The last of us 2 deixou muitos elementos da industria incrédulos.

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

A qualidade do grafismo, das animações, movimentos e a forma fluída e natural como tudo se passa no jogo deixaram muitas pessoas da industria incrédulas com o que viam.

Num tweet entretanto apagado, o chefe de equipa da Eidos Montreal, David Anfossi, encarregue do novo Tomb Raider veio dizer que toda a animação que tinha sido vista na demo jogada e apresentada pela Sony na E3 2018, era falsa.

A situação foi divulgada por Jonathan Cooper, um dos animadores da Naughty Dog, que se riu com a situação!

Entretanto, percebendo que caíra no ridículo, Anfossi veio pedir desculpa alegando que se tratou apenas de um mau uso de palavras de uma pessoa que fala Francês, alegando que o trabalho da Naughty Dog é uma referência para si.



A Naughty Dog aliás deu depois uma conferência na E3 onde fala sobre as alterações que fez ao seu motor de animações para conseguir aqueles resultados:

Curiosamente não se pode deixar de notar que a frase de Anfossi foi apenas “And fake”, que se traduz como “E falso”. Até que ponto uma pessoa que escreve toda aquela frase de desculpas sem ter problemas de palavras se engana numa frase com 2 palavras, onde a primeira é “E”, é de deixar a pensar. No mínimo é curioso!

A realidade é que alguem referia: “O trabalho da Naughty Dog é de tal maneira bom que certamente vão aparecer pessoas a analisar o que eles fizeram fotograma por fotograma, para tentar perceber como o fizeram”. E tal foi verdade!

Eis a primeira análise, que faz uma análise aos 12 minutos da demo… em 1h, 12m e 49 segundos.



E nem sequer é uma pessoa qualquer, é Dan Lowe, animador da Motive Studios, antiga Visceral Games, onde trabalhou no jogo Star Wars entretanto cancelado, e que estava anteriormente na Ubisoft Montreal onde trabalhou em Far Cry 3, Far Cry Primal, e Watchdogs.

Eis o seu Tweet com o video, e que aconselho verem por mostrar como a Naughty Dog está efectivamente anos à frente do que se faz atualmente.



error: Conteúdo protegido