Xbox Scorpio, que tecnologia… e a que preço?

Após a PS4 Pro… eis a Scorpio. Nova geração ou não, é mais uma consola para o mercado, e este artigo tenta dar uma ideia do que ela poderá conter, e do preço que poderá custar.

Os últimos meses foram prodigos em consolas. Foi a Xbox One S em Agosto, a PS4 Slim e a PS4 Pro em Outubro e Novembro, a Switch será agora em Março, e já temos a Scorpio à porta para este ano. O mercado está seriamente a mostrar uma tendência muito elevada para a apresentação de novo hardware!

Mas no entanto, aqui as grandes novidades são a PS4 Pro e a Scorpio, as novas iterações das consolas mais representativas do mercado, e destinadas, acima de tudo ao mercado 4K, um mercado ainda em crescimento e uma aposta para ele que nesta fase ainda é pouco compreensível, mas que não deixam de ser uma realidade.

Mas colocando todas essas situações e considerações de parte, o assunto aqui vai ser a Scorpio. E o que poderemos esperar dela a nível de tecnologia e preço!

Ora os rumores apontam que a Scorpio usará as últimas tecnologias da AMD. Aliás já a PRO o fez ao fazer uso de situações da Polaris e mesmo algumas mais avançadas, e isto pouco depois da Polaris ser lançada. Uma situação que na realidade não quer dizer nada pois a PS4 vinha munida de muita tecnologia GCN 2.0 que na altura do seu lançamento ainda nem estava no mercado.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Estas situações mostram que há aqui uma grande liberdade de escolha dentro das tecnologias da AMD, podendo a escolha alcançar mesmo situações ainda por lançar, desde que se escolha pagar o seu custo.

Ora a Microsoft tem sido clara numa situação, a Xbox Scorpio terá 6 Tflops de performance. Um número que poderá oscilar ligeiramente, quer para cima, quer para baixo, mas que certamente terá menos possibilidades de ir para baixo do que para cima. É que se não veríamos qualquer reacção do mercado ao saber que a consola possui, por exemplo, 6.3 Tflops, certamente este reagiria se o número fosse, por exemplo, 5.8 Tflops. Ambos próximos de 6, mas que esbarram em barreiras diferentes de aceitação perante o anuncio de um valor de 6 Tflops.

Este número de 5.8 Tflops não foi escolhido por acaso. É que ele é a performance oferecida pela RX 480, a placa AMD mais avançada actualmente no mercado!

Ora sabendo-se que a atual RX 480 utiliza um total de 36 CUs (conjuntos de 64 shader processors), a uma velocidade de 1266 MHz, e isto implica uma potência de cálculo entre o GPU e o GPGPU de 5,8 Gflops.

1266*36*64*2=5 833 728

Ora com o alvo de 6 Tflops em mente, e desconhecendo-se que a arquitectura Polaris possa passar os 36 CUs, a Scorpio a usar esta tecnologia teria de apresentar velocidades de relógio mais elevadas, o que se revela pouco provável. As consolas são por norma bastante conservativas nas performances, e assim tal seria um contra senso muito grande.

Isto parece apontar para uma outra realidade. Ou a AMD possui uma variante da Polaris mais potente (o que parece duvidoso) ou a Scorpio virá equipada com uma placa já com a tecnologia Vega e já capaz de atingir um máximo de 64 CUs.

Desta forma, e caso o GPU usasse esses 64 CUs, o GPU da Scorpio precisaria apenas de 733 Mhz para atingir os 6 Tflops! A 800 Mhz, um valor igualmente possível, a consola atingiria os 6.5 Tflops, um valor que, apesar de perfeitamente possível nos parece pouco provável, até porque se assim fosse, a Microsoft publicitaria em alta voz essa realidade.

Parece-nos no entanto, até a nível de custos, que a melhor solução passaria por uma Vega com 52 CUs a 950 Mhz, capaz de atingir os 6.3 Tflops, sendo que essa seria a nossa aposta caso tivéssemos de a fazer.

Este GPU poderia descer a velocidade e trabalhar apenas com 12 CUs, emulando assim a Xbox One nos jogos existentes, sem qualquer necessidade de patch ou máquina virtual.

Mas e o CPU? Será que a consola mantêm o Jaguar com um aumento de relógio como a PS4 Pro?

A mudança de processador é mais problemática do que a do GPU. Os “timmings” internos de processamento do CPU mudam caso haja aumentos de velocidade ou de arquitectura, e estando eles ligados ao processamento mais crítico do jogo, tal cria problemas que só podem ser resolvidos com patches.

Ora caso o CPU seja Jaguar, uma descida das velocidades de relógio permite executar os jogos Xbox One sem problemas. Mas caso haja uma mudança para outro CPU, a Microsoft terá aqui problemas que requerem, no mínimo, uma solução software a correr na consola para emular os “timmings” do Jaguar.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Na realidade, apesar das queixas existentes quanto ao supostamente fraco Jaguar das consolas, o que vemos é que no mercado a variação entre um Jaguar e um atual topo de gama é de apenas 5x mais performance. Já nos GPUs esses valores atingem as 15x, o que mostra que o atual CPU é um elemento que, desde que devidamente programado e aproveitado, não necessita de ser trocado, apenas melhorado para aguentar as subidas de resolução.

Mas no entanto a Microsoft pode ter outros planos, e estar a pensar num CPU mais potente. Se a ideia for apenas a melhoria da experiência Xbox, não há necessidade de uma mudança de CPU, mas dado que a Microsoft pode ter outras aplicações exclusivas pensadas para a Scorpio, a melhoria do CPU poderá revelar-se uma necessidade.

Curiosamente, no CES, o stand da AMD possuia referências à Scorpio, dando a entender que havia pelo menos a possibilidade, de o CPU usado poder vir a ser um dos novos Ryzen, os novos CPUs AMD desenhados para competir com a Intel ao melhorar o IPC interno (até 40%) uma vez que os PCs, apesar de grandes melhorias, ainda não optimizam verdadeiramente bem para o multi núcleo (pelo menos não ao nível das consolas).

O único problema desta solução é o custo… A Microsoft anunciou já de forma oficial na apresentação na E3 da Scorpio que a consola usará um CPU de 8 núcleos, e um processador Ryzen com 8 núcleos, sendo tecnologia de ponta, não seria certamente barato. Aliás as tabelas da AMD referem que os seus Ryzen de 8 núcleos serão os competidores directos dos Intel 6950, processadores cujo custo é anda perto dos 2000 euros, e que de acordo com esta tabela que publicamos serão vendidos a 500 euros! Preços já de si muito bons face aos concorrenciais, pelo que não acreditamos que possam vir a ser mais baixos.

Torna-se por isso muito difícil conceber que a Scorpio possa usar CPUs Ryzen (anteriormente conhecidos como Zen), nem mesmo versões “light” do mesmo, apesar que eventualmente a Microsoft poderá tentar meter alguma da sua tecnologia num processador Jaguar, criando um híbrido de baixo custo e elevada performance.

Perante estas situações torna-se dificil apontar um preço para a Scorpio. Há ainda muitos parâmetros não definidos que só a Microsoft conhecerá. Mas a Scorpio sempre foi anunciada como uma consola Premium, pelo que o preço será certamente superior ao da Xbox One, e perante o seu hardware, será maior que o da PS4 Pro. Quanto mais dependerá de muita coisa, incluindo aquilo que a Microsoft acredita que serão as diferenças face à PS4 Pro.

Note-se que a maior parte das pessoas continuam com TVs 1080p, pelo que para essas a Scorpio poderá limitar-se a passar jogos de 900p para 1080p e a melhorar algumas melhorias aqui e ali, tal como a PS4 pro faz. Aliás um dos motivos pelos quais a PS4 Pro não está a vender por aí além é mesmo esse!

Daí que se a real diferença entre a Scorpio e a Pro for apenas os “4K reais”, poderá não haver muito interesse por parte dos compradores em despender ,muito mais dinheiro para uma Scorpio. E aqui, por muitas voltas que demos não estamos a conseguir ver a consola a ser lançada abaixo dos 500 euros, numa altura onde a PS4 Pro deverá estar perto dos 350 ou menos.

Naturalmente o preço dos componentes será fundamental. O Vega será o topo de gama da AMD para 2017, sendo que a AMD irá com esta arquitetura apresentar GPUs que a baixo preço se vão bater de frente com a Titan X. E como tal , mesmo a Vega 10 não será exactamente barata. A solução poderá ser um Vega 11, a solução mais económica do Vega, mas esse GPU está ainda atrasado e é pouco provável que venha a ser o usado. Mas no entanto, não nos surpreenderíamos muito se ele viesse a ser usado. Afinal consolas com hardware e características ainda por anunciar foi o que  tivemos em 2013.

 

 

Publicidade

Retomando o nosso artigo
Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (113)

  1. Concordo.
    6,3 Tflops não significam nada. 5,8 Tflops daria um burburinho que seria gritado de coração pelos haters, mesmo que na prática não signifique quase nada.
    A Polaris RX480 nos testes tem se mostrado capaz de rodar jogos dessa geração em 4K com frame rate semelhante ao que consoles já fazem e qualidades gráficas semelhantes. Isso em PC usando directx 11. Com otimizações específicas de console, a Polaris 10 seria o suficiente para um Xbox One melhorado.
    As pessoas estão esperando que o Scorpio eleve muito a qualidade gráfica, porém, se ele apenas levar os jogos de Xbox One para 4K, terá cumprido a promessa. Aí eu acho que começaria outro tipo de haterismo, o do frame rate. Ele não vai rodar jogos em 60fps a não ser que a versão Xbox One já esteja em 60fps.
    A potência do Scorpio foi criticada por jogadores de PC por que seria supostamente insuficiente porém, jogadores hardcore de PC são intolerantes a frame rate e consideram que jogos em 30fps são injogaveis.
    Mas, eu descartaria a Polaris simplesmente por precisar de um clock muito elevado. Acho que teria um problema de dissipação de calor, então também aposto em uma vega com menos núcleos.
    Já o CPU, estoumais tendencioso para algo híbrido que não é jaguar nem Ryzen.
    Agora eu aposto em uma coisa contrario ao artigo. O PS4 Pro não baixará para Menos de 399,00. A não ser que a Sony pretenda perder dinheiro na venda, eu não vejo a tecnologia baratear em apenas um ano. Talvez alguma redução mínima, mas nada muito considerável.
    Outra questão, estou inclinado para um preço de 500,00 do scorpio, mas u não duvidaria da Microsoft perdendo dinheiro para vender mais barato e tentar roubar alguns clientes do PS4.
    Eles estão lucrando bastante com Xbox Live e venda de jogos no mercado digitalcom a divisão xbox, e como empresa, eles estão no período mais saudável dos últimos 17 anos.

    • Eu tenho sérias questões sobre a questão do Xbox Live. 55 milhões de contas com 25 milhões de consolas Xbox One implica 30 milhões de 360 ativas e a pagar quando a consola já não se fabrica e tem um suporte reduzido.
      Parece-me que há aqui algo escondido, ou se calhar apenas mal interpretado por muitos, porque se formos a ver, a Microsoft refere-se a “active monthly users” ou seja utilizadores ativos, mas não necessáriamente pagantes.

      • Pelo que eu entendo, ela não considera não pagantes como ativos. Os usuários ativos são aqueles que jogam online. Algumas pessoas tem mais de uma conta por exemplo e jogos de Xbox 360 são bastante jogados na Live ainda hoje. A qualquer hora do dia você encontra uma partida em jogos populares como Gears of War, especialmente o primeiro e o terceiro, algum Call of Duty, algum Fifa, Halo 3, Halo Reach, Halo 4, Battlefield 4 também é muito jogado, Titanfall…
        Não acho que exista nada errado no número de assinantes da Live. O online sempre foi popular no Xbox.
        Eu até acho que é um número bem baixo se somar Xbox 360 mais Xbox One no mundo inteiro.
        Outra evidência sobre os usuários ativos serem gold é que no relatório financeiro divulgado a poucos dias ela diz que a venda de consoles foi 3% menor que no período passado mas os lucros foram maiores graças ao aumento de serviços e a venda de jogos.

      • faz muito tempo que todo mundo sabe que os “55 milhões de usuarios ativos” são ativos, até quem joga no windows phone é considerado usuario ativo da live.

        a MS não faz diferença entre usuários GOLD e Silver quando divulga “ativos”.

        somente caixista chorão que não aceita que a Sony esta na frente em tudo, fica inventando essa bobagem.

        • Caro Bruno.

          Antes do mais peço que se identifique com dois nomes ou algo diferente. Temos dois Brunos activos nos comentários e com participações algo regulares, pelo que só dessa forma evitaremos confusões e que atribuam declarações a quem não as fez.

          Obrigado desde já.

          Quanto ao comentário, especialmente ao ser o seu primeiro, faz uma afirmação que não aprecio. Fala em caixistas chorões dando ideia de ser um Sonysta. E esse tipo de comentários não me agradam aqui, especialmente vindo de alguem que nunca comentou e como tal, alguem de quem não sei o que esperar.
          Espero por isso que evite estas referências em futuros comentários.
          Seja como for, o que refere não está comprovado. Não me consegue garantir que a Sony tem mais utilizadores pagantes que a Microsoft, da mesma forma que não lhe consigo garantir o contrário. Simplesmente não há dados nesse sentido que cheguem para se afirmar seja o que for.

      • Mario, realmente, olhando algumas informações que a microsoft tem fornecido, eu acredito que até hoje tenha uma base enorme jogando no x360, o que por sí já ajuda a compreender o porque da M$ dedicar tanto esforço na retrocompatibilidade. Quando esse jogador decidir migrar, poderá manter muito daquilo que comprou no x360, já conta pontos a favor.

      • Tenho muitos amigos que ainda tem Xbox one e pagam live pelos games e gold

    • O mais irónico no teu discurso, é que falas tanto de um suposto hate e de haters em relação à Xbox, quando na realidade és o maior hater em relação a uma consola nesta comunidade.

      • Bem verdade isso José.

      • Eu? Tem certeza disso?
        Deveria se olhar no espelho.

