Control não terá modo de grafismo melhorado na Série S

0 0 votes
Avalie o nosso artigo

Control tem agora um patch para as consolas de nova geração que oferece um modo performance e um modo grafismo. Mas a série S não oferece o modo grafismo por… limitação do hardware.

Mais uma vez a Xbox série S volta a dar de si e a dececionar. Desta vez é com control, e o facto de a consola não ter o modo grafismo com suporte Ray Tracing.

Eis os modos anunciados para a nova geração, pelo produtor do jogo:

  • Performance Mode – Targets 60fps performance with 1440p render resolution and 4K output
  • Graphics Mode – Targets 30fps performance with ray tracing (transparency and reflections) at 1220p render resolution and 4K output
    • NOTE: Only the Performance mode is available on Xbox Series S. It is targeting 60fps with no ray tracing, at 900p render resolution, and 1080p output. This is a limitation of the hardware, not the game.
  • PS5 DualSense Support – Support for vibrations and triggers.
  • PS5 Activities and Help – Cards and videos that help guide you through the game, and keep track of your progress.

Basicamente o modo Performance irá correr a 1440p nativos, re-escalados para 4K, tanto na série X como na PS5, e a 60 fotogramas por segundo

O modo grafismo desce os fotogramas para 30, bem como corta a resolução para os 1220p, re-escalados para 4K.



A série S essa fica-se aquem! O modo performance existirá, com o jogo a correr a 60 fps, mas a… 900p nativos, re-escalados para 1080p.

Já o modo grafismo… esse fica de lado. O motivo referido pela equipa é claro… “limitação do hardware”.

Basicamente o que se quer dizer é que esta consola atiraria o jogo para resoluções inaceitáveis nos dias de hoje, e se há devs que aceitam isso bem, outros não. Seja como for, recorde-se que este é um jogo criado para as consolas da geração anterior, que aqui leva uma recompilação com acréscimos, mas sem qualquer melhoria para o novo hardware.

 



0 0 votes
Avalie o nosso artigo
49 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Carlos Zidane
Carlos Zidane
4 meses atrás

Limitação de hardware de um aparelho de nova geração face a um jogo de antiga geração…
Isso é bizarro.
Aposto que tem a ver com essa memória porca

Sparrow81
Sparrow81
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Economizaram demais no produto mais caro da nova geração. Esse console é caríssimo pelo que oferece.

Deto
Deto
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Acho q não é bem um patch, é um Port da nova geração.

Do Gaf:

Control UE PS5 – 25 GB
Control UE PS4 – 39 GB
Control UE XSX – 42 GB

nETTo
nETTo
Responder a  Deto
4 meses atrás

Só 25GB contra 42GB do XSX???

Rapaz, diferença considerável em, Kraken destruindo na compressão

Deto
Deto
Responder a  nETTo
4 meses atrás

E também o Kraken é grátis no PS4 e 5.

Meu palpite? Tem que pagar paga a MS se usar o BCpack e a Remedy não quis saber disso e meteu a mesma compactação grátis de PC.

nETTo
nETTo
4 meses atrás

900p
No Raytracing

Mas que bela atualização em.

Ennio Rafael
Ennio Rafael
4 meses atrás

A pergunta que não quer calar: devo jogar modo gráfico, ou perfomance? Estou no trabalho, mas pensando nisso. O que vocês acham? Em qual modo vão jogar?

Ennio Rafael
Ennio Rafael
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Eu, até o presente momento sempre fui consolista. Então 30 fps para mim não é o fim do mundo. Mas tem jogos que fico na dúvida, tipo o AC Valhalla.

Fernando Molina
Fernando Molina
Responder a  Ennio Rafael
4 meses atrás

Eu irei jogar no modo gráfico

nETTo
nETTo
Responder a  Ennio Rafael
4 meses atrás

Sem dúvida alguma jogue primeiro o modo a 30fps com Raytracing, pois ele é consistente e vc vai poder usufluir dos extras em qualidade de imagem. Depois mude pro modo a 60fps o qual lhe dará muito mais fluidez.

