Como estão os lucros da Nintendo, Microsoft e Sony?

Vamos analisar algumas das fontes de receita das principais empresas!

As receitas das diversas marcas são, naturalmente, diferentes. Uma base de utilizadores diferente, um conjunto de serviços diferentes, preços diferentes, ofertas diferentes, suportes a serviços diferentes, enfim, há uma série de factores que levam a que os valores mudem de empresa para empresa.

Vamos tentar analisar as receitas de cada uma das empresas, baseado nos dados disponíveis.

Eis então aqui alguns gráficos. Eles são propriedade da IHS Markit, uma empresa de estudos de mercado, e analisam o mercado em 2015, 2016, e 2017 (valores estimados dado que não há ainda resultados finais).

Vamos então ver:



O gráfico mostra as receitas das diversas empresas em 2015, 2016 e 2017 (estimado), relacionado com tudo o que o consumidor gasta em hardware, conteúdo para jogos e serviços relacionados com a plataforma e geridos pela empresa.

Note-se que plataforma implica todas as consolas da empresa!

E ele mostra dados curiosos!

Comecemos por 2015!

2015

A Nintendo com a sua Wii, Wii U e 3DS gerou em 2015 algo perto dos 6 mil milhões de receita, sendo que a Microsoft com a Xbox One e Xbox 360, gerou algo perto dos 12 mil milhões, e a Sony, com a PS4, PS3 e Vita, algo perto dos 18 mil milhões.

Em 2015 a louvar-se alguma empresa pelos resultados obtidos seria a Microsoft. Apesar de nesta altura a PS3 e a Xbox 360 possuírem o mesmo mercado, e a PS4 não estar ainda com uma margem de vendas 2:1, a realidade é que as receitas da Microsoft eram bastante mais elevadas. Este foi aliás um tema já abordado na devida altura aqui na PCManias, e onde davamos a conhecer que a gestão da Microsoft estava superior à da Sony!

2016

Em 2016 vimos basicamente uma quebra da Nintendo para alto perto dos 4,9 mil milhões. A Microsoft também cai para perto dos 11 milhões! Já a Sony sobe para algo perto dos 19,5 milhões (A IHS faz referência a este valor em específico, referindo-o como 19,7 mil milhões)!



Num gráfico mais detalhado, eis as receitas que advieram de cada uma das consolas:

A Sony conseguiu 17,8 mil milhões de receita só com a PS4, sendo que a Microsoft obteve 9.1 mil milhões com a Xbox One. A 3DS foi a consola que mais receitas obteve para a Nintendo. As restantes receitas advieram das outras consolas no mercado.

2017 (Valores esperados)

De acordo com as previsões feitas por esta empresa, e que precisam ainda de ser revistos face à realidade, 2017 vê nova subida da Nintendo, em parte pelo lançamento da Switch, indo para os 5 mil milhões.

Certamente os valores serão bastante superiores, uma vez que o sucesso da Switch bateu todas as expectativas que se poderia ter em Março de 2017, altura em que esta previsão foi feita

Quanto à Microsoft, o previsto em Março é que não altera basicamente nada as receitas de 2016. Não sabemos tambem se aqui já se contabilizava as receitas de uma One X a 500 euros (note-se que falamos de receita e não lucro).

A Sony é a única que se prevê que volta a subir as receitas, passando para perto dos 21 mil milhões e pela primeira vez aproximando os seus valores face à Microsoft daquilo que é a diferença na base de utilizadores, o 2:1. No entanto há ainda que se referir que dificilmente qualquer previsão de 2016 poderia esperar os valores recorde alcançados pela Sony quer nas vendas do periodo de Natal, quer nas vendas anuais, no número de utilizadores que pagam PSN e na venda de jogos.

Para que se perceba melhor como esta previsão pode estar a falhar, 2017 foi o melhor ano da história da Sony a nível de receitas da divisão de jogos! E isto não sei se seria previsível tomar-se em conta na altura!

