Cloud Gaming da Xbox agora oficial em 22 paises. Abrange consola, PCs com Windows 10 e aparelhos Apple via browser.

5 3 votes
Avalie o nosso artigo

A Microsoft iniciou oficialmente o seu serviço de Cloud Gaming.

São 22 os países suportados pela Microsoft para a estreia do seu serviço Xbox Cloud Gaming, e sim, Portugal e Brasil, os maiores representantes dos países de língua Portuguesa, estão incluídos.

O serviço está assim disponível aos possuidores de consolas Xbox com Gamepass. Apesar de, neste campo, a Microsoft não ser clara, acreditamos que tal abranja todas as consolas desde a Xbox One.

Está igualmente disponível para os utilizadores PC com Windows 10, e para os possuidores de aparelhos Apple, estes últimos via browser.

Os jogos ali disponíveis correrão nos servidores da Microsoft, em Hardware Xbox série X, e serão disponibilizados a 1080p 60 fps. Dos jogos disponíveis, mais de 50 estão preparados para controlos touch, apesar que o recomendado é mesmo o uso de um controlador ligado por bluetooth.



Os requisistos para este sistema são apenas um dos aparelhos acima referidos, e uma ligação ativa à internet ou pacote de dados no caso de ligações pela rede móvel.

Para mais dados, visitem o seguinte link.

 



5 3 votes
Avalie o nosso artigo
8 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
29 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Passo muito bem sem este Xflop, por mais que seja até interessante, más depois de ver gente com Internet de primeiro mundo a ter lang meio que desmotiva esta proposta, e antes que chegue a Trindade a cair em cima que a Internet vai evoluir até isso estar prefeito, sim concordo, más não se esqueçam que consoante a Internet vai evoluindo a nível de tráfego, os preços também vão disparando.

Francis
Francis
Responder a  Daniel Cardoso
29 dias atrás

Não acho que é flop, justamente porque a Microsoft vem construindo o Xcloud a passos curtos e visando o futuro, diferente do Google Stadia que já vendeu como algo que já funciona 100% e é uma das melhores formas. Então vejo que a Microsoft vem construindo esse serviço junto com o Xbox Game Pass e Xbox Game Studios, onde primeiro estão construindo um catálogo acessível e uma base para o futuro e nestes últimos 2 pontos parecem estar indo bem em seus planos.

Andrio
Andrio
Responder a  Mário Armão Ferreira
28 dias atrás

Falando em qualidade, tem um rumor do kojima estar trabalhando com a ms em um jogo para cloud e que pode ser algo por episódio. Se essa moda pegar de jogo por episódio estamos ferrados.

Juca
Juca
29 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Do ponto de vista de acessibilidade (financeira e de mobilidade) é algo bom, mas temo que esse modelo de negócios possa levar a um dano irreparável à qualidade da indústria. Portanto, que não contem com meu apoio. Continuarei comprando Doom, Forza Horizon e outros jogos que eu curto, mesmo estando em qualquer serviço de streaming.

Shin
Shin
27 dias atrás
Avalie o nosso artigo :
     

xCloud pode ser melhor para a europa onde a fibra ótica está bem difundida e países estão amarrados em alta conexões. Não é algo que vai remar para trás, agora para além do console fixo, basta um controle e uma conta digital para acessar a biblioteca de jogos que a Microsoft oferece. Uma boa introdução para abrir as portas dos títulos que a Microsoft adquiriu nos últimos anos e devem ficar exclusivos nessa rede de distribuição. Assim a Microsoft se torna a maior rede de conteúdo gaming depois do próprio Steam, porém eles ainda possui a mesma pendências de não ter na mente das pessoas a enraização de um dispositivo terminal adequado.

A Microsoft deve está tentando fazer um acordo matador com a Nintendo pois o Nintendo Switch, bem como futuros consoles de mão Nintendo oferece um ambiente fértil para o engajamento do xCloud como nenhum outro. Para isso eles precisam quebrar o gelo da empresa japonesa que tem seus próprios interesses e a própria pretensão de se extender através do Streaming daqui para frente.

O que virá a seguir é que o componente Streaming se tornará uma parte fundamental das redes digitais. Como os consoles tem pouco espaço de armazenamento ou os Downloads podem ser demorados, o incremento de qualidade de serviço permite que os usuários deixe parte de sua biblioteca ativa no Streaming. Até que confortávelmente o modelo vire e o usuário não precise de terminais caros.

Quando isso acontecer o mercado de jogos irá resetar e voltaremos ao primórdio da era NES onde produtos ligados na TV era simples e feitos para diversão.

error: Conteúdo protegido