Criador refere que jogos criados especificamente para a Scorpio passariam mal para a Xbox One

Se dúvidas haviam quanto à Scorpio ser efectivamente uma nova geração, estas declarações parecem eliminar as mesmas!

Quando a PS4 Pro foi anunciada a Sony foi criticada por quebrar a unicidade do mercado. E essas queixam tinham efectivamente razão de ser!

No entanto, ao que tudo indica a futura consola da Microsoft fará o mesmo, indo ainda mais longe, uma vez que a consola terá mesmo todas as características de uma nova geração. E isto apenas 4 anos depois do lançamento da Xbox One!

Bogdam Iliesiu é um dos programadores da Angry Mob Games que está a trabalhar no jogo Brawlout, e segundo ele há duas possibilidades de uso do hardware da Scorpio.

Uma delas é a criação de jogos pensando na Xbox One, e esses jogos poderão ser melhorados de forma a parecerem ainda melhores na Scorpio. Basicamente o mesmo que acontece com a PS4 e a PS4 Pro, mas aqui numa dimensão superior, não só porque a Xbox One é inferior a nível de potência à PS4, como a Scorpio será superior em potência à PS4 Pro.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Sure, it’s usually easy to pump up the graphics, to take advantage of the extra processing power. If the games are designed for the Xbox One, they’ll look great on Scorpio.

A questão é que Iliesiu refere que caso a situação seja feita ao contrário, isto é, com os jogos a serem pensados para a Scorpio, a passagem dos mesmos para a Xbox One dará a impressão que os jogos estão a ser jogados num antigo portátil.

If it’ll be the other way around, and the games will be pushed to the limits, to look amazing on the Scorpio first, it’ll probably feel like playing on an old laptop, when playing that game on the Xbox One.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Ora esta é uma situação que no caso da Sony não existe. Como já referimos por diversas vezes, a PS4 Pro foi criada para ser uma PS4 mais potente, mas a Sony garantiu que as suas limitações estavam de acordo com a antiga consola. E daí que o nome PS4 se manteve nas duas! A Pro não é mais do que uma PS4, mas mais potente, e mesmo que fossem criados jogos especificamente para ela, as limitações de largura de banda, memória e CPU garantiam que o jogo poderia sempre passar em condições aceitáveis, para a PS4.

Naturalmente isto não quer dizer que a Scorpio venha a ter jogos criados exclusivamente para si (com excepção de jogos VR). Tal como a Sony possui, existe uma regra interna da Microsoft que refere que os criadores necessitam de manter a paridade entre todos os produtos da plataforma Xbox.

A diferença aqui é que no caso da Microsoft tudo o que separa a sua futura consola de ser uma nova geração, é efectivamente uma política. Porque a nível de hardware as limitações não deverão estar lá! As especificações finais da consola não são ainda conhecidas, mas os rumores atuais apontam no sentido de a consola ser efectivamente bastante superior à One em todos os aspectos.

Esperemos por isso que as políticas da Microsoft se tornem mais estáveis nos próximos tempos, não fazendo as voltas de 180 graus que tão comuns se tornaram nos últimos tempos!

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (48)

  1. Não é que estou mudando de lado mas a proposta da Microsoft me parece melhor, a One oferece a retrocompatlibilidade, pode jogar os os games da 360, então a Scorpio se vai no mesmo caminho, e ao que já vimos já houve gerações de 5 anos, então 4 anos não é o fim do mundo, o suporte ao One não vai deixar de existir, só que sendo inferior a Scorpio a mesma a pode emular como a One faz com a 360, já a pro não tem potência para emular a PS4 normal por isso está presa a esta, e mesmo que tivesse seria a esta altura um preço absurdo. Com a Scorpio, a Microsoft tem duas vantagens, o hardware mais acessível (me pergunto como estará o PC a esta altura) e o software, então quando saírem os exclusivo da Scorpio ninguém vai reclamar, como quando saíram o os exclusivos da One face a 360.

    • Não entendi a do Pro emular a pS4 normal, já que os dois sao uma PS4

      • Pelos vistos há quem ainda não tenha entendido isso! A PS4 pode correr todos os jogos da PS4 sem emulação! É uma PS4!

        • Isto eu sei Mário estava a referir o hardware da PS4 PRO ser praticamente idêntico o da PS4 normal, mas a Scorpio não será assim tão idêntico ao da One, então sim penso que serão obrigados a emular a mesma. Quanto a acharem estranho a nós brasileiros “nem a si são bons” a Xbox não é mais popular por aqui não, durante a Black week a Xbox One estava 1299,99 Temers com dois jogos nas lojas Americanas e a PS4 1699,99 sem jogo algum é adivinhe lá quem vendeu mais, podes até dizer que é uma questão local mais na minha cidade vendeu muito mais PS4 que Xbox.

          • Alguns podem até ser contra mas a marca PlayStation é forte no Brasil, fez sucesso com PS1 e PS2, porém o PS3 perdeu terreno para o 360. O que tinha em comum nesses 3 consoles?

            A pirataria.

