Era uma vez. Uma história de como programar apenas para um hardware tem vantagens

Hoje é dia de contar uma historinha… ou melhor duas historinhas.

História 1

Era uma vez um programador… Nos seus tempos livres ele concebeu um pequeno jogo. Um jogo com uns gráficos interessantes e que se baseava numa IA pouco avançada, um som rudimentar, e uma física quase inexistente. Mas era um conceito muito muito bom.

Um dia este programador respondeu a um anuncio de emprego. Uma grande empresa, de nome Sony, estava a contratar pessoal para os seus estúdios. E ele foi à entrevista.

Foi contratado!



Após alguns meses de trabalho, numa reunião, foi proposto à equipa apresentar ideias sobre um futuro jogo. E este programador resolveu mostrar o seu conceito que tinha criado uns anos antes.

O conceito apaixonou tudo e todos. Foi então proposto pegar-se naquilo que existia, passar aquilo para um motor gráfico de topo, criar personagens mais realistas e animadas com motion capture, e colocar aquilo tudo a 4K num jogo com um grafismo de topo apoiado em Ray Tracing. A fisica seria remodelada, seria acrescentado um motor de contexto, cenários destrutiveis, uma IA que aprende com os erros, e um conjunto de novidades adicionais. O som seria igualmente melhorado para algo imersivo, 3D, e com refracção igualmente baseada em Ray Tracing, e tudo optimizado para o hardware da sua mais recente consola, a PS5.

E o jogo saiu… um exclusivo PS5, e foi um sucesso de vendas.

História 2

Era uma vez um programador… Nos seus tempos livres ele concebeu um pequeno jogo. Um jogo com uns gráficos interessantes e que se baseava numa IA pouco avançada, um som rudimentar, e uma física quase inexistente. Mas era um conceito muito muito bom.

Um dia este programador respondeu a um anuncio de emprego. Uma grande empresa, de nome Microsoft, estava a contratar pessoal para os seus estúdios. E ele foi à entrevista.



Foi contratado!

Após alguns meses de trabalho, numa reunião, foi proposto à equipa apresentar ideias sobre um futuro jogo. E este programador resolveu mostrar o seu conceito que tinha criado uns anos antes.

O conceito apaixonou tudo e todos. Foi então proposto pegar-se naquilo que existia, passar aquilo para um motor gráfico de topo, criar personagens mais realistas e animadas com motion capture, e colocar aquilo tudo a 4K num jogo com um grafismo de topo apoiado em Ray Tracing. A fisica seria remodelada, seria acrescentado um motor de contexto, cenários destrutiveis, uma IA que aprende com os erros, e um conjunto de novidades adicionais. O som seria igualmente melhorado para algo imersivo, 3D, e com refracção igualmente baseada em Ray Tracing, e tudo optimizado com bastante streaming do SSD.

O problema… é que haviam aqui não uma, mas sim várias peças de hardware a serem suportadas. A Xbox série X, a Xbox série S, A Xbox One X, a Xbox One, e o PC.

Ora o jogo foi então concebido para a série X, tirando partido das suas potencialidades.



Mas quando passou para a série S, a RAM era menor… daí que as texturas de alta definição tiveram de ser removidas. Mas isso não seria um problema pois a resolução também seria menor.

O problema é que a proporção potência resolução não é compatível. Com a série X a 4K, 4 Tflops (o valor que se refere para a Lockhart) não aguentam com 1440p. Enfim, lá se terá de reduzir para menos!

Mas eis que nos surge outro problema… A Xbox One X… a memória é mesma, mas a capacidade do GPU, apesar de teoricamente ter mais Flops, não é exactamente igual. Vamos ter de ir para os 1080p… se calhar dinâmicos.

O problema agora é que temos um HDD… que não tem o mesmo nível de streaming. Teremos de cortar na geometria, nas texturas, e em outras coisas para manter a coisa na largura de banda de um HDD.

A piorar a coisa, o CPU não aguenta com o mesmo nível de física, IA e outros… Ter-se-à de re-escalar a coisa. E das duas uma, ou teremos uma versão inferior aqui, ou tem de se cortar também nas versões de cima para manter a paridade.



Mas há também a Xbox One. Aqui o CPU ainda é inferior e o GPU, esse nem se fala… O problema é que se a Xbox One X está a 1080p dinâmicos, esta consola não consegue correr o jogo numa resolução aceitável…

O grande problema é que esta consola é a que tem a maior base… e manter-se o suporte à geração anterior, sem suportar esta consola… não faz sentido.

Daí que a grande tarefa agora é… optimizar o jogo para todas estas plataformas… e manter algo que se possa dizer ser o mesmo jogo em todas. Talvez o melhor perante tantos cortes seja mesmo começar por baixo, e melhorar para cima. É menos problemático.

Apesar que, claro… vamos ter como base um jogo de Xbox One… e as revoluções que o novo hardware poderia dar… terão de ficar em  stand by.

Ah sim… e não se esqueçam… a seguir vamos optimizar para PC!



Moral das histórias

Basicamente esta história surge para demonstrar o enorme quebra cabeças em que a Microsoft se está a meter ao não criar exclusivos para a nova geração. Eles existirão, mas segundo Matt Booty, isso poderá demorar um ano ou dois. Um período em que esse problema não existirá na concorrência.

É uma medida que de vantajoso não tem nada. E nem sequer venham cá com o ser pro-consumidor, pois na realidade estamos apenas a adiar algo que será inevitável, e a prejudicar os novos compradores que terão de aguentar com jogos que não tiram partido total das suas máquinas. Onde é que está o pro-consumidor para eles?

Uma consola não vale pelos seus Tflops, nem pela velocidade do seu SSD. Vale pela quantidade e qualidade de grandes jogos!

E esses jogos estando limitados, não serão a melhor mostra possível para a série X.



Basicamente se o Menu da Sony passará a ser:

Optimizar para a PS5

O menu da Microsoft está grande demais.

Optimizar para a XsX
Optimizar para a XsS
Optimizar para a XOX
Optimizar para a XO

Optimizar para 12.15 Tflops RDNA 2
Optimizar para 4 Tflops RDNA 2
Optimizar para 6 Tflops GNC
Optimizar para 1.3 Tflops GCN



Optimizar para 16 GB
Optimizar para 12 GB
Optimizar para 8 GB

Optimizar para Zen 8 núcleos a 3.6 Ghz
Optimizar para Jaguar 8 núcleos a 2300 Mhz
Optimizar para Jaguar 8 núcleos a 1750 Mhz

Optimizar para SSD
Optimizar para HDD

E agora digam olá ao PC.

