Benchmarks do Ryzen 3600 mostram resultados surpreendentes

O CPU foi colocado lado a lado com o Ryzen 2600, o i5 9400F e o i7 9700K. Os seus resultados surpreenderam!

O Ryzen 3600 é o substituto do Ryzen 2600. Nesse sentido ele foi colocado lado a lado com este, de forma a se verificar as performances face à geração anterior.

Foi ainda colocado lado a lado com o seu competidor directo da Intel, o i5 9400F e um outro intel, o i7 9700K.

Como é que este processador se saiu nos testes?

Bem, o Ryzen 2600 é mais lento 300 Mhz, atingindo uma velocidade de Boost de 3,9 Ghz, ao passo que o 3600 alcança os 4.2 Ghz.



Mas apesar da diferença ser de apenas 7% nas velocidades de relógio, a performance é bem diferente, com o 3600 a conseguir resultados melhores em 25% que o 2600!

Os testes face ao i5 9400F, o concorrente do 2600, e cujo preço desceu recentemente foram bem diferentes. No teste de processamento com um único núcleo, o 3600 bateu o i5 por apenas 5%. Mas quando passamos para os testes com todos os núcleos, o Ryzen 3600 bateu o i5 9400F da Intel por 44%.

Nos testes do Userbenchmark o que vemos é que o Ryzen 3600 correu em média a 3.75 Ghz e 4.05 Ghz, longe do seu potencial de 4.2 Ghz.

Eis então os valores obtidos nos testes, em perspectiva. O Ryzen 3600 é a referência, representando 100%, sendo que todos os restantes processadores são medidos em percentagem acima ou abaixo deste valor.

leaked benchmarks of ryzen 5 3600s
Os testes do Geekbenc (123) foram dados a conhecer pelo utilizador Apisak, ao passo que os testes do Userbenchmark (12) são originários do  Reddit. Outros dados desta table tem como fonte os respectivos benchmarks dos diversos processadores, ou dados na página oficial do fabricante de cada processador.

De notar que existem dois testes ao Ryzen 5 3600, o numerado com (1) realizado numa motherboard com o novo chipset X570, e outro, numerado com (2) com outra motherboard com o chipset actual, o X470. As diferenças de performance com a mudança de chipset são notórias.

O único processador usado nos testes que bate o Ryzen 5 3600 é o i7 9700K, que o bate em 12 e 5% nos testes do Geekbench, e em 9% no teste userbench com un único núcleo. Já no teste multibench de vários núcleos, o i7 9700K fica atrás em 4%.

De referir que estes novos Ryzen possuem uma enorme capacidade para overclok. E é esperado que o 3600 possa ir aos 4.4 Ghz sem problemas, o que lhe permitirá performances adicionais.

 



newest oldest
Notify of
nETTo
Visitante
nETTo

Dizem que os cpus da nova geração de consoles é baseado neste processador, e caso assim se confirme estes resultados ai são animadores face ao que se tem hj com os Jaguar, e ainda nos deixam ainda mais impressionados caso levarmos em consideração a forma que os cpus de consoles são otimizados.

Mario, imagino eu que usando linguagem de baixo nível um processador desses consiga atingir resultados ainda melhores?

Livio
Visitante
Livio

[OFF] Na conferência vi falarem de Zen2 e navi no Scarlett, ou seja, tudo parecido com o PS5. Provavelmente vai ser igual a esta geração, com hardwares bem semelhantes e com diferenças nos mínimos detalhes

bruno
Visitante
bruno

Sim. A conferência deu cabo de todos os rumores com hardware especial na próxima Xbox, nomeadamente zen 3 e Arcturus. Está provado que anda muito fanboy a tentar espalhar desinformação e a cozinhar especificações do nada.

O que não entendi, e já passei o vídeo duas vezes, é se eles, quando referiram o poder de 4x, se era da S ou da X. Foi difícil de compreender.

E a conferência foi uma seca e muito desapontante. Novo IP, além do bleeding edge, da Ninja Theory era treta. Novo IP da playground – nada. E a Turn 10 nem ui. E ficou a dúvida – Halo Infinite Sairá para a atual geração Xbox?

Uma coisa está clara desta conferência: a MS está a guardar as fichas que pode para o lançamento da Scarlett, confirmado para o Outono de 2020.

O mais preocupante foi o contínuo foco no online e GamePass. A maioria dos jogos anunciados era para isso, joguinhos baratos, MMO e sobretudo índies. O pior é que jogos mais interessantes como Gears 5 nem tiveram muito a ser revelado e mesmo nesses foco no múltiplayer.

Pá, mas quem é que continua a insistir que o Phil Spencer está a dar a volta à Xbox?