Bright Memory… Um grande pequeno jogo, com uma história que extravasa o ecrã

Bright Memory foi um dos jogos apresentados, com destaque, pela Microsoft, no seu Inside Xbox. Mas será que teria tido o mesmo destaque se a Microsoft soubesse a história toda que envolve o jogo?

Bright Memory… Um jogo com muito, mas mesmo muito que se lhe diga.

Foi o jogo que abriu o Inside Xbox, e o jogo que mais destaque teve a nível de jogabilidade. Foi um dos jogos mais falados, até porque, por incrível que possa parecer, este foi dos jogos visualmente mais impressionante ali mostrados.

Programado por apenas uma única pessoa, este jogo foi lançado previamente para PC, e vendeu já 192 mil cópias, sendo que o autor tem como intenção expandir-se para a XBox.

Ora o que poucos sabem é que este jogo, custa apenas 7 euros… E custa apenas 7 euros não só porque é um jogo Indie vindo da equipa mais pequena que se pode imaginar (a já referida uma pessoa), mas o jogo completa-se em apenas 47 minutos. A Microsoft na demonstração de 1m 29s mostrou mais de 3% do jogo total!



O que ele este senhor não revelou foi que, para fazer o jogo, muita da geometria, modelos, musicas e outros, foram pura e simplesmente retiradas de locais sem serem pagas, e usadas no jogo.

Num post colocado no Weibo, e entretanto apagado, o Chinês autor do jogo, reconhece que usou sites piratas para obter modelos não licenciados que usou no seu jogo.

O mais engraçado é que o autor do jogo, podia vir referir que, agora com o jogo a render dinheiro, que poderia pagar os modelos usados. Mas não… o que este refere é que caso o jogo renda, que contrata alguém que faça modelos para substituir os existentes.

Mas pagar aos autores dos modelos originais… nada!

Sabe-se entretanto que alguns dos autores de alguns modelos já apresentaram queixas, e que o jogo teve de trocar modelos à medida que as queixas vão aparecendo. Não se sabe se os novos são igualmente não licenciados ou licenciados, mas sabe-se que apesar dos modelos novos, as animações não estão ajustadas. Vejam um exemplo, onde o modelo que está na animação de baixo, do lado esquerdo, foi trocado pelo do lado direito. A animação está longe de ser igual, e ter o mesmo efeito:



Passou-se de uma criatura assustadora que exibe as presas a uma espécie de leão mascarado de peixe, que parece estar com sono.

O boss final, por exemplo, perdeu o escudo que trazia, igualmente por este não estar licenciado:

Mas como já foi referido, a questão não abrange apenas modelos… Algumas melodias que na versão original tocavam quando da carga dos níveis foram retiradas, dando agora origem a total silêncio.

Basicamente este é um jogo que foi colocado à venda ilegalmente, e que, agora corrigidas ou não, foi criado e teve o seu sucesso inicial à custa de ilegalidades.



Daí que, mesmo corrigido, se questiona se Microsoft ou Sony deverão tê-lo nas suas consolas! Mesmo reparando os erros, nada invalida que o jogo saiu usando itens piratas e ilegais. Se as marcas de consolas apoiarem um jogo que fez este  tipo de coisas, tal será chocante…

Pessoalmente, sabendo isto, nunca irei apoiar este jogo. E ficarei extremamente desgostoso se alguma das marcas de consolas colocar este jogo disponível.

Os direitos de autor são um bem precioso, e se as marcas gostam de ser respeitadas quando toca aos seus, tem de se mostrar indignadas quando toca aos dos outros. O trabalho de cada um tem de ser respeitado, e ganhar dinheiro à custa do trabalho dos outros é algo que mostra um baixeza de caráter revoltante, algo que os chineses, mais que ninguém, costumam fazer.

Fonte



3 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Deto
Deto
1 mês atrás

Eu aposto que esse jogo vai ter o mesmo fim de outros jogos apresentados em lançamento de console que desaparecem.

Rui Teixeira
Rui Teixeira
1 mês atrás

Como é possível este jogo ainda estar à venda em qualquer que seja a loja? No momento que é denunciado e provado o roubo de assets para fazer o jogo, este deveria de ser imediatamente retirado das lojas, não é ficar à espera que o autor troque os assets por outros. E o que dizer de um jogo assim ter sido apresentado numa conferência de um companhia do tamanho da MS (ou de qualquer outra). Quem faz a escolha dos jogos a apresentar não faz uma pesquisa do jogo em si? Eu agora roubo tudo para fazer um jogo, ganho uns quantos milhares e ainda tenho a recompensa de ver o meu jogo apresentado numa grande conferência e… não se passa nada!
Aonde chegamos e aonde chegaremos!

Rodrigo Barbosa
Rodrigo Barbosa
1 mês atrás

Isso mostra como aquele Inside Xbox foi mesmo um grande vexame. Anunciado como um evento que iria mostrar gameplay de jogos do Xbox Séries X, o único jogo da apresentação que aparentava ter pelo menos gráficos da nova geração, na verdade é um jogo pirata. Tenho quase certeza que a Sony não vai cometer essa grande mancada na sua apresentação agendada para o dia 4.

error: Conteúdo protegido