No meio disto tudo, falar de uma optimização ao nível do que é possível ser feito com o hardware único da PS5 é uma utopia. E claramente o hardware inferior vai limitar o superior.



Nota: Este artigo toma a Xbox série S como uma realidade.



100 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Trevisan
Trevisan
4 meses atrás

Ou seja. Aquilo que era discutido algum tempo atrás sobre longevidade da plataforma de certa forma esta sendo criticada hoje ? Sou leigo, mas está claro que GCN está mais do esmiuçado e os programadores o conhecem bem. O que ainda não conhecem é a nova geração. Aonde podem chegar? Quais os gargalos ? Que tecnologias casam ? Será o que temos hoje disponível de tecnologia a GCN de certa forma ainda suporta ? Vale também uma reflexão.

AlexandreR
4 meses atrás

Acredito que eles vão voltar atrás na decisão. Principalmente, a Xbox one. Vão mencionar que o jogo não era possível na consola.

Lucas Diogo
Lucas Diogo
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Isso vai ser um tiro no pé, pois foram eles que prometeram que iam dar suporte. Eles se encurralaram sozinhos, podiam ter ficado calados pois agora se eles não derem suporte vão sofrer no marketing pois vão ser considerados mentirosos mas se mantiverem a dar suporte, os jogos deles vão ficar para trás comparados aos da Sony por causa das limitações do hardware(claro se a Sony entregar jogos de qualidade que não eram possíveis pelas as limitações de hardware)

daniel
daniel
Responder a  AlexandreR
4 meses atrás

Já terá alguns jogos indies no lançamento, exclusivos para a nova geração do Xbox, imagine jogos de maior orçamento? A não ser que o Xcloud sirva para essa lacuna, mas a pessoa terá que pagar mais uma subscrição, pois duvido que eles subsidiam mais alguma coisa além do gamepass. Penso que ou terão que pagar um adicional proporcional ao tempo restante, ou será um custo separado.

Sparrow81
Sparrow81
4 meses atrás

Tá aí o pessoal falando do pro consumidor… Já tem retro nos consoles, não existe lógica alguma em manter o console anterior por mais 2 anos com os mesmos games. O Xbox one foi um vexame em vendas no mundo (só nos EUA vendeu bem e assim mesmo perdeu para o concorrente) e o series x será mais um se não tiver o que as pessoas querem: JOGOS NOVOS, DE QUALIDADE, PROPOSTAS NOVAS… Ninguém aguenta mais Gears, Halo e Forza e jogos com investimento minúsculo para aparecer day one em gamepass.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
4 meses atrás

Mais um artigo bem esclarecedor, principalmente para quem não tem conhecimentos específicos sobre desenvolvimento de jogos.

Muitos elogiam os estúdios da Sony (Naughty Dog, Guerrilla, Santa Monica, etc..) alegando que fazem milagres com as consolas Playstation. Mas uma das grandes vantagens desses estúdios é o facto de que todos os esforços são concentrados em uma única peça de hardware. Com isso criam seus motores (engines) personalizados, extraindo o máximo que a API ou devkit da consola pode oferecer (GMN/GMNX no PS4 e uma customização de Vulkan para o PS5).

Já no caso da Microsoft, mesmo que abandonassem completamente o Xbox One, os seus estúdios precisam trabalhar sobre DirectX, que é uma API voltada para várias peças de Hardware, já que isso inclui o PC e suas mais variadas configurações. Com isso, muitos estúdios da Microsoft nem criam seus próprios motores, terceirizando para motores “genéricos” como Unreal Engine, Unity, dentre outras. Então não acredito que os programadores da Sony são necessariamente melhores, mas sim que os esforços são concentrados para um único hardware.

No seu artigo, você expõe um problema ainda maior, que além de precisar optimizar pc e consola, agora também se fará necessário optimizar entre consolas de gerações diferentes, considerando diferenças de 40x em e/s, 10x em GPU, 5x ou mais em CPU. E além de optimizar, existem problemas a se resolver quanto a modelagem dos personagens e ambientes. Por exemplo, no Xbox 360 um personagem era modelado com cerca de 25 mil polígonos, já no Xbox One com cerca de 100 mil polígonos. Se o Xbox Series X tem capacidade de suportar 200 mil polígonos no personagem, é óbvio que a carga será demasiadamente grande para o Xbox One, e construir duas modelagens distintas para cada geração de consola multiplicará os custos. Logo, não vejo outra alternativa senão trabalhar com 100 mil polígonos em ambos, não usando o potencial do Xbox Series X.

Abraços.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Mario, eu leio alguns dos seus artigos, comento por aqui, expondo meu ponto de vista, e com certeza seu conteúdo ajuda a formar a minha opinião.

Eu havia lido no site da Digital Foundry que o SeriesX usa bcpack para texturas, e zlib para demais informações que não são texturas. E ajudei ele ao expor a idéia de que o SeriesX tem uma descompressão superior para texturas, mas inferior para os demais tipos de assets. Inclusive para um vídeo futuro ao abordar Sampler Feedback Streaming, que é uma optimização apenas de texturas. E vimos a apresentação da Imnsomniac no GDC sobre o game Spiderman para entender qual é a divisão de texturas usadas em games, para tentar dimensionar isso melhor.

Agora facto é que para entender a diferença de performance entre o zlib e o Kraken, além da apresentação do Cerny, eu vi o seu artigo onde você usa uma figura do Oodle (http://www.radgametools.com/oodlekraken.htm). Eu cheguei a comentar com o Lord que vi aqui, mas também falei que como a figura era de domínio público, achei que não haveria problemas. Acredito que neste caso houve falta de sensibilidade da minha parte, pois mesmo que a figura esteja em outro local, eu a vi primeiramente aqui. Por isso peço desculpas e vou pedir a ele para citar na descrição do vídeo o link do seu comparativo.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Carlos Eduardo
3 meses atrás

