Eis exemplos das diferenças entre os jogos Xbox One e Scorpio

E aqui convém relembrar que as consolas, por muito potentes que sejam, são modelos de meio de geração, e como tal não lhes é permitido roubar o protagonismo das consolas base.

Confesso que a apresentação da Scorpio me entusiasmou. A consola é, tecnicamente uma proeza e já o dissemos e analisamos!

Mas apesar de todo o seu poderio, a realidade é só uma: A Scorpio não é uma nova geração!

Ela é, tal como a PS4 Pro uma consola destinada a melhorar os jogos da consola base. Não será uma consola que terá jogos exclusivamente pensando para a sua capacidade, e aliás nem sequer os jogos serão feitos pensando-se nela e depois adaptando-se à Xbox One. A coisa será sempre feita pensando no jogo para a consola base, obtendo-se os melhores resultados possíveis na consola base, e melhorando-se depois para a consola superior.

Esta política, igualmente usada pela Sony tem claras desvantagens!



A primeira é que a grande virtude destas consolas aparecerá com o uso dos 4K (Nativos na Scorpio, re-construidos na PS4 Pro), mas no que toca aos 1080p, estas consolas serão muito limitadas no que podem fazer uma vez que o seu poderia gráfico poderia criar uma clivagem enorme de performances face aos modelos base que destruiriam internamente a base de utilizadores ao fraccionar a mesma. E diga-se que com as consolas base com tão pouco tempo de vida, essa atitude poderia mesmo ditar o afastamento de muitas pessoas da consola.

Nesse sentido há que se refrear os ânimos face ao que alguma vez teremos nestas consolas. Elas são consolas elitistas, destinadas a quem aposta na tecnologia de ponta e quer estar sempre na vanguarda. Mas não serão mais do que consolas idênticas às base, mas melhoradas.

As imagens que se seguem foram demonstradas pela Microsoft como sendo uma amostra do tipo de melhorias que poderemos ver numa Scorpio face à Xbox One, e como perceberão, apesar de claras melhorias, a diferença é mesmo assim pouca ao ponto de justificar um investimento numa TV 4K e numa nova consola.

Note-se que para perceberem a totalidade da diferença é necessário abrirem a imagem em separadores novos, e visualizar as mesmas em ecrã total. As imagens em causa estão a 1080p, o que corta parte do efeito que poderiam obter num ecrã 4K nativo, mas dado que poucos de vocês possuem monitores 4K, não justifica a sobrecarga de tráfego adicional a colocação de imagens nessa resolução.

Project Scorpio – Imagem rendida a 4K e re-escalada a 1080p (cima)

Xbox One – Imagem rendida a 1080p (baixo)

Apesar de ambas as imagens estarem a 1080p, as vantagens da Scorpio são visíveis. Apesar de as melhorias de imagem no cabelo se perceber perfeitamente uma vez que a maior resolução, mesmo que re-escalada para baixo, cria um menor efeito de aliasing, e que no re-escalamento se traduz num anti-aliasing gratuito, já a das bobines sob (e particularmente esta) e sobre o braço esquerdo da personagem (lado direito do ecrã), torna-se mais difícil de explicar, a não ser que as texturas e efeitos de luz usados tenham igualmente melhorias para a Scorpio, algo que neste caso a Microsoft refere não existir.



As imagens que se seguem mostram a mesma cena, mas desta vez com a Scorpio a render a 1080p e a aplicar melhorias à imagem.

Project Scorpio – 4K com output a 1080p (cima).

Xbox One – 1080p (baixo)

E aqui vemos que, mesmo com ambas as consolas com saída vídeo à mesma resolução, a Scorpio apresenta melhorias no cabelo e pormenores da face.

Aqui, mais uma vez, a bobina inferior mostra melhorias nos reflexos e pormenor, mas curiosamente, o resultado é inferior ao caso de cima, mostrando que o re-escalamento pelo Photoshop se revela superior..

