Adeus Tetris da EA

Os tão “vantajosos” jogos digitais ou controlados por DRM online mostram mais uma vez as “grandes vantagens” que oferecem aos jogadores.

Tetris Mobile… quem conhece? É um jogo EA… um jogo de Tetris, ou melhor… um simples jogo de Tetris.

O que tem este jogo em particular? Bem, muita coisa!

É que clones do Tetris eram algo bastante comum de serem encontrados. Até que este  jogo chegou! É um jogo da Electronic Arts, e é um jogo pago. E quando apareceu, basicamente foi feita uma limpeza do mercado sobre os jogos de Tetris… Tudo porque esta versão era paga e oficial.

Ora este jogo pago, foi mais tarde substituido por uma nova versão… uma versão com compras in-game. Basicamente uma ligeira alteração que apenas tinha um consequência… Quem a tinha pago… estava agora sujeito a novos pagamentos! Nada de surpreendente na EA!



Ora depois, não contentes com isso, novas versões são lançadas, o Tetris Premium e o Tetris Blitz. Umas versões diferentes… e pagas à parte!

Seria de esperar que, com tudo isto, o Tetris viesse a ser mantido. Afinal um jogo pago, e em alguns casos re-pago, que é simples, pouco ou nada ocupa, será mantido para sempre, certo?

Pois bem, errado! É um jogo digital, e como tal sujeito aos caprichos de terceiros, sendo que, como em todos esses jogos, o utilizador tem de se sujeitar o que outros decidem fazer… Basicamente o chamado “Comer e calar”

Daí que recentemente a EA anuncia o seguinte:

Basicamente o que aqui é dito é (e desculpem se não vou ser delicado, mas estas situações são revoltantes):

Olá pacóvios…



Gostamos muito que tivessem pago pelo nosso jogo, mas olhem… chateamos-nos com isto, e queremos mandar o jogo às couves. Daí que, quer tenham pago ou não, no dia 21 vamos fechar os servidores, e isso quer dizer que vocês se lixaram todos. Não só não podem comprar mais isto, como quem o tem, vai deixar de poder jogar, o que é algo de bom pois até liberta espaço no smartphone/tablet. 

Esperamos que se tenham divertido… porque se não divertiram… azar o vosso. Aproveitem até dia 21. O dinheirinho, esse está do lado de cá, e como o jogo é digital… vocês sabiam que isto podia acontecer.

Agora falta saber é se a empresa não terá planeado um novo Tetris qualquer, fazendo isto para que os pacóvios, perdão, os fans, o voltem a comprar.

Daí que já sabem… se querem algo vosso, que será vosso para sempre, que ninguem vos pode tirar. Comprem jogos no formato físico e não dependente de servidores. Quanto ao resto o habitual manguito do Zé Povinho não cai nada mal!



newest oldest
Notify of
Felipe Leite
Visitante
Felipe Leite

Essas situações beiram o absurdo!
Bela “tradução* da mensagem Mário!
Mais uma vez a EA mostrando o quanto se importa com os consumidores.

Shin
Visitante
Shin

O Streaming é isso, Onlive por exemplo, Sony comprou eles, eles garantiram 1 mês de suporte depois fecharam as portas. Cloud Game é sobre a indústria poder modificar o conteúdo ou fornecimento sem consentimento, por isso todos em algum nível querem isto principalmente aqueles cuja a gestão de jogos é parte de um outro tipo de negócios como o Google.

A indústria está usando a imprensa como máquina de propaganda para levar os jogadores para a digitalização e retirar os direitos de tangibilidade dos produtos. A indústria ela não quer vender porque empresas tecnológicas sempre dependeram dos comerciantes para obter sucesso do público mas de 2000 pra cá surgiu esses grandes blocos de venda online planificando a competição e agora na era digital eles podem controlar toda a coisa. É por isso que empresas como a Microsoft ou a Tesla que nunca tiveram produtos com verdadeiro sucesso comercial são sucesso no mercado de ações, pois detendo os meios tecnológicos eles podem controlar todo o segmento.

E no futuro? Chegará um dia que essas corporações também serão entidades financeiras, elas controlarão seu dinheiro e substituirão governos com uma autarquia tecnologica. Os gamers estão sendo bombardeado por recursos de controle mental para que esses grupos se envolva com a definição de futuro que as empresas oligárquicas querem.

O futuro dos jogos não é uma coisa boa como pensam. Quando eles começarem a colocar chips nas pessoas falando de segurança de informação. Quando colocarem lentes e íris conectadas a redes, quando começarem a falar de internet 5.0 e humanos 2.0. Verão como essas empresas ambicionam mudar a natureza e individualidade das pessoas com o único propósito de manter seus impérios Oligárquicas. A tecnologia não é diferente do mercado de Drogas, só é politicamente correta, mas tem os mesmos propósitos. Empresas como a EA são parte significante disso.

Estamos a menos de 20 anos disso e o relógio correndo.

bruno
Visitante
bruno

Concordo a 100%. Por isso para mim, quase exclusivamente o fisico e em versoes completas.

So uma coisa, tanto quanto sei a Sony adquiriu o Gaikai, nao o Onlive e do Onlive so adquiriu as patentes.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Com o avanço da tecnologia, a qualidade de vida das pessoas deveria aumentar e vivermos num mundo de sonho.
Mas justamente o contrário é que acontece.