Não é bem assim não, meu caro. A Microsoft tem condições de sobra para tirar o máximo do seu console, só não fez até agora pq não “quis”!!! Estamos falando de novidades, onde SSD e outros quesitos farão MTA diferença para os consoles e como sempre com mais vantagem ainda ao ps5. PQ? Porque é assim que sempre foi!!! Microsoft coadjuvante em consoles sempre e não pq tem limitações para competir, é pq não tem o tesão da Sony no negócio. Se o que vc falou fosse realidade, exclusivos de PS4 seriam impossíveis de portar para o Pc. A realidade é que a Microsoft não liga para a divisão Xbox e isso já foi demonstrado várias vezes. A última? Lançar Gears Tactics antes no Pc. O Xbox é apenas um trampolim para a Microsoft e o PlayStation é tratado com “amor” pela Sony. Eles investem em pesquisa, não montaram um console como se monta o Pc. Foram bem criticados por isso, mas confiam no trabalho e pesquisa deles. No mais, uma hora ou outra os PCs vão ter que acompanhar o ps5 e isso é evolução. Pq não foi a Microsoft que mostrou esse caminho? Bom, já dei a resposta acima.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Mas a questão é como as coisas são tratadas na divisão Xbox… Eu ficaria bem revoltado de ver um game teoricamente exclusivo do console que eu investi saindo antes no Pc. Isso chega a ser uma afronta ao donos de Xbox. É como falar “Não nos importamos com vcs. Preferimos o PC”. No mais, gamepass dando games e tudo mais por 1 real no Brasil e os fãs do Xbox satisfeitos com isso. Cada um tem o que merece. Só que eu vejo muita gente abandonando o Xbox e pulando a cerca. Consolista não quer saber de retro e tudo mais, isso é plus e a Sony já fez no passado, tb constatou que cobram retro mais jogar mesmo não jogam. Por isso no lançamento de ps4 quando questionados de retro, os japoneses falaram: retro pra que? Tinha e vcs não jogavam! O que consolista quer é novidade, jogos de qualidade, novas ips saindo para um console. Retro, serviço, etc é plus, não o necessário para quem tá comprando uma plataforma nova. Afinal de contas, se compra um console novo para jogar games novos, né?

Quanto a port de consoles para Pc, vejo que ficou mais complicado com a nova geração e abordagem do ps5. Pois quantos PCs vão conseguir rodar um game feito pensado no ps5? No momento, quem sabe um que custe 1 carro. Mas isso com certeza o Pc vai ter que acompanhar e logo vão adotar um sistema inspirado no que o ps5 fez, mais eficiente, já que eficiência igual só conseguirão com uma máquina muito mais parruda e para esse Port compensar para a Sony, tem que ter uma base boa que jogue esses games no Pc né. Não vejo como o ps5 portar algo para Pc agora e nem a médio prazo, quem sabe no fim da geração

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Perfeito, Mario. Em tempo, meus parabéns pelo trabalho que vem fazendo aqui. Conheci a pouco tempo e sempre venho dar uma olhada. Traz coisas fundamentadas e de fácil compreensão para o público leigo. TB é um espaço onde seus leitores são mais concientes e debatem de forma tranquila, sem fanatismo. Sou um crítico do Xbox, pois realmente gostaria de ver a MS tendo outra postura e que o console fosse cada vez melhor para o público, pois aí eu teria uma plataforma a mais para jogar e TB a concorrência pressiona as empresas a saírem da zona de conforto e se reinventarem sempre. Mas o caminho que o Xbox vem trilhando, não me deixa animado para nada e dificilmente eu vá gastar dinheiro num console que não é prioridade nem para empresa que o construiu. Abs

Deto
Deto
4 meses atrás

Esse ponto da matéria é outro que eu comento sobre o motivo do xbox estar do jeito que está, são os seus “fãs”

olha as opções de “um fã” de xbox na internet:

a) inventar fake de “hurrr durrr downgrade” e vazar spoiler FAKE do Ghost of tsushima e last of us parte 2.

b) cobrar suporte exclusivo da MS para o SX, para ele não ser humilhado pelos jogos do PS5 no comparativo.

ou vcs acham que não vai queimar as VENDAS do SX ter jogo “remasterizado” de xbox caixão durante 1~3 anos?

Como vcs acham que vai ser no comparativo de PS5 vs SX, com o PS5 com horizon zero dawn 2 somente no PS5 e o SX com halo tendo que rodar no xone caixão?

Helmer Silva
Helmer Silva
4 meses atrás

Mário de à umas semanas para cá tenho acompanhado com afinco as publicações feitas aqui no pcmanias, tornando-se o meu site de eleição relativo a este tipo de conteúdo, quero parabenizar pelo trabalho e agradecer pelo o conhecimento que venho a adquirir lendo as suas publicações. Relativamente ao artigo entendi na perfeição o problema que nos apresenta, relativamente à XBOX não tenho muita vinculação à marca e nem aos jogos, mas não é por isso que desejo algo de mal para mesma visto que no mercado é sempre melhor existir concorrência e isto faz com que os outros intervenientes se esforcem mais e o consumidor ganha. Queria finalizar perguntando ao nesta questão da retrocompatibilidade, para muitos tenho visto pelos canais de YouTube e afins a reclamarem da falta de retrocompatibilidade da PS5, já entendi que neste caso em questão poderá até ser benéfico para o desenvolvimento da consola, mas não acha que a Sony poderia dirigir-se à comunidade, visto que estamos a ouvir que muitos por questões de nostalgia gostariam de jogar jogos antigos, pedir à comunidade uma seleção de títulos de todos as plataformas anteriores e apresentá-los na PS5 em estilo de remake ou remasterd, para suprir a falta de retrocompatibilidade e agradar os que querem um sistema com aptidão para tal? Desde já deixo um abraço e irei divulgar o seu site quando vir uma bacorada por está tão triste internet por aí a fora

Helmer Silva
Helmer Silva
Responder a  Mário Armão Ferreira
4 meses atrás

Certo entendi, não sei se queres que meta aqui os canais, mas foi o que ouvi e eles fazem isso no comparativo com XBOX Series X, sendo que “pelos vistos” com o estardalhaço que alguns fazem sobre o assunto toda gente quer, eu estou mais interessado nos jogos novos, já sei que poderei jogar alguns dos antigos e isso para mim é um bónus, mas sendo eu uma pessoa que já mudou de casa sei lá onde andaram os jogos antigos, o que me iria chatear mais era os periféricos se não tivessem. Outro eles já falaram em 100 jogos, eu não tenho 100 jogos xD, resta agora saber quais jogos.
Em suma, foi publicado agora na eurogame informações sobre uma entrevista do Phil Spencer, que está muito boa e eles pegaram na questão da linha de produção, mas eu achei a entrevista deveras interessante na sua totalidade, deixo aqui o link para quem não sabia e para o Mário possivelmente comentar, um abraço
https://youtu.be/v8bRAVKcSPY

Helmer Silva
Helmer Silva
Responder a  Helmer Silva
4 meses atrás

A entrevista começa no minuto 17+\-

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Helmer Silva
3 meses atrás

O Playstation 5 terá o modo legacy embutido no seu próprio hardware, onde os relógios de CPU e GPU serão ajustados para executarem como se fosse um Playstation 4 Pro. O Cerny apresentou essa informação, e depois a Digital Foundry a consolidou no seu artigo “PlayStation 5 uncovered: the Mark Cerny tech deep dive”.