            Se a MS tivesse combatido melhor a prática da pirataria, creio que a geração passada ficaria empatada no Brasil, mas mesmo sem jogos piratas ouvia muitas conversas(metrô/ônibus) de outras pessoas contando que adquiriram o PS3.

            Os 3 consoles foram ótimos e em locais onde a pirataria não reina eles mostraram que são fortes e tiveram excelentes vendas.

            Nesta geração em que ambos os consoles estão no mesmo nível no combate à pirataria a marca PS voltou a vender mais.

          • Nessa parte do Scorpio emular o One eu tinha entendido e é o que provavelmente irá acontecer.

            Agora a parte do Pro com PS4 é que ficou sem sentido.

          • A Pro, para todos os efeitos não emula a PS4. Mas para manter total compatibilidade ela mantêm o mesmo hardware, mas mais potente, sendo que liga ou desliga partes do mesmo conforme está em modo Pro ou PS4. Assim tens o sistema mais compatível que pode existir. Sem ciclos de relógio perdidos em emulações ou qualquer outra situação que possa criar algum tipo de diferença entre os hardwares.
            Numa PS5 isto poderá ser ainda possível a nível de GPU, mas não de CPU. No entanto, nessa altura, dado que o Jaguar está agora ultrapassado isso não será problema.

    • Tens aí a chamada lógica da batata: “Se houve gerações de 5, 4 não é o fim do mundo”.
      E pela mesma lógica, se já tivemos de 4, 3 não é o fim do mundo, e se já houve de 3, 2 não é o fim do mundo.
      Aí tens de te decidir… Porque não estou a ver o comum dos mortais ter aumentos de rendimentos que compensem este encurtamento.
      Quanto ao hardware acessível da Scorpio, certamente será mais barata que um PC igual… mas daí a ir ser exactamente barata é que tenho dúvidas!

      • Um outro ponto importante é que muitos defendem a janela de lançamento do Scorpio com 4 anos após o One devido o X360 ter vindo 4 anos após o Xbox original, mas não lembram que o One veio oito anos após o X360.

        E ainda acham normal diminuir uma janela de lançamento pela metade.

        Em 2014 o xbox com hardware de quase 9 anos fez a proeza de ter uma boa conversão do Tomb Raider. PS3 com hardware já obsoleto teve a proeza de disponibilizar The Last of Us.

    • Concordo plenamente, a proposta é claramente melhor, na perspectiva de jogador. Ainda existe lucidez na internet em meio a tantos devaneios e fantasias. Que bom.

      • A proposta me parece melhor também a partir do momento de que a Sony sinaliza que continuará apoiando o modelo tradicional de gerações e com o possível anúncio de um PS5 surgindo mais rápido do que deveria.
        No meu modo de ver, quebrar a compatibilidade é andar para tras. Um PS5 não precisaria ter a compatibilidade quebrada com um PS4 Pro, eles poderiam fazer parte da mesma família.
        Porém, a Sony condenou o console a partir do momento que colocou um CPU tão manco.
        Eu sinceramente acho muito mais vantajoso comprar o PS4 nas promoções que estão sendo muito interessantes agora do que adquirir esse Pro, onde o preço não justifica a diferença.

        Não é muito mais interessante pagar isso com garantia e suporte oficial do que gastar R$2400.00 num Pro através do mercado cinza por pouco a mais?

        http://www.americanas.com.br/produto/121137960/console-playstation-4-500gb-controle-dualshock-4?chave=prf_hm_3P_dt_1_00&condition=NEW

        • Há uma série de péssimos conceitos aqui… Quase parece que falas sem conhecimento de causa, e isso sei que não é verdade!
          1 – Uma geração não necessita de quebrar com retro-compatibilidades. Apenas necessita de exclusivos. Isso quer dizer que, ao contrário do que entendo das tuas palavras, uma nova geração numa PS5 pode ser retro-compatível!
          2 – A compatibilidade com a PS4 Pro pode igualmente existir.
          3 – O CPU da PS4 PRO não é manco… é o CPU da PS4… numa versão PRO!. Parece que ainda não entendeste, apesar de o P, o S e o 4 estarem lá, que a consola não se chama Playstation Pro, mas sim Playstation 4 Pro. E por isso ela é uma Playstation 4.
          Dar-lhe mais CPU e mais GPU dava azo a pressões para exclusivos. E isso a Sony não quis. E como tu bem disseste, na Scorpio, isso mais cedo ou mais tarde vai acontecer!
          4 – Uma consola de nova geração após 4 anos, é curto. É um quebrar de um ciclo de 5 anos que até hoje é o considerado como a média normal. Uma consola lançada após 5 anos, está nessa média. Seja como for, em qualquer dos casos, o suporte à geração anterior não precisa de acabar, e a consola anterior pode aguentar-se por mais alguns anos!