Daí que será muito interessante ver estes dados quando forem actualizados em meados de 2018, mas mesmo assim o estudo para este ano é interessante pois mostra a evolução estatisticamente prevista perante os resultados dos anos anteriores.

 



Posts Relacionados

  Subscribe  
newest oldest
Notify of
Livio
Visitante
Livio

A receita de 2016 da divisão Xbox aproxima do que é informado neste link, valor em torno de $9,35 bilhões.

https://www.visualcapitalist.com/chart-5-tech-giants-make-billions/

Mas sabe porque eu coloquei o link? Um defensor do Xbox disse que os 11% do gráfico refere-se ao valor da divisão Xbox em relação ao valor de mercado da MS, na época $536 bilhões. O problema é que ele esqueceu que acima do gráfico há a seguinte informação: 2016 Revenue. Depois que o corrigi este não teve a coragem de me pedir desculpas, visto que anteriormente ele me chamou de burro e cego porque ali eram dados “concretos” do valor da divisão.

O estranho é que em nenhum canto da internet informa que a divisão Xbox tem aquele valor de 11%, ou $58,96 bilhões segundo eles. Mas sabe de onde alguns tiram estas conclusões? Tem um vídeo de uma galerinha do YT que falou isso, preciso dizer quem foi?

Netto
Visitante
Netto

Eu sei @Livio, o Xbox Mil Grau

bruno
Visitante
bruno

Se esses números forem verdade, Livio, então a MS está muito atrás da Sony nas receitas da divisão de jogos.

E curiosamente, é também aquela que continuamente aposta em novos IPs e novos jogos singleplayer.

O que é que os senhores que sempre falaram dos lucros da MS com a Xbox, e como o facto de ser tão lucrativa provava que a única alternativa possível neste mercado eram as subscrições e os DLCs e afins no multijogador têm a dizer?

Igor
Visitante
Livio
Visitante
Livio

Rapaz estava esperando você postar isso ontem.

A notícia tem prós e contras.

É uma boa medida para o consumidor? É sim, principalmente para aqueles que não compraram jogos.

E qual o contra disso? Você vai pagar uma assinatura e no final você não vai ter o jogo.

Com isso a MS implementou uma se suas políticas de 2013, a que não era permitido revender ou emprestar jogos, mas com uma leve alteração a favor da MS pois agora o usuário não é dono da cópia do jogo, em 2013 o usuário teria a cópia do jogo.

XGP é um serviço de aluguel de jogos e o catálogo pode ser alterado, nada impede que estes jogos lançamentos sejam ofertados no início e sejam removidos poucos meses depois. e nesse caso aqueles que passaram 3 ou 4 meses pagando um assinatura e não finalizaram o jogo terão que comprar uma mídia(física/digital) caso o jogo saia do catálogo, ou seja, já pagou por uma assinatura e teria que gastar mais na compra de uma mídia caso queira continuar o jogo.

“O XGP é muito vantajoso pq com R$30,00 mensais tenho acesso a 100 jogos” – Sim é uma afirmação verdadeira, mas quem em 1 mês vai jogar 100 jogos? E pode até jogar mas vai aproveitar por completo cada jogo? Fora o tempo perdido para fazer o download de cada um. Vai depender do tempo livre de cada um. Indo para o meu caso que nas férias da graduação tenho um tempo livre de no máximo 2 horas por dia, e mesmo assim não consigo jogar todo dia, em um mês teria algo entre 15 e 20 horas ou seja em 1 mês só aproveitaria praticamente 1 jogo. Imagine um jogo com muitas horas de jogo, ao estilo HZD, passaria 2 ou 3 meses para finalizar, gastaria algo em torno de R$90,00 em assinatura e depois ficaria com as mãos vazias pois não sou dono da cópia.

Daí nem cito a assinatura da Live porque de qualquer maneira o usuário vai ter que assinar.