 Para uma ideia mais geral, segue-se uma imagem com os vários casos:

Por ordem, da esquerda para a direita, Xbox One – 1080p, Scorpio – 4K em ecrã 1080p, Scorpio – 4K nativo.

Mas as melhorias podem ir mais longe e a Microsoft mostrou um outro exemplo onde isso acontece.

Project Scorpio – 4K com melhorias (cima)

Project Scorpio – 4K (baixo).

A imagem de baixo representa uma joaninha rendida com qualidade da Xbox One, sendo que a de cima representa alguma melhorias adicionais que a Scorpio pode colocar, nomeadamente a nível de texturas e geometria adicional.

Basicamente são ganhos dignos desse nome mas, tal como o apresentado pela PS4 Pro, está longe de ser um salto operacional, e acima de tudo, há que se questionar, se o que há é verdadeiramente algo que justifique o custo de mudar de TV e de consola, um custo que, mesmo com retomas, nunca ficará abaixo dos 600 a 700 euros, apenas para se ter mais uns FPS, uns pelos numa joaninha, ou um cabelo com um pouco menos de pixels.

E este é o motivo porque, mesmo que fascinados com aquilo que a Scorpio é, ela tem de mostrar muito mais, uma vez que o facto de ser uma consola de meio de geração limita-a naquilo que pode fazer.



Posts Relacionados

Readers Comments (25)

  1. Haverá melhoria de texturas, sombras, a qualidade de imagem no geral será melhor. Em termos de resolução em si 1080p para 4k as diferenças são notórias mas que justifique uma TV nova 4k? Claro que não mas há algo que vem de certa forma enriquecer aquilo que vemos no ecrã é que isso sim faz a diferença que é o HDR o que infelizmente não há em TVs 1080p e nem todas as 4k usa bem essa tecnologia.

    • Mesmo o HDR, agora que tenho convivido mais regularmente com ele é algo que nos primeiros dias chama à atenção, mas que depois te apercebes que não é nada que não possas viver sem.
      Claro que são tecnologias que no futuro deveremos pensar em ter. Mas não são assim radicais ao ponto de justificar uma troca de TV.
      Já o SD para o HD sim. A imagem SD era muito pobre a nível de definição de imagem.

  2. Ferrari sem gasolina.rs

  3. Pelas imagens não se justifica jamais. Porém, ainda preciso ver rodando em uma TV 4k com painel IPS, acredito que ficará além de mais bonito e com cores mais ricas, mais fluido. Sem contar a sensação de melhor profundidade que costuma apresentar essas tv’s.
    Só vendo em ação pra ter um parecer.

  4. Interessante ver que a mesma esta a limitar se a não expor o console como uma nova geração.
    Não acredito que seja valido comprar um console de meia geração apenas para jogar em 4K , caso já tenha a TV ai sim vale a pena, porem comprar uma TV so para jogar os mesmos jogos com um pouco de efeito melhor acho que não vale a pena .
    Porem MS assim como a Sony não seria boba de criar um console com 6 tFlops e não apresentar algo mehor, acredito que antes de ficarmos nos precipitando com imagens e teorias devemos esperar a “realidade dos fatos para certificar se que realmente a mesma não venmha com falácias de um console de meia geração mais com cara de nova e jogos exclusivos para mesma. Fora isso so ireir tirar conclusões sobre o console após o lançamento e aprsentacoes de jogos rodando nele.