          • Então, essa é a diferença de visão entre as duas companhias. Em penso que a Sony vai querer matar o PS4 como um todo com a chegada do PS5, ou seja, cai o PS4 e o Pro por que ele é só um PS4 turbinado.
            A Microsoft tendo um console que é algo a mais não está presa. O Scorpio pode transitar entre a geração Xbox One e a próxima geração.
            Agora pensa na seguinte situação, chegamos em 2020 e vai iniciar uma nova geração. Existe o PS5 e um Xbox Two. Os jogos do PS5 só estarão no PS4 Pro em uma versão específica para essa plataforma por que as limitações de hardware do console não permitem a compatibilidade para frente, porém, todos os jogos do Xbox Two são compatíveis com o Xbox Scorpio mas rodando de forma dimensionada e adequada ao hardware
            mais fraco.
            Então, nessa época o Scorpio custa menos da metade do valor da nova geração e tem mais 3 anos de vida, e o PS4 Pro está prestes a ser abandonado.
            Qual cliente estará mais satisfeito?

          • A questão que te podes colocar é:
            Que motivos há para descontentamento se sair uma PS5? E eu a meu ver, na data que referes, 2020, digo: NENHUM!
            Vamos ver:
            Porque motivos os possuidores da PS4 não podem estar descontentes?
            R: 5 anos é um periodo considerado normal para uma geração. Há superiores, e já houve inferiores, mas 5 anos é o normal. Para além do mais, uma saída de uma PS5 não implicaria a falta de suporte da PS4.
            Porque motivo os possuidores da PS4 Pro não podem estar descontentes?
            R: Porque a consola só custa mais 50 euros que a PS4, e tiveram suporte e os jogos da PS4 a 4K. A consola tambem não termina o suporte, apenas há uma nova geração no mercado!
            E quem trocou a PS4 pela Pro, gastando 250 euros a mais?
            R: Quanto a isso não tenho muito a dizer. Trocar o carro só porque a nova versão dá o dobro da velocidade não é exactamente algo normal. Até porque o modelo anterior não tinha problemas nenhuns!
            Quem o fez, tem de assumir o que fez. E se há algo a dizer… pensasse melhor quando comprou!

            Quanto à Scorpio e à One:

            Em 2020 a Scorpio continuará a ser uma One em 4K nativos. Uma PS5 será uma nova geração. A única hipotese é a Scorpio ser uma nova geração… a 1080p.
            Mas isso implicaria o abandono da One e a colocação da mesma na posição da PS4!

            Por isso, não vejo diferenças grandes… Ninguem tem verdadeiras razões para estar totalmente satisfeito. Mas nessa altura vejo mais os 50 milhões da PS4 a irem para uma PS5, do que os 25 da One a irem para uma Scorpio!

          • Peraí que foram tantas informações novas que dá uma confusão.

            Scorpio nem saiu ainda do papel e já colocam um Xbox Two, sim esse pensamento pode ser válido já que PS5 também não existe, porém já serão 2 consoles de papel na mesma empresa, Scorpio e Xbox Two.

            Como é uma resposta baseada somente em teorias gera bastante dúvidas.

            Por qual motivo somente a Pro receberia versões específicas de jogos do PS5, somente devido sua GPU ser melhor que o PS4 base? Isso realmente impediria que o jogo fosse também disponibilizado para a versão base?

            Assim como o Scorpio estaria com a metade do valor do XTwo o Pro e a versão base estariam a um preço ainda menor que o do Scorpio.

            Em 2020 Scorpio teria 3 anos(com sua previsão de mais 3). O Pro teria 4 anos mas a plataforma PS4 teria no total 7 anos. E onde o Xbox One ficaria nessa conversa? Descontinuado com 6 anos(segundo uma resposta sua ontem)?

            Se for levar por esses pontos que comentei quem terá disponibilizado consoles com hardwares diferentes será a MS (One-não foi citado, Scorpio e XTwo) enquanto do outro lado tem (PS4/PRO e PS5) e assim qual estará mais satisfeito em relação a ter menos custos com compra de consoles?

          • E assim como dizem que os jogos desenvolvidos em mente para o Scorpio podem ser disponibilizados para o One com a baixa na qualidade gráfica, o mesmo não poderia ser aplicado a PS5 e PS4 base? Visto que o cenário de games caminha para o de serviço.

        • Isso na realidade brasileira, pois em outros mercados para quem nunca teve um PS4 é muito mais interessante pegar o Pro. Devido o preço a ser cobrado é o mesmo que antes aplicavam para o modelo base. Nesses mercados o preço da plataforma PS4 nao aumentou, já aqui…

      • Eu diria que é francamente pior!
        Porque se a Pro é uma PS4, a Scorpio é uma nova geração. Se a meterem a 1080p é 4.5x mais potente que a One, não contabilizando os ganhos da evolução do hardware.
        E não vejo como um hardware que pode ser visto como um nova geração 4 anos após a consola original pode ser visto como algo de melhor que a Pro.

        • Já não é a primeira vez que a Microsoft descarta uma consola ao fim de miseros 4 anos, primeira Xbox anyone?

          Como dizes e bem no artigo, o que separa a Scorpio de uma nova geração é uma política, e todos sabemos a rapidez com que a Microsoft muda de política.

  2. Normal, a própria Microsoft tem precedente de lançar um console 4 anos após o antecessor (2001-2005), e isso em nenhum momento impediu o sucesso do x360, pelo contrário até. Os 8 anos do Xbox One após o xbox 360 foi uma situação inerente ao x360, não existe redução de janela… aliás, que janela seria essa? De casa? rs Mas que raciocínio sem base esse.