Já que você gosta de colocar links te pergunto, você ainda acredita em notícias assim?
“http://www.eurogamer.pt/articles/2018-01-24-a-xbox-promete-coisas-entusiasmantes”
Já são quase 5 anos(divulgação do One) em promessas e pouco resultado. Lembro que antes das últimas 3 conferências da MS da E3 esse mesmo tipo de notícia surgia, eu criava um hype pois queria ver uma concorrência forte, aí chega a E3 e vejo uma conferência fraca.

Igor
Visitante
Igor

Esse tipo de serviço seria ótimo para os jogos da Sony, jogos esses que você zera em uma única tarde em poucos horas e depois não tem mais o que fazer. Seria um ótimo custo benefício.😉

Livio
Visitante
Livio

Tarde, período compreendido entre meio dia e 18 horas, com 6 horas de duração. Só 3 jogos podem satisfazer a tua afirmativa: The Order e quem saiba Knack e Little Big Planet 3.

Informação adicional. A MS disse que seus jogos ficarão permanentes no programa.

Segunda informação adicional. Arnaldo DK, famoso defensor do Xbox, disse na live de gameplay do beta de Sea of Thieves que o jogo é lento e que não duvida ser um flop. Infelizmente ele removeu o trecho do vídeo em que falou sobre o flop, quem saiba foi uma pressão da MS por ele ter ganho no 0800 a X.

By-mission
Visitante
By-mission

Até removeu mas já está salvo em outros canais..

bruno
Visitante
bruno

Lento não significa necessariamente ser mau. Knack é um jogo que é bastante frustrante e lento, mas no entanto já o passei duas vezes.
(e lento como? Gostaria de ver um video sobre isso.)

A dizer a verdade de todos os exclusivos anunciados, este é o que me tem mais curioso quanto mais não seja pela reputação do estúdio.

Livio
Visitante
Livio

@Bruno Ontem vi o vídeo antes da edição e para mim o lento que ele afirma(Arnaldo DK) é gastar minutos navegando, estar a bordo do navio e nada acontecer. Há outros pontos que ele criticou no caso o não aparecimento dos nomes dos aliados quando estão a uma certa distância, o que pode fazer pensar que é um adversário.

Não joguei AC:Black Flag mas ele disse que se Sea of Thieves pegasse um pouco da mecânica de Black Flag e jogo seria melhor.

Até defendo o “lento” no fato de ter que navegar entre os pontos, é um jogo de piratas e o navio seu principal meio de transporte!! Entretanto aqueles que são muito acostumados com a frenética do atira, corre, esconde poderão ter rejeição ao SoT.

Livio
Visitante
Livio

O Youtuber brasileiro que apoia o Xbox e foi um pouco mais sensato ao falar dessa novidade do XGP foi o Carpenedo, mostrou seus argumentos de como o programa será vantajoso porém ele deixou a informação incompleta, logo no começo ele diz que “você pode comprar o jogo e ele é seu”, mas não complementa que a assinatura dos serviços não quer dizer que fiques com a cópia do jogo.

O engraçado foi ver nos comentários, se o Mário já acha preocupante o valor de U$10,00 na assinatura de um mês para desfrutar de um jogo lançamento então o que pensar da ideia de compartilhar a conta? Com a live sei que pode usar uma conta em mais de um aparelho(assim como a Plus), mas com a XGP não sei. Ou seja se antes tinha 2 pessoas a ter acesso a um jogo lançamento e ter a receita de U$20,00 agora a ideia é ter as 2 pessoas a acessar o jogo mas a receita recebida pela assinatura será somente de U$10,00.

Enfim a MS fez os seus cálculos e com certeza essa mudança é muito vantajosa para ela(esqueçam do papo pró consumidor, pois quase 5 anos atrás ela não era). Fora que hoje teve a noticia de uma loja que iria deixar de vender os consoles Xbox por ver que essa novidade só traria benefícios à MS.

Edson Nill
Visitante
Edson Nill

Bruno, em nenhum momento disse que é bom ou ruim, simplesmente que é o futuro os jogos como serviço. Não sei pq tanta demonização em cima da ideia deles. Só digo uma coisa: Se der certo, a Sony fará o msm!

José Galvão
Membro