Começar em 60fps e depois mudar pra 30fps estranha muito pois a disporidade em fluidez é gigantesca

Relvas
Relvas
Responder a  Ennio Rafael
4 meses atrás

Essa pergunta tam a resposta mais fácil que existe. Experimenta os dois modos e vê do qual gostas mais.

Hennan
Hennan
Responder a  Ennio Rafael
4 meses atrás

Dei uma olhada nos 2 e não vejo como jogar a 30 fps. A diferença de fluidez é absurda. Os efeitos de raytracing são legais, bem como as demais melhorias, mas não chega perto do impacto do fps. Ainda mais porque não está feio em 60.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Já são pelo menos 4 jogos que não receberam Ray Tracing no Xbox Series S: Control UE, Devil May Cry 5 SE, Call of Duty Black Ops: Cold War e The Medium.

Embora o Xbox Series S também possua Ray Accelerators em cada uma das suas 20 Unidades Computacionais, ao que tudo indica possui um calcanhar de aquiles: Memória RAM. E essa situação ocorre em duas esferas: quantidade (10GB com 7.5 ou 8GB para jogos) e largura de banda (8GB a 224GB/s e 2GB a 64GB/s).

Como se tem notícia, para traçar os raios, as estruturas BVH (Bounding volume hierarchy) exigem bastante RAM (https://pt.ign.com/xbox-series-s/90846/news/xbox-series-s-programadores-dizem-que-ram-da-consola-e-um-problema-e-vai-prejudicar-os-titulos-multi). Tanto Xbox Series X quanto S compartilham da mesma GDK, e o código-fonte pode ser o mesmo para ambas as consolas, apenas reescalando presets entre a consola mais forte e a mais fraca. Inevitavelmente são 6GB de diferença entre Xbox Series X e Series S. Em um jogo como Control, caso em alguns momentos faça uso de uma grande quantidade de RAM do Xbox Series X, não vão conseguir reescalar a diferença de 6GB apenas diminuindo de 1440p para 900p. Precisariam realizar mais cortes visuais. Então Ray Tracing parece o corte mais “fácil”, já que reduz bastante a quantidade de RAM usada, ainda mais em um game como Control que é um devorador de memória.

Claro que isso não é regra. Watch Dogs: Legion possui Ray Tracing no Xbox Series S. A forma de fazer uso da memória varia bastante entre os motores e os próprios requisitos dos jogos. Alguns ignorantes tem usado a internet para falar que é preguiça de desenvolvedor. Não é assim que as coisas funcionam. Não se pode equalizar requisitos de Watch Dogs: Legion com The Medium ou outro. São jogos diferentes, de estúdios diferentes, com motores diferentes e que demandam recursos do hardware de maneiras diferentes.

Mas a limitação de RAM é algo concreto, e provavelmente durante toda a geração, a cada novo jogo lançado, vai sempre surgir a dúvida: “este estúdio conseguirá colocar RT na versão do Xbox Series S?”

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
4 meses atrás

https://twistedvoxel.com/control-ultimate-edition-smaller-ps5-better-compression/

Control Ultimate Edition

42GB no Xbox Series X
25GB no PS5.

Tenho uma hipótese, mas posso estar enganado.

Os 42GB no Xbox Series X são os mesmos 42GB no PC. Pelo que vi, o PC também recebeu esta versão “Ultimate Edition”. Caso a versão PC também tenha sido portada para o GDK, isso significa que tanto Xbox Series X|S quanto PC estão no mesmo pipeline.

Diante disso, é possível que não foi usado o bcpack em função do PC. O PS5 com Kraken e Oodle Textures possivelmente tem uma compressão muito mais efetiva do que o Xbox Series X|S e o PC usando apenas o zlib sem bcpack.

Outro ponto que reforça essa hipótese foi o Alex Battaglia dizer ontem que, ao contrário do PS5, tanto a versão do Xbox Series X|S quanto o PC estão apresentando i/o stutter. Isso pode reforçar que ambos estejam debaixo do mesmo pipeline, e que uma pior compressão pode contribuir para ocorrer essa falha.