        Na verdade, os dois maiores Haters daqui são José Galvão e Netto. Nada de Xbox é bom, nenhum jogo presta, tudo é desnecessário e está tudo errado.
        E José Galvão, conheço tua reputação no Eurogamer, o hater de todas as notícias sobre Xbox e recordista de pontos negativos.
        Cuidado com as pedras que você joga, por que teu teto nem de vidro é, é de porcelana.

        • Vá… vamos ficar por aqui…
          Aqui são todos bem vindos…

        • Eeeeeeeeeeeuuuuuuuuuuuuu, onde já fernando, eu curto o Xbox também, já falei bem de vários jogos e funcionalidades do Xbox, vc está mentindo descaradamente para mascarar o fanboy da Mic que vc é, todos lhe conhecemos e eu desde meados de 2012, portanto não venha dar uma de imparcial não viu.

        • Estaria simplesmente a ser Fernando se dissesse que não critico muito mais a Xbox, mas ao contrário de ti, faço-o de forma justa a factualmente, não sou como tu que distorce factos e/ou cria falsas realidades para impor o seu ponto de vista, como por exemplo, dizeres que o exclusivos PS são para jogadores casuais, sim até porque um jogo como Bloodborne é tudo menos casual, e quem diz esse diz Uncharted 4 e muitos outros como Nier Automata, acho que não sabes é o que é um jogador casual, se é que tens alguma cultura no meio.

          Se de facto critico mais a Xbox, é porque tenho razões para tal, porque ao contrário de ti em relação à Playstation, eu sou um cliente Xbox, e um cliente assíduo, tenho todas as suas consolas, e a maioria dos seus exclusivos ao longo de 3 gerações, eu quando falo da XO, falo da XO que tenho aqui ao meu lado, não da XO a que teria acesso ocasionalmente na casa de um primo, não, trata-se de experiência pessoal, e algo que tu desconheces, integridade e carácter.

          Se de facto gostas de videojogos, tens uma forma muito estranha de o mostrares, acho antes que os videojogos são mais uma forma de canalizares o teu egocentrismo, e isso torna-te um mau fã, um óptimo servo sem dúvida, mas um tipo de adepto que só denigre o mundo fantástico que são os videojogos.

          • Pá… vocês os dois… deixem lá isso de lado sff. Discutir os artigos não é exactamente isso!

            Não queria voltar a pedir… Aliás, não vou voltar a pedir!

            Peçam o número de telemóvel um ao outro, e namorem por aí. 😉

          • Namorar foi pesado!!

            Mas me fez rir muito!

          • Já que estamos off topic 🙂

            Estou a ver uns slides da AMD, e pelos vistos poderá ter havido uma má interpretação do que será a Vega 20.

            Nos artigos que escrevi referi que em 2018 teremos a vega 10 (12 Tflops), a Vega 10 2X, que aponta no sentido de ser uma placa dual GPU com performance que deverá rondar os 24 Tflops, e a Vega 20, com litografia 7 nm, que supostamente seria a Vega 2X num único chip…

            Mas os slides atuais são um pouco confusos!
            A Vega 10 não há duvidas, mas a vega 10 2x não é clara no que é, apesar de que os websites continuam a dizer que é uma dual GPU.
            A Vega 20 é ainda mais confusa, e ficam dúvidas sobre o que efectivamente será… E fala-se em consumos de 150 watts, mas depois há uns três pontinhos e fala-se de 300 Watts outra vez. Não percebo!
            Tenho de estar atento a isto, pois caso não seja a placa de 24 Tflops a 150 Watts tenho de corrigir a informação!

          • O problema que jogos fazem jogos para se jogar off como The Last Guardian, um jogo com gráfico de play 2 e muitos chamam de obra prima!!
            Outro dia mesmo aqui no PC Manias falaram que prefere jogos off que a Sony faz obras primas ….

            Quando a MS anuncia que tem 55 milhões de usuários as pessoas preferem achar que é mentira sem prova concreta!

            Xbox é um console que sempre foi voltado para online mas as pessoas querem que Xbox seja igual a Sony…

            O pior é o fanboy quediz ter todos os consoles mas sempre só fala bem de um…

            E claro como sempre gamertag que é o Histórico se joga, não mostram pra não passar vergonha.

            Gamertag não é para ver a quantidade de conquistas mas sim se jogou o game, os pontos pouco importam o que importa é ver se a pessoa jogou, mas claro ter todos os consoles é uma coisa jogar é outra

          • Não, não Igor…

            Atualmente há duas obras primas no mercado. Uma é unânime e é Uncharted 4, a outra é menos unânime e é The last Guardian. Mas é uma obra prima!
            DualShockers – http://www.dualshockers.com/2016/12/14/last-guardian-review-true-art-masterpieces-arent-always-everyone/
            Gamasutra – http://www.gamasutra.com/blogs/JoshForeman/20161229/288486/The_Last_Guardian_is_a_Masterpiece.php
            Washinton Post – https://www.washingtonpost.com/news/comic-riffs/wp/2016/12/09/fumito-uedas-the-last-guardian-is-a-gaming-masterpiece/?utm_term=.b379d38b93c6
            BirthMoviesDeath – http://birthmoviesdeath.com/2016/12/23/the-last-guardian-game-review-a-flawed-feathered-masterpiece
            Time – http://time.com/4588009/the-last-guardian-review/
            Powerup Gaming – http://powerupgaming.co.uk/2016/12/12/the-last-guardian-review-an-aggravating-masterpiece/
            Gameaxis – http://gameaxis.com/reviews/last-guardian-review-timeless-masterpiece/
            DigitalSpy – http://www.digitalspy.com/gaming/ps4/review/a798248/the-last-guardian-review/

            Naturalmente… tudo fanboys Sony. Mas há quem não reconheça uma obra prima nem que se lha coloquem à frente do nariz. Como já referi, para muitos a mona lisa é uma imagem mal pintada, com a linha do horizonte quebrada e que nem se percebe se é homem ou mulher. Para outros é a maior obra de arte alguma vez criada!
            Vá-se lá explicar a quem não percebe, o que é uma obra prima… É muito uma questão de sensibilidade, e ou se nasce com ela… ou não!

            Depois, os 55 milhões. Dizes que há quem prefira não acreditar sem provas concretas. Mas quando sabemos que só há cerca de 25 milhões de consolas Xbox One, e quando a Microsoft não diz em lado nenhum que esses 55 milhões são pagantes, certamente é mais fácil acreditar-se que 30 milhões de utilizadores da Xbox 360, mesmo descontinuada e sem jogos, continuam a pagar, do que duvidar que sejam pagantes. Ou será que não?
            Mas cada qual acredita no que quer. Há quem acredite no Pai Natal e são felizes!

            Depois continuas a insistir no Gamertag, mesmo sabendo que estás a dizer coisas sem lógica nenhuma!
            Uma pessoa que tenha dois sistemas só compra o jogo numa. Não joga nos dois. Quem joga em três ainda pior!
            Isso quer dizer que se queres comparar uma pessoa que jogue 2 ou mais sistemas com quem joga apenas em um, tens de somar o que ele tem nos sistemas todos para comparar.
            Isto é tão lógico e coerente que sinceramente nem sei mais como explicar.
            Só por curiosidade… um outro aspecto! Eu tenho 2 gamertags… a minha conta da 360 não é a mesma que a Xbox One! mas deixei de pagar o Gold na da 360! Estarei contabilizado como 2?

          • Uma coisa a se pensar ao dizer que The Last Guardian é uma obra prima, pois bem, dias antes do lançamento Ueda declarou que este jogo irá tocar todos, inclusive aqueles de coração mais forte.

            Jogo lançado e algumas semanas depois vou ao Youtuber e vejo algumas gameplays declaradas como “reaction” e em quase 100% das pessoas que transmitiam o jogo exibindo o seu rosto na transmissão se emocionaram ao zerar o jogo. De todos os vídeos que assisti teve somente um casal que falava em espanhol, cujo garoto não parava de falar, que não se emocionou. Até no vídeo de DewPieDie você percebe as lágrimas escorrendo, embora ele não mostre nenhum movimento facial que indique que está a chorar.

            Eu mesmo fiquei emocionado pois lembrei de um periquito que cuidei por 7 anos e ele era desajeitado igual ao Trico, infelizmente faleceu 6 meses atrás. Minha esposa que não joga, não acompanhou o jogo e viu somente o final e se emocionou.

            Aí me diga um jogo que consegue abalar a grande maioria, não tem algo que chame a atenção? Será que por isso ele não pode ser considerado uma obra-prima por quem o jogou?

          • Explicando melhor meu último comentário, se um ou dois disserem que é uma obra prima é algo questionável, mas se você vê essa opinião das pessoas que transmitiram o jogo e da mídia(embora essa parte não seja confiável, pois é “sonysta”) é de se pensar que há algo nele que os demais não tem.

    • Excelente texto Fernando!
      Vejo que muitos aqui vociferam sem conhecimento! Um dos leitores chegou a escrever que a Microsoft decepcionou nessa geração… Kkk
      Nunca na história desde o tele jogo na década de 70 até os dias atuais uma empresa apresentou tantas vantagens aos consumidores, só não ver quem não quer!
      O monstro 👹 tá chegando.. Kkk

      • Nada contra quem acha The last Guardian uma obra prima, como também não tenho nada contra quem acha um simulador de peidos uma obra prima, existe gosto para tudo.

        • Gostos sim… mas um simulador dessas coisas não é uma obra prima!
          Há quem ache feijão com arroz a melhor comida do mundo… mas não é!
          Por isso é que existe o bom gosto e o mau gosto! É como digo, sensibilidade, ou se nasce com ela ou não! Não é algo que se aprenda!

          • @ Mário

            Precisamente, mas quando tu estás a falar com alguém que não sabe distinguir a obra prima do mestre, da prima do mestre de obras, estás literalmente a desperdiçar o teu latim.

      • Gamertag é o histórico se joga ou não!
        Não estou falando que quem tem um milhão de conquistas é melhor do que quem tem mil, os pontos pouco importa, existe jogos que se faz final com 200 pontos e sobra 800…

        Apenas quando uma pessoa fala que é gamer que joga todos os consoles, tem que joga, todos tem uma plataforma no qual vai jogar os multiplataformas, mas se não joga os exclusivos, ou quando a pessoa acha que o console não tem exclusivos etc, quer dizer que não joga, apenas tem o console, gamertag é o histórico, se jogou está lá, se não jogou é pq não gosta! simples.

        Gamertag serve para pegar youtubers grande, onde enche a boca para falar merda mas não sabe o que está falando.
        Uma pessoa fala que Gears of War é tudo igual, quando vai ver a gamertag, não jogou nenhum, uma pessoa fala que multiplayer de forza é ruim, vai ver a gamertag nunca jogou online, isso nada mais é o histórico se a pessoa jogou ou não!!

        Pode ter quantas gamertags a pessoa quiser, simples se jogou em alguma gametag o jogo vai estar registrado, n importa se fez muito pontos ou não só importa se jogou ou não!!

        Como o Fernando diz ter todos os consoles não faz uma pessoa deixar de ser fanboy, ainda mais quando nunca jogou, mas gosta de falar que o jogo é ruim…

        Esse meu ponto de vista de analisar.
        Eu entendo que sonysta tem pavor de gamertag, porque sempre comprova que a pessoa fala muito e não joga nada!

        • Pois… mas no teu ver, só é jogador quem ganha para comprar os exclusivos todos!
          Naturalmente quem tem mais que uma plataforma tem os exclusivos de todas elas. E como tal tem de fazer escolhas! Ou é milionário para alimentar tudo, e não faz nenhum para poder jogar tudo, ou escolhe!
          Nesse aspecto, não tem o mesmo número de títulos numa plataforma de quem só tem uma!
          Como disse, não sei como explicar mais! Deveria já ser claro nesta fase! Isto é pura matemática.

          Quanto ao que o Fernando diz… ele não será a pessoa indicada para o dizer, pois ele só tem uma plataforma! Daí que alguém nessa situação falar de outros, torna-se um pouco caricato! Até porque fanboy é alguém que é cego por uma marca, e não alguém que tenha preferência por uma marca, logo algo mais difícil de ocorrer a quem tem múltiplas plataformas. Porque mesmo quem tem dois filhos, há sempre um que é o mais protegido dos dois!

          PS: Evita o uso de termos como merda e peidos. A continuar assim, por muito que não tenhas intenção, terei de censurar as mensagens! Não quero esse tipo de palavreado aqui!

        • Meu Deus cara para de falar GamerTag, coisa de doente.
          O papo é esse de dizer que gamertag serve para comprovar o que vc joga, mas o que eu joguei no Snes, ps1, ps2 não contam? Blz, nessa época não tinha isso, mas as pessoas não deixaram de jogar e comprovar que jogaram.

          Outra coisa, um tempo desse um maluco estava enchendo o saco em site de games e eu tentando dialogar com ele na boa, pediu minha ID, eu na boa passei, quando ele viu que eu joguei, o argumento mudou e começou a falar de conquistas, que eu n fiz 100% que isso é aquilo.

          E mesmo assim ele continuou enchendo o saco no site.

          Essa porcaria de Gamertag e PSN id de nada serve, pq o que mais tem é gente hackeando conquistas. (vendendo conquista).

          A nível de curiosidade, os 2 maiores GameScore do Brasil estão brigando um acusando o outro de ter conquistas hackeadas usando programa ou jogando em equipe partilhando a GamerTag com outros consoles.

          Então pequeno gafanhoto, deixa esse lance de querer ver ID dos outros.

          • Mas é isso mesmo que vai acontecer, eles sempre dizem que é só pra olhar o.que jogamos pra depois ficar cobrando “a vc só tem isso aí nesse ou naquele jogo” e coisas do tipo, isso é doença mesmo.

          • Falar de gamertag é ser doente?, ou ter todos os consoles pra se dizer gamer, e ser doente só por uma marca?

            E volto a repetir não uso gamertag para ver pontos mas para ver se jogou ou não!!

            O Mario disse que precisa ser milionário para comprar todos os jogos, concordo gasta muita, grana, mas a partir do momento que compra mais de uma plataforma, e só joga em uma, qual é a diferença de ter todas, se não vai jogar?