    • Gabriela… Estás consolas tem capacidades para melhorar e muito os jogos da base a 1080p.
      Mas isso seria o mesmo que a PS3 fez com a PS2 quando saíram os primeiros jogos em sub-hd, ou quando a One apareceu face à 360 com jogos a 720p. Ou seja, uma qualidade gráfica de nova geração!
      Isso não só não é assumido pelas empresas, e a Sony já tem a PS4 à quase um ano cá fora e nunca autorizou isso na sua consola, como seria um gozar com a cara das pessoas. Seria dizer-te que a consola é uma coisa é na realidade ela seria outra, o que criaria um mal estar na base existente que poderia levar muitos a abandonar a plataforma.
      Quando referes que algo não é uma nova geração não podes apresentar resultados radicalmente diferentes. Mais fps (60 em vez de 30), sim, mais um AA ou efeito sim, mais um pouco de vegetação sim, mas nada de muito mais radical.
      Basicamente os 6 Tflops estão lá, mas muito limitados nos 1080p, sendo que o seu real propósito é levar os jogos a 4K nativos.

      Ah sim… As imagens de cima são oficiais de uma apresentação Microsoft sobre o que se pode esperar de diferenças entre as consolas.

      • Ah sim nao me refiro imagenms sei que sao me refiro aos jogos rodando na consola, imagem por imagem nao vi tanta diferença.

      • Mário, que TV tens para o hdr?

        • Não tenho… As minhas TV são 1080p.
          Mas ultimamente tenho estado junto de muitas com HDR e ligadas a consolas.
          Vale a pena… mas não ao ponto de se trocar a TV!

        • Ok. É que o problema está que muitas tv com HDR de hoje na realidade são treta.

          Não só o volume de cores deixa a desejar, como o contraste não é suficiente.

          Por exemplo, a série ku6300 e ku6500 da Samsung vem publicitada com HDR, mas a verdade é que apenas consegue ler o sinal, porque o ecrã não consegue reproduzir o volume suficiente de cores para o transmitir e no fim não tens diferença.

          • E sobretudo o brilho, algo que nem os topo de gama conseguem ter.

          • Sim, é uma verdade… O HDR10 não cumpre com a totalidade da norma no que toca aos brilhos e contrastes. Na maior parte dos casos o HDR que temos hoje em dia não é o previsto, mas sim apenas uma melhoria face ao que existe sem HDR.
            O que te sei dizer é que quando vi as TVs com HDR achei interessante, mas agora que já me habituei a elas não acho que seja realmente uma diferença digna de registo ao ponto de justificar um upgrade.

  5. Fernando Molina 3 de Maio de 2017 @ 18:58

    Vou contar minha experiencia com console de meio de geração e TV full hd, tive a oportunidade de pegar um PS4 Pro, pois um conhecido meu tinha um e estava precisando de dinheiro, assim ele me propos trocar o meu normal pelo Pro dele mais uma quantia em dinheiro, achei q valia a pena e fiz o negócio, e uma coisa digo pra vcs, sem uma TV 4k esse console não tem diferença nenhuma para o normal, até mesmo o Rise of Tomb Raider que tem opção para deixar o gráfico melhor, não consegui perceber a diferença pra do ONE, pra não falar que é tudo igual, percebi uma pequena, mas bem pequena melhoria gráfica no The Division, e só, portanto, sem tv 4K esses consoles são cilada, mesmo que digam que a coisa melhora também em 1080p.

  6. Mário, o que impede a playstation pro ter os jogos a 1080p 6o fps? Pois se os jogos lançados para a playstation pro Corressem a 60 fps 1080p eu trocaria o meu ps4 com certeza.

