A aposta em TVs 4K deverá começar a justificar em finais de 2017. E isso graças ao HDMI 2.1.

Os atuais televisores 4K estão extremamente limitados e a maior parte deles, apesar de terem resoluções 4K recebem a informação de cor a 1080p, fazendo interpolação para os restantes pixels, o que os impede de terem 4K nativos. Mas em finais de 2017, com o aparecimento do HDMI 2.1, esses problemas deverão, finalmente, desaparecer.

Os problemas do 4K

Se nos acompanham regularmente certamente leram os nossos artigos publicados em finais de 2016 e que alertavam para dominarem os impulsos na compra de TVs 4K devido ao que são grandes limitações que ainda se encontram nas TVs atuais

Atualmente o HDR é visto como das maiores revoluções existentes nas TVs, revelando-se uma situação cujas vantagens se revelam superiores aos 4K. E para terem essa noção, apesar de não existirem TVs 1080p com HDR no mercado, a acreditarmos no que dizem os peritos em imagem que puderam visualizar os testes, o ganho do HDR numa TV 1080p revela-se superior à passagem de resolução para os 4K.

Ora isso quer dizer que juntar os dois mundos, o 4K e o HDR é certamente a aposta certa!

Infelizmente como explicamos neste artigo sobre o HDR, onde comparamos os dois standards existentes, o HDR10 e o Dolby Vision, o HDR10 é atualmente muito incompleto, e as suas melhorias estavam muito limitadas devido ao HDMI 2.0.



As limitações eram tais que mesmo o que existe apresenta limitações sérias na qualidade de imagem? Daí este nosso artigo que explicava os motivos pelos quais o 4K não era ainda uma boa compra.

Basicamente todas as limitações se resumem à largura de banda fornecida pelo HDMI. O HDMI 1.4 com os seus 10 Gbps de largura de banda apenas consegue fornecer imagem com resolução e informação de cor, ambas obtidas na resolução nativa de 4K, a 30 fps! Daí para cima a resolução continua a 4K, mas a informação de cor desce de resolução, indo para os 1920×1080.

O HDMI 2.0 melhora bastante essa situação ao aumentar a largura de banda do HDMI 1.4 em 80%, passando-a para os 18 Gbps, permitindo às TVs finalmente atingirem a informação da resolução e cor, ambas a 4K e a 60 fps! Mas é o HDR que vem complicar as coisas, voltando a criar limitações às atuais TVs que mais uma vez cortam na resolução da cor, para os 1920×2160 ou mesmo os 1920×1080.

Para uma percepção total do problema recomendamos a leitura dos dois artigos acima referenciados nos links, particularmente o segundo, e que explicam os motivos pelos quais comprar atualmente uma TV 4K é um erro, e como os problemas existentes não possuem solução sem o aparecimento de um novo standard HDMI.

O HDMI 2.1

Apesar de na altura em que escrevemos os artigos não existir qualquer data prevista para o anuncio das especificações futuras do HDMI 2.1, o mesmo acaba de ser lançado à cerca de uma semana. E mais do que uma mera melhoria, o HDMI 2.1 é uma total revolução!

Como a imagem demonstra, o HDMI 2.1 não se limita a aumentar a largura de banda existente no HDMI 2.0! Se do HDMI 1.4 para o 2.0 o aumento da largura de banda foi de cerca de 80%, aqui o aumento é de cerca de 166%. Um aumento radical, e como nunca existiu até hoje!

Este aumento é no entanto problemático em alguns pontos. Para começar, mesmo sabendo-se que existirá toda a retro-compatibilidade a nível de hdmi, a implementação deste novo HDMI exige novo hardware. E isso quer dizer que os atuais aparelhos com HDMI 2.0 ficarão presos no mesmo, ou seja, não poderão passar para HDMI 2.1 por mera atualização de firmware.

No entanto, isso não quer dizer que algumas das características do HDMI 2.1 não possam vir a ser suportadas pelo atual 2.0, espremendo ao máximo a largura de banda existente. Será talvez um HMDI 2.0c!

Mas e então o que este aumento de largura de banda nos trará de vantajoso?



Os ganhos do novo HDMI 2.1

Para começar, todas as atuais limitações dos 4K a nível de resolução de cor desaparecem por completo! E o HDR10 ganha largura de banda suficiente para poder finalmente fazer o mesmo que o Dolby Vision apresenta. E os 4K poderão apresentar 120 fps sem qualquer limitação!

Mas este ganho de 166% irá permitir muito mais do que isso! De acordo com os criadores da norma, eis o que poderemos esperar:



Resolução e refrescamento

Basicamente, e como vemos, o HDMI 2.1 deverá permitir atingir-se 10K a 120 fps. E se os 10K ainda não são uma situação da qual se fale, com o futuro advento dos 8K ficamos a saber que essa resolução não deverá aparecer com os problemas que os 4K apresentaram. Aliás, dado que os 10K podem ser alcançados, isso fornece mesmo uma certa margem de manobra para a implementação de qualquer tecnologia adicional de imagem que possa vir a aparecer quando da altura dos 8K.

Resumidamente, eis uma lista de todos os ganhos que o HDMI irá trazer:

Mas nesta fase, e perante o que já há no mercado, o que interessa saber é que os 4K, a tecnologia atualmente em desenvolvimento atingirá os 120 Hz até ao final deste ano, permitindo o seu uso em óculos VR. E para quem for investir num dos primeiros televisores 8K, poderão já ter suporte a 60 Hhz, não tendo assim qualquer limitação na visualização TV.