            O Mario disse uma coisa sensata pode somar todas as plataformas, e no final ver quais os jogos que jogou…
            Eu não me importo se a pessoa faz mil G ou faz platina, o que estou falando, é que muitos tem todas as plataformas e somente joga em uma, e acha que é mais gamer do que o outro que só tem um console….

            Vc tem PS4, Xbox One, jogar todos os multiplataforma no Ps4 sem problema nenhum, pode ter mais amigos lá achar que ficou melhor para o Ps4 ou qualquer outro motivo…

            Mas se não joga nenhum multiplataforma no Xbox One, e nenhum exclusivo, é a mesma coisa do que não ter o console, e Gamertag serve para provar se a pessoa joga ou não!

            O que você jogou no ness, no atari, é passado, estou falando de Xbox e PS4, se fala que tem ambos os consoles e que ama os jogos não as marcas, então a Gamertag prova se isso é verdade ou não…

        • Igor estas bem, pergunto pois seus textos estão sem nexo algum, mau da pra entender o que queres dizer.

        • @ IGOR

          Não seja por isso, o meu gamertag na Xbox é:

          Mr Tuga
          Gamerscore – 29.441

          Jogos Xbox 360:

          Project Gotham Racing 3
          Kameo:Elements of Power
          Perfect Dark Zero
          Dead Rising
          Condemned
          Far Cry Instincts Predator
          Call Of Duty 2
          Gears Of War
          Ghost Recon:Advanced Warfighter
          The Outfit
          Lost Planet
          Fable 2
          Halo 3
          Table Tennis
          Project Gotham Racing 4
          Prey
          Too Human
          Forza Motorsport 2
          Bioshock
          Rainbow Six Vegas
          The Eder’s Scrolls IV: Oblivion
          Flatout
          Sensible World Of Soccer
          Geometry Wars
          Blue Dragon
          Puzzle Arcade
          Halo 3: ODST
          Braid
          The Orange Box
          Viva Piñata
          Splosion Man
          Call Of Duty 3
          Rez HD
          Pro Evolution Soccer 6
          Alone In The Dark
          Overlord
          Undertow
          Castle Crashers
          Fallout 3
          Rainbow Six Vegas 2
          Dash Of Destruction
          Halo Wars
          Left 4 Dead
          Ghost Recon:Advanced Warfighter 2
          Lost Odyssey
          Gears Of War 2
          Forza 3
          Dead Rising 2
          Condemned 2
          Guwange
          Geometry Wars 2
          Overlord 2
          Halo Reach
          Banjo & Kazooie: Nuts & Bolts
          Alan Wake
          Brothers In Arms: Hell’s Highway
          Mass Effect
          Bastion
          Deadlight
          Duke Nukem 3D
          Serious Sam HD: The First Encounter
          Splinter Cell Conviction
          Guardian Heroes
          Ikaruga
          Fallout: New Vegas
          Perfect Dark
          Banjo & Kazooie
          Halo Anniversary
          Dead Or Alive 4
          Shadow Complex
          Super Meat Boy
          Trials HD
          Gears Of War 3
          Fez
          Dust: An Elysian Tail
          Banjo & Tooie
          Mass Effect 2
          Eternal Sonata
          The Elder’s Scrolls V: Skyrim
          Alan Wake’s American Nightmare
          Trials Evolution
          Tales Of Vesperia
          Mark Of The Ninja
          Forza 4
          Halo 4
          Serious Sam HD: The Second Encounter
          Radiant Silvergun
          Crimson Alliance
          The Witcher 2
          Left 4 Dead 2
          Mass Effect 3
          Forza Horizon
          Fable Anniversary
          Burnout Revenge

          Jogos Xbox One:

          Forza 5
          Ryse: Son of Rome
          Titanfall
          State of Decay
          Rare Replay
          Rise of the Tomb Raider
          FIFA 15
          Forza Horizon 2
          Wolfenstein: The New Order
          Halo: The Master Chief Collection
          Killer Instinct
          Ori and the Blind Forest
          Inside
          Quantum Break
          Castle Crashers
          Gears of War: Ultimate Edition
          Recore
          Forza Horizon 3
          Gears of War 4

          Espero que tenhas ficado esclarecido quanto ao meu background no universo Xbox, e ainda tenho a Xbox original com cerca de 80 jogos e mais 20 consolas, todas elas diferentes.
          Aqui não há doentes, há sim um gajo que gosta imenso de videojogos e que, como toda a gente, tem as suas preferências, a minha é Playstation, e se critico tanto a Xbox é porque:
          A: é a que tem as piores politicas de todas.
          B: trata o meu país como lixo.

          O vosso grande problema até são dois, um é que quando uma pessoa critica com mais afinco algo que vocês gostam, é automaticamente, um hater, o outro é um gajo como eu, o suposto hater, ter mais jogos e quiçá, uma gamerscore mais alta que vocês, os leais eruditos.

          Uma pequena nota: tendo eu todos os exclusivos de relevo das actuais 3 consolas, cheguei à surpreendente conclusão que, na realidade, tenho mais exclusivos para a Wii U, que para a Xbox One, ou seja, se não fossem os multi, a XO era um autêntico flop, sim ainda maior que a Wii U que no que toca a exclusivos, é muitissimo mais apelativa, mas isso sou eu claro.

          • @Jose
            Parabéns bons argumentos, é isso que eu espero das pessoas argumentos concretos!
            Eu não tive o Xbox 360 jogo alguns que chega pela Retro, mas muitos desses joguei no PS3!

            Todo mundo tem uma preferencia isso é normal!
            Eu Assino a revista Playstation por mais de 6 anos http://www.europanet.com.br/site/index.php?cat_id=31 eles sempre fizeram um jornalismo sem atacar a concorrência, por isso que continuo comprando, porque coleciono, as noticias hoje em dia em revista já chegam velhas….
            Falo isso porque a grande maioria das pessoas, criticam o Xbox no lugar de falar do Ps4, ou quando falam é para fazer comparações….

            Quando peguei meu Xbox One, vi que o console era muito melhor do que as pessoas falavam…
            Não me arrependo, meus jogos preferido são online, e para jogar online na minha opinião o Xbox é mais interessante.

            Xbox One não é um flop, apenas um console que seu atrativo é o online e você prefere o single…

            Mas a sua justificativa foi concreta, gostei!

          • Mas oh Igor, o que tu dizes eu concordo.
            Eu tambem comprei uma Xbox porque acho a consola interessante.
            Aliás já o disse, nesta geração (e isso pode mudar em 2017 pelos grandes exclusivos que a Sony tem para lançar), a minha preferência de consolas foi pela Xbox.
            Apesar de não ser a consola onde jogo mais e não ser a mais potente, se até final de 2016 me pedissem para escolher apenas uma das consolas, a com que eu ficava era a One.
            É uma questão de gostos pessoais, mas com excepção de Uncharted 4 e de Ratchet & Clank, dos quais sentiria muita saudade, sentia muito mais falta do Forza Horizon, do Halo, do Gears of War, do que dos outros jogos (e os multi, com mais ou menos fps, mais ou menos resolução estariam na Xbox).
            Agora aqui na PCManias os gostos pessoais valem zero. Porque eles são gostos pessoais. Aqui sou objectivo, e analiso as coisas apenas pelos factos!
            E tu vês nisso um ataque à Xbox. Algo que eu não consigo ver, pois os factos são so factos, quer se digam, quer não se digam! E não os dizer, só serve para se tentar ocultar realidades que a serem ocultas só servem para alimentar egos de alguns que considero fugirem à normalidade das coisas.
            Nos meus textos não há ataques. Há exposição de factos, e quando muito comentários e análises ao mercado. Mas que nem são baseados em opinião, mas sim em acontecimentos passados ou outras realidades fatuais.
            Quem vem à PCManias e lê os seus artigos descontraidamente percebe isso. Mas se alguem vem com o estigma de que estão a atacar algo… então o caldo está entornado.
            Vê o caso da Switch. Tens um alerta honesto e sincero de que a consola é cara, tem custos escondidos, que não é muito potente, e que o suporte das thirds não está garantido, podendo vir a ser uma nova Wii U. E o que recebo por isso?
            Ataques de que estou a ser parcial!
            Sabes o que digo quanto a isso? Desculpem-me os leitores, mas digo MERDA. Não fosse o facto de ter aqui tantos leitores que sei que apreciam esta honestidade, isenção e afastamento dos meus gostos pessoais já tinha mandado isto às urtigas.

          • Ao trabalho que te dás… pff
            Mas por curiosidade, dado que é Copy Paste, deixa ver da tua lista o que tenho!

            Perfect Dark Zero – Sim
            Condemned – Sim
            Far Cry Instincts Predator – Sim
            Call Of Duty 2 – Sim
            Gears Of War – Sim (PC)
            Ghost Recon:Advanced Warfighter – Sim (PC)
            Lost Planet – Sim (PC)
            Halo 3 – Sim (360 e PC)
            Project Gotham Racing 4 – Sim
            Prey – Sim (PC)
            Forza Motorsport 2 – Sim
            Bioshock – Sim (PC)
            Rainbow Six Vegas – Sim (PC)
            The Eder’s Scrolls IV: Oblivion – Sim (PC)
            Flatout – Sim
            Sensible World Of Soccer – Sim
            Blue Dragon – Sim
            Puzzle Arcade – Não me recorda deste jogo. Não sei dizer!
            Halo 3: ODST – Sim
            Call Of Duty 3 – Sim (PC e Wii)
            Pro Evolution Soccer 6 – Não (optei antes pelo Fifa 07)
            Alone In The Dark – Sim (PS3 – ofertado)
            Rainbow Six Vegas 2 – Sim (PC)
            Halo Wars – Sim
            Gears Of War 2 – Sim
            Forza 3 – Sim
            Dead Rising 2 – Sim
            Condemned 2 – Sim
            Halo Reach – Sim
            Alan Wake – Sim
            Brothers In Arms: Hell’s Highway – Sim
            Mass Effect – Sim (mas depois adquiri a trilogia toda no PC)
            Duke Nukem 3D – Sim (PC)
            Splinter Cell Conviction – Sim
            Ikaruga – Joguei isto… não me recorda em que sistemas! O estilo não tem nada a ver, mas posso estar a confundir o nome com o Kororinpa na Wii. No entanto acho que joguei este shooter no PC!
            Perfect Dark – sim
            Halo Anniversary – Sim
            Dead Or Alive 4 – Sim
            Gears Of War 3 – Sim
            Mass Effect 2 – Sim (PC)
            Eternal Sonata – Sim (PS3)
            The Elder’s Scrolls V: Skyrim – Sim (PC)
            Alan Wake’s American Nightmare – Sim
            Forza 4 – Sim
            Halo 4 – Sim
            The Witcher 2 – Sim (PC)
            Mass Effect 3 – Sim (PC)
            Forza Horizon – Sim
            Burnout Revenge – Sim (PS3)

            Tenho muito mais do que isto, mas da tua lista, estes são os que tenho, e não necessariamente na 360!

            Da One Xbox One:

            Ryse: Son of Rome – Sim (mas depois vendi-o e comprei a versão PC)
            Titanfall – Sim (PC)
            Rise of the Tomb Raider Sim
            FIFA 15 – Sim
            Forza Horizon 2 – Sim
            Wolfenstein: The New Order – Sim (PC)
            Halo: The Master Chief Collection – Sim
            Killer Instinct – Sim
            Ori and the Blind Forest – Sim (PC)
            Inside – Não (mas mantenho na lista pois quero comprar isto)
            Quantum Break – Sim
            Gears of War: Ultimate Edition – Não
            Gears of War 4 – Sim

  2. Acho que a Microsoft vai de Vega Custom+Jaguar Custom para garantir a compatibilidade via hardware, e acredito nisso pois o que ela marketeia é que o Scorpio vai ser um console True 4K, ou seja, vai pegar o jogo no One e jogar pra 4K o que pra mim é melhor pois assim podemos vislumbrar mais alguns anos de suporte tanto pro PS4 quanto One, quanto ao preço acredito que no mínimo vai custar algo em torno de 450 tramps mas tendo a acreditar que será 500,00, o que na altura de seu lançamento e com as promoções de black fryday vai colocar algumas centenas de dolares de difença ente Scorpio e Pro, só pra lembrar na BF 2016 tinha PS4 Pro+jogo por 350,00 dolares, bem de toda forma a Sony já tem uma larga vantagem de base instalada a seu favor, e seu serviço Online está de vento em poupa inclusive lucrando a soma dos serviçõs onlines dos seus concorrentes, acredito que talvez não aja necessidade de se baixar o preço, é só deixar as lojas fazerem as promos no fim do ano e verificar como vão ficar as vendas pra ai sim se mecher.

    • O que a Microsoft podia fazer era correr atrás de novas ips pra dar total suporte ao ONE até 2018, pra aí sim lançar uma máquina totalmente nova geração, pq ela está cada vez mais perdendo a credibilidade com seus consumidores, e essa geração querendo ou não, foi um retrocesso de tudo que ela conseguiu com o maravilhoso X-box 360, então ela devia era correr atrás de novos jogos exclusivos pro seu atual console, não em lançar uma nova máquina, fala isso um apaixonado pela marca X-box chateado em ver o que a Microsoft está fazendo com ela.

      • E é isso que ainda não entendo, se ela quer reconquistar parte do público perdido então porque não aposta em novas IPs assim como a Sony fez com o PS3?

        Aí resolve lançar um novo hardware que:

        1- Se sendo meia geração é só para disponibilizar os jogos do One em 4K nativo. Como dessa maneira irá reconquistar os usuários? E que nas últimas semanas já disseram que nem todos os jogos estarão a 4K, quase um 180° do que foi anunciado aqui: http://br.ign.com/xbox-project-scorpio/38761/news/project-scorpio-rodara-jogos-feitos-pela-microsoft-em-4k-nat

        2- Se for nova geração estará repetindo o que fez no 1° Xbox e já passando a mensagem: se o nosso console não for melhor que a concorrência(hardware/vendas) iremos lançar um novo hardware ao invés de explorar ainda ais o atual.