Os 100 títulos citados são os que já terão melhorias usufruindo do hardware do Playstation 5 (resolução? quadros por segundo? HDR? não sei), mas certamente haverão mais. Caso não tenha, os outros 3900 títulos irão executar neste modo legacy.

Sobre as demais consolas, Ps3, Ps2 e Ps1, de facto não sabemos se haverá retrocompatibilidade. Se for para dar algum palpite, acredito que estarão disponíveis apenas na PSNOW.

Marco Antonio Brasil
3 meses atrás

De fato, quem já trabalhou com algum tipo de programação, sabe que poder desenvolver tendo em vista uma plataforma específica traz grande impacto na otimização do software. Como o Carlos Eduardo comentou acima, podemos ter uma noção disso pelos resultados que os estúdios First party da Sony vêm alcançando nos últimos anos.
Mário, apenas especulando, será que a Microsoft poderia adotar uma solução de escalabilidade como a da UE5 para tentar minimizar a dificuldade de desenvolvimento multiplataforma?

Felipe Leite
Felipe Leite
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Estupidez artificial me fez ganhar o dia 🤣

Livio
Livio
3 meses atrás

[OFF] Só tenho a dizer uma coisa, que venha The Last of Us 2, vocês viram o novo gameplay? Aquilo mostra que o PS4 ainda tinha terreno por mais uns 2 anos!

Ewertom
Ewertom
Responder a  Livio
3 meses atrás

Não só ele @Lívio.Ghost of Tsushima esta abismal,a Mic tem um longo trabalho pela frente ao ter contra estes dois pesos este ano.

Livio
Livio
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

dois pesos de geração anterior

Alexandre Oliveira
Alexandre Oliveira
Responder a  Livio
3 meses atrás

Eu falo por mim evoluir é sempre bom mas aguentava na boa mais 2 anos com a minha PS4 FAT.
(só alguns jogos é que me começa a chatear o serrilhado que aparece,principalmente em jogos de mundo aberto…espero que a nova geração se livre disso)

Andrio
Andrio
Responder a  Livio
3 meses atrás

2 anos eu acho muito. Eu acho que o jogos já chegaram no seu pico de evolucao grafica. Vale lembrar que os trailers sao mostrados nas versoes de meio de geracao dos consoles.

bruno
bruno
Responder a  Andrio
3 meses atrás

Verdade. Mas como alguém que já teve oportunidade de comparar na PS digo-te que tens o mesmíssimo jogo. Só muda a acuidade visual.

Ewertom
Ewertom
3 meses atrás

Não sei não,mas pelo últimos acontecimentos da industria no que se referiu aos mesmos jogos mas em plataformas diferentes,ex:Rise of Tomb Raider onde tivemos uma equipe não a principal a lidar com um aparelho muito mais “fraco” e tivemos um resultado final excelente,na minha opnião sobre o assunto os jogos feitos com a SX em mente serão feitos por uma equipe(pode ser até do mesmo estudio)mas utilizando seu potencial e nas demais plataformas um quadro menor de designers e afins para polir o jogo naquilo que é capaz.
É como acontece todas as vezes como os Fifas,CoD,Bf e afins onde temos versões de jogos iguais no nome,mas com algumas diferenças que farão o utilizador querer aderir a nova plataforma.
Não acho que a Mic vai olhar a Sony destruir seu console no que diz respeito a resolução,detalhes e fps devido aos seus exclusivos(franquias)sair em plataformas mais modestas.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Foi noticiado ontem que a Xbox SX além de retro compatibilidade e melhoramento visual terá também um upgrade de fps nos jogos já existentes para este aprimoramento ou seja temos aqui no lançamento um punhado de jogos já disponível a um nível muito acima do habitual já entregado pelo retro.
Onde quero chegar é que somente o hardware mais potente nunca esteve em causa,mas sim sua biblioteca de jogos,nesta gen por suporte de exclusivos a Sony deu uma lição a Mic um “baile”para ser mais exato,mas há pessoas que dizem”Meu Xbox ta juntando poeira”.Será mesmo pois se tens um One X ou um Pro onde tu ira comprar os jogos Third,na X ou na Pro,pela lójica do raciocínio e como se tem visto em foruns e aqui,a resposta seria na X.
Estive a ver a demo novamente do U5 e será que o user Fernando não esta certo?Pois temos ali uma resolução e fps da geração atual,mas com níveis de detalhes que os consoles não chegam,mas também pô são consoles de 2012 lançados em 2013 a evolução tem que existir e fico a pensar aonde que chegaria os detalhes numa imagem utilizando os efeitos de Quatum Brake,Uncharted 4 ou God of War a resolução ficaria na mesma e o FPS também?
Não estou a desmerecer a demo somente ficou esta dúvida no ar,pois a X também utilizará esta engine em seus games,não é uma tecnologia exclusiva do console Sony,não sei o que pensar,mas uma coisa eu sei que esta geração que esta a chegar será incrível e que o mais importante são jogos,tflops,ssd,isso ou aquilo é segundo plano,porque o primeiro são os jogos eu fico a imaginar o que terá a SX,pois a Sony eu já sei o que esperar,como foi todas suas gerações.
Para mim a Sony tem uma vantagem enorme,mas não é tudo isso que andam a dizer,analizando friamente a U5.
Quero ver os seus exclusivos,pois sei que é neles que veremos os resultados mais impressionantes,mas acho que na Sx teremos surpresas grandes por parte das first e não terá nada a ver com suporte para a geração atual.
Vamos ver.E quero ver.

bruno
bruno
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

Sim anunciaram suporte para fps incríveis em títulos retro….

Mas por algum motivo… AC Valhalla correrá a 4K 30 fps.

Ewertom
Ewertom
Responder a  bruno
3 meses atrás

Se a Ps5 fizesse o mesmo tu não acharias bom!@Bruno…..AC Valhalla não foi lançado ainda,pode haver surpresas ai e a tech demo de U5 mostrou que tanto o Ps5 e SX é capaz.
O futuro dirá.

bruno
bruno
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

E na tua primeira frase resumes o grande problema que tens com esta demo… O facto de ter sido demonstrada na PS5!