EDIT: Não estou afirmando que Bcpack não pode ser usado no PC. Talvez em um estágio preliminar, ainda podem estar ocorrendo alguns “problemas” para que o bcpack funcione bem em ambos (Xbox e PC). Mas creio que o bcpack foi concebido para também funcionar no PC.

Deto
Deto
Responder a  Carlos Eduardo
4 meses atrás

BCpack é grátis para Xbox?

Pq o Kraken é.

Conhecendo como a MS é falastrona, BCpack é pago, pq ela iria adorar publicar como eles são “legais” e liberam o BCpack grátis para todo mundo.

Se for isso, pode ter certeza que juntando o SS e BCpack, a remedy não quiz nem saber de “dar moral” para a MS nivelando por baixo e não usando o Kraken no PS5.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Então não sei pq o Xbox tem essa diferença.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Deto
4 meses atrás

Oi Deto,

Reiterando o que foi dito pelo Mário, acho pouco provável que a questão seja custo. Mas a idéia de que o jogo não faz uso do bcpack é plausível de se supor.

Tem um artigo aqui no Pcmanias (http://www.pcmanias.com/oddle-textures-e-a-nova-ferramenta-da-rad-para-compressao-de-texturas-bcn/), mostrando que um bloco de texturas com 127MB foram comprimidos para 78MB com Zlib, 70MB com Kraken e incríveis 40MB com Kraken + Oodle Textures.

Caso o jogo tenha usado apenas zlib no Xbox e Kraken + Oodle Textures no PS5, estamos falando de 78MB contra 40MB, uma redução muito significativa, que pode sim explicar a diferença de 42GB para 25GB.

Agora, um amigo me perguntou no privado: “e se estiverem usando bcpack e a compressão não for tudo isso que se esperava?” …. aí é problema!! 😉

marcio
marcio
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Mario, uma duvida, para ter proveito oddle o jogo tem que ser feito com essa tecnologia na raiz, ou qualquer jogos podera descompactar com as velocidades prometidas com kraken?

marcio
marcio
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Entendi, obrigado.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Mário, vcs falando do oddle, me veio uma pergunta. Qual o método que a Nintendo usa para descompressão? Um Super Mario Odyssey usa apenas 5gb.

Edson
Edson
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Obrigado, Mário!!!

Relvas
Relvas
4 meses atrás

Não é nada que não se esteja á espera.

Pelo lado possitivo todas as consolas têm 60fps.
Por outro lado, mais uma vez o ray tracing faz sofrer as consolas, embora o Control seja talvez o jogo que melhor faz uso de ray tracing.

Ou começam a investir algo a sério nas consolas como o DLSS (difícil devido a ser processado por hardware dedicado), ou o ray tracing em jogos futuros vai ser para esquecer.

Espero que nas consolas coloquem sempre o frame rate em prioridade, não há resolução ou ray tracing que faça valer a pena passar de 60 pra 30fps na maioria dos jogos.

Relvas
Relvas
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Eu depende dos jogos, alguns até se comem mesmo a 30fps.
Mas na maioria passar de 60 para 30 até dá dores de cabeça, e depois com o arrasto e ghosting dos 30fps muitos detalhes gráficos nem se notam ao mínimo movimento. Há quem tente amenizar com o blur, mas para mim ainda é pior.

Muitas tvs novas têm a interpolação em game mode que ajuda muito mas apresentam alguns artefactos.

Relvas
Relvas
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Não tendo a qualidade de verdadeiros FPS, a multiplicação de quadros iguais ajuda de forma satisfatória. A interpolação de frames tem potêncial para ser bem explorado e aperfeiçoado.

O BFI também ajuda no movimento mas deixa a imagem mais escura e aumenta muito o input lag.