No topo da pirâmide estão os mais gananciosos e astutos, que se não forem meio sociopatas não vencem as barreiras da competição pra estarem alí, e se alimentam da grande massa ignorante embaixo que montam diariamente uma forma de autodestruição e são governados pela dopamina proveniente de cliques, compras ou qualquer imediatismo possível, e nem percebe o que o pouco que tem lhe será tirado.

Aquele cara da EA não lembro o nome agora e nem é bom falar, vai que atrai.. não suporto ver a cara desse sujeito desde aquela época do Battlefront 2.

Isso agora será ofensivo a algumas pessoas, mas compro midias só físicas, primeiro porquê gosto, e pra apoiar as coisas que acho importantes serem mantidas, como o conto do beija flor que leva água no bico pra tentar apagar o incêndio na floresta.. nesse mundo cada vez mais digital, alguma coisa analógica, tangível, está fazendo falta.
Lembro a época em que eu comprava revistas, lia livros, desenhava a mão invés de programas… me parecia mais saudável. Hoje em dia eu só escrevo quando vou assinar meu nome em algo.
Agora que temos abundância de informação, algo foi substituído, e foi o contato com a terra e com as pessoas e mais importante, com Deus.

Voltando a mídias físicas… não gosto da dependência exagerada de internet que está crescendo dia a dia. Streaming me dá calafrios.
Vai chegar o ponto onde a internet estará no nosso cérebro diretamente.
Só agora percebo o tremendo cavalo de Tróia que a internet é.

Aqui estamos:

https://youtu.be/P48ZB1I6QPc

Sinto muito pelo negativismo nesse comentário

Livio
Visitante
Livio

Rapaz não tiro um milésimo da mensagem que este vídeo traz. É 100% o que vivemos agora.

Na maioria das vezes no deslocamento casa-trabalho-casa vou no metrô sem olhar ao celular, observando a visão externa e as pessoas no interior e quase 100% delas estão com a cabeça abaixada olhando o celular. Engraçado foi o dia em que Whats e Face tiveram problemas, foi o único dia em que vi as pessoas olharem para os outros e a observar o ambiente externo.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Livio, uma coisa que me irrita é quando a pessoa fala com a gente mexendo com isso, dá vontade de arrancar o celular da mão da pessoa e jogar longe

Mas as vezes é meio sinistro olhar em volta e perceber que está todo mundo vidrado em seus celulares, é como se estivesse em um episódio de Black Mirror

Brunoab
Visitante
Brunoab

a internet estragou com as rede sociais.

redes sociais são feitas para alienar as pessoas e hoje estamos onde estamos com até nazismo reaparecendo por causa do facebook, twitter, whatsapp… pq fanatizar as pessoas aumenta a audiência das redes sociais e o lucro das empresas.

gostaria que a primeiras vitimas da alienação e fanatização das redes sociais fosse os proprios criadores e mantenedores delas… mas isso não vai acontecer, como sempre as primeiras vitimas disso são os pobres e não bilionários igual o zuckeberg

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Realmente, redes sociais é um negócio bizarro
Já estive viciado nisso, houve uma época em que o Twitter era como crack na minha vida, mas hoje estou curado disso

AlexandreR
Visitante
AlexandreR

É muito triste isto acontecer!
Lembrei me que comprei o driveclub em promoção, digitalmente.
Mas devido à falta de espaço, pois 1 Tb para esta geração é curto, tive que o eliminar.
O mesmo ainda se encontra disponível para fazer download ou também já desapareceu?
É que isto infelizmente poderá acontecer com outros jogos antigos.
Eu durante esta geração comprei alguns jogos digitais na minha ps4, para poder partilhar com o meu irmão( que está no Porto). Mas os próximos jogos que irei comprar vão ser físicos!
E se aderir a nova geração também irei adotar o formato físico!
(Por momentos tinha achado que o digital era o futuro e o ideal, pela partilha do jogo e também devido a ideologia da steam estar a correr bem)

bruno
Visitante
bruno

Driveclub desapareceu da loja! Se o tens na tua lista de downloads estás com sorte, se não azar!

Eu só compro digital se a isso for obrigado.

Na mesma Nha PS3 tenho tudo com download feito para o caso de encerrarem a loja (e qualquer dia acontece).

Jefferson
Visitante
Jefferson

Eu gosto quando aprendo palavra novas nesses textos,

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Eu me lembro que a Microsoft fez isso com o primeiro Forza Horizon no Xbox 360. Ela simplesmente removeu da loja. Se você comprou a versão digital, e por algum motivo precisou fazer novamente o download, não estava mais disponível, mesmo que tenha pago. Só se comprasse um Xbox One e fizesse o download nele. Porque ele foi lançado no One também pela retrocompatibilidade.

José Galvão
Visitante
José Galvão

Não percebo a parte de ficar sem acesso ao jogo, na PSN e no Live muitos jogos foram retirados mas continuam na minha biblioteca para sacar e jogar quando quiser.

Isto não me admira porque num mundo em que me é cobrado para remover publicidade no solitária do Windows, tudo é possível.