        Aí vem com conversa de reinvenção de roda com retrocompatibilidade de software e hardware, algo que as concorrentes já fizeram anos atrás.

        • Acha que novas Ips vende console, QB vendeu super pouco, Sunset Overdrive também, esse papo que IP vende console nunca me convenceu, pior ainda são as listinha com 200 jogos piores do que de android…

          Pela Sony tirando Uncharted, Street Fighter fracasso, knack fracasso, Blodborne um jogo excelente 2 milhões pra uma base de mais de 40 milhões, e dizem que IP vende console?

          Ou que a Sony está na frente pelo sua diversidade, com os 800 jogos de android lol

          Uncharted 4 vendeu muito bem, tirando ele qual mais, vai mostrar jogos que vendeu 1,5 milhão pra uma base de 40..

          O que vende é ter o Hardware melhor e atingir os jogadores de Cod, BF, Fifa, Destiny etc…

          A MS está gastando milhões com Sea of Thieves, é uma IP nova não é?
          Esse jogo capaz de não vender um milhão…

          • Nem sempre vende mais quem tem o melhor e mais potente hardware. PS4 está sendo a exceção, veja as gerações anteriores que maior potência não é sinônimo de vendas em primeiro lugar.

            Infelizmente Igor comentários que comparam vendas de jogos exclusivos em relação à base para mim já não merecem créditos. No PS4 tenho Driveclub, The Order, LBP3, Until Dawn, Uncharted 4, Infamous SS e FL, Knack, Ratchet, The Last Guardian, gosto de diversidade de gênero. Desses que listei 5 são novas ip do PS4 o restante se não veio do PS3 veio do PS2, você não acha que optei pelo PS3 e PS4 devido aos novos ips?

            Outra, se gosto da diversidade de gêneros um amigo meu de grupo de whatsapp poderá só gostar de multiplayer, principalmente de ação, e aí é que tem o exemplo de Uncharted 4.

            Novas IPs vendem consoles sim, não na porcentagem que muitos anseiam ver, se não fosse assim como a Nintendo ainda estaria no mercado, já que o WiiU não teve apoio de Thirds?

            **Esses que listei são jogos de Android?

            ***Não é que o jogo tenha o dever de vender milhões, mas a diversidade tem que ser criada no lado do Xbox, é como uma piada que escutei hj:
            Professor: Se o Xbox tem 4 exclusivos e um foi cancelado, quantos restam agora?
            Aluno: Forza, Gears e Halo!

          • @Lívio
            Eu penso diferente não sou o dono da verdade, e para deixar claro você é um dos utilizadores do PC Manias que não acho fanboy…

            Claro que as vendas precisa ser comparada com a base, por causa de receitas, o dinheiro que gastou, o dinheiro que precisam ter de volta!
            Uma das coisas que as desenvolvedoras falam do switch que tudo depende da base que ele tiver para lançar um jogo.
            Então qual argumento você usa para que um jogo não precisa ser comparada as vendas com base estabelecida?
            Você fala que Xbox precisa de mais Ips, mas ter novas Ips para ter prejuízo isso seria bom para os clientes mas ruim para a empresa.

            O PS3 teve vários jogos exclusivos que deram prejuízo, se procurar no google vai achar.
            Tu conhece Twisted Metal eu adoro esse jogo ele foi um fracasso de venda e de critica, até agora não ouvi a Sony dizer que vai ter um novo Twisted Metal, se o jogo não da retorno não é viável, e a única comparação que temos para fazer é quanto ele vendeu comparado a base de console, qual outra forma de comparar.

            Um jogo por ter 10 no metacritic se não vender, não vai ter continuação, ou pode até ter mas se for fracasso de novo não vai ter mais.
            Eu esqueci o nome teve um jogo para Xbox 360 e Ps3 é um bicho com rabo, jogo de aventura que todos os lugares falaram bem mas foi fracasso de vendas não teve continuação.
            Pena que esqueci o nome, se eu lembrar o nome depois coloco aqui…

            È totalmente estupido falar que a MS só tem Halo, Forza Gears, Quantum Break, Sunset Overdrive, Ori, Dead Rising, Ryse são o que?

            Faça uma lista de Jogos AAA do Xbox one e do PS4, faça uma lista de jogos árcade com qualidade do Xbox one e Ps4, e por ultimo se quiser fazer uma lista de jogos de calculadora do Xbox One e Ps4 fica a vontade, mas nessa ultima o Ps4 ganha, afinal diversidade com jogos de calculadora faz um puta diferença né…
            Mas enfim faça lista de jogos AAA dos dois consoles desde quando lançou e me mostra que o Ps4 tem muito mais igual vocês dizem…

            A Nintendo é um caso a parte, ela é a única que sobrevive apenas com exclusivos, você pode pegar uma pessoa que não joga vídeo game e falar de Mario, DK a pessoa vai saber que é um jogo, os jogos da Nintendo é muito mais do que apenas jogos, nenhum jogo da MS ou Sony se compara com os da Nintendo.
            A pessoa que compra Nintendo compra pra jogar Mario, Zelda, entre outros exclusivos, a pessoa que Compra PS4 a grande maioria compra pra jogar Cod, BF, Fifa isso a grosso modo, sendo extremista!
            Agora tenho certeza que o sonysta nerdão mongo, vai responder mas eu compro pra jogar, knack eu compro pra jogar Blodborne…
            Mas 80% compra pra jogar multiplataforma, agora Sonysta nerdão mongo vai falar mas da onde que tira base de 80% a base de números…
            Bom é só uma suposição, e claro comparando a venda de um Fifa, Cod com os exclusivos, e comparando com a base total, de PS4, mas não pode comparar com base de consoles vendidos, vamos comparar então, com quantas pizzas vende por ano de cada sabor…..

            E por ultimo do mesmo jeito que a MS não tem só 3 jogos, mas todas as novas franquias são um fracasso, total, de vendas de critica de tudo…
            E já disse também muitos jogos tem 90+ no metacritic e não vendeu nada…

            Mais uma coisa, se nem exclusivo AAA vende console, imagina jogo de calculadora, kkkkk
            Mas relaxa eu sei que a diversidade é o que importa, jogos, de pescar caveiras, tirar fotos de calcinha, simulador soltar pipa, simulador de peido, são jogos com certeza faz vender consoles, acho que é isso que precisa no Xbox, deixar de fazer um Forza, para fazer simulador de peido, quem sabe não inventa alguma coisa que dá até pra sentir o aroma, o que importa é a diversidade não qualidade =)

          • Algumas coisas:
            – Tal como não gosto que se chamem os amantes da Xbox de Caixistas Chorões, não quero que uses mais o termo Sonysta nerdão mongo! Há que se criar igualdade e acima de tudo nível na conversa!
            – As novas franquias são um falhanço porque não eram grande coisa. Apostar numa franquia nova tem esses riscos. Riscos que alguns querem correr, outros não!
            – A variedade vende consolas. Sempre vendeu! Vais comprar uma TV, uma que só dá dois canais, e outra que dá 100, qual compras?
            – Acaba lá com termos mais baixos como peido! Vamos manter o nível da conversa! Todos gostamos de trocar ideias, mas sem palavras reles!

          • QB vendeu pouco porque não era um grande jogo. Sunset overdrive tambem porque era um estilo que não agrada a todos!

            Há uma coisa que me incomoda muito, que são as verdades convenientes.
            Olha para o mundo real. Há mulheres (ou homens) altas, baixas, loiras, morenas, ruivas, gordas, magras, enfim, com uma série variada de atributos!
            E depois há as/os top models!
            Se fossemos a avaliar as mulheres ou homens como muitos fazem nos videojogos, só os top models é que interessavam. Mas curiosamente a maior parte das pessoas não é casada com alguem que se enquadre nesses parâmetros.
            Sim, os jogos possuem AAA, mas há variedades de gostos para todos. Isso não quer dizer que não possa haver concordância de que aqueles são os melhores jogos, mas não se pode negar que os outros tambem possuem qualidades. E tal como nas pessoas, onde não é nas mais bonitas que está necessáriamente o melhor charme ou personalidade, nos jogos tambem não é nos AAA que está necessáriamente a melhor diversão.
            Custa a perceber como alguem tapa os olhos a essa realidade.

            Achas que Knack foi um fracasso? E o Bloodborne tambem? Não sabes o que é um fracasso! Fracasso é quando as vendas não permitem superar os custos de produção!
            Knack e Bloodborne podem não ter sido campeões de vendas, mas deram lucro. Ao ponto de justificarem um segundo jogo!
            Forza Horizon 2 por exemplo vendeu 1.41 milhões… E é um dos jogos de proa da Microsoft. Bem mais do que Bloodborne alguma vez foi para a Sony!
            Foi um fracasso? Não… Já Sea of Thives, perante os custos de desenvolvimento, se vender mal não terá um 2!
            Sinceramente, custa a dialogar com argumentos tão reduzidos. Atiras as coisas para o ar, mesmo sabendo no teu intimo que o que referes não é verdade.
            E sabem muito bem que os 800 jogos android, que a Xbox One não tem, são um dos motivos pelos quais a PS4 vende mais do que a Xbox One. Quando acabas um jogo e o próximo só sai dali a uns meses, entre comprar um desses jogos de android, ou não jogar nada, a escolha é simples!

          • Entendo seus argumentos, mas tanto para Xbox quanto para PS(e até Nintendo) não defendo esse argumento.

            Quando digo que nova IP vende console não é que o usuário final só vai ter os exclusivos em casa, sua coleção vai ser composta por grande maioria de multis, mas a disponibilidade de IPs da marca irá influenciar na escolha de qual console comprar.

            A geração passada é um exemplo, PS3 viveu por tempos atrás do 360, deu prejuízo, os multis rodavam melhor no 360, mas a Sony ao disponibilizar novos IPs atraiua atenção de mais usuários. Tipo: RDR rodava melhor no 360, mas no PS3 tem aquele jogo que lembra “Indiana Jones” com caça ao tesouro com ação(uncharted), tem aquele jogo com apelo infantil em que você interage com o cenário e ainda posso criar meus próprios cenários(LBP). Isso sim pesa na escolha de um usuário. Com o aparecimento de novas IPs o PS3 conseguiu alcançar e empatar com o 360.

            O Xbox pode ter uma venda de porcentagem de exclusivos maior porque desde o início foi voltado para jogos Shooters, sua base é composta por maioria por quem gosta de desse estilo de jogo (Já disse isso milhares de vezes aqui no PCManias). Este direcionamento para os shooters foi a causa para a minha adesão tardia ao Xbox e juro que só demorei para comprar porque tinha somente o Forza Motorstorm que me atraia, quando Alan Wake foi disponibilizado eu decidi comprar o 360.

            Você acha importante a comparação em relação à base para saber o retorno financeiro, mas se a maioria desses jogos são fracassos por qual motivo a Sony ainda não abandonou este barco e se voltou para certos jogos? Ela pratica esta diversidade desde a sua chegada ao mundo dos consoles, tem suas pesquisas de público e daí ela vê que este ainda é um caminho a ser percorrido. Não vê aí Knack 2? Logo o primeiro que todos zombam por ser um jogo fraco. E The Order? Cujo já surgiram rumores de continuação. Until Dawn e jogos da Quantic Dreams cujo público é muito pequeno e ainda assim jogos desse tipo ainda são desenvolvidos?

            Uma curiosidade ao falar de Twisted Metal, joguei muito o 2, diversão a mil e ao olhar para o PS1 você vê que este é o jogo perfeito para o online, mas que jogávamos no single. Aí sua primeira versão para o online, com todos aqueles elementos interativos no cenário acontecendo ao mesmo tempo para todos os jogadores tem tudo para fazer sucesso, acaba não correspondendo. **Só uma observação para as conversas de jogos single versus multiplayer.

            Sobre os joguinhos de calculadora, simulador de soltar pipa, simulador de peidos, tirar fotos de calcinhas, será que eles ainda existem porque são mais divertidos e prendem a tua atenção(melhor, a atenção dos outros) com mais facilidade que a maioria dos jogos por aí? Ontem estava a jogar Goat Simulator no Xbox One(Calma, não o comprei, peguei pela Games With Gold) e mesmo não entendendo o jogo fiquei jogando por quase 1 hora, minha esposa soltava risos ao ver aquele bode. Um outro exemplo é I’m a Bread, pelo nome você já repudia o jogo, mas ao ver algumas imagens vi que ele é um pouco desafiador a nível dos comandos, o que prende a atenção de um usuário a tentar cumprir algum objetivo. Existem muitos joguinhos de calculadoras bons, não lembram o da cobrinha(conhecido assim aqui no BR) que vinha nos celulares de 10 anos atrás? E aquele mini jogo do dinossauro no navegador Chrome quando você está sem rede? Ambos prendem muita a atenção. Pense nisso, às vezes a simplicidade é muito melhor que uma tela cheia de pontos coloridos.

          • jogos android?
            Olhe em 2016. Nos exclusivos o Xone levou show de bola, e olhando bem quem tem jogos mais android nos exclusivo e o Xone!

            Janeiro : PS4 – Nitro+ Blasterz: Heroines Infinite Duel ; Xbox One – Oxenfree

            Fevereiro : PS4 – Street Fighter V, Digimon Story: Cyber Sleuth, Megadimension Neptunia VII, Gravity Rush: Remastered ; Xbox One – Cobalt

            Março : PS4 – The Witch and the Hundred Knight: Revival Edition, Senran Kagura: Estival Versus, MLB 16 : The Show, Nights of Azure ; Xbox One – Killer Instinct Season 3

            Abril : PS4 – Ratchet & Clank Reboot ; Xbox One – Quantum Break

            Maio : PS4 – Uncharted 4, Valkyria Chronicles: Remastered, Shadow Of The Beast ; Xbox One – Superhot

            Junho : PS4 – Resident Evil Umbrella Corps, Atelier Sophie: The Alchemist of the Mysterious Book, Guilty Gear Xrd: Revelator, Odin Sphere: Leifthrasir, Grand Kingdom, Star Ocean 5: Integrity and Faithlessness ; Xbox One – We Happy Few

            Julho : PS4 – I Am Setsuna, Fairy Fencer F: Advent Dark Force ; Xbox One – The Solus Project

            Agosto : PS4 – No Man’s Sky, God Eater 2, The King Of Fighters XIV, Hatsune Miku: Project DIVA X ; Xbox One – Gigantic

            Setembro : PS4 – Persona 5 ; Xbox One – Forza Horizon 3 e Recore

            Outubro : PS4 – World Of Final Fantasy, Exist Archive: The Other Side of the Sky, Dragon Quest Builders ; Xbox One – Gears Of War 4

            Novembro : PS4 – BlazBlue: Central Fiction, Sword Art Online: Hollow Realization, Steins – Xbox One – Nada

            Dezembro : The Last Guardian; Xbox One – Dead Rising 4

      • Concordo totalmente Fernando Molina.

