Xbox Scarlet está a ser desenvolvida com feedback dos criadores japoneses.

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

A notícia tem mais interesse no simples facto de mostrar que a Microsoft está a dar atenção aos criadores Japoneses, do que realmente como algo que possa ter impacto no sucesso ou nas especificações da consola.

Como sabemos, a próxima geração de consolas Xbox, com o nome de código Scarlet, está em desenvolvimento! Pouco ou nada se sabe sobre a consola, excepto os dados divulgados por Phil Spencer à revista Japonesa Famitsu, e onde este veio revelar que os criadores Japoneses estão envolvidos no feedback fornecido para a criação da consola.

Infelizmente Phil Spencer não referiu companhias abordadas mas apenas que criadores Japoneses estariam envolvidos. Os mesmos participam na concepção da consola através de feedback à questão que a Microsoft lhes colocou: “Que tipo e inovações gostariam de ver na industria e que pudessem ser incorporadas na nova consola?”.

Spencer refere ainda que viajou várias vezes para o Japão e que acredita ter criado uma boa relação entre os criadores visitados e a Microsoft.

A realidade é que Microsoft sempre lutou com com o mercado japonês. As filas no lançamento de consolas Microsoft sempre estiveram vazias, e o termo Xbox não está sequer implantado no país, sendo que as pessoas desconhecem mesmo a consola.



O maior sucesso da Microsoft no Japão foi na era Xbox 360 onde alguns jogos exclusivos japoneses, incluindo títulos do criador de Final Fantasy, Hironobu Sakaguchi como Blue Dragon e Lost Odyssey, conseguiram algum sucesso. Mas mesmo assim, comparativamente à concorrência, as vendas da Xbox eram insignificantes.

Ora como é coerente, naturalmente não há nada que os produtores Japoneses possam solicitar para a consola que outros criadores não possam referir. O feedback específico é neste caso apenas uma forma da Microsoft mostrar respeito e tentar cativar estes produtores a suportar a sua consola. No entanto, dada a fraca implantação do nome Xbox no país, mesmo que o suporte possa existir, nada garante que as vendas existam. Para tal seria necessário um grande jogo, e acima de tudo, abrangido por um regime de exclusividade. Talvez esse seja o real objectivo da Microsoft?

Nesse sentido, toda esta notícia tem mais interesse no sentido de demonstrar o interesse da Xbox no mercado e nos produtores, mostrando aos seus fans que não desiste dos mesmos e que está dedicada a tentar trazer jogos Japoneses para a consola, o que é certamente algo de bom!

Infelizmente o único jogo que a Xbox One estava a criar em regime de exclusividade que poderia ajudar a sua actual consola nesse mercado era Scalebound. Desenvolvido pelos Japoneses da Platinum Games, o jogo foi cancelado quando já estava bastante avançado no desenvolvimento! O motivo que se refere, confirmado pelo próprio produtor, prende-se com o facto que a Microsoft trabalha de uma forma muito diferente daquela a que os produtores japoneses estão habituados.



error: Conteúdo protegido