    Então, nem os 4 anos anteriores é ruim, e nem os 8 anos é ruim, faz parte de um conjunto de situações pertinentes a cada época. Esse conceito de geração, me perdoe quem as defende, é permeada pelo mundo da fantasia que tem norteado os jogadores de console, e é nisso que as empresas manipulam, seja pra um lado, seja para o outro. é melhor ver como as coisas realmente funcionam na prática.

    Usando lógica elementar, se eu não compro console por rumores ou marketing, também não preciso deixar de comprar pelo mesmo motivo. É esperar pra ver na prática o produto funcionando. Tudo uma questão de critério.

    Eu entendo que, se é pra lançar um console, que este realmente se justifique na prática como um produto largamente superior ao que já tenho. Se for pra algo pouco melhorado, considero um desperdício de oportunidade, seja pra que marca for. Conceito de oferta e demanda.

    Quando eu adquiro um console, basicamente eu quero ter acesso a jogos. Quanto a isso, a biblioteca de um console não é perecível, não se decompõe, uma vez lançada, está lá, para ser aproveitada. Trocando em miúdos, o Xbox One ainda tem umas 5 dezenas de jogos que sequer nem comprei, e não seria achegada de outro console que vai sabotar isso.

    Esse é um critério que mantenho desde que tive meu 1 videogame, e é pra frente que o mercado anda. O mais importante é minha capacidade pessoal de aproveitar o conteúdo disponibilizado durante a vida do console, e meu bom senso em entender que o mercado não necessariamente gira em torno dos meus anseios pessoais por essa ou aquela ideia. Se assim o fosse, talvez estivessemos no Dreamcast ainda.

    • Desculpa aí se os que trabalham com tecnologia utilizam a palavra “janela” com o mesmo significado de espaço de tempo. Aliás, quem acompanha futebol também conhece esse termo “Janela” para o período permitido para transição de jogadores entre times.

      • rsrs Tudo bem cara, “janela” significa período. eu trabalho com tecnologia também, mas em menor medida, e eu vi num outro site usarem esse termo também, então já é um raciocínio formado que tenho sobre.

    • Se você pensar do seu lado, do consumidor, acharia vantagem em ter que trocar um aparelho em pouco espaço de tempo devido a falta de suporte?

      Eu penso desse lado, pois não imprimo dinheiro no quintal de casa. Quando compro uma TV, smartphone ou qualquer eletrônico que não permita upgrade eu desejo que dure no mínimo 3 anos, pois são equipamentos em que o hardware não permite evolução. Já os consoles são diferentes, são desenvolvidos para que se extraiam o máximo anos após o lançamento, esse foi o motivo de citar o Tomb Raider no 360 e o The Last of Us no PS3. Prefiro que um console dure 8 anos e me traga jogos que extraiam do máximo do que apoiar um novo aparelho sem que o anterior tenha sido totalmente explorado.

      Se 4 anos não é ruim para o lançamento de um hardware superior que praticamente define uma nova geração, então porque muitos defensores do Xbox zombaram e acharam ruim a sony por lançar um hardware melhorado, mas que ainda é preso à atual geração? É olhar para o defeito dos outros e não olhar para o próprio nariz.

      • Bom, vamos lá.

        Mas quem disse que o console não terá suporte? Suporte, até onde sei, é um conjunto de aspectos que permitem o console funcionar e receber conteúdo. O Xone está recebendo jogos, não?

        Eu comprei o Xbox One a 1.6 meses atrás, e eu não vejo nenhum cenário catastrófico que alguns veículos insistem em criar, por uma razão objetiva: A biblioteca de um console não é perecível, e mesmo daqui a 1 ano eu posso adquirir jogos pra ele. O Xbox one está sendo bem aproveitado, não é? Xbox 360 é xbox 360, xbox one é xbox one, as coisas são o que são.

        O que vai acontecer daqui a 2 anos é algo que nem eu, você, e nem ninguém tem um controle sobre o mercado. Eu me preocupo mais com o dia a dia do console e minha USABILIDADE do que outras questões subjetivas, e posso lhe dizer como usuário de xbox, que não vejo nenhuma evidência prática que prejudique minha EXPERIÊNCIA de usuário. Esse é o ponto, experiência de usuário. O resto é “lorota de internet”, se me permite usar um termo popular.

        Outra: não me nivele pela mesma régua dos zombadores que existem por aí na internet. primeiro que não sou um “defensor do Xbox”, segundo que não sou “zombador do Playstation”, como eu sei que existem grupos por aí. Proponho sempre manter um debate construtivo. Norteio minha conversa em boas ideias.

        Então, se é pra conversa começar nesses termos, prefiro nem continuar e encerrar meu papo contigo por aqui, ou com qualquer outro que me tratar nesse tom.

        • 1 O Xone tem suporte hoje sim até porque ele ainda é o principal console da MS, mas assim que o Scorpio for lançado quem te garante que ele continuará a ter o mesmo suporte que antigamente?