        • Eu entendo que o Ps4 vende mais por causa dos jogos de calculadora, acho que 99% das pessoas também concorda que o Ps4 vale a pena por causa das obras primas de android!!
          Um Console onde só se falou em Hardware, GDDR5 o molho secreto do GPGPU dos 1080p nada disso importa, o que importa são os joguinhos!!
          Deve ser por isso que a super maquina ainda não tem nenhum jogo exclusivo, 1080p 60 fps tanto no multiplayer como no online, alias como você disse depois que zera o jogo, compra um joguinho android, já que nunca tem o MP.

          • Não percebo a contradição deste comentário!
            Criticas que só se fale do hardware e depois argumentas com performance do hardware?
            Desde quando a qualidade de um jogo vale pela resolução e fps? Pensei que era pela qualidade do jogo!

            Vê isto:
            http://www.metacritic.com/browse/games/score/metascore/all/ps4/filtered?sort=desc
            http://www.metacritic.com/browse/games/score/metascore/all/xboxone/filtered?sort=desc
            O top 194 da PS4 tem todo ele 80% ou mais de nota!
            Esse valor é alcançado no máximo pelo 117º título da Xbox One!
            Com 85% ou mais são 76 titulos na PS4, 49 na Xbox!
            No top 10 da PS4 com melhores notas tens 3 exclusivos PS4 (2ª, 4ª e 6ª)
            No top 10 da Xbox tens apenas 1 exclusivo Xbox (em 6º)
            Tu estás a tentar ocultar a realidade. Mas ela é o que é! E as coisas não aconteceram por acaso!
            Não estou a defender nenhum dos lados, mas apenas a fazer ver a realidade!

          • Nossa o Igor saiu do armário, kkkk.
            Mas o melhor são seus argumentos like boy.

          • Sair do Armário, engraçado, Mario, Jose, principalmente Netto, são gamers porque tem todos os consoles, mas defendem 100% a PS4 com unhas dentes e todo amor do mundo!
            Mas vocês não são fanboys tem todos os consoles, apenas não jogam, mas tem, o importante é ter =)

          • Mas quem é que defende a PS4?
            Achas que dizer realidades é defender algo?
            Eu não defendo consola nenhuma. Eu estou a atirar-te argumentos para cima porque TU é que estás a ser radical e a defender a Xbox.
            Eu estou apenas a mostrar que não há 55 milhões de malucos, e que há razões efectivas para a PS4 ter vendido mais, e que essas razões passam por aquilo que não queres aceitar.
            Aceitas isso, muito bem, não aceitas, muito bem na mesma, mas acabemos com a conversa pois nesse caso estamos aqui a chover no molhado.

          • E como vc sabe o jogamos?
            Olha @Igor eu lembro de vc quando começou por aqui, se dizia um consumidor assíduo da Sony, teve todos os PlayStation’s e não tinha ainda contato com o Xone, só que logo começasse a advogar de graça pra Microsoft, depois veio com essa CV aí de gamertag, a todo momento cobra isso, a última agora é sobre os gráficos do The Last Guardiãn que segundo vc t gráficos de PS2 e aqui vc se entregou, pois este é o típico discurso do fanboy que vejo por tantos sites, fóruns e blogs de games, além claro de denegrir a lista de exclusivos do Ps4 só porque ela é maior, e diante de tudo isso eu só posso lhe classificar como fanboy da Microsoft, até o Mário entrou em seus ataques.

          • PS4 pro eu não tenho, gosto dos produtos da Sony, adoro TV da Sony, é uma excelente marca, só não gosto dos fanboy dela!

            The Last Guardian é um jogo mediano sem graça sem sal, endeusado por Sonysta!

            Sabe qual jogo eu gostei exclusivo do Xbox One, um pouco do Gears 4 modo Horda, a historia é legal mas rasa…

            Games Of Thrones talvez seja a serie mais aclamada hoje em dia, mas quem leu todos os livros até o momento sabe que o que é uma historia com excelência de fato!!

            Já jogou Bioshock é muito melhor, são jogos diferentes, mas The last Guardian, não chega na sola do pé de shadow of the colossos!!

            Fabrica de Vespas é um livro que é super obra prima, leia ele, tu vai ver a diferença de uma historia que te choca no final.
            https://www.skoob.com.br/fabrica-de-vespas-592308ed593417.html

            Mas como vocês amam dizer precisa ser sensível para entender esse livro, a grande maioria, não entende a msg que o escritor tenta passar.

      • EU não entendo uma coisa. A menos de dois meses atrás, o Xbox estava ótimo, Gears of War 4 foi ótimo e Forza Horizon 3 é o melhor jogo de carros da geração.
        Hoje a marca não tem credibilidade, a Microsoft ta abandonando e lançando um novo hardware.
        Todo começo de ano é pintado o Apocalipse do Xbox One, todo final de ano é comemorado como o Xbox One é o local onde tem mais jogos contundentes para serem jogados.
        O Xbox One já tem confirmado Halo Wars 2, Sea of Thieves, State of Decay e Crackdown 3. Em todos os anos a Microsoft revela jogos na E3 que estão prestes a ser lançados.
        O que a Microsoft precisa é que os jogadores joguem seus jogos e fiquem de menos choradeira na internet.

        • Esses jogos todos??
          Ena…
          Fernando, vamos lá a ver. Não te enganes a ti mesmo.
          No quarto ano de vida da Xbox, normalmente o ano de pico de suporte, isso é o que a Xbox tem?
          Vê a lista incompleta de exclusivos que foi postada aqui de exclusivos PS4 para 2017 e compara.
          Podes não ficar insatisfeito com o que há. Mas ficar feliz… estás-te a enganar!

          • O Mário é um dos amantes de listinha de jogos de calculadora, mas reclama do Switch por ter hardware ruim, as vezes não entendo!
            Alias até entendo a Sony sempre é a melhor em tudo =)

            Mário não é um deboche, apenas o que eu percebo me desculpa!

            Se quiser podemos comparar jogos AAA das duas, mas já sei você vai dizer que lançar Forza todo ano é considerado um jogo só.

          • Igor, estamos a falar… eu sei que não estás a ofender. E eu tambem não pretendo ofender. Desculpa desde já qualquer palavra que soe a mais dura, mas tal como tu, não há como dizer as coisas, sem as dizer. E com ou sem razão, estamos apenas a dialogar dizendo o que pensamos.

        • Não é choradeira não, é mais do que óbvio que faltam novas IPs para o Xbox, e como vc mesmo disse, a menos de dois meses atrás o Xbox estava bem com quais jogos mesmo???? Ah Geras of War e forza, onde estão as novas IPs aí, voce faz uns comentários legais, mas pra voce a Microsoft tá sempre certa.

        • Vais me desculpar Fernando mas, estás a gozar?!

          Tu passaste os anos de 2014 e 2015 a criticar a Sony por não ter jogos AAA no catálogo (porque de acordo com o teu critério muito estrito, nem Until Dawn nem LBP3 eram jogos AAA). Afirmaste perentoriamente que a Sony estava falida e que o investimento em AAA e nos estúdios internos ia diminuir e ser muito menor.

          Mas agora quando os exclusivos entram em força, quando a Sony apresenta um catálogo de jogos verdadeiramente invejável, e que a Microsoft se põem a cancelar a torto e a direito jogos já anunciados e perto da data de lançamento, com outros jogos num limbo de desenvolvimento, estando com uma diferença abismal face aos jogos a chegar à PS4 só este ano, ainda perguntas o porquê da falta de confiança?

          Eu pergunto onde está o teu critério sempre tão apurado? Onde estão as tuas palavras duras à Microsoft?

          Sempre tão rápido a enumerar as falhas da Sony, a acusá-la de marketing mentiroso, e fecha os olhos quando se trata de DRM, de Kinects, de Clouds, de cancelamento de jogos perto da data de lançamento.Dizes sempre que a Microsoft tem todo o dinheiro do mundo para alimentar a Xbox, que as coisas estão bem, e no entanto, é plenamente justificável e até louvável, que a companhia tão endinheirada cancele jogos já anunciados há pouco mais de 3 anos?! A Sony que anuncia e entrega, mesmo com 9 anos de atraso é de críticar, mas o cancelamento de jogos é justificável?

          E depois ainda perguntas ao resto das pessoas o porquê das críticas, que é tudo hate injustificado?

  3. A essa altura, acho mais plausível apostar numa Cpu Jaguar customizada + GPU Vega customizada, porque não só seria suficiente para um grande número de jogos atuais rodarem em 4k, como também conseguiria oferecer um preço competitivo no Scorpio.

  4. Acima vimos algumas pessoas discutindo se Xbox é melhor em algo, se vende ou não, se tem mais assinantes,se a Sony tem mais IPs relevantes pros próximos meses ou não… Eu não entro nessas brigas porquê não há o que se ganhar nisso, a não ser estupidez. Ainda bem que o Mário mantém a ordem por aqui, alguns sites se tornou impossível ler os comentários, 90% (talvez mais) é só merda que os caras falam defendendo pontos de vista com argumentos absurdos.
    Cada um joga o que gosta e onde gosta. Eu falo mal quando acho que algo não agrada e elogio quando acho bom. Se não gostarem da opinião, é só ignorar.
    Pessoalmente, acho que a Microsoft está sem nada interessante no que toca a exclusivos, só a série Forza, em especial a Horizon está realmente num grau alto de qualidade (diversão). E nisso praticamente todo mundo concorda. Halo já perdeu a força. Infelizmente, eu não queria isso, mas são os próprios jogadores que falam isso nos fóruns (nos comentários que podem ser levados á sério).
    Gears não foi grande coisa também. Esses que citam pra futuramente vão até divertir o pessoal, mas nada muito interessante. Veja ReCore por exemplo, um jogo bacaninha, porém é aquele que não tem peso algum. Uma vez jogado poderá ser vendido e esquecido. Quantum break, esse dispensa perder tempo falando dá falha grosseira que ele é. O quê é um bom jogo pra mim? Aquele que tem longevidade, diversão atemporal, carisma e se possível um bom enredo. Como um GTA qualquer, que até hoje o San Andreas e o 5 jogo com gosto. Do lado de exclusivos, The last of us eu estou jogando de novo pois comprei a versão remastered. E está muito bom. Call Of duty 4 joguei por anos, Forza Horizon 3 também quero joga-lo de novo. Ainda, Watch Dogs 2 quero jogar bastante. Clash of Clans jogo desde dezembro de 2014 e é todo dia até hoje. Essa é só uma opinião, ninguém precisa se doer por isso.
    Do PS4 estou bastante animado com TLoU P2, Nioh, Horizon Z Dawn, Days Gone, Gran Turismo Sports, (o incógnita) Death Stranding, God of War… Não sei se esqueci algum, agora do Xbox espero Forza Horizon 4… E só. Os outros não me pareceram nada interessantes embora possa sempre mudar de idéia ao jogar, mas por hora não interessam, e isso é ruim só pra mim mesmo.
    Lembro que Sunset overdrive parecia muito divertido e realmente é, mas não consigo jogar, não é pra mim. Se tivesse sido lançado 10 anos atrás provavelmente me agradaria bastante jogar, mas agora a mentalidade é diferente, é outro universo, (nem melhor nem pior, só diferente). Assim como não gosto de Uncharted mas olhando pelo lado de uma avaliação imparcial, foi o melhor jogo do ano passado pra mim. Entendo que o Overwatch seja muito legal, mas nem tanto a ponto de ser o jogo do ano.
    PS; O que mais espero ansiosamente é GTA 6. Nem que for a mínima notícia (oficial) já me deixaria feliz 😁

    • Gostaria que GTA6 com o enredo em Brasília fosse verdadeiro!

      • Brasília? Quis dizer Brasil acredito.. É, seria interessante sem dúvida, mas eu preferia que continuassem nos EUA, juntando desta vez, Los Santos, San Fierro, Liberty City, Las Venturas, Vice City… Acredito que seria extremamente rico. Tem um vídeo no YouTube onde o artista junta os mapas e cria todos interligados. É muito interessante (e VASTO). Não consegui o Link aqui no celular, mas é “GTA 5 – extensão do mapa” o título do vídeo. Gostei muito.

    • Seu comentário foi perfeito amigo, parabéns pela clareza que enxerga as coisas.

  5. Desculpa estar picotando as MSG!
    Pra mim tem mais dois jogos que são obra prima, Batlefield 1, The Witcher 3!

    Acho que pra ser obra prima não precisa ser sensível!
    Esses jogos são mais parecido como uma bailarina dançando lindamente o publico todo sentadinho aplaudindo por cada deslize suave, por cada abertura de perna etc…

    Minha obra prima é mais um show do AC/DC no Morumbi com chuva tocando back in black!

    Há quem acha uma ou outra coisa sensível demais, há quem acha ridículo, há quem acha obra prima!

    Desculpa se não me emociono com um pássaro peludo gigante

    • Kkkk, top continue.

    • … mais parecido com uma bailarina dançando lindamente para o público….

      Rapaz hoje você está ativo hein? Até parece que algo na sua vida pessoal não foi bem e veio descontar nos comentários, mas esse não é o objetivo dessa minha resposta.