Não importa se eu acharia bom se a demo corresse na PS5 assim ou não.

Não sou eu que ando a dizer que a PS5 irá permitir correr os jogos da atual geração com muitos mais fps e melhoramento visual. Muito menos a Sony. És tu.

A repetir a lengalenga que os responsáveis da Xbox andam a alardear o Twitter e na qual basearam o Inside Xbox…

Para chegarem ao fim e teres um título current gen a correr a 4K 30 fps.

Ewertom
Ewertom
Responder a  bruno
3 meses atrás

Pouco me importa aonde foi a demo amigo @ Bruno.Só referi o porque de não ter sido 4k,teria sido uma propaganda enorme ao meu ver e um desperdício de oportunidade.
Mas o @Mário já me respondeu.Obrigado

Deto
Deto
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

igual prometeram 60fps como padrão no SX?

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Sim @Mário,mas porque não colocar a demosntração em pelo menos 60fps como alvo,pois se estamos a FHD e não em UHD ou seja esses 16 milhões cairiam para quanto?Os detalhes estão lá e sim também achei impressionante,mas uma demosntração a 1080p e ainda a 30fps,sem particulas de impacto,faíscas,etc e vendo como se portou uma RTX em 4K num game como Control já dava para esperar pouca coisa desta placa nos jogos futuros e qual Pc foi feita a análise em um Intel?ou uma AMD,sabemos das diferenças de ambas e sabemos também quem ganha em arquitetura.
Na apresentação do xbox na game warads 2019 a demonstração foi toda em 4k pelo que me lembro(não tenho certeza)e Helblade foi demonstrado a 4k e 30fps e foi um alvoroço negativo e ai vem uma demonstração de uma tech demo a 1080 e 30fps e as pessoas gritam de alegria,não sei o que pensar!antes éra resolução isso e aquilo 900p estão longe dos 1080p agora 1080p não estão lomge dos 4K.
Acho que a industria não tem jogadores,mas sim um bando de gente procurando o quem tem e o que não tem,se esquecendo que o que importa é a diversão

nETTo
nETTo
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

Hellblade 2 não tinha gameplay, não era 4K(74% de 4K nativo), não era em tempo real e rodava a 24fps, alem de ser uma apresentação In-Engine.

https://www.eurogamer.pt/articles/digitalfoundry-2019-senuas-saga-hellblade-2-analise-trailer

O mais honesto a se dizer daquilo é que o Teaser é um objetivo a ser alcançado neste jogo linear Full script.

A techdemo UE5 rodava a 1440p 30fps, e a própria Epic diz ter margem pra irem a 60fps.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

Tem pessoas que não gosta de nenhuma franquia da Nintendo ou Microsoft,mas também tem muita gente que não vê nada de especial nas franquias da Sony,o hardware nunca foi a peça principal da festa,sempre foram os jogos,aceito quando dizem que o Ps5 trouxe avanços para a industria isso ou aquilo,mas tem um produto do outro lado que também é muito bom.
A máxima que utilizo sempre vai ser a inovação e imersão que tal hardware traz,sem isso tudo se perde no caminho.O Wii e o Switch estão ai para provar e se cá o Wii e o Switch tivessem um hardware mais poderoso o estrago causado de ambos seria muito maior.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Agora com sua explicação @Mário entendo o porque.Obrigado.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Sobre Control @Mário o que relatei é ver um RTX sofrendo para rodar o game em 4K 60FPS isso numa placa de $600 dólares,mostra o quanto essa geração vai proporcionar.
Minha opnião é que o PS5 trouxe metodologias de hardware que irá influenciar a industria no futuro próximo quanto a Mic optou por um hardware robusto,mas no modelo clássico de avanço.

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

O que parece não entenderes é a diferença entre jogo e demo técnica! O Hellblade poderia estar a correr a 4k 60ps que seria o expectável, até poderia ser a 30fps, que seria perfeitamente aceitável, o problema é que estava a correr a 24fps, o que é mau para jogos.
Já uma demo técnica a resolução e fps é algo secundário, mas sendo uma demo para jogos, espera-se o mínimo aceitável para a demo em questão. Neste caso o mais importante era mostrar duas novas tecnologias, a Nanite e o Lumen, e o objectivo nestas demos é mostrar o que é capaz de fazer. No caso da Nanite era mostrar os milhares de milhões de polígonos, no Lumen a iluminação global em tempo real. A resolução era completamente irrelevante, ainda por cima quando a tecnologia é escalável. Se o objectivo era mostrar uma tecnologia que mostrasse formas de aumentar a resolução, podes ter a certeza que eles iriam mostrar algo a correr a 8k ou 16k, mas não era o caso.
Se ainda continuas a criticar a demo por causa da resolução e dos fps é porque não entendeste o seu objectivo.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Rui Teixeira
3 meses atrás

Vamos lá @Rui,tudo bem contigo,é um prazer conversar e debater assuntos aqui e com você nunca conversei e sobre Hellblade,como esta em estágio inicial de produção tem muito o que melhorar,veja o exemplo de God of War no inicio de sua produção,onde o que foi mostrado ali somente mostra o que esta por vir,apesar de não gostar do apelo do game,sobre a demo o que referi foi o porque de não utilizarem resolução 4K (pô)seria uma propaganda daquelas e ainda assim depois do desastroso inside da Microsoft.Mas o Mário já respondeu a minha indagação.
Abraço a sua explicação.

Livio
Livio
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

Meu Xbox tá juntando poeira e é um One fat, nos casos dos multi o PS4 base fica melhor, ahh e tb tenho o Pro, mas como são poucos os multi que pego e geralmente são pela Plus o Xbox fica para exclusivos.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Livio
3 meses atrás

@Livio,mas você ta limpando ele direitinho né,rapaz eu vi um Xbox One aberto e o que vi na assistência me causou espanto tamanha quantidade de poeira interna.Parece que o videogame estava interrado.

Livio
Livio
Responder a  Ewertom
3 meses atrás

se eu te disser que não, tá ele, o PS3 e o PS4 fat. Todos estão no quarto e não os utilizo pq o filho sequestrou a TV!!! O Pro pelo menos está na sala, aí ele está mais limpinho!

PS: Eu não os utilizo, mas o PS4 base é utilizado com Spotify para fazer o pequeno dormir e as vezes rodando algum jogo para distraí-lo.

