesar de a consola estar equipada com uma porta HDMI 2.0, nada a impede de o fazer, sendo que pelos vistos isso irá já acontecer na próxima atualização do firmware. A situação poderá estender-se igualmente à Xbox One S, uma vez que esta possui igualmente HDMI 2.0! Aliás a tecnologia equivalente ao VRR, o Freesync, pertença da AMD, apareceu já nestas consolas à alguns meses.

O VRR, tal como o Freesync, ajustam dinamicamente o refrescamento do ecrã para valores perto dos fps debitados, impedindo assim que exista o chamado Screen Tearing. Já o ALLM procura na TV por um modo de jogo, onde a latência seja a menor possível, e muda automaticamente as configurações da TV para este modo.



Escusado será dizer que o suporte de qualquer uma das características aqui referida necessita de acontecer não só na consola, mas igualmente na TV, sendo que caso tal não aconteça, as características ficam inacessíveis.

Note-se ainda que estas características, por serem meramente software, poderão, teoricamente, ser adaptadas a qualquer versão do HDMI (apesar de que nesses casos a certificação HDMI 2.1 não existirá, e o suporte fica a cargo do fabricante), o que à partida não parece excluir um possível suporte à Xbox original. Mas dado que os refrescamentos variáveis necessitam de suporte hardware no GPU, o entrave poderá aparecer pelo fraco suporte do mesmo. E recorde-se que a Xbox original apenas suporta a primeira versão do Freesync, muito limitada em capacidades.

 

 



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
Livio
Visitante
Livio

E devido a isso lembro de um teimoso na eurogamer no qual eu dizia(e provei com link) que o site OFICIAL do Xbox One X informava que a saída era HDMI 2.0b e o outro lá dizia que era HDMI 2.1 devido ter estas características implementadas via software. Segundo ele o site vai ser atualizado para HDMI2.1 quando o aparelho for certificado.

Na época ainda indaguei como o X tem HDMI 2.1 se ele foi lançado antes da liberação da especificação 2.1.

Brunoab
Visitante
Brunoab

Esse VRR do xone é meio cagado.

Intervalo de 48hz a 60hz só serve para jogos 60fps com quedas até 48fps.

Pra mim é inútil, tinha que ser entre 15hz e 60hz, ai servia para jogos 30fps também