      Pegando o trecho da frase acima já demonstra, como também já li em comentários anteriores, que você pouco tocou em The Last Guardian. O jogo não é só “ficar sentado aplaudindo por cada deslize suave” este sim trouxe mecanismos que não lembro em ter em outros jogos(pelo menos nos mais recentes), nele há várias partes de tensão em que você não fica sentado só esperando a cena desenrolar, nessas partes caso fique parado é morte na certa.

      Uma outra questão, sobre o emocional, é que o jogo consegue te enganar sobre o que vai acontecer no final. Sempre digo que a equipe do Ueda tinham 3 tipos de finais: clichê, absurdo e o sensato.

      Espero não estar dando spoiler, mas você chega nas partes finais do jogo pensando que o clichê irá acontecer, de uma hora para outra você já pensa no final absurdo e aí depois de uma cena interativa (“onde não se deve ficar sentado esperando tudo se resolver”) vem o final mais sensato e é nessa parte que consegue sensibilizar mais as pessoas.

      Mas não estou aqui querendo que você fique sensível, só dou a dica para dar mais uma chance ao jogo e pelo menos ver que “os gráficos de PS2” que tanto fala não são de PS2….

      … e nem de PS3.

      • Eu já joguei muitos jogos, sei que é errado aqui, posso ter até o comentário apagado!
        PS1, PS2 eu joguei quase tudo afinal existia a pirataria, no PS3 quando descobri contas fantasmas comprei vários jogos assim, não é certo, mas joguei de tudo, afinal era 40 reais um jogo dessa maneira….

        Uma vez fui jogar na casa de um amigo ele tinha Xbox 360, estava jogando Sega Rally, peguei no controle do Xbox achei terrível não era acostumado.
        Escutava as pessoas falarem de Halo fui ver um vídeo achei um puta jogo idiota, mesmo sem ter jogado!

        Quando comprei PS4 entrava no fórum do uol só para tirar Sarro também do Xbox, por ter as resoluções mais baixas e em todo lugar eu lia que o PS4 era muito melhor, em muitos lugares eu lia que Xbox iria morrer entre tantas outras coisas e eu acreditava em tudo porque quando você não tem o console você acredita do que as pessoas falam, no que a mídia.

        Eu entrei na loja Fnac e estava ligado PS4 e Xbox One ambos estavam rodando fifa 15 e você podia jogar, pra mim era a mesma coisa, não conseguia ver a superioridade do PS4 que toda a mídia (“generalizando”) dizia.

        E com o tempo comecei a me interessar mais pelo console, não pelo exclusivos e sim para ter outro console.
        Hoje vejo que é um excelente console, melhores que o PS4 em algumas coisas e piores em outras, ai tive a certeza de como a mídia odeia a MS e quem paga o pato é o Xbox!!

        José ontem respondeu que um dos fatores que faz ele ter aversão pelo Xbox é o que a MS faz em Portugal, acho que só isso seria uma excelente justificativa.

        Como mencionei eu joguei pirata, se tivesse pirataria para PS4 eu iria ter, mas enfim a Sony é muito pior do que a MS no Brasil, não é porque o PS4 chegou a 4 mil, todos os produtos Sony é muito mais caro do que as outras marcas, eu acho excelente TV da Sony, no sentido de qualidade não tenho o que reclamar, mas eles abusam o máximo que pode.

        As promoções da live Brasileira é muito superior da PSN muito superior, se vocês tem ambos os consoles vai ver que é até vergonhodo as promoções da PSN.

        Os jogos também na grande maioria das vezes comprando digital é mais barato na live, são poucos jogos que na PSN é mais barato!
        Ghost Recon a versão luxo na PSN é 100 reais mais caro do que na live, como que isso é possível, em relação ao PC custa 180 reais mais caro.

        A MS com o Brasil é muito melhor do que a Sony, eu quero Switch, a Nintendo ainda pior nem no Brasil está…

        Meus Playstations nunca fiquei nem sabendo qual foi a origem dele, nunca me importei também.
        Mas duvido se a Sony e a PSN BR fizesse a mesma coisa com Portugal ou qualquer outro lugar da Europa iria ter critica…

        È inegável o lixo que Sony BR é, se pudesse continuaria jogando pirata, e acredita se quiser, mas não compraria pirata para Xbox One, a MS também só pensa em dinheiro, mas não é sem vergonha igual a Sony dentro do Brasil.

        E para finalizar, Xbox mil grau é um canal de fanboy feito para atacar a Sony e eles assumem isso, muitas coisas são bem nada vê o que eles fazem, mas outras é muito verdade, tipo esse vídeo, mas claro como é feito por fanboys é mais fácil justificar que são fanboys do que provar o contrario do que eles falam…

        https://www.youtube.com/watch?v=gNgiSSIuXR8

        • E dizem que Xbox Mil Grau é um canal de humor (Não foi você Igor), mas esse mesmo assunto do vídeo já tá rolando uma discussão daquelas na Eurogamer(http://www.eurogamer.pt/articles/2017-02-07-phil-spencer-confiante-no-alinhamento-de-2017).

          Resolvi ouvir ao vídeo do link e o cara passa metade do vídeo falando dos jogos lançados para PS4 nos anos anteriores e uma curiosidade nenhum dos jogos lançados não “prestam” para ele. Só lembrando que o carinha diz que a MS anuncia ojogo e sai no mesmo ano, mas não fala que 3 jogos que estão na tela foram anunciados em anos anteriores…

          É o que digo tanto para fanboy PS quanto Xbox, olha para os defeitos dos outros mas não olha para o próprio nariz.

          E ainda vem com papinho de gamertag e exclusivos.

          • Justamente, nos anos anteriores as pessoas falavam como não tem jogos, e mostrava os joguinhos de calculadora ou mostrava os multiplataforma mostrando olha quantos jogos, isso são jogos não importa se não é exclusivo, eu mesmo vivenciei isso colocando coisas lá na uol…

            Esse é o melhor ano da Sony ai falam que o Xbox não tem jogo, ou quando tem jogo falam em gráficos, e o pior que é verdade agora com os 4k do Scorpio, gráfico não importa mais, e 4k é lixo.

            Você viu a parte que era pra ver, que Sonysta voam conforme onde vento leva.

          • Amigos, vamos acabar com esse paleio de sonystas e caixistas.
            Não só não quero esse tipo de pessoas aqui, como não quero esse tipo de conversas aqui.
            A PCManias é um local de discussão sobre hardware, tecnologia, jogos e técnicas discutindo-se as mesmas da forma mais factual possível.
            E Igor, futuramente identifica claramente a quem te referes quando acusas alguem de Sonysta ou Caixista. Isto é válido para todos!

            Não sei a quem te referes quando fazes as referências das últimas linhas, mas há uma clara certeza nisso, que é a que tens uma certa tendência a não ver a realidade das coisas.

            Os 4K não são lixo e nem nunca serão. Mas tal como nos telemóveis houve um limiar a que a Apple chamou de retina, nas Tvs isso acontece tambem! As TVs estavam muito bem com resoluções SD, mas quando o digital apareceu e os tamanhos de ecrã começaram a aumentar, o HD tornou-se necessário para que a densidade de pixels não fosse tão notória.
            Até 32″, á distância normal de visualização de uma TV, é dificil distinguir 1080p dos 720p. Na imagem digital não tratada e em movimento tal é mais notório pelo Aliasing, mas com um bom AA é dificil de se perceber.
            Com os 1080p as TVs até 55 polegadas estão bem servidas de resolução, e os 4K acabam por ser um refinamento que só será verdadeiramente notório acima disso.
            Não é que não se note. Claro que nota! Da mesma forma que num smartphone se nota resoluções superiores às que criam uma densidade de pixels como a definida pelo retina. Mas para se notar já é preciso procurar, não sendo algo que salte de forma clara à vista.

            Os 4K são uma grande melhoria, mas como sempre se disse, a grande revolução na imagem nem é os 4K, é mais o HDR! Os 4K são um refinamento!
            É, quando muito, nesse sentido que ouviste falar dos 4K. Não é uma resolução que traga a diferença, e para um sistema informático, o custo acrescido no cálculo para apenas mais resolução é pouco interessante face ao que seria o mesmo ganho em qualidade gráfica a 1080p.
            Para além do mais, com uma densidade tão apertada de pixels, os 4K nativos não são muito fáceis de distinguir de 4K reconstruidos. Diga-se aliás que quem tem TVs 4K anda a olhar para imagens que nem sequer são e nunca foram 4K nativos pois cada conjunto de 4 pixels possui a mesma cor (a resolução de cor dos atuais Tvs 4K é 1080p), e acham que tem ali uma maravilha, mostrando claramente que as pessoas nem sequer tem noção do que tem.
            Essas serão as mesmas pessoas que vão notar diferenças entre os 4K nativos da Scorpio e os reconstruidos da Pro. Quando a TV que possuem não possui sequer capacidade para representar verdadeiramente essa diferença. Mas enfim…

            Sinceramente nem sei porque discuto isto contigo. Porque os teus argumentos são o facto que achas, e o facto que acusas quem não acha que é Sonysta ou Caixista ou outra coisa acabada em ista.

            Mas isto são realidades. E não deixam de ser se não foram ditas!

      • Enquanto o Igor falava de PS2, The Last Guardian ganhou mais um prêmio de Goty, engraçado a jornada desse rapaz pra denegrir um jogo que tem sido unanime na industria dos games, entendo a pessoa não gostar de determinados tipos de jogos mas fazer campanha contra um jogo eu já acho anormal.

        • Premio de Goty kkk, eu acho o jogo uma bosta, devo achar bom porque você acha?

          Depende o que chama de unanimidade..
          Pra mim unanimidade, Fifa, BF, Minecraft.
          Se fosse unanime acho que mais pessoas iriam comprar, afinal no Reino Unido Dead Rising 4 vendeu mais do que The last Guardian, o goty kk

          Mas entendo precisa ser sensível para jogar, o jogo do pássaro grande e peludo

          • Igor… tu és um tipo porreiro e já o demonstraste!

            Mas percebe que não é por ser massificado que algo é bom! Os reality shows por exemplo são aquilo que se chama de lixo televisivo e aquilo que mais saída tem.

            Mete um filme do Ingmar Bergman, por exemplo o sétimo selo, considerado uma obra prima do cinema, em exibição conjunta com os vingadores e tu vês uma sala vazia e outra que não dá vazão à procura.

            Mas isso não torna os vingadores numa obra prima. E nem faz com que o sétimo selo deixe de ser a obra prima que é!

          • Sabes o que acho engraçado nisto tudo?
            Que no meio de tanto comentário teu, ainda não vimos o teu PSNID com a lista de jogos que passaste.

            O José Galvão, que foste tão rápido a acusar de funboy fraudulento, teve a coragem e a decência de chegar cá
            e provar-te a ti e a todos que quando fala, o faz com conhecimento de causa. Algo que 80% das pessoas que cá comentam a dizer alarvidades, como tu decidiste fazer neste artigo, não podem dizer que fazem.

            Tu, no entanto, que protestas tão veementemente contra os críticos de bancada que falam de jogos sem os terem jogado
            e que há por esse youtube e sites de meia monta fora,
            ainda não apresentaste a tua PSN ID, para provar que quando dizes que The Last Guardian é, passo a citar,
            “joguinho com gráfico de PS2” ou “mediano sem graça e sem sal”, entre outros adjetivos mais coloridos,
            o fazes também com conhecimento de causa. Porque senão é uma enorme hipocrisia da tua parte!

            Falando deste jogo, eu que o joguei e passei, vou ver se te consigo explicar dois pontos: primeiro, que o jogo não tem gráficos de PS2,segundo, o porquê de o jogo ser considerado uma obra-prima por muitos e ao mesmo tempo ser controverso.

            Sobre os gráficos: nem sonhes que uma PS2 conseguisse rodar aquilo. Quem joga o jogo logo nota que nem a PS3 conseguiria rodar aquilo.
            A escala e o nível de detalhe é de loucos. Infelizmente as texturas com aspeto last gen, apesar de não serem bem assim,
            deixam muitos incautos a julgarem o grafinho de PS2 no jogo à primeira vista (ou mais corretamente à vista desatenta e enviesada do Youtube).
            O jogo é bem capaz de processar muito mais polígonos que o que The Last of Us Remastered consegue fazer e em larga escala (e estamos a falar de um jogo que roda com um nível de detalhe que na PS3
            não foi possível como foi admitido na altura, permitindo ter in-game, personagens com o mesmo número de polígonos das cutscenes), em várias secções.
            Tens vegetação luxuriante com folhas a abanarem individualmente ao vento e a reagirem realisiticamente à passagens da tua personagem, efeito de física que só se começou a ver aplicada nesta geração
            em Uncharted 4, numa escala semelhante. E é inacreditável o número de folhas naquelas àrvores e trapadeiras.

            Fora isso, tens as vestes do rapaz a abanar ao vento, e as penas do Trico que são muitas e individuais, efeito que não há jogo, nesta geração ou na anterior que tivesse conseguido reproduzir.
            Entre outras coisas. Para além desses detalhes os cenários são gigantescos e de cortar a respiração e o que mais impressiona é quando estás no cimo de uma torre a muitos, mas muitos metros de altura e olhas para baixo e consegues distinguir perfeitamente o pátio onde ainda há pouco tiveste muito mais baixo. O Draw Distance nos cenários é inacreditável, porque aposto que esses objetos que vejo ao longe não são texturas 2D, mas 3D com os polígonos a serem processados pela PS4 (se são 2D então é um trabalho bem feito, porque ao deslocar-me ao longo via a coisa como tridimensional).

            Sobre o facto de muitos acharem o jogo uma obra-prima e ao mesmo tempo ser controverso: é simples, a razão para isto é que The Last Guardian não é um jogo em que apontas, primes o gatilho e tentas o headshot até chegar à próxima secção/inimigo para tentar repetir a façanha.