Esta largura de banda melhorada coloca finalmente o HDMI a par do Display Port.

Melhorias no HDR

Como referido, com este HDMI 2.1 as limitações no HDR desaparecem. Agora o mesmo pode, tal como no Dolby Vision, ser completamente dinâmico, com valores de profundidade, brilho contraste e gamas de cores a poderem mudar a cada cena ou mesmo a cada fotogramas. Atualmente, com o HDR 10, estes valores são definidos no início do filme e mantêm-se fixos até ao final, o que quer dizer que nunca são optimizados caso a caso, mas sim médias para o filme em questão.

Pela primeira vez, o HDR valerá realmente a pena!

Cabos 48 Gbps

Os cabos 48 Gbps irão aparecer sendo retro compatíveis com as versões anteriores do HDMI. Mas eles serão necessários para as especificações livres dos 4K e dos 8K com HDR!

Novo suporte audio eARC

o eARC suportará os formatos audio mais avançados do mercado, bem como audio direccionado a objectos bem como sinais audio avançados e capacidades de controlo de aparelhos ligados por HDMI baseado em auto detecção. O Dolby Atmos cairá aqui que nem uma luva.

Este Audio Return Channel era algo que estava indisponível no HDMI e apenas existia no display port.

Novo modo de jogo (VRR)

O modo VRR permite a utilização de refrescamentos variáveis, o que permite a resolução de todos os problemas relacionados com o screen tearing (lê este nosso artigo se não sabes o que isso é). Desta forma os jogos serão mais fluidos do que nunca, havendo redução no tearing, nos soluços (stutter) e no lag de resposta.

Mais uma vez, este era um suporte exclusivo do Display Port.

Produtos para 2017 com suporte HDMI 2.1

Oficialmente não há ainda nenhum produto anunciado com este suporte, mas espera-se que a futura Scorpio da Microsoft venha a suportar este HDMI. As vantagens são muitas e o nível de suporte é adequado à potência indicada para a consola. Só com ele os 4K da Scorpio serão efectivamente nativos quando do uso de HDR, e o mesmo pode mesmo permitir o suporte a filmes 8K que possam vir a aparecer.

Tal é uma situação que dificilmente vemos a Microsoft a deixar passar!

De resto, certamente teremos centenas de Tvs dos mais diversos fabricantes a apresentar esse suporte. Algo que começará lá para o final de 2017, altura em que a compra de uma TV 4K se torna, pela primeira vez, realmente algo a ser ponderado.

 

 



Posts Relacionados

Readers Comments (12)

  1. “Com o lançamento do HDMI 2.1 agora sim pondero em pegar uma TV 4K” – Foi praticamente isso que falei em um grupo de games ao qual participo.

    Como ainda desejo ficar com a minha 1080p por uns 3 anos é tempo suficiente para sair modelos com HDMI2.1 e com preços mais atraentes, já que nesse período o mercado brasileiro deve já focar quase 100% nos 4K e já abandonar os 1080p.

  2. Rapaz, quando eu lembro que várias pessoas saíram na correndo para trocar de TV por causa do PS4 e o futuro Scorpio…..
    Eu até tentei passar o que eu aprendi aqui na PCmanias, mas as pessoas não quiseram me escutar….

  3. Excelente artigo!!!
    Mario sera que não vai existir algum adaptador para HDMI 2.1?

    • Para quê? Pois não tem como as tvs de hj terem a largura de banda da 2.1

      Qualquer característica da 2.1 que estiver dentro da largura de banda que a tua tv pode oferecer creio que nao haverá problemas.

    • Não há como passar uma largura de banda de 18 para 48!
      Confesso que não esperava este aumento tão grande. Contava pouco mais de 25 uma vez que era o 2.1 e não o 3.0. Mas este aumento é a solução para o standard! A partir daqui o standard está “future proof” e mesmo que venham a aparecer novas situações, mesmo que tenha de se largar o suporte 10k para as suportar (algo bem longinquo), os 4 e os 8K devem estar garantidos!

  4. Esse novo modo jogo é o freeesync em hdmi???? Nossa maravilha, os consoles poderiam atualizar tbm.

  5. Consegui convencer um amigo a não comprar uma tv 4k graças ao pcmanias , ele ia pegar uma nessa black friday mas consegui convencer ele, graças ao pcmanias

    Off- topic

    O gta v no reino unido em 2016 vendeu mais que uncharted !! Impressionante ( não estou dizendo que o uncharted 4 vendeu mal porquê não vendeu , só estou impressionado com o gta v )

    http://games.tecmundo.com.br/noticias/reino-unido-vendas-gta-v-superam-uncharted-4-pleno-2016_827290.htm?f&utm_source=facebook.com&utm_medium=referral&utm_campaign=thumb

  6. Uau, que diferença dramática!
    Mario, a ps4 pro já suporta o hdm 2.1 ou poderá a vir a suportar?(via software)
    É que se não, é uma grande perda para a sony!

    Em relação as TVS saírem em finais de 2017 com o hdmi 2.1 e não haver suporte…
    Uma vez que já esta presente o HDR e o 4k, eles já podem lançar conteudos nesta gama!

  7. Como sempre um bom artigo Mário. Aquela sua dica sobre não comprar uma TV 4k valeu ouro. Se o Scorpio vier a usar este HDMI será uma vantagem e tanto pra seus compradores.

Os comentarios estao fechados.