Ewertom
Ewertom
Responder a  Livio
3 meses atrás

Coisas de Pai @Livio,acontece comigo também,tem dias que fico quase 2 semanas sem ligar algo.Kkkkk

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
3 meses atrás

Eu pago pra ver se vai existir um, apenas um único jogo exclusivo de PS5 que vai tirar partido das funcionalidades de nova geração a ponto de tornar impossível a experiência no PS4 em 2020 ou 2021.
A data limite da Microsoft para suporte nas duas plataformas é final de 2021, mas aí eu não sei se é uma falha de interpretação de vocês ou se é má fé mesmo, por que isso não é uma regra, é a intenção da Microsoft com seus jogos exclusivos, não é uma imposição ao mercado, igual o plano da Sony visto hoje de obrigar os devs que lançarem jogos no PS4 a partir de julho de também o lançarem no PS5, o que automaticamente vai limitar a oferta de jogos na plataforma, já que nem todos os jogos vem de estúdios grandes o bastante para suportar várias plataformas e que podem se dar ao luxo de abandonar uma de 100 milhões de potenciais clientes por uma aposta que muito provavelmente vai ter adesão lenta no primeiro ano.
Já existem jogos anunciados como exclusivos no Series X, como o Scorn, que o Dev disse que é exclusivo do Series X por causa do desempenho.
Além disso, como já disse um milhão de vezes, estamos em pontos muito diferentes da tecnologia do que estávamos em 2013. Consoles atuais rodam jogos muito melhor do que final da geração passada e todas as melhorias ainda são muito conceituais. No final de 2013, Crysis 3 no PC já chutava pra milhas de distância tudo que rodava no PS3 e Xbox 360. Agora em 2020 é impossível apontar um jogo que faça igual o pelo menos chegue perto de o fazer.
Em 2019, o Mark Cerny em entrevista deu a entender que a transição da geração seria mais suave e vários jogos seriam cross gen, como Death Stranding. Essa conversa foi deixada de lado e os fanboys da Sony fingem que nunca aconteceu…
Existe um motivo pelo qual a Sony não mostra nada, não fala nada e parece só agir em resposta à movimentação da Microsoft. Não é por que eles são os líderes de segmentado mais medrosos da história. Mas por que eles sabem bem o que não podem fazer muito além de aproveitar a euforia de uma demonstração técnica que não representa nem os próximos 3 anos de jogos reais.
Como líder de mercado, a Sony é quem deveria propor o jogo, e na verdade ela está só jogando na retranca e deixando pessoas se enganarem. Essa época está muito igual à 2005, quando o Xbox 360 e o plano da Microsoft foram subestimados. A Sony usava de vários artifícios para se promover, como a e3 2005 e as techdemos que não representavam os jogos verdadeiros que estavam vindo para o lançamento do PS3, e na verdade só foram conseguidos em 2009. Isso serviu para criarem a narrativa de que o Xbox 360 não seria bom e era o Xbox 1.5. Eu me lembro bem quando o PS3 chegou no mercado e as pessoas viam os primeiros jogos e pensavam, “é isso?”
Isso vai acontecer de novo, é só pensar um pouco, qual grande estúdio AAA da Sony tem um projeto bom o bastante para ser impossível de executar na geração atual?

Naughty Dog – Terminando TLOUS2 para o PS4 – Sem chances
Santa Monica – Terminou God Of War a 2 anos, não dá tempo de criar algo dedicado à nova geração de verdade – Sem chances
Sucker Punch – Estão terminando um jogo para PS4 – Sem chances
Insomniac – 2 anos do lançamento de seu último jogo, não dá tempo de criar algo pensado desde sempre pra nova geração.
Sony Bend – Um anos de lançamento de Days Gone, nem são um estúdio AAA, sem chances.
PD – 3 anos de GT Sports, ainda estão trabalhando nas atualizações, são bons candidatos mas dificilmente será uma grande evolução.
Guerrilla – 3 Anos desde Horizon Zero Dawn, demoraram 5 anos para desenvolver um jogo que tire total proveito do PS4. Horizon 2 pode acontecer, mas não vai ter tecnologia que o torne impossível de replicar na geração atual.

Quem sobrou pra trazer o grande jogo que vai soprar o mercado? A Sony tem algum e stpudio escondido que está criando jogos para nova geração à 5 anos?

Lucas Diogo
Lucas Diogo
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Bem, vamos descobrir dia 4 Junho.

Felipe Leite
Felipe Leite
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Basta trazer uma versão do the last of us 2 e do ghosts of tsushima com alterações para o hardware da ps5.
Só isso já é o suficiente para movimentar o mercado.
E mais… Exatamente como você mencionou, a Sony ainda não se pronunciou sobre os jogos de lançamento, pode aparecer surpresas, como também pode não aparecer nada.
E o mundo vai continuar a girar e cedo ou tarde vão aparecer jogos.
O que você nunca se lembra é que TODOS os estúdios da Sony têm provas dadas e ao comprar uma ps5 a simples certeza de que irão aparecer esses jogos já é uma grande diferença.
A Microsoft está agora a agir e a tentar recuperar dessa diferença enorme entre os exclusivos, com certeza vão conseguir fazer jogos excelentes, tenho certeza absoluta.
Mas no momento as certezas de quem comprar as novas consolas serão essas :

PS5 : God of war, horizon zero dawn, ratchet and clank, spiderman, uncharted, infamous, ghost of tsushima, last of us, days gone, gran turismo, dreams(média molecule)…

XboxX : Halo, forza, gears of War.

Parece a alguém que tenha cérebro que realmente não faz diferença?

Essa sua birra com a Sony já cansa, é sempre a mandar bitaites sem o menor fundamento, simplesmente com base no achismo.

É assim difícil aceitar que é apenas uma questão de gosto?
As duas consolas apresentam propostas diferentes, sendo excepcionais nas próprias condições.

Para quê essa birra?

Se gosta da Xbox, compra uma, te garanto que será uma boa escolha!

Para quem gosta da ps5, será uma boa escolha também!

By-mission
By-mission
Responder a  Felipe Leite
3 meses atrás

@Fernando Medeiros
Vais pagar quanto?
Eita que já tirei um print desse teu ataque de pelancas! Nos vemos dia 4 de junho…

https://www.eurogamer.pt/articles/2020-05-29-evento-ps5-confirmado-para-4-de-junho

Livio
Livio
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Engraçado que uma das possibilidades ele diz que não será uma grande evolução, sei que não acompanhas o GT e nisso faço uma correção, já tem um tempo que a PD deixou de focar nas atualizações, o prórpio Kaz já falou que updates serão mais escassos, não é a toa que o último foi de 1 só carro.