            Há muita gente que, se um jogo não tiver esta mecânica básica, não compreende e não é capaz de pegar no comando e jogar.
            Um infeliz efeito da geração passada, mas do qual nem todos sofrem (tipicamente quem teve PS1 ou PS2, até mesmo PS3, e outras consolas anteriores e sabe que há vida para além de shooters).
            Tu não controlas o típico herói da esquina/All American Hero, estoico, calado, duro como aço e que podia figurar na publicidade a um ginásio qualquer, ou numa proxima versão de The A-Team para a TV. Muitos menos estás rodeado de companheiros igualmente pródigos em esteróides, duros como aço, embora mais
            faladores no sempre mesmo tom militar-super-despachado. Se estas duas coisas não estiverem presentes, muita gente não consegue processar o conceito.

            Talvez, por isso, seja melhor explicar-te.

            Tu controlas um rapaz, entre 10 a 13 anos que acorda, sem saber como, numa gruta ao lado de um monstro enorme e muito mal humorado.
            Problema: tens que voltar para casa, mas depressa descobres que, para além da gruta, a tua prisão é uma fortaleza gigantesca, à qual não consegues ver o fundo, ou o cimo,
            e que precisarás da ajuda daquele monstro para sair dali. Não só isso, mas não estás sozinho.
            Há guardas tenebrosos e inumanos a guardar o local, que não te deixarão sair dali e contra os quais não poderás fazer nada, contando apenas com a criatura para te defender
            (Sim porque a tua personagem infelizmente não veio com o último modelo de fato de combate, nem com a última metralhadora com motoserra embutida ou tecnologia alienígena de última geração
            – facto que muita gente considera uma falha imperdoável).
            Por isso, o jogo convida-te a criar uma relação com aquela criatura, ganhar-lhe a confiança, e não é nada fácil, porque o bicho está ferido, e vai te deixar várias vezes inconsciente quando te aproximas.

            Conseguido isto, é aqui que entra a mecânica do jogo (que muita gente, habituada a ver ordens cumpridas com precisão militar em vários shooters, falhou em entender):
            o jogo desafia-te a usares toda a tua astúcia e intelecto de modo a conseguir entender o cenário que te rodeia para progredires (chamam-se puzzles) e para isso terás que aprender a comunicar com aquela criatura.
            O problema é que a criatura tem uma personalidade muito vincada: ora amua, ora quer brincar, ora te ignora. Há quem diga que isto é má IA.
            Não podiam estar mais enganados, porque quando a criatura faz isso tu depressa vais aprender, porque o jogo te orbiga a isso, a escutá-la. É que o bicho tens uns instintos do caraças
            e o sítio onde te encontras não é nenhum parque infantil. Várias foram as vezes em que foi a criatura indicar-me o próximo passo a dar, ou a avisar-me de uma armadilha.
            É este o objetivo e a mecânica do jogo, aprenderes a comunicar com um ser virtual mas inteligente e vivo, para progredires num ambiente que tem tanto de belo como de hostil.

            Outro ponto que acho relevante esclarecer, sobretudo devido ao comentário da bailarina,
            é que pareces pensar que o jogo tem um tom leve como a Cinderela ou a novela das sete.
            Não vás tu levar um baque quando jogares o jogo aviso-te que o jogo é violento (não do tipo de violencia gratuita com muito sangue e vísceras à mistura
            mas violento à 12 anos escravo). O rapaz será empurrado violentamente contra paredes, sofrerá grandes quedas, quase se afoga e será perseguido por montros enormes que com um patada o atiram a metros de distância.
            O monstro acabará várias vezes com lanças espetadas na carne, será esmagado e sofrerá também queda enormes. E tudo isso tem o seu efeito. Sem um ecrã cada vez mais vermelho a indicar o dano que sofreste,
            a animação tanto de um como outro é sublime
            porque consegue ter movimentos naturais e realistas (o que significa que quando trepas alguma coisa, não o fazes a toda a velocidade mas com a velocidade e dificuldade normal de uma criança ou animal – daí muitas vezes se comparar o Trico a um gato), ao mesmo tempo
            reveladores da fragilidade daqueles dois seres e da dor que sentem devido aos danos físicos.
            Por falar nele, o cenário onde o jogo se passa é a terceira grande personagem do jogo (algo que nem todos os jogos conseguem).
            É um local que consegue ser ao mesmo tempo tenebroso e encantador, bucólico e austero, desenhado por um verdadeiro sádico. Tanto te transmite a urgência de sair dali, como te convida a desfrutares da paisagem.

            O jogo joga com as tuas emoções sem dares por isso. Sem te dares conta, estarás a tentar arrancar as lanças espetadas no dorso do Trico,
            mesmo sem precisares realmente de o fazer mas pela culpa que sentes ao ver o sangue no dorso do animal (és tu quem decide o caminho, mas é ele que tem que lidar com as várias patrulhas de guardas porque a tua única opção é fugir e algumas vezes sofre com as armadilhas).
            Contarás com ele a todo o momento, e sem o quereres ou paneares acabarás por te preocupar com o seu bem estar e com a consequências do teu próximos passos,
            sobretudo ao longo de sequencias de cortar a respiração, em que a única coisa que voçês têm é um ao outro.

            É por isto que o jogo é considerado uma obra prima: porque sem dizer uma única palavra, te faz experiementar a amizade no seu estado mais puro.
            Não é um jogo em que a história é sobre a amizade, mas porque a gameplay é sobre a amizade, sobre comunicar, colaborar, compreender e intrepertar. É desafiante, sem ser aborrecida.
            E para isso tens todo um mundo de jogo, em que o som, as animações, o design, o aspeto e a paleta de cores são cuidadosamente pensadas para jogar com as tuas emoções.
            Sim, porque apesar das texturas last gen, nunca vi criatura que parecesse mais viva que Trico num jogo.

            O jogo não reiventa a roda, cria um novo conceito de gameplay, eficaz, que mais nenhum jogo até agora conseguiu. E não é qualquer um que faça isto.

          • Vou mais além mário, veja por exemplo aqui no Brasil as vendas de cantores mediocres tipo Wesley Safadão e compare com um cantor de qualidade inquestionável tipo roberto gil. A comparação do colega acima é a unica validada pois é o que lhe convém, como ele não gosta deste jogo, temos por obrigação não gostar dele também. Pra ele seria se o PS4 não tivesse tantos jogos, parece que encomoda o mesmo este fato.w4ad

          • @Bruno

            Estou sem palavras!

            Acabaste de fazer, sem querer uma espécie de mini análise ao jogo que é pura e simplesmente das melhores que já lí, retratando fielmente aquilo que ele é!

            Parabens…

          • @Bruno o que te falta para ter uma mídia (site, revista) sobre análise de jogos?

            Parabéns!

          • Uma coisa que eu iria comentar ontem e acabei esquecendo e agora lembrei ao ver o início do comentário do Brunno. O lance de divulgar PSNID é a maior furada, pois simplesmente pode pegar um nick totalmente diferente do nome do usuário e dizer que é seu, entretanto há casos que realmente o PSNID não tem nada a ver com o nome, por exemplo o do Mário.

            Uma solução que vi e achei genial para essas curiosidades em ver os jogos do outro é, revelarem o número de Whatsapp de cada um e ao cadastrarem o número, ambos realizam uma gravação em vídeo do acesso ao console e exibição dos jogos além de mostrar o rosto é claro.

  6. Difícil prever uma CPU específica pois até o momento esta envolto a mistério,pois o Jaguar pelo que sei não será utilizado no Scórpio.A minha opnião é que utilizará arquitetura Vega e uma nova CPU acima da Jaguar,pois acho que a MIC esta pensando no futuro e sabe que as vendas do Pro não estão indo como a Sony esperava e agirá neste sentido como correção.Barato não será mas você terá ao meu ver um aparelho de jogos muito bem pensado para seu propósito real que é diversão com gráficos poderosos para competir com o sucessor do PS4 sem sofrer muito.Minha opnião.Bons jogos a todos.

  7. Mario Poderia fazer um artigo sobre Nvidia Gforce Now?
    È verdade que o aparelho deles é como se fosse uma Gforce 1060?

    Acha que Nvidia entrando nesse mercado pode acabar com os consoles?

    Isso é como se fosse Playstation now, então só por curiosidade, se pode jogar todos os jogos do Playstation now no PC, então a Sony não tem mais exclusivos, porque dizem que Xbox não tem porque os jogos saem para PC..

    • Jogos de PS1, 2 e 3, não do 4. E sim assim que o Playstation Now estiver em funcionamento (ou já está) seus consoles do passado perderão seus exclusivos, só não espere pessoas jogando Bloodborne.
      Só pra complementar a sua informação.

      • Se é Playstation 1,2,3,4, não importa, partir do momento que a franquia vai para o PC não é mais um exclusivo, não é isso que vocês mesmo falam…
        O que eu acho uma baita bobeira…

        • Não, não é isso, Halo 5 por exemplo ainda é exclusivo do One, não tem no PCe vc só o joga no One, assim como todos os exclusivos do PS4 vão permanecer exclusivos dele pois é SÓ nele que será possível jogar, entendeu!
          Se precisar de mais explicações estamos ai, bom dia. Qualquer duvida também podes tirar num dicionário de seguinificados de palavras, vê lá “exclusivo” e vais entender.

          • Quando jogos do Xbox foram para Pc o que não muda em nada, alias muda só em duas coisas, mais lucro para Microsoft e choro de Sonysta!

            Sonysta Dizia jogos de Playstation jamais, jamais, jamais, jamais, vai para o PC, agora que foi, dizem jogos de PS3 e não da marca em si Playstation..

            Como é engraçado ver pessoas tapando o sol com a peneira!!

            hater gonna hate

          • Cara vc não está argumentando, está apenas falando bobagens, qual o seu argumento para por exemplo Uncharted 4 que só é possível jogar no PS4 e vc está aqui de forma infantil dizendo que o mesmo é multi por causa do PS Now sendo que não vai sair pro mesmo? Aguardo argumentos e não tolices de fanboy.

          • Eu falei que a porra do jogo é do Playstation, foda se de qual geração que é antes era só do Playstation, agora também é pra Pc!

            Eu já entendi que os jogos do PS4 só tem para ele, mas foda se, a marca Playstation também tem jogos para Pc!

            The last of us agora não é mais um jogo exclusivo!!

            O Mais tolo desse site é você o mais fanboy tapado também é você, por sorte que você é fanboy da Sony, e como o site defende a Sony 100% tu nunca vai entrar em moderação!!

            Só uma observação jogos árcade do Xbox One vocês tratam que não é exclusivo por sair também em PC, The last of us, jogo mais aclamado de todos, agora tem para PC, e vocês ficam falando mas tal jogo não sai, mas esse jogo não sai!!

            Depois quer acusar os outros de Fanboy, sendo que tu é o maior Fanboy de todos !

          • Igor já pedi por várias vezes… não uses palavras ordinárias! Felizmente removi o banir automático por problemas que ele causava!
            Não vou voltar a pedir.

            De resto aviso também que não voltes a acusar o site de falta de parcialidade. Porque isso eu também não tolero! Não fosse o atual contexto das mensagens e já tinha tomado medidas!
            E também não voltarei a avisar.

            Relembro as regras do site:
            http://www.pcmanias.com/regras-de-participacao-na-pcmanias/
            http://www.pcmanias.com/regras-nos-comentarios/

            Obrigado!

            Quanto aos jogos PS Now no PC, apenas para exclarecer:
            Os jogos da Playstation Now não existem para PC! Os jogos são Playstation e executam-se em hardware Playstation! O PC apenas os pode correr mediante um pagamento mensal que não dá direito à titularidade do jogo, mas apenas ao acesso temporário. O pagamento inclui um aluguer de uma consola PS3 que executa remotamente o jogo solicitado, mostrando o resultado no ecrã do PC!
            O jogo não existe para PC, não corre num PC, e os jogadores PC nunca o possuem, mas sim, pode ser jogado remotamente num PC!
            Há uma certa diferença aqui face àquilo com que queres comparar.

          • Pensava que veria uma resposta ao comentário do Bruno….

          • Quando na falta de argumentos plausíveis, sobram insultos, palavras de baixo escalão e acusações, além é claro de linhas de pensamentos sem conexão alguma, saiba igor que a sua opinião a meu respeito de valia nenhuma tem pra mim, e no fim vc além de não esclarecer sua linha de raciocinio (se é que podemos chamar assim) ainda vem a age como muitos dos quais estamos acostumados a ver em foruns blog e site de games, parei com vc garoto do lol jogos.

          • Vamos deixar a conversa por aqui nETTo… Ok

            Obrigado aos dois!

        • Igor… agora queres negar a definição das próprias palavras?
          As coisas não mudam conforme nós queremos! E são o que são!

          Definição de exclusivo:

          privativo, pessoal, único.

          “exclusivo”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013,

          Um jogo que sai em mais do que um produto não é exclusivo.
          Pode ser quando muito exclusivo parcial, como por exemplo, exclusivo em consolas.
          Mas um jogo que sai para uma consola e um PC não é um exclusivo!
          A PS4 tem exclusivos, a Xbox One desde a criação da plataforma Xbox, com excepção de Halo (para já) só tem exclusivos consola.

          • Tudo bem, você 100% correto, me desculpa!
            eu não preciso ter um PS3 físico na minha casa, mas posso ter ele dentro de um PC, e dentro do PC abre um PS3, e jogo nele =)
            Mas não é no PC rsrs!!

            E EA Access que é dentro do Xbox One a mídia especializada não gosta!

          • Não deixas de ter razão Igor… Independentemente de tudo a exclusividade poderia ser vista como perdida! O termo exclusivo representa único. Ali não há o jogo físico, e o jogar implica alugar uma consola para correr o jogo, mas seja como for, jogas sem sequer ver a consola e num PC. É algo estranho, mas resume-se ao facto que o jogo é jogado no PC!

            Daí que sim, por essa perspectiva a exclusividade da versão PS3 de The Last of US poder-se-ia considerar como perdida!

            Mas pensa numa coisa! Todos os jogos PS4 podem fazer stream para a Vita!
            Isso quer dizer que a PS4 não tem exclusivos e que a Vita tem os jogos todos da PS4?