    • Muita coisa… O que impede uma PS4 de correr jogos PS3 a 60 fps?
      Mas o maior motivo é talvez este:
      Muitas vezes são os motores que não foram pensados para serem funcionarem da mesma forma acima de 30 fps!
      Repara que um GPU que calcule exactamente 30 fps por segundo não calcula necessariamente cada fotograma em cada 33,33 ms. 33,33+33,33+33,33 (60 vezes) são 1000 ms, mas 25 ms+ 50 ms+24,99 ms+33,33 ms+33,33 ms (57 vezes), tambem são 1000.
      Ou seja, neste exemplo que te dei mostrei que apesar de teres timmings que te permitem atingir os 30 fps, eles são mais irregulares, e podes não conseguir manter os timming correctos ao duplicares os fotogramas.
      Basicamente para teres 60 fps tens de ter uma média de fotogramas a cada 16,66 ms, e isso implica que o motor esteja preparado para esses timings. Preparar o motor para te dar os 30 fps é uma coisa, duplicar a performance do sistema e esperar que atinja os 60 não é algo que funcione exactamente assim.
      E porque? Num exemplo muito simples, porque a potência de cálculo da Pro é efectivamente suficiente (2,25x mais rápida), mas a largura de banda não duplica na mesma proporção, e isso quer dizer que a transferência de dados em GB/s pode ser um gargalo para 60 fps.
      Ou seja, para garantires que ao duplicar a performance terias o dobro dos FPS terias de garantir que todos os bottlenecks que vão surgir a 60 fps são superados.

      Ou seja, a resposta é muito complexa… e a coisa não é tão linear como se possa pensar a não ser que o motor tenha já sido preparado para isso.

      • Interessante essa informação Mário. Vou guardando cada uma dessas no meu arquivo técnico hehe

  7. Confesso que não fico muito por dentro assunto de consolas, eu apenas jogo casualmente, as vezes entro mais para conversar com amigos e deixo o jogo em si como segundo plano.
    Sempre tive consolas, de diversas marcas, Super Nintendo, Nintendo 64, Sega Saturno, Playstation 1, Playstation 2, Playstation 3 eu não tive mas peguei emprestado de um amigo e joguei alguns meses, Xbox 360, Xbox One no qual esse foi o primeiro console da minha vida comprar em um lançamento.
    A franquia que eu mais me identifico é Halo, de todos os consoles, eu jogo na dificuldade normal mesmo, e adoro uma vez uma pessoa disse que eu não gostava de Halo, porque Halo só é legal no hardcore, insano nem sei como chama a dificuldade lendária algo assim.

    Não ligo para marcas sou casual, pra mim Xbox One está muito bom, sei que existe muitas reclamações sobre falta de Ips mas os que tem eu praticamente não joguei, realmente sou bem casual, talvez por isso o console atende minha necessidade.
    Mas o principal mesmo são amigos, o jogo que mais aguardo para esse ano Destiny 2 justamente para jogar com amigos que eu fiz na Xbox live, acho que esse fator, no meu caso é o mais importante de todos ter com quem jogar, e não somente ter com quem jogar, e sim jogar com amigos que eu conheci na Xbox live e alguns que conheço na vida real…

    Eu não pretendo pegar um Xbox Scorpio, e pra dizer a verdade nunca soube ver muito bem diferença de gráficos, quando peguei o PS3 pra mim era mesma coisa do Xbox 360, assim como Xbox One pra mim é a mesma coisa do PS4, sei que nos dois casos tem diferenças, mas eu não me importo e o melhor de tudo nem percebo a diferença.
    E acho uma baita babaquice as pessoas que brigam por isso, com duas gigantes Sony e Microsoft rachando a bunda de ganhar dinheiro sem dar nada para seus fãns e as pessoas se matando por causa de frames, pixels etc.
    Atualmente o pouco que estou jogando é sleeping dogs remasterizado que foi dado de graça é antigo nem é muito bonito e é super legal.
    Mês passado estava jogando DK country com meu sobrinho no Super Nintendo sim meu Super Nintendo funciona e esse jogo é muito melhor do que muito jogo de hoje em dia.
    Minha principal escolha para um console é amizade e o primeiro console que comecei jogar online foi Xbox 360 por causa de Halo e fiz muitas amizades por isso pretendo continuar na marca, se tivesse comprado PS3 com certeza teria feito amizades por lá também..