Há uma grande probabilidade de um GT aparecer na janela de lançamento do PS5 pois segundo o próprio estúdio as modelagens já são em 8K ou seja servem no PS4, PS5 e numa possível geração pós PS5.

E na alegação dos outros estúdios é interessante como a desculpa de que estúdio X tem 2 equipes desaparece.

E uma coisa digo, esses jogos sob a tutela do tio Phill estão demorando a aparecer né? Entrou em 2014 e até agora nada de jeito além da santíssima trindade.

Lucas Diogo
Lucas Diogo
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Se eu fosse você, eu iria pesquisar o output de jogos da Insomniac antes de falar. Pode ser que te surpreendas.

Felipe Leite
Felipe Leite
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Foi exactamente o que eu disse no meu comentário em resposta ao Fernando Medeiros.
A confiança nos estúdios da Sony atingiu um ponto, em que mesmo que de início não se tenha nada, sabe-se que chegará e será com qualidade.

Isso é um grande diferencial.

daniel
daniel
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Se Scorn e The Medium são exclusivos de parceiros pro Series X já no lançamento, não vejo a Sony lançando jogos menores para o Ps4 daqui pra frente também. Aliás, ela nem precisa, pois a base de consoles que ela terá já no final do ano com seus 2 grandes lançamentos + royalties (não sei se essa é a palavra adequada) de third party, permite uma posição confortável por muito muito tempo. Na minha humilde opinião, a Sony tem que aproveitar esses 2 primeiros anos, porque querendo ou não, a Microsoft vai acabar limitando a evolução third party, sem contar os seus próprios jogos. Sobre o evento de semana que vem, achas que a Sony tem alguma coisa haver com o anúncio relacionado a Sega semana que vem? Se há uma empresa que seria capaz de revitalizar a Sega, a meu ver, seria a Sony. Enfim, só no aguardo agora, porque será uma ótima semana.

bruno
bruno
Responder a  daniel
3 meses atrás

A Sega pertence a um consórcio chamado Sega Sammy que tem negócio s Al dos videojogos. Não estou a dizer que não vai acontecer mas é pouco provável porque a Sega Sammy corp é grande.

Deto
Deto
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

unica empresa que vive de coisas escondidas, “espere e verá”, e que nunca vira realidade?

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

mas ai eu estou falando da MS, que adora fazer promessas e não entregar.

prometeu “true 4k” e o unico EXclusivo do xoneX que é assim é o forza, o resto é tudo “fake”

destaque para Gears 5 com “checkboarding” e resolução dinamica que cai para 1080p ainda no xoneX “true 4k”

o cara vem ai falar de “estudio escondido”, como se fosse a Sony que aplicasse “coisas escondidas”.

Vai ser interessante, o Phill Spencer já veio falar que “não vamos ter tantos exclusivos no lançamento quando no xbox one pq ninguém compra 5 jogos com o console de cara”, e ontem e hoje já tivemos a MS hypando retro.

SX vai ser o xone X “2”, mas para o rapaz ai ir no twitter do Phill Spencer, o pró consumidor que escuta os jogadores, cobrar ele, ai não… não importa, sim ficar falando mal da Sony na internet.

bruno
bruno
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Bluepoint. Novo estúdio em San Diego. Japan Studio.

Sobre o ter ou não ter tecnologia só te relembro disto…

Sucker Punch: infamous 2 2011, Infamous SS 2014.

Guerrilha: Killzone 3 2011, KZ Shadowfall 2013.

Não assumas nada.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

a Sony tb com frases para alfinetar a concorrência.

vamos ver se as coisas esfriam ou aquecem nas alfinetadas… veremos dia 5/06.

nETTo
nETTo
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Se liberte amigo

Desde 2012 ainda nessa cruzada kkk

Sei que vc curte o Xbox, aproveite a sua plataforma, ou então vista a camisa da Microsoft e saia as ruas afim de convencer as pessoas do contrário, vire um garoto propaganda do Xbox, pois de trolls de PlayStation já existem aos milhões, e saiba que de nada adianta pelo jeito.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Fernando Medeiros

Seus comentários atualmente são os mais interessantes (eu sei que você é um troll), especificações técnicas já estão saturadas e nem estou mais lendo comentários como antes pois está massante, fico pelos artigos mesmo, mas essas flame voltaram a ficar divertidas pra mim.

Continue firme que tá divertido

O que disse obviamente é só choro e controle de dano pois sabe que a Microsoft é só conversa, e a maior parte dos jogadores gostam de jogar e não ficar igual idiotas de chan, e esses vendo a oferta da Sony de alta qualidade contra essa vergonha de indies mobile do Xbox, não tem dúvidas.

Tanto que o gamespass a preços simbólicos não levanta o xbox e ele segue com a lanterna por falta de: conteúdo decente.

Quer jogar XB360? Pra que 12 TFlop???

Playstation 5 com arquitetura tão avançada que nem precisa de 12 TFlop.

Próximos meses do Playstation: The Last of US 2, Ghost of Tsushima

Próximos meses do Xbox – shantae half genie, Bleeding (Eyes) Edge (ou qualquer porcaria dessas)

Boa sorte com essas pérolas selo Gamespass de qualidade
:p

Agora sério

Que Deus esteja com todos que tem fé nEle e os ajude nesses tempos pavorosos de mentiras, doença, OMS criminosa, corrupção, propaganda terrorista da midia, malandragem de preços absurdos (Brasil), desemprego, quebras no mundo todo, perda gradual da liberdade etc

Todos os políticos são só fantoches comprados do sistema e fazem todo mundo de trouxa. Fiquem atentos.

AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Eles vão mudando conforme lhes dá jeito. Quando virem que a Ps5 está a vender bem devido aos exclusivos, vão só criar jogos para a Xbox sx

daniel
daniel
Responder a  AlexandreR
3 meses atrás

Essa “mudança” que faz o console/marca perder a credibilidade. Se eles não tem certeza de que os jogos serão ou não lançados para 2 gerações, é melhor deixar em aberto, para ai sim ir de acordo com a maré. Eu não duvido nada de mudarem logo depois da apresentação da Sony (tenho por mim que será excelente), só que idas e vindas assim pegam muito mal.