          Existem vários fatores de suporte de um console, é a rede, são atualizações de firmware, mas o que acho mais importante em um suporte de um console é que a marca ainda continue a disponibilizar jogos exclusivos para o aparelho. Embora ainda existam jogos do One para jogar (nessa semana comecei Quantum), a exemplo do Ryse e Sunset, na minha opinião o suporte acaba assim que a marca não lance mais jogos para eles. Os outros fatores são o mínimo que eles podem fazer. Multiplataforma o nome já diz, se eu tiver uma plataforma superior claro que vou jogar nela e não na anterior.

          2 – Embora o final do meu último comentário tenha causado uma interpretação errada, como se fosse direcionada a você, porém não sei se você criticou o lançamento do Pro após 3 anos do PS4. Quis indagar o pensamento de muitos que apoiam o lançamento do Scorpio mas criticaram o lançamento do Pro(no sentido de curto período após o lançamento do PS4), ou seja, que estão nas 2 condições(apoiou um e criticou o outro).

          • Bom, eu presumo que você não tenha Xbox One. Se tivesse, saberia que vários jogos de x360 além dos exclusivos da M$ tem rede on line funcionando, e com um número razoável de jogadores, como Borderlands e Xcom, por exemplo, jogos estes retrocompatíveis. Detalhe que a retrocompatibilidade na prática é o sistema do Xbox 360 vivo dentro do Xbox One, com suporte contínuo. Esse detalhe prático por si já esvazia a tese da “falta de suporte. Suporte é um termo abrangente demais para ser reduzido a ‘exclusivos’.

            Percebo um paradoxo no assunto exclusivos: ora, se a crítica é com o receio do Scorpio tendo exclusivos, porque achar que suporte ao Xbox One se passaria por esses mesmos exclusivos? Não faz sentido lógico. Enquanto o console receber JOGOS, seja estes exclusivos ou não, é o que importa para quem é jogador. Eu não tenho veneração pessoal só porque o jogo é exclusivo da minha plataforma, e considero esse um assunto batido e sem muito fundamento prático, apenas teórico.

            Eu critiquei e critico o ps4 pro, mas por motivos totalmente distintos, que nada tem a ver com o tempo de lançamento em relação ao ps4 comum, e sim porque ele como PRODUTO não oferece uma evolução minimamente digna em relação ao ps4 comum. Ora, se é pra lançar um novo console, porque manter os mesmíssimos recursos do ps4 comum exceto o 4k checkboard, não vejo razões suficientes para um novo console. Mas nesse caso em particular, há quem discorde, eu respeito.

            Se o Scorpio também não oferecer uma boa evolução em relação ao Xbox One (evolução geral, não só gráficos), minha critica será igualmente a mesma que faço hoje ao ps4 pro. É apenas uma questão de critério e fundamento.

            Mas claro, essa é a minha visão desde que esses novos consoles foram anunciados, porque me baseio em fundamentos, e não no que chamo de “calor da internet”. Meu critério é o mesmo desde 1992: quando o novo estiver acessível, o adquiro naturalmente. Enquanto não chegar a hora, o antigo me atenderá muito bem.

          • Tenho sim, ambos os consoles. Tinha a comprovação deles no fórum do PCManias, alguns usuários tiveram acesso as fotos. Atualmente as retirei.

            Se você for no fórum vai ter a comprovação de que tenho os consoles.

            Sobre o restante comento depois.

        • Eu gostaria que tivesse um console diferente a cada 6 anos estaria legal!
          Console nunca foi uma coisa muito de elite, comprar todos os jogos realmente sai caro, mas comprar poucos jogos, emprestar trocar, fica de boa…
          Em promoções encontra Xbox One, Ps4 por 1200 reais, os grandes varejos parcela em até 12 vezes sem juros…

          Mas se começar lançar consoles a cada 3 anos, vai ficar um produto de elite pelo menos no Brasil, só vai comprar quem tiver um bom trabalho, uma fonte de renda estável.
          Isso não é meu anseio pessoal e sim a realidade do Brasil.
          Vendendo pouco, acredito que as produtoras podem até parar de fazer dublagem br, legenda br.

          O período do Xbox caixotão para o Xbox 360, foi de 4 anos ok!
          Mas quem aqui no Brasil tinha o Xbox Caixotão, as pessoas nem sabiam o que era isso, todo mundo tinha Playstation.
          Console a cada 3 anos, vai acontecer a mesma coisa, as pessoas não vai saber nem o que é, e com isso o investimento das produtoras no Brasil provavelmente acaba, elas querem dinheiro se não tiver dinheiro nada feito!!

          Xbox 360 fez sucesso aqui e em grande parte do mundo por causa da pirataria.
          O Xbox 360 pode ter todo mérito que teve sozinho, mas o principal foi a pirataria, se o PS3 tivesse pirata por 10 reais igual o 360, acho que ele não seria tão popular aqui.