            Não! Porque a PS4 é sempre indispensável para o sistema funcionar! Sem a PS4 não tens jogos em lado nenhum!
            Aqui é a mesma coisa! Há uma PS3 envolvida, e sem ela, não tens jogos nenhuns no PC! Podes não a ver, mas ela está lá! O que tens é apenas o resultado remoto de um jogo numa PS3 que tu alugas!
            O jogo continua a ser exclusivo Playstation 3, pois só corre na Playstation 3. O que se perde é a necessidade de a consola estar à frente dos olhos, e de ser adquirida, mas não a exclusividade. Porque o jogo continua a correr exclusivamente numa PS3 e sem ela não há jogo para ninguem, e o PC no fundo não executa nada… apenas recebe dados video da PS3 a cada sessão no ps NOW.

            É algo diferente!

            Já quanto ao EA Access é diferente! Aqui alugas jogos de uma plataforma, lá alugas jogos de um produtor. A plataforma é e sempre foi independente, mas já viste se todos os produtores resolvessem fazer o mesmo que a EA? Terias de pagar uma renda para aceder a todos. Mesmo dentro de uma única plataforma!

            Ninguem nega que o EA Access é um serviço que justifica. É barato, e vale a pena! Mas é uma caixa de pandora, pois abre um precedente que pode ter repercussões enormes no mercado tal como o conhecemos!

            E obrigado por teres sido correcto e teres pedido desculpa. É apenas o que esperava de uma pessoa educada, e nesse aspecto, já vi que és!

    • O Geforce Now é um serviço de streaming como o Playstation Now.
      Aquilo faz stream de jogos PC para a Nvidia Shield, a consola da Nvidia!

      A Nvidia Shield é uma consola com o mesmo SOC da Nintendo Switch, mas mais rápida, sendo capaz de 512 Gflops, e nada comparada à Geforce 1060 que possui 3.9 Tflops de performance!

      O Playstation Now leva os jogos da PS3 para o PC. E não são todos!

      Mas sim, nessa perspectiva, os que eram deixam de ser exclusivos da Playstation 3, passando a ser exclusivos consola na Playstation 3.

      Seja como for, jogos em Streaming não são comparáveis a jogos processados localmente, sendo que ainda há muitos problemas com as latências.

  8. Ontem Phill Spencer disse que não se pode descartar a possibilidade de jogos do X360 irem ao PC pela Retro do One, se caso isso venha a acontecer vai ser a definitiva intenção da Microsoft em transformar os seus serviços em uma plataforma unificada, se poderá jogar quase tudo que tem no One e X360 no PC, porém será possível jogar quase tudo que tem no PC no One, Scorpio? Acredito que será uma boa montar um PCzinho para jogar os jogos da Microsoft, onde a live é grátis e os jogos são mais baratos, com uma configuração entre One e Scorpio já da pra aproveitar os jogos da Microsoft de boa. No final o user @Fernando já antecipava isso, One e Scorpio serão como as steam machine da Microsoft depois do apoio ao PC o que eu acho que é o melhor mesmo pra Microsoft pois assim ela consegue aumentar sua atuação no mercado chegando a mais pessoas, mesmo que isso meio que sacrifique um pouco o público que jogo só no console.
    Depois de 3 geração ela não consegui o que almejava que era ser referência no setor (até foi no X360 por um periodo).

    • Há um senão nisso tudo! Os jogos exclusivos da plataforma Xbox não se vendem para PC (os restantes sim, e até são mais baratos, e há que se ter em conta que o PC também tem exclusivos).
      Quantum Break não foi assim, mas a Microsoft rapidamente percebeu o erro, daí que actualmente estes exclusivos não existem para o PC e apenas são disponibilizados para o PC na compra da versão consola!
      Agora como eu tenho uma One, para mim faz mais sentido actualizar o meu PC do que adquirir uma Scorpio, e atualmente é por aí que conto ir!
      Com o preço da Scorpio, e tendo o meu PC desde já um CPU e RAM com os quais nenhuma consola sonhará tão cedo, conto atualizar o meu GPU para algo com 12 Tflops ainda este ano. E não conto gastar mais do que o custo da Scorpio.
      A nível de uso para mim é igual! Jogo com o mesmo comando da One e no mesmo televisor.

    • Na segunda um colega meu disse que comprou um PC para jogos e este saiu pela “bagatela” de mais de R$7.000,00.

      Ele a pouco tempo pretendia comprar um One, mas depois de montar o PC ele disse que ficaria com o conjunto PC+PS4.

  9. Interessante a resposta do Bruno dada ao Igor.Sobre as referências de qualidade ao jogo Last Guardian(enredo,carater e motivacional)eu ainda não peguei este game mas pelo que sei de Fumito Ueda que para mim só perde para Miyamoto em genialidade.Este game preza pela harmonia e amizade de um menino com uma criatura,como se fosse um ser humano com seu fiel cachorro(relação de convivência pura pois com o passar dos tempos os dois conhecem os trejeitos de cada uma a tal ponto)bem interessante.Muito difícil ser famboy de uma marca pois vejo que a nossa indústria carece de jogos como este,mas ao qual sabemos que a maioria quer GTA V,CoD e outros.O Igor somente acho eu que colocou o seu ponto de vista(meio indignado)mas colocou e qual seria o problema.Acho que como você retrata bem Bruno o começo da relação do menino com o Trico.Esperemos também que entenda que o ser humano tem pensamentos diferentes,relações diferentes(como se fosse o Trico)começe a olhar as pessoas direito e você vai ver que todos nós temos pontos que precisam ser melhorados,mas que em alguns casos a correção tem que partir por nós e nos outros.Abraço.

    • Todos possuem direito a uma opinião. Mas ninguem tem o direito de acusar quem tem uma diferente da sua de ser parcial ou fanboy, colocando em causa a integridade as pessoas, passando ao ataque e às acusações quando a opinião dada difere da sua e se encontra bem argumentada.

  10. Mario
    Com respeito isso aqui esta virando baderna,uma briga sem fim de quem é o melhor já esta dando no saco.
    Parem de argumentar coisas bobas, uns vende mais unidades mais fatura menos um fatura menos é uma empresa Bolionaria, o que isso faz de diferença para os usuários daqui?
    Mario apenas uma observação tem alguns usuários Haters aqui e que faz de tudo para provocar e questionar tudo que alguns comentam e sai como se tivesse o respaldo de sua proteção.
    Acho valido sim vc chamar atenção do Igor mais tem vários, gostava quando as resposta estavam dentro do contexto do artigo. Infelizmente esta demais, cada um opina de sua maneira mais eu como leitora peço que preste atenção em todos e principalmente em usuários que num certo ponto puxa seu saco para sair como dono da verdade e as vezes aperenta que vc o protege e depois vem com pedras em cima de usuários que o questiona.
    Não estou querendo discussão apenas um desabafo de uma usauria.

    • Tens razão no que começas por dizer Gabriela… por esse motivo o assunto foi fechado! Mesmo a tua mensagem já nem deveria entrar, mas não quis prejudicar-te uma vez que tens boas intenções.

      Agradeço porém que não escrevam mais sobre estas discussões porque não irei deixar entrar.

      Onde discordo de ti é que eu defenda alguem. Porque a única coisa que eu defendo é a verdade. E nunca viste certamente qualquer argumentação da minha parte que não fosse fundamentada com factos. Porque eu nestas coisas não gosto de opinar, pois as opiniões valem o que valem e toda a gente tem uma. Eu defendo o que digo com argumentos fatuais! Daí que se a realidade aponta para que A tenha mais razão que B… Lamento!

      Mas aproveito para referir que fiquei super decepcionado com o Igor, que está neste momento sob moderação (se ele pedir para tirar eu pondero pois nada tenho contra o moço, mas tenho de agir assim para bem da página), pois após um pedido de desculpas que julgava sincero e o qual até elogiei pela suporta boa educação, estando a conversa parada, vai pegar numa mensagem que já cá estava, responde em estilo testamento e começa novamente a disparar para todos os lados (ele sabe o que escreveu).

      O certo é que aquilo entrava por caminhos que não são o tipo de conversas que quero aqui, e isso vai terminar, a bem ou mal!

      Por esse motivo, solicito a todos que não falem mais sobre este assunto, e ao Igor (espero que leia isto, porque senão quando lhe aprovar uma mensagem terei de repetir) peço que mande uma mensagem a explicar o que o levou a não se conter após um pedido de desculpas e um alerta de que não seriam toleradas mais mensagens daquelas. Essa mensagem ficará entre nós e eu apago-a após a ler e nem sequer terá uma resposta minha para não a tornar pública, sendo que dependendo do que for argumentado e dito, poderei tirar novamente, ou não, a moderação.

      No fundo acho que o Igor é boa pessoa. Mas é uma pessoa que tem de se conter mais um pouco, fundamentar melhor o que diz (porque muito é à base do que ele pensa e não das verdades de mercado), e acima de tudo não disparar para todos os lados quando alguém não concorda com ele e expõem outras realidades. Há muitas formas de se falar e ninguém precisa de perder a compostura atacando terceiros.

  11. Pra mim a MS não precisa fazer muito.Basta um 4k30fps ou próximo disso….E o genial seria uma CPU com o dobro da performance do jaguar para garantir 60fps em todos os jogos mult no modo 1080p.Com certeza isso não é difícil e ia chamar a atenção da galera do PC que se preocupa com performance e ia ser bom para o mercado.Com esses consoles no meio da geração agora é possível os 60fps nos consoles.

    • Se só se reduzir a isso, sim é bom… embora não deixe de ser um insulto para quem adquiriu dia 1 que não tenham feito um produto logo com isso em mente.

      O problema é que não tens qualquer garantia que será apenas isso, não tens qualquer garantia que as companhias decidam colocar mais polígonos a serem rendidos pelo GPU, e comecem a fazer jogos que as consolas mais baratas não consigam processar.

      E depois o que acontece?

      Eu não vejo nada de bom nestas consolas. Acho que a Sony deu uma facada naqueles que tem suportado a consola desde dia 1, e a Microsoft está prestes a dar outra.

      Sobretudo quando vejo as reuniões de investidores da EA e vêm com a promessa de que agora programam partindo do PC para as consolas… Aí é que me dão arrepios.

      Porque os EA Access , Uplays entre outros, é tudo uma tentativa de levar as pessoas para o PCs e de fugir às plataformas como a PS ou Xbox. São lojas privadas que estas companhias correm e tudo com o objetivo de monipolizar todo o negócio que não têm (neste caso distribuição e venda). E da lógica da empresa faz sentido, do resto, já não. Eu aqui acho muito bem que a Sony não tenha apoiado isso, pois abre precedentes perigosos.

      As consolas são extremamente lucrativas para quem faz os jogos mas não tenhas dúvidas que se o PC fosse mais viável que elas… então estaríamos todos lixados.

      E é esse precendente perigoso que estas consolas podem trazer.

  12. Será assim tão descabido o CPU ser um Rizen?

    O Fernando falou de um híbrido, o Netto de um custom Jaguar. Mas o Phil Spencer confirmou há tempos que definitivamente não seria Jaguar, e pelos slides em baixo acho que as parecenças arquiteturais entre Jaguar e Rizen são tão grandes que nem sequer há a mais remota hipótese de se fazer algo híbrido – a não ser que se apliquem cortes nas memórias cache e se dê um nome qualquer à coisa (isso pode ser um híbrido, embora falso).

    O que deixa em cima da mesa ou um Puma modificado (que é praticamente igual ao Jaguar mas que tivesse suporte a hUMA, que os Puma não têm, ou definitivamente um Ryzen).

    Com base nestes slides da AMD:

    Jaguar vs Steamroller:
    http://images.anandtech.com/doci/8067/7%20Core%20comparison%20to%20Jagua

    Zen(Rizen) vs Escavator(sucessor do Steamroller):
    http://www.extremetech.com/wp-content/uploads/2015/04/zen.jpg

    O Rizen parece ser uma evolução natural do Jaguar para uma maior carga de trabalho e poder. Digo isto porque parece fazer as operações da mesma forma, mas sem os cortes aplicados no jaguar para poupar energia

    (Não entendo nada de CPUs ou computação e posso estar a dizer a maior asneira de todos os tempos, isto é só um achismo meu).

    Adicionando a isto o facto de os Rizen serem capazes de ajustar automaticamente o seu clock, dando total liberdade ao utilizador de o alterar conforme queira, não é muito difícil imaginar a Microsoft a programar um controlador do CPU, que o permita reduzir as performances até conseguir funcionar ao nível do Jaguar e imitar completamente este CPU. Tendo em conta que a nível de GPU seria na mesma GCN, possivelmente modificado devidamente para eliminar quaisquer pequenas incompatibilidades entre versões, então não acho que haveria problema.

    Claro que há toda a questão do tamanho de cada core Rizen, que não sei qual é, temperaturas e consumo, mas a partir do momento em que a AMD consegue colocar núcleos das arquiteturas derivadas do Bulldozer num processador embebido que pode ser utilizado em tablets (os Bulldozers e descendentes sempre foram conhecidos por aquecerem e consumirem energia em excesso, e núcleos – módulos – enormes)… não duvido no que a TSMC conseguiria fazer a 14 nm. Ainda hoje acho a R9 Fury X (que era equivalente a uma 7990) um milagre dos 28 nm, por isso…

    E sobre o preço… só a 7870, na altura do lançamento da PS4, em 2013 costava 250€ ou mais. A Sony pagou à AMD 100€ pela APU na altura. Acho que não seria de todo descabido.

    • Os preços de venda ao público nada tem a ver com os custos e muito menos em casos de hardware costumizado.
      Mas no entanto não deixa de ser um indicador. Mesmo passado de 250 para 100, e ode 100 para 35 ficas com uma ideia do que poderá custar.
      Não acho descabida a ideia do Ryzen. Poderá ser!
      Mas terá custos… e eles vão-se refletir no fim. Daí que me custa a crer que seja possível criar-se um Sistema todo ele baseado em arquitectura e tecnologia nova, com uma potência de 6 Tflops e vende-lo a menos de 500 euros.
      Mas a própria Microsoft pode estar interessada em absorver algum prejuizo que recupera a longo prazo.
      É dificil de se prever, mas seja como for, caro ou não, com prejuizo ou não, o Ryzen não é impossível.

Os comentarios estao fechados.