Deto
Deto
Responder a  daniel
3 meses atrás

se vc procurar no google tem lá:

“phill spencer diz que não esta interessado em lançar um console mais poderoso”

https://www.gamespot.com/articles/dont-expect-xbox-one-and-a-half-xbox-head-says/1100-6436510/

um defensor da MS iria dizer que o xoneX não é “xbox 1.5”. Obviamente o xoneX é um xbox 1.5, e nem a promessa do “true 4k nos exclusivos” eles cumpriram.

o curioso disso que obviamente eles já estavam trabalhando no xoneX nessa epoca.

Livio
Livio
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Aí o crapGamer vem e responde:
https://twitter.com/The_CrapGamer/status/1266463473090932737?s=20

Só esperar a desculpa da MS quando o Xbox One começar a não receber jogos, irei perguntar onde fica o conceito de fim de gerações.

Andrio
Andrio
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

https://twitter.com/aarongreenberg/status/1266460080951582720?s=20

Impressionante isso, ontem a MS deu umas alfinetadas na sony e sony ficou na dela.
Hj a sony posta algo e o aaron já vai chorar no twitter kkkk

-Galvao?
-Diga la tino?
-Sentiu…

Livio
Livio
Responder a  Andrio
3 meses atrás

Só poucos irão entender!!

By-mission
By-mission
Responder a  Andrio
3 meses atrás

@Indianproxynow

“Microsoft” as 23:59
– Não gosto do conceito de gerações, é antiquado e vai mudar.
– Não gosto do conceito de exclusivos, é antiquado e vamos muda-lo.
– Jogos single players estão morrendo, não possuem a mesma relevância.
– Todos os jogos no Xbox One X serão a 4K nativos.
– 2014~2020 Teremos o maior e melhor alinhamento de jogos de todos os tempos…

“Microsoft” as 00:00
– Acreditamos no conceito de gerações e o apoiamos.
– Exclusivos são importantes e compramos vários estúdios para criamos mais jogos.
– Single players são importantes e criamos um estúdio novo para apoiar experiência a solo.
– A resolução nos jogos será decidida pelos desenvolvedores.
– No nosso inside de Maio prometemos um primeiro olhar sobre os jogos da nova geração, desculpe-nos por não atender a expectativa que criamos. Por favor, aguardem até o inside de Julho…

Lembrando que TODAS as declarações acima citadas, foram dadas ou pelo Phil Spencer ou pelo Aaron Greenberg.

https://www.eurogamer.pt/articles/2020-05-29-aaron-greenberg-diz-que-a-xbox-acredita-nas-geracoes?page=comments

bruno
bruno
Responder a  By-mission
3 meses atrás

O Silêncio devia ser mais valorizado na MS. Eles precisam urgentemente de controlar o que dizem… E o que fazem.

Começaram bem com a revelação inicial da XsX mas só tem dado tiros nos pés mais recentemente e em resultado das políticas estapafúrdias que andam a seguir.

Já sabia, quando vieram com a historinha de fim de geraçoes, que aquilo era treta pura precisamente pelas mesmas razões do comentário do crapgamer. A cereja no topo do bolo é vê-los tão enredados devido ao Inside Xbox que agora se vem contradizer.

A pior parte é que nada disto tem a haver com a máquina que construiram, só tem a haver com as políticas estapafúrdias desta administração.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

O Phil Spencer era o segundo na cadeia de comando na altura. E o que vemos ao longo dos seus 6 anos de administração (quase) foram promessas. Promessas que nao cumpriu. A única grande Vitória que ele teve foi a retro e foi o redesenhar da consola. De resto, só tem dito bacuradas que minam a confiança na divisão porque põe em causa o suporte e o valor.

Foi dele que saíram a partilha com PC, GamePass, fecho e cancelamento de jogos seguidos de dois anos de promessas de imenso suporte a para entregar índices que na maioria posso jogar no telemovel.

Mas a lengalenga de fanáticos ( e a está altura acho que pesdoal como o do discord está a ser pago para isso) apenas segue as coisas sem sentido que a direção da MS faz. São zombies e não acreditam em nada.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Sera que a longo prazo o FUD que não da certo tem efeito contrário?

imagine ficar lento um monte de FUD do PS5 “PS5 lixo bla bla bla”

o console sai com uns jogos fodões e vc compra ele e acha muito bom.

o PS6 vc le as mesmas bobagens e pensam “tudo fake, falaram groselha do PS5 e foi um otimo console, mesma coisa agora com o PS6”

Eu por exemplo li muita bobagem sobre Blu Ray ser um lixo para consoles em 2006~2009, na epoca eu jogava no PC tb, e veja só hoje… todos os consoles usam BR.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Não foi para o Ybarra que perguntaram no twitter se o xbox tinha mudado totalmente com o Phill Spencer?

ele respondeu “não, continua como sempre foi”

Eu não consigo achar esse twitte dele, falta as palavras chaves para busca.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

20min depois…. não lembrava de nenhuma palavra chave para busca, tive que olhar tudo.

impressionante como o Ybarra interage com os fanboys do EUA do xbox… procurando twitte por twitte eu vi ele interagindo com todos os fanboys do xbox do EUA que eu conheço.

https://twitter.com/Qwik/status/1211713249143443457

já tirei um print, só para garantir.

comment image?1

Livio
Livio
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Scorn? Aquele que rodou em um PC no último Inside Xbox? Quando se desmerece uma tech demo a própria dev confirma que o jogo não estava a rodar no hardware do XSX.

Minecraft RT em 1080p
HellBlade 2 com partes sub 4K e 24fps sem parte jogável
Scorn rodando em PC.

Livio
Livio
3 meses atrás

[Off] me repassaram via whats o rumor oriundo de uma pagina turca em que fala que o PS5 será retro com PS2, PS3 e PS4 via disco. Sobre o PS1 há um TBA.

Caso isso seja verdade o PS5 terá um leitor “parecido” com o do PS4 que somente irá ler DVD e BD. Com isso ele não será compatível com todos os jogos do PS2 pq há alguns em mídia CD

Ewertom
Ewertom
Responder a  Livio
3 meses atrás

Noticia boa @Livio,acabou a saudade dejogar aquele clássico do passado.

Marco Antonio Brasil
3 meses atrás

Pessoal, produtor de scorn confirmando (o óbvio) que jogos desenvolvidos crossgen ficam limitados pelo hardware inferior
https://www.eurogamer.pt/articles/2020-06-01-director-de-scorn-diz-que-optar-por-cross-gen-limita-a-versao-de-proxima-geracao

error: Conteúdo protegido