          Então eu estou pensando onde eu moro em outros lugares.
          Apesar que o One um dos fatores por ele fracassar no inicio além das ideias erradas ou mal explicadas que seja, foi o preço, próprio americano acharam muito 500 dólares…

          Entre o Pro e o Scorpio, acho o pro uma pratica pior ainda, por ser um pouco só melhor, pelo menos o Scorpio vai ser muito melhor do que o One.
          Eu sou muito mais a favor do Scorpio do que do Pro, isso não me faz ser caixista , até porque eu prefiro o Playstation, mas entre Pro e Scorpio, eu vejo o pro uma coisa mais do mesmo para apenas lucrar em cima de quem gosta da sua plataforma, diferente do Scorpio que é muito melhor….

          Agora uma coisa que você falou tem razão, internet é muita ladainha, muito gosto pessoal…
          As pessoas sempre falam que exclusivos vende consoles, que o Xbox não tem exclusivos etc..
          Acho que exclusivos não é um fator determinante de jeito nenhum, The last Guardian, que eu já falei que achei um jogo, bem mediano, nada de especial em nenhum sentido, que fica muito atrás do seu antecessor no meu ponto de vista, e chamaram de obra prima aqui, ok é gosto cada um tem o seu e eu respeito..
          Mas teve a proeza de vender menos do que Dead Rising 4, um jogo onde a pessoa pode usar uma calcinha, e um pênis de borracha para matar os inimigos, vendeu mais do que ‘obra prima’ no Reino Unido.
          As pessoas podem falar vendas não justifica a qualidade do jogo, então exclusivos não significa que vende console, já que ele mesmo vende muito pouco, e perde para um jogo que o boneco usa calcinha fio dental.

          • Curiosamente, pelo que percebo, os brasileiros nem para si são bons! A Xbox é a mais popular aí porque é mais barata e porque a 360 teve pirataria. Mas agora querem uma Scorpio que será mais cara, matará prematuramente a One, e não tem pirataria!
            Vá-se lá perceber!

            De resto, aplaudo o teu comentário. Mas as pessoas não apreciam verdadeiramente arte, apreciam galhofa… Seja como for, TLG vendeu o que se esperava vender, e quem o jogou desfrutou daquilo que é efectivamente mais uma obra prima.

            Pessoalmente considero Shadow of the Colosssus um dos melhores jogos de sempre. E vai ver quanto vendeu? Pouco!

            The Last of Us é considerado pela industria especializada e pelos próprios circulos de programadores, um dos melhores jogos de sempre. E não é dos maiores sucessos de vendas.

            Pá… cada qual sabe do que gosta… e se preferem matar zombies com um penis de borracha não temos de criticar!

          • Igor, no Brasil, por incrível que pareça, só agora, com 3 anos deXbox One, que este está chegando na casa dos 1000 reais, ou seja, um valor mais acessível para os jogadores não-entusiastas, aqueles que querem um bom videogame mas não pretendem estourar o orçamento familiar com ele. Sem contar os jogos na faixa de 50, 60 e 70 reais, e jogos relativamente recentes.

            E lançar consoles de 3 em 3 anos, talvez seja complicado para o Brasil, digo, complicado pra quem desejar migrar já no lançamento. No mercado americano e europeu, creio esse não ser um impasse, por razões econômicas.

            Mesmo com o Scorpio na praça, ps4 e xbox one ainda estarão muito vivos no Brasil, nada surpreendente, tendo em vista outras épocas. A questão chave é como o Xbox one receber esses jogos. Se tiver bons conteúdos garantidos em 2017/2018 (como eu acredito que terá), tranquilo.

  3. Anote aí.
    O Xbox Scorpio vai apenas rodar jogos do Xbox One de forma melhorada em 4K pelos próximos dois ou 3 anos. Após isso, o suporte ao Xbox One cai, surge uma nova geração e o Scorpio assumi o lugar que pertencia ao One.
    Ou seja, a partir de 2019 ou 2020, quando o suposto PS5 surgir, o Xbox One Scorpio será o console 1080p e a Microsoft terá um concorrente para o mercado 4K. Um console de 6Tflops é uma nova geração se utilizado para rodar jogos em 1080p, em 4K é só um console atual melhorado.
    E certamente se algum jogo for criado pensando exclusivamente na maior potencia de GPU do PS4 Pro, o PS4 comum passaria alguns apuros para rodá-lo, sendo obrigado a por exemplo descer bastante de resolução, mas claro, isso se a CPU do PRO não resolver dar gargalo antes.
    O motivo da Sony não colocar um CPU melhor no Pro não é por que ela pensou em não diferenciar o console, é por que era o que tinha para ser feito dentro da meta de preço sem que medidas drásticas como uma compatibilidade por software tivesse que ser implementada, o que demandaria mais tempo de produção e não coincidiria com a meta de lançamento.

    • Concordo contigo Fernando em quase tudo. Só acho que o Scorpio não irá baixar aos 1080p, e sim utilizar algum conversor dinãmico de resolução.

      Estão trabalhando para oferecer consoles de diferentes perfis dentro de um mesmo sistema. Seja para o console mais fraco, seja para o mais forte, ambos terão conteúdo e gerarão receita para as produtoras. Se o cidadão achar que o Xbox One atende bem, beleza, se acha que só o Scorpio vai poder atender sua sede por uma experiência global melhor, beleza do mesmo jeito. É simples de entender.

