A Intel é amiga da AMD. Até lhes dá quota de mercado!

5 5 votes
Avalie o nosso artigo

O título da notícia prende-se com a recente afirmação da Intel, que refere que nunca perdeu quota de mercado para a AMD. Pelo contrário a Intel é que deu essa quota à AMD.

A Intel é amiga… e melhor que o amigo do José Socrates, a Intel é amiga da AMD e dá-lhes quota de mercado.

Isto porque segundo o CEO da Intel, Pat Gelsinger,  a Intel não perdeu quota de mercado de CPUs x86 para a rival AMD, mas, pelo contrário, essa quota foi data à AMD.

Eis a sua afirmação, traduzida:

Eu não perdi participação de mercado para a AMD, ao invés disso, eu dei-lhe essa participação, porque ela não tinha essa capacidade. Portanto, muito disto é apenas para acompanhar o nosso mercado crescente e anos de sub-investimento.

Que a Intel reconheça que perdeu a quota por culpa própria é uma coisa, mas o uso destas palavras em específico tornam a situação ridícula. Vir dizer que na realidade foi a Intel que lhes deu a quota é algo totalmente caricato. A Intel apoiou-se nos louros de anos e anos de domínio, acreditando na supremacia absoluta que possuía, sendo que subitamente viu-se literalmente “comida” pela AMD.



E não vou dizer que a Intel não lutou para sair do buraco, porque lutou! Só que a AMD nunca lhes deu hipótese, e com isso a AMD conquistou uma enorme fatia do mercado. A Intel acredita estar agora de volta com os seus novos processadores, mas a realidade é que ela nunca os colocou lado a lado com os Zen 4 para poder dizer que passou a ter o domínio. Até porque o grande problema da Intel até nem era apenas a performance, mas sim a relação custo/performance face aos AMD. E processadores como os EPYC Genoa de 96 núcleos e os EPYC Bergamo de 128 núcleos serão certamente ossos duros de roer para a Intel.

 

 



5 5 votes
Avalie o nosso artigo
10 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Juca
Juca
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Que mau perdedor! Que a AMD “receba” muito mais deles. Sou muito feliz com meu 3600x, um ótimo processador com excelente custo benefício à época. E quando trocar, tudo indica que continuarei de CPU AMD.

Edson Romagna
Edson Romagna
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A já conhecida arrogância Estadunidense e sua falta de humildade nas derrotas! Essa turma do Vale do silício sempre viveu nessa bolha (A MS inclusa, pois não está mais no Vale, mas era de lá tbm) acham que estão acima de todos e querem criar as tendências tecnológicas do mundo, porém a verdade é que são humilhadas pelos asiáticos e assim continuarão a ser, sejam para os Sul Coreanos, Japoneses, Chineses, etc…

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Edson Romagna
1 mês atrás

Falando em estadunidense, estou gostando do que a Apple está fazendo, trazendo os ARM de alto desempenho com força pro mercado. Pena que é muito caro.
Gostava muito de um laptop Windows ARM potente com longa duração de bateria, a propósito isso seria ideal.

A Qualcomm está vindo com uma linha interessante e tomara crie uma tendência forte nesse sentido, mas aquele negócio nos smartphones de câmera frontal ligada o tempo todo me desagrada, essas empresas estão muito intrusivas.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Carlos Zidane
1 mês atrás

Coincidentemente, a Apple foi a única dessas empresas estadunidenses que sentiu um pouco o que é estar na merda e voltar mais forte. As outras vivem no” fantástico mundo do Vale do silício perfeito!”

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Edson Romagna
1 mês atrás

Exato.

Caso não tenha visto, recomendo muito assistir aos quase 3 minutos desse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=ZrYPMk5YUVs

A parte do H-1B é o ponto chave.

Edson Nill
Edson Nill
Responder a  Carlos Eduardo
1 mês atrás

Carlos, muito obrigado por esse vídeo! Eu conhecia esse vídeo, mas nunca mais o encontrei! Sempre quando falo do MIT, cito sobre esse vídeo, porém não lembrava desse detalhe, o H-1B.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Que mentalidade horrível. Eu já não vou muito com a cara da Nvidia e a cada dia menos com a Intel.

A AMD tem meu total apoio e torço pra que continue crescendo e mantenha as boas práticas que já me agradavam já de longa data.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Link interessante de análise.

https://www.cpubenchmark.net/high_end_cpus.html

AMD Ryzen 9 5950X – 46198 – $727,87
AMD Ryzen 9 5900X – 39552 – $499,99
Intel i9 12900K – 37310 – $618,78
Intel i7 12700KF – 30051 – $409,88

Me parece que em linhas gerais a AMD está com um custo x benefício superior ao da Intel. O 5900X entrega uma performance muito boa por um preço acessível se comparado com outros processadores topo de linha.

Eu não me lembro de ter comprado CPU AMD, sempre fui de Intel desde os tempos de 486. Pelo visto isso vai mudar. lol

Luiz Siqueira
Luiz Siqueira
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A Intel não deveria dizer isso publicamente, sendo que ambas dependem uma da outra já que a arquitetura x86 é da Intel e x64 da AMD e ambas sempre que possível trabalham juntas e compartilham das duas tecnologias por licenciamento. Possuem até liberdade de implementar novas tecnologias proprietárias que quiserem em seus processadores, mas a compatibilidade é discutida por ambas. A Intel é de 1968, a AMD é de 1969, e a Intel até cedeu sua tecnologia para a AMD, acabando com a imposição da IBM que não queria um único fornecedor de processadores para seu IBM PC na época. AMD sempre inovou e trouxe grandes melhorias a arquitetura, o que custa a Intel reconhecer pelo menos uma única vez a concorrente. Inveja desnecessária, são duas grandes fabricantes e desejo que continuem inovando. Reconhecer o rival não faz mau algum.

Juca
Juca
Responder a  Luiz Siqueira
1 mês atrás

Aí é da pequenez de humanidade. Lembrando sempre a todos que até os tido como muito inteligentes podem mostrar, vez por outra, a ignorância dos seus egos.

error: Conteúdo protegido