Vitor hugo Reale Pereira
Vitor hugo Reale Pereira
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Nao precisam do dlss, pois a tecnologia de super resolução pode ser usada pelo console sem precisar de hardwere dedicado, pois, a mesma é realizada por uma rede neural de computadores onde o hardwere roda as instruções. Não vejo em hipótese alguma dificuldade dos consoles usarem algo parecido com dlss, sem ter tanto peso e processamento.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Relvas
4 meses atrás

Esses games de início de geração são o que são. Exploram pouquíssimo do Hardware e das otimizações next gen, é muito de força bruta… É um Port bem mais ou menos e não te dá pistas de nada de como será o futuro. Daí para fazer afirmações é perigoso.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Mesmo Horizon, Ghost of Tsushima, etc…
O que vemos é as gpus que batem nos consoles no início da geração indo perdendo força ao longo dela. Depois não são nem requisitos mínimos mais.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

No mais, day one já se teve Miles Morales apresentando uma das melhores implementações de traçado de raios da indústria. Se isso não é animador, não sei mais o que pode ser.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Tenho a mesma aposta que você. Ray tracing deve ficar mais leve com os motores gráficos novos.

Sir. Tavares
Sir. Tavares
4 meses atrás

Isso me cheira mais à preguiça para se dedicar a fazer uma atualização descendente. Ande da REMEDY colocar as mãos no console, já havia falado mal. Outro desenvolvedores consegue tirar mais proveito desse hardware e eles não. Isso é triste, se tivesse vendendo bem como um Nintendo switch, os desenvolvedores rapidinho dão um jeito de fazer um bom trabalho. Tudo é questão de dedicação, e hoje em dia, querem as coisas mais fáceis. Saudades da época do 16 bits…

nETTo
nETTo
4 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

https://youtu.be/ayJyaaFRbT8

Finalmente um cenário justo entre os dois consoles onde se é possível analisar a folga em performance que os números do XSX tem sobre o PS5.

Acho que rende um tópico em Mario

Livio
Livio
Responder a  nETTo
4 meses atrás

Comparar Photo mode??? A que ponto chegamos.

Pô o cara dá destaque a queda de FPS em Photo Mode, creio que o Carlos Eduardo e o Mário possam explicar melhor, mas creio que em foto mode, por ser uma imagem “parada” não é necessário ter os fps altos, ter somente o necessário para que a imagem não engasgue.

hiago
hiago
Responder a  Livio
4 meses atrás

já está tudo explicado cara, o modo foto é um ótimo benchmark para análisar o poder bruto das GPUs sem interferência de gargalos e o que ficou provado é que temos 16% de diferença (o que apontavam era entre 17 a 18%) mas o modo foto não representa algo de uma game play real com várias coisas acontecendo ao mesmo tempo que exigirá mais da CPU onde o PS5 tem vantagem e deixa as coisas equilibradas novamente.

nETTo
nETTo
Responder a  hiago
4 meses atrás

A se considerar que o Alex fez está média com base em poucas cenas deste jogo, e com base nestas poucas cenas eu achei 16% ficou alto visto que em algumas cenas a diferença foi de apenas 3%, em outras 12, 17, 20.

Se for fazer uma média deste números ai da menos que 16%

Livio
Livio
Responder a  hiago
4 meses atrás

Ao escrever o comentário acima lembrei da gestão energética do PS5 que é diferenciada, modo foto ao meu ver (corrijam se eu estiver errado) tem carga inferior ao de um gameplay, logo a APU do PS5 entrega somente o necessário, ou seja, a questão do clock variável também.

Agora é ridículo a pessoa chegar neste ponto para dizer que entre hardwares há a real diferença. Como já faz mais de ano que não acompanho esses canais que se dizem ser de games eu não sei se já estão a digladiar a respeito disso, é bem provável que sim, onde alguns irão se achar o máximo com uma cena parada.

Andrio
Andrio
Responder a  Livio
4 meses atrás

Um amigo meu fã de xbox viu a chamada no twitter e veio falar comigo. Mas ele não tinha percebido que eles estava falando do modo foto uahuaa

error: Conteúdo protegido