      Antigamente, o equipamento em si era o que chamo de centro do universo gamer, hoje não, o que parece contar mais é você ser usuário do SERVIÇO. Sim, o xbox caminha pra ser um serviço, e o hardware está dentro desse pacote. Também simples de entender.

      Essa coisa de um console novo chegar nunca me incomodou, porque uso parâmetros práticos pra eu jogar, não fantasias. Quando o Dreamcast chegou no mercado, tinha recém comprado o Saturn; quando o ps2 chegou, tinha recém comprado o ps1, e isso não inviabilizou de nenhuma forma a minha experiência. De toda maneira, os jogos estavam lá, uns já lançados, outros foram ainda sendo lançados posteriormente.

      Então, pelo mesmo critério, vejo com muita naturalidade a chegada desses novos consoles, porque até agora não vi um cristão sequer conseguir me convencer dos supostos malefícios da chegada deles. Nenhum.

    • E isso é a melhor política que a Microsoft pode tomar… Uma jogada que será fantástica, até porque daqui a 3, 4 anos a maioria das Tvs continuará 1080p.

    • Eu já acho que está jogada da Microsoft é a mesma que ela fez quanto matou o primeiro Xbox e lançou o X360, pra mim quando o Scorpio lançar R.I.P Xbox One, infelizmente.

      • Não é por ai Netto achismo é só achismo…
        O Xbox One hoje em dia está muito atrás do PS4 em vendas.
        Fora que a MS tem um histórico até pior do que a Sony, ela não pode simplesmente matar o One, se fizer isso aí que o Scorpio não vende nada mesmo, ela não vai ser tão burra em deixar de dar suporte.

        Olha eu tenho Xbox One pouco tempo, e essa conversa de R.I.P Xbox One, escuto falar desde 2013 quando não tinha o console, e até hoje estão falando isso.

        Hoje em dia tendo o console, não sei como uma pessoa pode falar RIP Xbox One, com todo o suporte que ele tem, vendendo muito menos.

        A Microsoft é uma das piores empresas que existe para querer monopolizar o mercado no seus seguimentos, mas o suporte que eles dão para o Xone é igual ou superior ao da Sony para o PS4!

        • Mais eu não estou julgando a Microsoft ou o suporte da mesma, mas é totalmente possível sim ela matar o One e mandar todos os jogos em desenvolvimento para o Scorpio de forma exclusiva e assim iniciando junto ao Switch uma nova geração, e veja bem também não estou falando mau do console, pelo contrário, tenho também e curto o mesmo, mas justamente essa questão das vendas e hj o apelo por especificações pode sim fazer com que a Microsoft na tentativa de se recuperar mate o Xone e de total suporte ao Scorpio.
          Vale ressaltar que tudo que sabemos do Scorpio são suas supostas espeficicações e dentro disso o restante debatido aqui é em tudo achismo mesmo.

          • Não é inteligente ela matar o Xbox One. Não se mata um produto que dá lucro e o Xbox One dá lucro. Independente de vender mais ou menos ou muito menos que o PS4, ele tem dado lucro, a venda de jogos dá lucro e o Xbox Live dá lucro.
            O Xbox original não dava lucro nenhum, na verdade o primeiro dia de lucro da divisão Xbox veio se não me engano no dia do lançamento de Halo 2, apenas um ano antes do lançamento do Xbox 360.
            ou seja, a Microsoft tinha motivos financeiros que justificavam qualquer atitude que não significasse manter o Xbox original, ou lançar um novo produto mais interessante ou abandonar o mercado de games.
            A situação hoje é totalmente diferente, e ainda tem os motivos técnicos. Tecnicamente é fácil manter a compatibilidade, o Xbox roda jogos entre 720p – 1080p. O Scorpio é o console voltado ao gaming 4K.

            A verdadeira nova geração vai abraçar o 4K de vez, mas ela precisará fazer isso com maior fidelidade gráfica, algo que está distante hoje e será alcançado em uns 2 anos, e provavelmente daqui a uns 3 ou 4 estará barato o bastante para ser inserido em um console. Quando esse dia chegar, o Scorpio poderia continuar no mercado como produto de entrada.

      • A minha opinião é a seguinte:

        Lado da Sony
        Perdi a confiança na Sony por ter lançado um console com hardware melhorado, os jogos lançados ultimamente mesmo com o pensamento principal no PS4 base você percebe que estão sendo mais problemáticos. PS4 foi o meu primeiro console a ser comprado nos 7 primeiros meses de lançamento, outros consoles foram comprados em torno de 2 anos após o lançamento. Sobre um possível PS5, seria muito difícil comprar nos primeiros meses de vida do console, visto o que aconteceu na geração atual.

        Lado da MS
        Na MS já pesa o fato de o Scorpio ser a decisão que ela fez para o One, assim como foi do 360 para o verdadeiro Xbox 1. O que diferencia é que ela promete o ecossistema, porém a exemplo do Pro é provavel que o One sofra com problemas de performance além de outro fator que pesa entre Pro e PS4, jogos com melhores resoluções e FPS podem deixar os jogadores com hardware melhor em vantagem, caso seja uma jogatina online.