    Em relação Xbox Scorpio é triste ver pessoas comemorando por ele ser mais potente do que PS4 pro, mas esquecem que um console desses vai chegar no Brasil por mais de 3 mil reais, é como se comemorasse da própria idiotice é um palhaço fazendo graça e ele mesmo rindo do que faz.
    Vamos Deixar a Microsoft e a Sony mais ricas por um aparelho mais do mesmo ahahah vamos rir…

    • Halo tambem é o meu Franchising favorito, mas confesso que estou um pouco cheio dele. O jogo já desenvolveu o que tinha a desenvolver, e a história está agora claramente a ser esticada para render o peixe.
      O estilo de jogo era inovador na altura, mas atualmente ele até tem tido necessidade de ir buscar algumas coisas a outros jogos para não ficar ultrapassado, o que tambem acho uma pena pois gostava muito do estilo original.
      De resto, qualquer consola é uma boa escolha uma vez que não há no mercado uma consola má. Poderá haver diferenças no suporte, na performance, etc, mas os fatores que referes são e devem ser os principais na compra de um produto, o garantir que ele te serve de acordo com as tuas necessidades. E se tu entendes que a Xbox é a consola ideal para ti, não deixes ninguem dizer-te o contrário, pois ela é a consola ideal para ti.
      A questão da Scorpio é complexa… porque a consola é realmente excelente. Mas convêm não esquecer que estas são consolas de meio de geração. Consolas destinadas a melhorar jogos criados e pensados para o hardware da consola base. E não é aceitável um jogo que corra mal na base e bem nas superiores, algo que as marcas até impedem nas suas regras de uso, e que ambas já deixaram bem claro!
      Para além do mais, apesar de melhorias que existirão a 1080p, algo que eu acho que as regras deveriam proibir, apesar de estas terem forçosamente de serem relativamente modestas para não alienar o grosso dos utilizadores da atual geração, estas consolas estão verdadeiramente pensadas é para levar os jogos a 4K. E aí temos outra questão, a fraca base de TVs 4K no mercado.
      Tudo isto são situações que não abonam a favor das consolas de meio de geração. A comunidade Playstation mostrou exactamente que não está muito interessada em consolas assim ao dar um suporte moderado á PS4 Pro, e questiono mesmo se no futuro, a não ser por questões concorrenciais, pelo suporte obtido, haveria novas consolas desse género do lado da Sony.
      Agora falta ver o que diz o mercado Xbox. E pessoalmente acho que ele, pelo que se tem passado nos últimos anos, está tão ávido de ficar por cima que as pessoas, incluindo os brasileiros, irão comprar a consola custe ela o que custar. E aí, ao contrário do que o mercado Playstation ditou, vão dizer à Microsoft que está bem lançar consolas a meio da geração, ditando assim para todas as marcas que elas terão de existir.

  8. Surgiu o rumor de que Scalebound voltou a vida! Dizem que a MS colocou o projeto nas mãos de um estúdio “mais próximo”.

    Será que sairá para o One? Ou será o primeiro exclusivo Scorpio?

    Quem saiba na E3 teremos respostas, onde iremos rever a mesma reação quando a Sony divulgou que The Last Guardian ainda estava vivo e que finalmente sairia no PS4.

    • Não sei quala veracidade da coisa, mas um representante da Microsoft negou isso.

      • Eu acredito que negou para não revelar a surpresa na E3.

        • Não tenhas dúvidas que Scalebound vai regressar. O IP é da Microsoft e o jogo tinha coisas positivas que se aproveitariam. Daí a renovação dos direitos. Mas daí a teres já algo tão cedo… É questionável.

          • O jogo poderia já estar em desenvolvimento desde a quebra de parceria com a Platinum, podendo até já aproveitar partes desenvolvidas.

            Só é uma mera especulação minha, mas não duvido que apareça algo na E3

  9. Mais uma diferença, modo MultiPlayer pode ter diferenças no FPS, ou seja, MS não obrigará as produtoras a fazerem paridade entre jogos no One e no Scorpion.

Os comentarios estao fechados.