        E sejamos sinceros quem aqui gosta de ver sua plataforma principal ficar em segundo plano em detrimento de outra. Mesmo que a Sony diga não os últimos jogos lançados mostram isso. A MS tende a ir e com certeza vai pelo mesmo caminho.

  4. Mesmo eu tendo o Xbox One, Eu espero que o Xbox One seja abandonado o mais rápido possível. eu sei que vão ter que lançar jogos pra ele, mas espero que seja como aconteceu com xbox 360 que recebeu jogos por algum tempo como Forza Horizon 2 e Rise Of Tomb Rider e depois acabo. Só assim o Scorpio estará livre para ser verdadeiramente aproveitado pelas produtoras e entregar gráficos monstruosos. afinal de contas ele sera retrocompativel assim eu vou vender o meu Xbox One e vou continuar jogando meus jogos no Scorpio.

    • Com o devido respeito caro Lucas, essa é uma posição elitista, nada dignificadora de alguem que refere gostar de consolas e que como tal deveria esperar de uma consola, aquilo que as consolas sempre ofereceram, e não algo diferente.
      Aqui na PCManias não olho para o meu umbigo, mas para o mercado. Todos temos direito a nos podermos divertir com os videojogos, e as consolas são e sempre foram uma forma de se fugir aos upgrades, e à atualização do hardware. Nas consolas temos software para o hardware e não hardware para o software como acontece nos PCs.
      Quem não aceita isso, creio que está na plataforma errada. Falar na morte da Xbox One numa altura em que ela acaba de fazer apenas 3 anos é, no mínimo, caricato, e não vejo isso como possa ser minimamente interessante para um mercado global onde se procura vender às massas e não apenas a quem tem dinheiro para trocar de consolas em curtos períodos de tempo. A não ser destruindo o conceito de consola, e tornando as consolas em PCs.
      Infelizmente a maior parte das pessoas que querem consolas em curtos espaços de tempo são pessoas que as encaram como PCs, mas que, como o mercado PC foi destruido pela pirataria, e as máquinas são mais caras, olham para as consolas como uma forma mais barata de se ter bons jogos. Mas as consolas não são PCs e falar em upgrades de hardware nem sequer deveria ser algo encarado como positivo seja por quem for que se diz amante do conceito que elas são!

    • Eu já penso diferente Lucas, mas não considero absurdo pensar assim como você não. Tem fundamento.

      Eu acho que o fã, seja de qual marca for, é muito precipitado nas coisas, abraça teorias como fatos consumados, compra os jogos sem conhecer o devido teor da proposta, etc. Por exemplo, eu não faço questão alguma de comprar jogos ou consoles no lançamento, então eu vou adquirindo os games conforme MEU RITMO pessoal. Mas quem tem disposição e capital pra faze-lo, que faça, é a lei de oferta x demanda.

      Então, quando o Scorpio estiver num preço acessível para o Brasil, é quando eu já terei aproveitado bastante a biblioteca do Xbox One, e a eventual migração se fará de forma tranquila, sem atropelos. E podendo manter tudo que comprei no Xbox One, diga-se de passagem.

      Se até o Xbox 360 é “vivo” no Xbox One, o que me faria crer que matariam o Xbox one assim?

  5. Fala mario beleza? oque você acha disso?

    PS4 Pro’s 4K Resolution Is Currently Unavailable for HDMI 1.4 Displays; No Official Word from Sony

    The PS4 Pro will simply not output 4K resolutions to TVs that don’t have an HDMI 2.0 port- which is a bit of a problem, because a lot, probably even most, 4KTVs currently on the market have HDMI 1.4 ports. The PS4 Pro actually did support these older ports until firmware 4.05, when support was dropped for some reason, reports WCCFTech.

    http://wccftech.com/ps4-pro-4k-resolution-unavailable-hdmi

    http://gamingbolt.com/ps4-pro-4k-resolution-unavailable-on-hdmi-1-4-4k-screens

  6. E quando eu falava que o Scorpio seria uma nova geração, alguns ficavam incrédulos! Esta indústria virou uma bosta, infelizmente!

  7. [OFF] – Não lembro em qual artigo o Fernando comentou sobre uma foto de um possível novo Ryse. A produtora responsável pelo jogo encerrou alguns estúdios hoje: http://www.eurogamer.pt/articles/2016-12-20-crytek-encerra-5-estudios

  8. [OFF] Lembram que eu disse que a MS não iria perder a boquinha de lançar o Forza 7 no lançamento do Scorpio?
    Lembram que me disseram que não seria provavel porque em 2016 o Forza 6 teria 2 anos e eu lembrei que quando Forza 6 foi lançado o Forza 5 tinha 2 anos?

    Pois bem já começaram os rumores do Forza 7, e este rumor surgiu de uma fabricante de volantes (Fanatec) em uma conversa com a equipe da Turn 10.

    Fonte: https://www.gtplanet.net/forza-motorsport-7-confirmed-by-fanatec-with-promising-news-for-wheel-users?utm_content=buffer59005&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

    Curiosidade: O sítio do link possui a mesma decoração de natal da PCManias, é só clicar nos comentários para ver a decoração.

Os comentarios estao fechados.